III Conferência CIDAADS
Cidadania e boa governança. Redução da pobreza e projetos EDS
Educar em transição – somos todos pa...
Haiti (2010) iguala o
tsunami de 2004 (Ásia)
estimativa de vítimas
fatais 300 mil
Haiyan foi considerado um dos maiores
furacões de sempre a atingir a terra. Filipin
tinham dito que medidas de prevenção
e...
A vulnerabilidade
parte integrante da sociedade de risco
“A humanidade encontra-se num momento de
definição histórica. Defrontamo-nos com a
perpetuação das disparidades existentes...
“A educação é não somente um direito do ser humano,
mas igualmente uma condição sine qua non do
desenvolvimento sustentáve...
Podem as escolas implementar a EDS?

Equilíbrio. Gomes M, Búzios, Brasil, 2006.
EDS
movimento de consciencialização da aceleração dos problemas
associados à degradação ambiental e a fatores económico-so...
EDS
Baseia-se nos princípios do DS nos domínios ambiental, social , económico e cultural
Promove a aprendizagem ao longo d...
Década da EDS (2005-14)
10 anos 10 temas
O consumo sustentável (2005)
A diversidade cultural (2006)
A saúde e a qualidade ...
Do global ao local: os planos e as ações.

CREB

PROJETOS
Compatibilidade

Aquilo que nos separa é também o que nos une. Gomes M, Ilha do Pico, Açores, 2011.


Os documentos internacionais de referência em EDS
(PAID, EEDS-CEE/ONU; EPT; ODM; Carta da Terra)

 Os documentos nacio...
Evidências
Década - quadro legal internacional
A política educativa nacional não parece ter respondido de forma consiste...
Implementação da EDS em contexto escolar
Facilita
PONTOS FORTES
1. Consciência da necessidade de mudança.
2. Disponibilida...
Paradoxo da urgência de se viver em sustentabilidade
e de estarem criadas do ponto de vista teórico
as condições para a im...
Estão hoje reunidas as condições para que
as escolas possam implementar a EDS?
Muito foi feito, mas há ainda um longo cami...
Janela do pensamento. Gomes M, Ilha do Fogo, Cabo Verde, 2010.

Nota final
O trabalho pedagógico para a tomada de consciên...
Podem as escolas implementar a EDS?
A resposta a esta e outras questões podem ser consultadas em:

http://repositorio.ul.p...
Obrigado

Perspetivas. Gomes M, Boston, EUA, 2012.
Sessão de Abertura: Presidente da CIDAADS - Manuel Carvalho Gomes
Sessão de Abertura: Presidente da CIDAADS - Manuel Carvalho Gomes
Sessão de Abertura: Presidente da CIDAADS - Manuel Carvalho Gomes
Sessão de Abertura: Presidente da CIDAADS - Manuel Carvalho Gomes
Sessão de Abertura: Presidente da CIDAADS - Manuel Carvalho Gomes
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sessão de Abertura: Presidente da CIDAADS - Manuel Carvalho Gomes

354 visualizações

Publicada em

V Jornadas do Ambiente, Energias e Alterações Climáticas e II Encontro Regional de Educação para o Desenvolvimento Sustentável, alusiva ao tema "EMPREGOS VERDES, CIDADANIA e REDUÇÃO DA POBREZA - PROJETOS EDS"

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
354
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sessão de Abertura: Presidente da CIDAADS - Manuel Carvalho Gomes

  1. 1. III Conferência CIDAADS Cidadania e boa governança. Redução da pobreza e projetos EDS Educar em transição – somos todos parceiros 25, 26 e 27 de outubro – Pavilhão do Conhecimento, Lisboa Podem as escolas implementar a EDS? Manuel António Carvalho Gomes Investigador no Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa Presidente da Associação CIDAADS
  2. 2. Haiti (2010) iguala o tsunami de 2004 (Ásia) estimativa de vítimas fatais 300 mil
  3. 3. Haiyan foi considerado um dos maiores furacões de sempre a atingir a terra. Filipin tinham dito que medidas de prevenção evitariam catástrofe mas só na província d Leyte - a mais afectada - as autoridades assumem que balanço pode chegar aos 10 óbitos. O desastre natural mais mortal das Filipinas Durante o fim de semana, na sua passagem pelas Filipinas, o furacão Haiyan deixou pelo menos 10 mil mortos e 2 mil desaparecidos.
  4. 4. A vulnerabilidade parte integrante da sociedade de risco
  5. 5. “A humanidade encontra-se num momento de definição histórica. Defrontamo-nos com a perpetuação das disparidades existentes entre as nações e no interior delas, o agravamento da pobreza, da fome, das doenças e do analfabetismo, e com a deterioração contínua dos ecossistemas de que depende nosso bemestar. (...)” In Agenda 21, preâmbulo.
  6. 6. “A educação é não somente um direito do ser humano, mas igualmente uma condição sine qua non do desenvolvimento sustentável e um instrumento indispensável a uma boa governação, a decisões claras e à promoção da democracia.” In Príncipes, Documento CEP/AC.13/2005/3/Rev.1 – EEDS/CEE Comunicar sem fios (Fotografia livre da instalação Out of Order de David Mach). Gomes M, Kingston, Reino Unido, 2008.
  7. 7. Podem as escolas implementar a EDS? Equilíbrio. Gomes M, Búzios, Brasil, 2006.
  8. 8. EDS movimento de consciencialização da aceleração dos problemas associados à degradação ambiental e a fatores económico-sociais Iluminação. Gomes M, Califórnia, EUA, 2011.
  9. 9. EDS Baseia-se nos princípios do DS nos domínios ambiental, social , económico e cultural Promove a aprendizagem ao longo da vida e envolve a educação formal, não formal e informal Estuda o conteúdo, tendo em conta o contexto, os problemas mundiais e as prioridades nacionais Desenvolve as competências dos cidadãos com vista à adoção de decisões no plano comunitário, a tolerância social, a responsabilidade ambiental, a adaptação da força laboral e a qualidade de vida É interdisciplinar. Nenhuma disciplina pode reivindicar a EDS como sua, mas todas podem contribuir para ela Recorre a técnicas pedagógicas que promovem a aprendizagem participativa e competências de reflexão
  10. 10. Década da EDS (2005-14) 10 anos 10 temas O consumo sustentável (2005) A diversidade cultural (2006) A saúde e a qualidade de vida (2007) A água e a energia (2008) As reservas da biosfera como lugares de aprendizagem (2009) Os sítios do património mundial como lugares de aprendizagem (2010) A EDS na sociedade do conhecimento (2011) A participação na cidadania e a boa governança (2012) A redução da pobreza e os projectos de desenvolvimento sustentável (2013) A ética e a justiça entre gerações (2014)
  11. 11. Do global ao local: os planos e as ações. CREB PROJETOS
  12. 12. Compatibilidade Aquilo que nos separa é também o que nos une. Gomes M, Ilha do Pico, Açores, 2011.
  13. 13.  Os documentos internacionais de referência em EDS (PAID, EEDS-CEE/ONU; EPT; ODM; Carta da Terra)  Os documentos nacionais (Protocolo de cooperação MA/ME e o Documento DEDS 2005-2014. Contributos para a sua implementação em Portugal)  Programas de ensino  O CREB através do projeto Cidadania e sustentabilidades para o séc. XXI. Caminhos para uma comunidade sustentável nos Açores confirmou as suas potencialidades no desenvolvimento da EDS pelas oportunidades de desenvolvimento experiências de aprendizagem no âmbito da compreensão da complexidade dos ecossistemas na sua relação com os sistemas humanos. Em qualquer área disciplinar ou disciplina se pode abordar a problemática da EDS
  14. 14. Evidências Década - quadro legal internacional A política educativa nacional não parece ter respondido de forma consistente aos desafios da Década, uma vez que não se promoveu : • • • a inovação dos conteúdos da educação escolar as mudanças nos métodos pedagógicos e didáticos a reorganização do sistema escolar Caminhos sustentáveis. Gomes M, Parque Natural Arenal, Costa Rica, 2008.
  15. 15. Implementação da EDS em contexto escolar Facilita PONTOS FORTES 1. Consciência da necessidade de mudança. 2. Disponibilidade dos professores para a EDS. 3. O caminho já traçado pelas temáticas transversais como a EA. 4. Há professores que conhecem a Década e a EDS e os estudantes envolvem-se em projetos nestes domínios. 5. Os órgãos de gestão conhecem o quadro conceptual da EDS. OPORTUNIDADES 1. Existência de um quadro teórico-político e de compromissos assumidos. 2. Um Currículo Nacional flexível. 3. Existência de estruturas impulsionadoras da EDS como os CRE de EDS, as ONG e o incremento da investigação. 4. A implementação da EDS. 5. A dinamização de programas por ONG como o Eco-Escolas. Perturba PONTOS FRACOS 1. Processo de ensino e aprendizagem muito centrado nos conteúdos. 2. Deficiência dos canais de comunicação com a escola e dentro dela. Fatores 3. Falta de trabalho cooperativo. internos 4. Pouca utilização das TIC. 5. Representação dos professores: o CN facilita pouco a implementação da EDS. AMEAÇAS 1. Política educativa desmotivadora para os professores. 2. Desaparecimento das áreas curriculares não disciplinares promotoras de experiências ligadas à EDS. 3. Revisão curricular – ensino baseado nos conteúdos Fatores sem modificação dos programas. externos 4. Crise económica. 5. Formação inicial e contínua dos professores deficiente em matérias de EDS.
  16. 16. Paradoxo da urgência de se viver em sustentabilidade e de estarem criadas do ponto de vista teórico as condições para a implementação da EDS e de ela não se efetivar na escolarização com a profundidade prevista. Recordando Orlando Ribeiro. Gomes M, Ilha do Fogo, Cabo Verde, 2010. A harmonia entre homens perfeitos e uma natureza rica e fecunda, sonhada por poetas (…) nunca existiu. (Orlando Ribeiro, 2012)
  17. 17. Estão hoje reunidas as condições para que as escolas possam implementar a EDS? Muito foi feito, mas há ainda um longo caminho a ser percorrido, para que a EDS passe a ser uma prática comum partilhada por todos os membros das comunidades escolares. O potencial é enorme, mas a implementação da EDS só será possível com a eliminação de um conjunto de obstáculos relacionados com o funcionamento das instituições escolares, a formação inicial e contínua dos professores e assunção do papel das temáticas transversais, na formação dos públicos escolares. A estes obstáculos junta-se ainda a urgência de orientações do MEC, promotoras da integração da EDS na educação escolar, no contexto da revisão curricular iniciada em 2011.
  18. 18. Janela do pensamento. Gomes M, Ilha do Fogo, Cabo Verde, 2010. Nota final O trabalho pedagógico para a tomada de consciência das verdadeiras dimensões das crises da sociedade é mais do que nunca urgente. Deve-se investir na EDS de modo a preparar as crianças, os jovens e a população em geral, de forma a nascer daí a esperança de uma transformação positiva da sociedade, onde todos tenham a oportunidade de receber uma educação e aprender os valores, comportamentos e modos de vida necessários para se alcançar um futuro sustentável.
  19. 19. Podem as escolas implementar a EDS? A resposta a esta e outras questões podem ser consultadas em: http://repositorio.ul.pt/handle/10451/7555 Histórias de vida. Livros e casas (Fotografia livre de tela de autor anónimo). Gomes M, Rio de Janeiro, Brasil, 2011.
  20. 20. Obrigado Perspetivas. Gomes M, Boston, EUA, 2012.

×