O USO DOS COMPUTADORES NOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA EDUCATIVA NA REDE ESTADUAL DE GOIÂNIA: LIMITES E POSSIBILIDADES DO ...
JUSTIFICATIVA <ul><li>A entrada dos computadores na educação não pode ser vista desconectada do atual contexto de mudanças...
<ul><li>Como se realiza a utilização dos computadores por professores e alunos do ensino médio, nos LIE (Laboratórios de I...
<ul><li>OBJETIVO GERAL </li></ul><ul><li>Verificar  como está acontecendo a utilização dos  computadores nos LIE na Rede E...
<ul><li>METODOLOGIA E PROCEDIMENTOS   </li></ul><ul><li>Abordagem qualitativa:  que se propõe a interpretar as informações...
<ul><li>A partir dos critérios estabelecidos selecionamos para pesquisa de campo  sete  escolas que trabalham com o Ambien...
<ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>CAPÍTULO 1  </li></ul><ul><li>O ACESSO AO COMPUTADOR NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA   </l...
<ul><li>Para refletir sobre do momento atual, situamos o atual contexto histórico, a sociedade da informação e da comunica...
<ul><li>RESULTADOS DA PESQUISA </li></ul>
OS DINAMIZADORES NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE  GOIÂNIA <ul><li>Perfil dos dinamizadores: </li></ul><ul><ul><li>Sexo : 86% são ...
<ul><li>Carga horária no LIE X uso do LIE pelos professores; </li></ul><ul><li>Contemplação das atividades desenvolvidas n...
OS PROFESSORES NAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE GOIÂNIA <ul><li>Foram apontados pelos dinamizadores das 7 escol...
<ul><li>Tempo de trabalho na educação:  8% de 4 a 6 anos; 29% de 7 a 10 anos; 17% 11 a 14 anos e  46%, mais de quinze anos...
<ul><li>Os professores conhecem o tutorial do Ambiente Cyber? </li></ul><ul><ul><li>4% conhecem e  96%, não conhecem o con...
<ul><ul><li>Formação dos professores para informática na educação:  46% não;   46% sim  e 8% não responderam. </li></ul></...
PERCENTUAL DOS PROFESSORES QUE UTILIZAM O LIE 18%  29 161 Total 14%  3  21  E-7  25%  5  20  E-6  20%  4  20  E-5  20%  5 ...
<ul><li>Freqüência de uso do LIE:  8% raramente; 38%sempre e  54% às vezes ; </li></ul><ul><li>Exigência de que os profess...
<ul><li>Papel do professor no processo educativo nos LIE </li></ul><ul><ul><li>Para 4%, o papel do professor é de instruto...
<ul><li>MODOS DE USO DOS COMPUTADORES DO LIE </li></ul><ul><ul><li>Uso para introduzir conteúdos  </li></ul></ul><ul><ul><...
CONCLUSÃO <ul><li>Avaliando o uso da informática na pratica pedagógica nos LIE das escolas estaduais que funcionam com Amb...
<ul><li>APONTANDO POSSIBILIDADES DE MUDANÇA   </li></ul><ul><li>Organização de uma estrutura na unidade escolar que ofereç...
<ul><li>Melhorar as condições de trabalho, plano de carreira e remuneração dos professores, para que possam dispor de mais...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Data Show O Uso Dos Computadores No Lie 18 02 09

1.411 visualizações

Publicada em

O uso dos computadores nos LIE (Laboratórios de Informática Educativa na Rede Estadual de Goiânia - Limites e possibilidades do ambente Cyber.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.411
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Data Show O Uso Dos Computadores No Lie 18 02 09

  1. 1. O USO DOS COMPUTADORES NOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA EDUCATIVA NA REDE ESTADUAL DE GOIÂNIA: LIMITES E POSSIBILIDADES DO AMBIENTE CYBER Orientadora: Prof. Dra Lúcia Helena Rincón Afonso Orientanda: Maria Aparecida Candine de Brito Universidade Católica de Goiás Mestrado em Educação Goiânia, Junho - 2008
  2. 2. JUSTIFICATIVA <ul><li>A entrada dos computadores na educação não pode ser vista desconectada do atual contexto de mudanças políticas, econômicas, sociais, cientificas e tecnológicas que estão acontecendo no mundo. Estas modificações, principalmente no campo da microeletrônica, acarretam transformações tanto no setor produtivo como no cultural. </li></ul><ul><li>Diante destas mudanças e do grande volume de informações à nossa disposição, principalmente com o computador e a internet, já não dá para escola ignorar esta realidade. Cabe ao setor educacional voltar suas atenções para a utilização destas tecnologias no sentido de transformar estas informações em conhecimento, promovendo à formação plena do cidadão para garantir-lhe sua inserção no seio desta nova realidade, tornando-o mais consciente de seus direitos e de sua cidadania. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Como se realiza a utilização dos computadores por professores e alunos do ensino médio, nos LIE (Laboratórios de Informática Educativa) das escolas estaduais de Goiânia para a construção do processo educativo? </li></ul>PROBLEMA
  4. 4. <ul><li>OBJETIVO GERAL </li></ul><ul><li>Verificar como está acontecendo a utilização dos computadores nos LIE na Rede Estadual de Educação de Goiânia. </li></ul><ul><li>OBJETIVOS ESPECÍFICOS </li></ul><ul><li>Conhecer como se realiza o uso pedagógico dos computadores nos LIE, por professores e alunos do Ensino Médio, nas escolas estaduais de Goiânia que funcionam com Ambiente Cyber; </li></ul><ul><li>Observar, colher dados, analisar e confrontar os dados levantados sobre o uso dos computadores nos LIE com referenciais teóricos que poderão contribuir para compreender o problema proposto nesta pesquisa; </li></ul><ul><li>Ampliar conhecimentos, a partir da realização do presente estudo: </li></ul><ul><li>Contribuir para a construção da história da informática nas escolas estaduais de Goiânia. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>METODOLOGIA E PROCEDIMENTOS </li></ul><ul><li>Abordagem qualitativa: que se propõe a interpretar as informações de forma mais ampla, dentro do contexto no qual o problema está inserido, enfatizando mais o processo do que o produto. </li></ul><ul><li>1º passo: Revisão bibliográfica, com base nos referenciais teóricos propostos; </li></ul><ul><li>2² passo: Identificação das escolas estaduais que atenderam os critérios estabelecidos; </li></ul><ul><ul><li>Ter laboratório de informática com funcionamento ativo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Pertencer à Rede Estadual de Educação de Goiânia; </li></ul></ul><ul><ul><li>Contar com a presença do dinamizador modulado no LIE; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ter Ensino Médio; </li></ul></ul><ul><ul><li>Apresentar um número de máquinas em funcionamento suficientes para atender todos os alunos de uma turma no mesmo horário. </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><li>A partir dos critérios estabelecidos selecionamos para pesquisa de campo sete escolas que trabalham com o Ambiente Cyber em Goiânia; </li></ul><ul><li>3º passo: Elaboração e aplicação dos instrumentos de coleta de dados, questionários, conversas informais, anotações nos diários de campo e, observação das aulas nos LIE; </li></ul><ul><li>4º passo: Análise dos dados coletados e, produção do trabalho escrito, confrontando os dados colhidos com os referenciais teóricos. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>CAPÍTULO 1 </li></ul><ul><li>O ACESSO AO COMPUTADOR NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA </li></ul><ul><li>CAPÍTULO 2 </li></ul><ul><li>INPLANTAÇÃO DO AMBIENTE CYBER NOS LIE DE ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE GOIÂNIA </li></ul><ul><li>CAPÍTULO 3 </li></ul><ul><li>ANÁLISE DO USO DOS COMPUTADORES NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE GOIÂNIA-GO </li></ul><ul><li>CONCLUSÃO </li></ul>ESTRUTURA
  8. 8. <ul><li>Para refletir sobre do momento atual, situamos o atual contexto histórico, a sociedade da informação e da comunicação, globalização, e a exclusão digital, utilizamos como principais teóricos: Oliveira, Libâneo e Toschi (2003), Schaff (1993), Castells (1999), Silveira (2001). </li></ul><ul><li>Para discutir sobre: A política de implantação da informática na educação pública e os projetos educacionais, utilizamos como principais referenciais teóricos os seguintes autores: Fonseca (1999), Bonilla e Pretto (2000), Oliveira (2002), Moraes (1993,1995,1997); </li></ul><ul><li>Para discutir e confrontar os dados colhidos durante a pesquisa, utilizamos os seguintes teóricos: Libâneo (2003), Toschi (2006), Sacristán (1999), Masseto (2000), Valente (1991,1993,1998,1999) e Moran (2000). </li></ul>REFERENCIAIS TEÓRICOS
  9. 9. <ul><li>RESULTADOS DA PESQUISA </li></ul>
  10. 10. OS DINAMIZADORES NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE GOIÂNIA <ul><li>Perfil dos dinamizadores: </li></ul><ul><ul><li>Sexo : 86% são do sexo feminino; </li></ul></ul><ul><ul><li>Tempo de trabalho no LIE : 14% estão entre um e dois anos; 29% mais de três anos e 57%, trabalham no LIE entre dois e três anos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Formação em cursos técnicos em informática : 14% não fizeram e 86% sim; </li></ul></ul><ul><ul><li>Formação para informática educacional : 100%; </li></ul></ul><ul><li>Função do dinamizador no LIE; </li></ul><ul><li>Outras funções atribuídas aos dinamizadores pelas escolas ; </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Carga horária no LIE X uso do LIE pelos professores; </li></ul><ul><li>Contemplação das atividades desenvolvidas no LIE ao Projeto Político-Pedagógico da escola; </li></ul><ul><li>Quem conduz as aulas no LIE? </li></ul><ul><ul><li>Professor (57%); </li></ul></ul><ul><ul><li>Professor e dinamizador (43%); </li></ul></ul><ul><ul><li>O uso do LIE orientado pelo dinamizador também ocorre nas escolas pesquisadas, fato comentado pelo dinamizador: </li></ul></ul><ul><li>“ Tem professores que dominam a máquina e dão uma boa aula, outros sabem muito pouco e se arriscam a trazer de vez em quando os alunos ao LIE. Têm ainda aqueles que não sabem utilizar o computador e trazem os alunos para o LIE, mas, neste caso, quem dirige as aulas é o dinamizador” (dinamizador da E-7 ) </li></ul>
  12. 12. OS PROFESSORES NAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE GOIÂNIA <ul><li>Foram apontados pelos dinamizadores das 7 escolas pesquisadas, 29 professores que utilizam o LIE, deste total, 25 professores responderam aos questionários. </li></ul><ul><li>Perfil dos professores que utilizam o LIE: </li></ul><ul><ul><li>Sexo : 84% são do sexo feminino ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Grau de formação : 100% dos professores têm formação em nível superior, sendo que, 29% com graduação; 67% com especialização e 4% com mestrado; </li></ul></ul><ul><ul><li>Curso básico de informática : 58% fizeram ; 25% não fizeram e 17% não responderam a esta questão; </li></ul></ul><ul><ul><li>Idade : 13% entre 20 e 29 anos; 26% entre 30 e 39 anos e 39% entre 40 a 49; </li></ul></ul>
  13. 13. <ul><li>Tempo de trabalho na educação: 8% de 4 a 6 anos; 29% de 7 a 10 anos; 17% 11 a 14 anos e 46%, mais de quinze anos Porque seriam os professores com mais idade e tempo de trabalho que estariam utilizando os computadores do LIE no processo educativo? Maior experiência e formação? Espaço de acomodação? Passa-tempo? Recurso diferente? Instrumento para construção do conhecimento? </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Os professores conhecem o tutorial do Ambiente Cyber? </li></ul><ul><ul><li>4% conhecem e 96%, não conhecem o conteúdo deste site ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Segundo Bonilla e Pretto (2000): </li></ul></ul><ul><ul><li>De um modo geral, as políticas públicas brasileiras vêm sendo direcionadas para a modernização de todos os setores da sociedade. Para tanto, investe-se maciçamente em tecnologia, buscando com isso atingir estágios superiores de desenvolvimento das forças produtivas e da organização política e social. Investe-se também na formação da opinião pública, com o objetivo de disseminar uma nova cultura, um ideal de modernidade, sendo o computador e toda a tecnologia assessória, o símbolo dessa nova era. </li></ul></ul>
  15. 15. <ul><ul><li>Formação dos professores para informática na educação: 46% não; 46% sim e 8% não responderam. </li></ul></ul><ul><ul><li>Muito pouco se tem gastado com formação de professores e técnicos e insuficientes recursos são destinados à manutenção dos equipamentos, o que redundam em grandes dificuldades a ser enfrentadas pelas secretarias de educação, pelos gestores das escolas e pelos professores no cotidiano das aulas, com os alunos concretos que querem usar freqüentemente e intensamente as máquinas (TOSCHI 2006, p.10) </li></ul></ul>
  16. 16. PERCENTUAL DOS PROFESSORES QUE UTILIZAM O LIE 18% 29 161 Total 14% 3 21 E-7 25% 5 20 E-6 20% 4 20 E-5 20% 5 25 E-4 14,3% 3 21 E-3 12,5% 3 24 E-2 20% 6 30 E-1 Percentual dos professores que utilizam o LIE. Nº de professores que utilizam o LIE Nº total de professores do Ensino Médio Escola
  17. 17. <ul><li>Freqüência de uso do LIE: 8% raramente; 38%sempre e 54% às vezes ; </li></ul><ul><li>Exigência de que os professores façam um planejamento escrito das atividades a serem desenvolvidas no LIE : </li></ul><ul><ul><li>5 escolas (71%) responderam que sim ; </li></ul></ul><ul><ul><li>2 escolas (29%) disseram que não. </li></ul></ul><ul><li>Nas escolas onde há exigência de um planejamento, tivemos o seguinte resultados dos questionários: </li></ul><ul><ul><li>Em duas escolas menos de 10% dos professores fazem planejamento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Em duas escolas de 30% a 50% fazem planejamento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Em uma escola mais de 70% dos professores fazem planejamento antes de ir ao LIE. </li></ul></ul>
  18. 18. <ul><li>Papel do professor no processo educativo nos LIE </li></ul><ul><ul><li>Para 4%, o papel do professor é de instrutor, o que detém o conhecimento. </li></ul></ul><ul><ul><li>Para 96%, o papel do professor é o mediador; </li></ul></ul><ul><ul><li>Por mediação pedagógica entendemos a atitude, o comportamento do professor que se coloca como um facilitador, incentivador ou motivador da aprendizagem, que se apresenta com a disposição de ser uma ponte entre o aprendiz e sua aprendizagem - não uma ponte estática, mas uma ponte rolante que ativamente colabora para que o aprendiz chegue a seus objetivos (MASSETO,2000,p.144) </li></ul></ul><ul><li>O LIE provocou mudanças no desenvolvimento de suas aulas? </li></ul><ul><ul><li>Para 100% dos professores sim; </li></ul></ul><ul><li>O que mudou nos alunos com a utilização do LIE? </li></ul><ul><ul><li>21% afirmaram que melhorou a facilidade de acesso a informações variadas, através da internet; </li></ul></ul><ul><ul><li>79% a mudança se deu devido à possibilidade de aprofundamento de conteúdos curriculares e integração do LIE às atividades de sala; </li></ul></ul>
  19. 19. <ul><li>MODOS DE USO DOS COMPUTADORES DO LIE </li></ul><ul><ul><li>Uso para introduzir conteúdos </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>softwares educativos(13%); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>pesquisa na internet (87%) </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Uso para finalizar atividades </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>apresentações de slides no PowerPoint pelos alunos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Uso do computador como curinga ou substituto para segurar os alunos na falta do professor: </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Sempre que falta professor, os alunos são mandados para o LIE, muitas vezes alguns professores, marcam o último horário no LIE para irem embora mais cedo e deixam os alunos com a dinamizadora” (dinamizadora da E-3) </li></ul></ul>
  20. 20. CONCLUSÃO <ul><li>Avaliando o uso da informática na pratica pedagógica nos LIE das escolas estaduais que funcionam com Ambiente Cyber, chegamos às seguintes conclusões : </li></ul><ul><li>Os professores não foram capacitados para utilizar as possibilidades pedagógicas oferecidas pelo tutorial do Ambiente Cyber; </li></ul><ul><li>A falta de capacitação, ou, a capacitação inadequada dos professores para o uso pedagógico do LIE contribui para que muitos educadores utilizem de forma inadequada, ou, para que não utilizem os computadores do LIE na sua prática educativa; </li></ul><ul><li>Falta de incorporação do LIE ao Projeto Político-Pedagógico; </li></ul><ul><li>Condições precárias dos dinamizadores para dedicação ao trabalho exigido nos LIE, tais como, carga horária insuficiente e acúmulo de funções. </li></ul><ul><li>Precárias condições de trabalho dos professores; </li></ul>
  21. 21. <ul><li>APONTANDO POSSIBILIDADES DE MUDANÇA </li></ul><ul><li>Organização de uma estrutura na unidade escolar que ofereça momentos em os professores tenham oportunidade de discutir sobre o uso dos computadores, se apropriando dos aspectos teóricos e também na prática pedagógica; </li></ul><ul><li>É preciso aumentar a freqüência de visitas dos multiplicadores do NTE às escolas para dar apoio pedagógico aos professores e dinamizadores; </li></ul><ul><li>Destinação de verbas financeiras para funcionamento do LIE, como por exemplo, manutenção de peças para os computadores, compra de tinta, papel para impressão, etc.; </li></ul><ul><li>Possibilitar a participação coletiva dos professores e dinamizadores na elaboração das propostas e ações para o PPP da escola, no sentido de integrar o LIE às atividades escolares; </li></ul><ul><li>Funcionamento do LIE em todos os horários de aula; </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Melhorar as condições de trabalho, plano de carreira e remuneração dos professores, para que possam dispor de mais tempo para dedicação das aulas no LIE. </li></ul><ul><li>Formação para informática educativa mais consistente, com possibilidade de relacionar teoria e prática; </li></ul><ul><li>Enfim, concluímos que trabalhar com as TIC, em especial, o computador nas escolas, é ponto positivo, mas, não é garantia de sucesso no processo educativo, se não houver preocupação com a mudança da cultura escolar. Dessa forma, é preciso analisar a importância de pensar a escola nos seus múltiplos aspectos, antes de introduzir o computador como ferramenta do processo educativo. </li></ul>

×