lingua portuguesa 2 enc

316 visualizações

Publicada em

port

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
316
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

lingua portuguesa 2 enc

  1. 1. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. 1º BLOCO ........................................................................................................................................................................................... 2 I. Verbo...................................................................................................................................................................................... 2 • Conjugações...................................................................................................................................................................... 2 2º BLOCO ........................................................................................................................................................................................... 4 I. Locução Verbal ...................................................................................................................................................................... 4 II. Vozes Verbais ........................................................................................................................................................................ 4 3º BLOCO ........................................................................................................................................................................................... 6 I. Tempos e Modos Verbais ...................................................................................................................................................... 6 • Modo Indicativo (Ação Concreta)....................................................................................................................................... 6 • Modo Subjuntivo (Ação Hipotética).................................................................................................................................... 6 • Modo Imperativo (Ordem, Conselho, Pedido).................................................................................................................... 6 II. Conjugação do Verbo Amar................................................................................................................................................... 7 4º BLOCO ........................................................................................................................................................................................... 8 I. Conjugação do Verbo Vender................................................................................................................................................ 8 II. Conjugação do Verbo Partir................................................................................................................................................... 9 III. Lista de Verbos com Conjugação Chata.............................................................................................................................. 10 5º BLOCO ......................................................................................................................................................................................... 38 I. Exercícios Relativos ao Encontro......................................................................................................................................... 38
  2. 2. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. I. VERBO É a palavra com que se expressa uma ação (cantar, vender), um estado (ser, estar), mudança de estado (tornar- se), ou fenômeno da natureza (chover). Quanto à noção que expressam, os verbos podem ser classificados da seguinte maneira:  Verbos Nocionais: exprimem ação ou fenômeno da natureza. São os chamados verbos significativos;  Verbos Relacionais: exprimem estado ou mudança de estado. São os chamados verbos de ligação; Há uma lista de verbos relacionais. Veja:  Ser;  Estar;  Continuar;  Andar;  Parecer;  Permanecer;  Ficar;  Tornar-se. Os verbos Nocionais podem ser classificados da seguinte maneira:  VI (Verbo Intransitivo): diz-se daquele que não necessita de um complemento para que se compreenda a ação verbal. Exemplos: morrer, cantar, sorrir, nascer, viver.  VT (Verbo Transitivo): diz-se daquele que necessita de um complemento para expressar o afetado pela ação verbal. Divide-se em três tipos:  Diretos: não possuem preposição para ligar o complemento verbal ao verbo. São exemplos os verbos querer, comprar, ler, falar etc.  Indiretos: possuem preposição para ligar o complemento verbal ao verbo. São exemplos os verbos gostar, necessitar, precisar, acreditar etc.  Diretos e Indiretos, ou Bitransitivos: possuem dois complementos, um não-preposicionado, outro com preposição. São exemplos os verbos pagar, perdoar, implicar etc. Se você ficou totalmente “boiando” no que acabou de ler, preste atenção na dica que eu vou passar:  João morreu. (quem morre, morre. Não é preciso um complemento para entender o verbo).  Eu quero um aumento. (quem quer, quer alguma coisa. É preciso um complemento para entender o sentido do verbo).  Eu preciso de um emprego. (quem precisa, precisa “de” alguma coisa. Deve haver uma preposição para ligar o complemento ao seu verbo.  Mário pagou a conta ao padeiro. (quem paga, paga algo a alguém. Há um complemento com preposição e um complemento sem preposição). • CONJUGAÇÕES Os verbos apresentam três conjugações. Em função da vogal temática, podem-se criar três paradigmas verbais. De acordo com a relação dos verbos com esses paradigmas, obtém-se a seguinte classificação:  regulares: seguem o paradigma verbal de sua conjugação;
  3. 3. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online.  irregulares: não seguem o paradigma verbal da conjugação a que pertencem. As irregularidades podem aparecer no radical ou nas desinências (ouvir - ouço/ouve, estar - estou/estão); Entre os verbos irregulares, destacam-se os anômalos que apresentam profundas irregularidades. São classificados como anômalos em todas as gramáticas os verbos ser e ir.  defectivos: Não são conjugados em determinadas pessoas, tempo ou modo (falir - no presente do indicativo só apresenta a 1ª e a 2ª pessoa do plural). Os defectivos distribuem-se em três grupos: impessoais, unipessoais (vozes ou ruídos de animais, só conjugados nas 3ª pessoas) por eufonia ou possibilidade de confusão com outros verbos;  abundantes: Apresentam mais de uma forma para uma mesma flexão. Mais frequente no particípio, devendo-se usar o particípio regular com ter e haver; já o irregular com ser e estar (aceito/aceitado, acendido/aceso - tenho/hei aceitado ≠ é/está aceito); As três formas nominais do verbo (infinitivo, gerúndio e particípio) não possuem função exclusivamente verbal. Infinitivo é antes substantivo, o particípio tem valor e forma de adjetivo, enquanto o gerúndio equipara-se ao adjetivo ou advérbio pelas circunstâncias que exprime.
  4. 4. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. I. LOCUÇÃO VERBAL Primeiramente, vamos relembrar a nossa noção de Locução: Quando duas ou mais palavras se unem para dar apenas um significado ocorre um fenômeno muito louco, portanto, locução. Ora, dois verbos, fazendo o papel de um = locução verbal. Teoria: Em uma locução simples, temos um verbo auxiliar (que recebe a flexão de tempo e modo), e um verbo principal (indicado a ação verbal), colocado em uma das formas nominais do verbo. Parece difícil, mas não é. Vamos ao exemplo:  O homem havia acendido a fogueira. O verbo “haver” é o verbo auxiliar, porque auxilia a entender quando a ação foi praticada, ou seja, no passado. Já o verbo “acender” está na forma nominal do particípio, que também indica uma ação realizada. Muito importante é entender que se trata de uma forma composta, por isso há que se analisarem as duas formas verbais. Muito provavelmente você já deve ter se perguntado se o correto é utilizar “acendido” ou “aceso”. Sem problemas, é algo muito natural fazer essa confusão, mas com uma simples regra podemos resolver a questão. Ou seja, todo esse circunlóquio que eu fiz foi para explicar para você a regra de utilização de alguns verbos abundantes. Como alguns verbos possuem duplo particípio, ou seja, uma forma regular (longa) e uma irregular (curta) para designar essa forma nominal, há uma regra para sua utilização: com os auxiliares ser, estar e ficar, utiliza-se a forma curta do particípio de um verbo (quando houver, é claro). Com os auxiliares ter e haver utiliza-se a forma longa do particípio. Vamos aos exemplos e aos esquemas:  A máquina havia secado a roupa. Auxiliar = havia Principal = secado  A roupa estava seca. Auxiliar = havia Principal = secado Por meio do exemplo, entende-se que a mudança do verbo auxiliar motiva a mudança da forma participial utilizada na sentença! Moleza! Tabelinha para você: II. VOZES VERBAIS Quanto às vozes, os verbos apresentam:  Voz Ativa;  Voz Passiva;  Voz Analítica;  Voz Reflexiva.
  5. 5. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online.  Ativa: Sujeito é agente da ação verbal; • O corretor vende casas. • Eu comprei um carro.  Passiva: sujeito é paciente da ação verbal; A voz passiva pode ser analítica ou sintética:  Analítica: - verbo auxiliar + particípio do verbo principal; • Casas são vendidas pelo corretor. • Um carro foi comprado por mim.  Sintética: na 3ª pessoa do singular ou plural + SE (partícula apassivadora); • Vendem-se casas. • Comprou-se um carro. OBS.: Possuem voz passiva apenas V.T.D. e V.T.D.I. (VB)  Reflexiva: sujeito é agente e paciente da ação verbal. • A menina penteou-se. • O garoto enfeitou-se. Também pode ser recíproca ao mesmo tempo (acréscimo de SE = pronome reflexivo, variável em função da pessoa do verbo). • Os presidentes cumprimentaram-se. • Os inimigos entreolharam-se. Na transformação da voz ativa na passiva, a variação temporal é indicada pelo auxiliar (ser na maioria das vezes), como notamos nos exemplos a seguir:  Ele fez o trabalho. O trabalho foi feito por ele (mantido o pretérito perfeito do indicativo)  O vento ia levando as folhas. As folhas iam sendo levadas pelo vento (mantido o gerúndio do verbo principal). LEMBRAR: Tradicionalmente, apenas os VTDs e os VTDIs possuem voz passiva.
  6. 6. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. I. TEMPOS E MODOS VERBAIS Tempo: referência ao momento em que se fala (pretérito, presente ou futuro). O modo imperativo só tem um tempo, o presente; Modo: indicativo (certeza de um fato ou estado), subjuntivo (possibilidade ou desejo de realização de um fato ou incerteza do estado) e imperativo (expressa ordem, advertência ou pedido). Quanto ao tempo verbal, eles apresentam os seguintes valores: • MODO INDICATIVO (AÇÃO CONCRETA)  Presente: indica um fato real situado no momento ou época em que se fala;  Pretérito Perfeito: indica um fato real cuja ação foi iniciada e concluída no passado;  Pretérito Imperfeito: indica um fato real cuja ação foi iniciada no passado, mas não foi concluída ou era uma ação costumeira no passado;  Pretérito Mais-Que-Perfeito: indica um fato real cuja ação é anterior a outra ação já passada;  Futuro do Presente: indica um fato real situado em momento ou época vindoura;  Futuro do Pretérito: indica um fato possível, hipotético, situado num momento futuro, mas ligado a um momento passado; TEMPOS, VERBO ESTUDAR 1ª PESSOA  Presente = estudo  Pretérito perfeito = estudei  Pretérito imperfeito = estudava  Pretérito mais-que-perfeito = estudara  Futuro do presente = estudarei  Futuro do pretérito = estudaria • MODO SUBJUNTIVO (AÇÃO HIPOTÉTICA)  Presente: indica um fato provável, duvidoso ou hipotético, situado no momento ou época em que se fala;  Pretérito Imperfeito: indica um fato provável, duvidoso ou hipotético, cuja ação foi iniciada mas não concluída no passado;  Futuro: indica um fato provável, duvidoso, hipotético, situado num momento ou época futura; TEMPOS, VERBO ESTUDAR 1ª PESSOA  Presente (que) = estude  Pretérito imperfeito (se) = estudasse  Futuro (quando) = estudar • MODO IMPERATIVO (ORDEM, CONSELHO, PEDIDO) Formas: Afirmativo e Negativo. FORMAS NOMINAIS DO VERBO Infinitivo: AR (Estudar) Gerúndio: NDO (Estudando) Particípio: ADO/IDO (Estudado)
  7. 7. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. II. CONJUGAÇÃO DO VERBO AMAR VERBO AMAR (MODO INDICATIVO) VERBO AMAR (MODO SUBJUNTIVO) VERBO AMAR (MODO IMPERATIVO) FORMAS NOMINAIS DO VERBO Infinitivo: AR (amar) Gerúndio: NDO (amando) Particípio: ADO/IDO (amado)
  8. 8. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. I. CONJUGAÇÃO DO VERBO VENDER VERBO VENDER – MODO INDICATIVO VERBO VENDER – MODO SUBJUNTIVO VERBO VENDER – MODO IMPERATIVO FORMAS NOMINAIS DO VERBO Infinitivo: R (vender) Gerúndio: NDO (vendendo) Particípio: ADO/IDO (vendido)
  9. 9. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. II. CONJUGAÇÃO DO VERBO PARTIR VERBO VENDER – MODO INDICATIVO VERBO VENDER – MODO SUBJUNTIVO VERBO VENDER – MODO IMPERATIVO FORMAS NOMINAIS DO VERBO Infinitivo: R (partir) Gerúndio: NDO (partindo) Particípio: ADO/IDO (partido)
  10. 10. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Acompanhe a lista de verbos que possuem uma conjugação um pouquinho chata. III. LISTA DE VERBOS COM CONJUGAÇÃO CHATA Dar Formas Nominais: infinitivo: dar gerúndio: dando particípio: dado Presente do Indicativo eu dou tu dás ele dá nós damos vós dais eles dão Imperfeito do Indicativo eu dava tu davas ele dava nós dávamos vós dáveis eles davam Perfeito do Indicativo eu dei tu deste ele deu nós demos vós destes eles deram Mais-que-perfeito do Indicativo eu dera tu deras ele dera nós déramos vós déreis eles deram Futuro do Pretérito do Indicativo eu daria tu darias ele daria nós daríamos vós daríeis eles dariam Futuro do Presente do Indicativo eu darei tu darás ele dará nós daremos vós dareis eles darão Presente do Subjuntivo que eu dê que tu dês que ele dê que nós demos que vós deis que eles deem Imperfeito do Subjuntivo se eu desse se tu desses se ele desse se nós déssemos se vós désseis se eles dessem Futuro do Subjuntivo quando eu der quando tu deres quando ele der quando nós dermos quando vós derdes quando eles derem Imperativo Afirmativo dá tu dê ele demos nós dai vós deem eles Imperativo Negativo não dês tu não dê ele não demos nós não deis vós não deem eles Infinitivo Pessoal por dar eu por dares tu por dar ele por darmos nós por dardes vós por darem eles Estar Formas Nominais: infinitivo: estar gerúndio: estando particípio: estado Presente do Indicativo eu estou tu estás ele está nós estamos vós estais eles estão Imperfeito do Indicativo eu estava tu estavas ele estava nós estávamos vós estáveis eles estavam Perfeito do Indicativo eu estive tu estiveste ele esteve nós estivemos vós estivestes eles estiveram
  11. 11. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Mais-que-perfeito do Indicativo eu estivera tu estiveras ele estivera nós estivéramos vós estivéreis eles estiveram Futuro do Pretérito do Indicativo eu estaria tu estarias ele estaria nós estaríamos vós estaríeis eles estariam Futuro do Presente do Indicativo eu estarei tu estarás ele estará nós estaremos vós estareis eles estarão Presente do Subjuntivo que eu esteja que tu estejas que ele esteja que nós estejamos que vós estejais que eles estejam Imperfeito do Subjuntivo se eu estivesse se tu estivesses se ele estivesse se nós estivéssemos se vós estivésseis se eles estivessem Futuro do Subjuntivo quando eu estiver quando tu estiveres quando ele estiver quando nós estivermos quando vós estiverdes quando eles estiverem Imperativo Afirmativo está tu esteja ele estejamos nós estai vós estejam eles Imperativo Negativo não estejas tu não esteja ele não estejamos nós não estejais vós não estejam eles Infinitivo Pessoal por estar eu por estares tu por estar ele por estarmos nós por estardes vós por estarem eles Caber Formas Nominais: infinitivo: caber gerúndio: cabendo particípio: cabido Presente do Indicativo eu caibo tu cabes ele cabe nós cabemos vós cabeis eles cabem Imperfeito do Indicativo eu cabia tu cabias ele cabia nós cabíamos vós cabíeis eles cabiam Perfeito do Indicativo eu coube tu coubeste ele coube nós coubemos vós coubestes eles couberam Mais-que-perfeito do Indicativo eu coubera tu couberas ele coubera nós coubéramos vós coubéreis eles couberam Futuro do Pretérito do Indicativo eu caberia tu caberias ele caberia nós caberíamos vós caberíeis eles caberiam Futuro do Presente do Indicativo eu caberei tu caberás ele caberá nós caberemos vós cabereis eles caberão Presente do Subjuntivo que eu caiba que tu caibas que ele caiba que nós caibamos que vós caibais que eles caibam Imperfeito do Subjuntivo se eu coubesse se tu coubesses se ele coubesse se nós coubéssemos se vós coubésseis se eles coubessem Futuro do Subjuntivo quando eu couber quando tu couberes quando ele couber quando nós coubermos quando vós couberdes quando eles couberem
  12. 12. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Imperativo Afirmativo cabe tu caiba ele caibamos nós cabei vós caibam eles Imperativo Negativo não caibas tu não caiba ele não caibamos nós não caibais vós não caibam eles Infinitivo Pessoal por caber eu por caberes tu por caber ele por cabermos nós por caberdes vós por caberem eles Comprazer Formas Nominais: infinitivo: comprazer gerúndio: comprazendo particípio: comprazido Presente do Indicativo eu comprazo tu comprazes ele compraz nós comprazemos vós comprazeis eles comprazem Imperfeito do Indicativo eu comprazia tu comprazias ele comprazia nós comprazíamos vós comprazíeis eles compraziam Perfeito do Indicativo eu comprazi tu comprazeste ele comprazeu nós comprazemos vós comprazestes eles comprazeram Mais-que-perfeito do Indicativo eu comprazera tu comprazeras ele comprazera nós comprazêramos vós comprazêreis eles comprazeram Futuro do Pretérito do Indicativo eu comprazeria tu comprazerias ele comprazeria nós comprazeríamos vós comprazeríeis eles comprazeriam Futuro do Presente do Indicativo eu comprazerei tu comprazerás ele comprazerá nós comprazeremos vós comprazereis eles comprazerão Presente do Subjuntivo que eu compraza que tu comprazas que ele compraza que nós comprazamos que vós comprazais que eles comprazam Imperfeito do Subjuntivo se eu comprazesse se tu comprazesses se ele comprazesse se nós comprazêssemos se vós comprazêsseis se eles comprazessem Futuro do Subjuntivo quando eu comprazer quando tu comprazeres quando ele comprazer quando nós comprazermos quando vós comprazerdes quando eles comprazerem Imperativo Afirmativo compraze tu compraza ele comprazamos nós comprazei vós comprazam eles Imperativo Negativo não comprazas tu não compraza ele não comprazamos nós não comprazais vós não comprazam eles Infinitivo Pessoal por comprazer eu por comprazeres tu por comprazer ele por comprazermos nós por comprazerdes vós por comprazerem eles
  13. 13. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Crer Formas Nominais: infinitivo: crer gerúndio: crendo particípio: crido Presente do Indicativo eu creio tu crês ele crê nós cremos vós credes eles creem Imperfeito do Indicativo eu cria tu crias ele cria nós críamos vós críeis eles criam Perfeito do Indicativo eu cri tu creste ele creu nós cremos vós crestes eles creram Mais-que-perfeito do Indicativo eu crera tu creras ele crera nós crêramos vós crêreis eles creram Futuro do Pretérito do Indicativo eu creria tu crerias ele creria nós creríamos vós creríeis eles creriam Futuro do Presente do Indicativo eu crerei tu crerás ele crerá nós creremos vós crereis eles crerão Presente do Subjuntivo que eu creia que tu creias que ele creia que nós creiamos que vós creiais que eles creiam Imperfeito do Subjuntivo se eu cresse se tu cresses se ele cresse se nós crêssemos se vós crêsseis se eles cressem Futuro do Subjuntivo quando eu crer quando tu creres quando ele crer quando nós crermos quando vós crerdes quando eles crerem Imperativo Afirmativo crê tu creia ele creiamos nós crede vós creiam eles Imperativo Negativo não creias tu não creia ele não creiamos nós não creiais vós não creiam eles Infinitivo Pessoal por crer eu por creres tu por crer ele por crermos nós por crerdes vós por crerem eles Dizer Formas Nominais: infinitivo: dizer gerúndio: dizendo particípio: dito Presente do Indicativo eu digo tu dizes ele diz nós dizemos vós dizeis eles dizem Imperfeito do Indicativo eu dizia tu dizias ele dizia nós dizíamos vós dizíeis eles diziam Perfeito do Indicativo eu disse tu disseste ele disse nós dissemos vós dissestes eles disseram
  14. 14. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Mais-que-perfeito do Indicativo eu dissera tu disseras ele dissera nós disséramos vós disséreis eles disseram Futuro do Pretérito do Indicativo eu diria tu dirias ele diria nós diríamos vós diríeis eles diriam Futuro do Presente do Indicativo eu direi tu dirás ele dirá nós diremos vós direis eles dirão Presente do Subjuntivo que eu diga que tu digas que ele diga que nós digamos que vós digais que eles digam Imperfeito do Subjuntivo se eu dissesse se tu dissesses se ele dissesse se nós disséssemos se vós dissésseis se eles dissessem Futuro do Subjuntivo quando eu disser quando tu disseres quando ele disser quando nós dissermos quando vós disserdes quando eles disserem Imperativo Afirmativo dize tu diga ele digamos nós dizei vós digam eles Imperativo Negativo não digas tu não diga ele não digamos nós não digais vós não digam eles Infinitivo Pessoal por dizer eu por dizeres tu por dizer ele por dizermos nós por dizerdes vós por dizerem eles Fazer Formas Nominais: infinitivo: fazer gerúndio: fazendo particípio: feito Presente do Indicativo eu faço tu fazes ele faz nós fazemos vós fazeis eles fazem Imperfeito do Indicativo eu fazia tu fazias ele fazia nós fazíamos vós fazíeis eles faziam Perfeito do Indicativo eu fiz tu fizeste ele fez nós fizemos vós fizestes eles fizeram Mais-que-perfeito do Indicativo eu fizera tu fizeras ele fizera nós fizéramos vós fizéreis eles fizeram Futuro do Pretérito do Indicativo eu faria tu farias ele faria nós faríamos vós faríeis eles fariam Futuro do Presente do Indicativo eu farei tu farás ele fará nós faremos vós fareis eles farão
  15. 15. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Presente do Subjuntivo que eu faça que tu faças que ele faça que nós façamos que vós façais que eles façam Imperfeito do Subjuntivo se eu fizesse se tu fizesses se ele fizesse se nós fizéssemos se vós fizésseis se eles fizessem Futuro do Subjuntivo quando eu fizer quando tu fizeres quando ele fizer quando nós fizermos quando vós fizerdes quando eles fizerem Imperativo Afirmativo faze tu faça ele façamos nós fazei vós façam eles Imperativo Negativo não faças tu não faça ele não façamos nós não façais vós não façam eles Infinitivo Pessoal por fazer eu por fazeres tu por fazer ele por fazermos nós por fazerdes vós por fazerem eles Haver Formas Nominais: infinitivo: haver gerúndio: havendo particípio: havido Presente do Indicativo eu hei tu hás ele há nós havemos vós haveis eles hão Imperfeito do Indicativo eu havia tu havias ele havia nós havíamos vós havíeis eles haviam Perfeito do Indicativo eu houve tu houveste ele houve nós houvemos vós houvestes eles houveram Mais-que-perfeito do Indicativo eu houvera tu houveras ele houvera nós houvéramos vós houvéreis eles houveram Futuro do Pretérito do Indicativo eu haveria tu haverias ele haveria nós haveríamos vós haveríeis eles haveriam Futuro do Presente do Indicativo eu haverei tu haverás ele haverá nós haveremos vós havereis eles haverão Presente do Subjuntivo que eu haja que tu hajas que ele haja que nós hajamos que vós hajais que eles hajam Imperfeito do Subjuntivo se eu houvesse se tu houvesses se ele houvesse se nós houvéssemos se vós houvésseis se eles houvessem Futuro do Subjuntivo quando eu houver quando tu houveres quando ele houver quando nós houvermos quando vós houverdes quando eles houverem Imperativo Afirmativo há tu haja ele hajamos nós havei vós hajam eles Imperativo Negativo não hajas tu não haja ele não hajamos nós não hajais vós não hajam eles Infinitivo Pessoal por haver eu por haveres tu por haver ele por havermos nós por haverdes vós por haverem eles
  16. 16. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Jazer Formas Nominais: infinitivo: jazer gerúndio: jazendo particípio: jazido Presente do Indicativo eu jazo tu jazes ele jaz nós jazemos vós jazeis eles jazem Imperfeito do Indicativo eu jazia tu jazias ele jazia nós jazíamos vós jazíeis eles jaziam Perfeito do Indicativo eu jazi tu jazeste ele jazeu nós jazemos vós jazestes eles jazeram Mais-que-perfeito do Indicativo eu jazera tu jazeras ele jazera nós jazêramos vós jazêreis eles jazeram Futuro do Pretérito do Indicativo eu jazeria tu jazerias ele jazeria nós jazeríamos vós jazeríeis eles jazeriam Futuro do Presente do Indicativo eu jazerei tu jazerás ele jazerá nós jazeremos vós jazereis eles jazerão Presente do Subjuntivo que eu jaza que tu jazas que ele jaza que nós jazamos que vós jazais que eles jazam Imperfeito do Subjuntivo se eu jazesse se tu jazesses se ele jazesse se nós jazêssemos se vós jazêsseis se eles jazessem Futuro do Subjuntivo quando eu jazer quando tu jazeres quando ele jazer quando nós jazermos quando vós jazerdes quando eles jazerem Imperativo Afirmativo jaze tu jaza ele jazamos nós jazei vós jazam eles Imperativo Negativo não jazas tu não jaza ele não jazamos nós não jazais vós não jazam eles Infinitivo Pessoal por jazer eu por jazeres tu por jazer ele por jazermos nós por jazerdes vós por jazerem eles Ler Formas Nominais: infinitivo: ler gerúndio: lendo particípio: lido Presente do Indicativo eu leio tu lês ele lê nós lemos vós ledes eles leem Imperfeito do Indicativo eu lia tu lias ele lia nós líamos vós líeis eles liam Perfeito do Indicativo eu li tu leste ele leu nós lemos vós lestes eles leram
  17. 17. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Mais-que-perfeito do Indicativo eu lera tu leras ele lera nós lêramos vós lêreis eles leram Futuro do Pretérito do Indicativo eu leria tu lerias ele leria nós leríamos vós leríeis eles leriam Futuro do Presente do Indicativo eu lerei tu lerás ele lerá nós leremos vós lereis eles lerão Presente do Subjuntivo que eu leia que tu leias que ele leia que nós leiamos que vós leiais que eles leiam Imperfeito do Subjuntivo se eu lesse se tu lesses se ele lesse se nós lêssemos se vós lêsseis se eles lessem Futuro do Subjuntivo quando eu ler quando tu leres quando ele ler quando nós lermos quando vós lerdes quando eles lerem Imperativo Afirmativo lê tu leia ele leiamos nós lede vós leiam eles Imperativo Negativo não leias tu não leia ele não leiamos nós não leiais vós não leiam eles Infinitivo Pessoal por ler eu por leres tu por ler ele por lermos nós por lerdes vós por lerem eles Perder Formas Nominais: infinitivo: perder gerúndio: perdendo particípio: perdido Presente do Indicativo eu perco tu perdes ele perde nós perdemos vós perdeis eles perdem Imperfeito do Indicativo eu perdia tu perdias ele perdia nós perdíamos vós perdíeis eles perdiam Perfeito do Indicativo eu perdi tu perdeste ele perdeu nós perdemos vós perdestes eles perderam Mais-que-perfeito do Indicativo eu perdera tu perderas ele perdera nós perdêramos vós perdêreis eles perderam Futuro do Pretérito do Indicativo eu perderia tu perderias ele perderia nós perderíamos vós perderíeis eles perderiam Futuro do Presente do Indicativo eu perderei tu perderás ele perderá nós perderemos vós perdereis eles perderão
  18. 18. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Presente do Subjuntivo que eu perca que tu percas que ele perca que nós percamos que vós percais que eles percam Imperfeito do Subjuntivo se eu perdesse se tu perdesses se ele perdesse se nós perdêssemos se vós perdêsseis se eles perdessem Futuro do Subjuntivo quando eu perder quando tu perderes quando ele perder quando nós perdermos quando vós perderdes quando eles perderem Imperativo Afirmativo perde tu perca ele percamos nós perdei vós percam eles Imperativo Negativo não percas tu não perca ele não percamos nós não percais vós não percam eles Infinitivo Pessoal por perder eu por perderes tu por perder ele por perdermos nós por perderdes vós por perderem eles Poder Formas Nominais: infinitivo: poder gerúndio: podendo particípio: podido Presente do Indicativo eu posso tu podes ele pode nós podemos vós podeis eles podem Imperfeito do Indicativo eu podia tu podias ele podia nós podíamos vós podíeis eles podiam Perfeito do Indicativo eu pude tu pudeste ele pôde nós pudemos vós pudestes eles puderam Mais-que-perfeito do Indicativo eu pudera tu puderas ele pudera nós pudéramos vós pudéreis eles puderam Futuro do Pretérito do Indicativo eu poderia tu poderias ele poderia nós poderíamos vós poderíeis eles poderiam Futuro do Presente do Indicativo eu poderei tu poderás ele poderá nós poderemos vós podereis eles poderão Presente do Subjuntivo que eu possa que tu possas que ele possa que nós possamos que vós possais que eles possam Imperfeito do Subjuntivo se eu pudesse se tu pudesses se ele pudesse se nós pudéssemos se vós pudésseis se eles pudessem Futuro do Subjuntivo quando eu puder quando tu puderes quando ele puder quando nós pudermos quando vós puderdes quando eles puderem Imperativo Afirmativo pode tu possa você possamos nós podei vós possam eles Imperativo Negativo possas tu possa você possamos nós possais vós possam eles Infinitivo Pessoal por poder eu por poderes tu por poder ele por podermos nós por poderdes vós por poderem eles
  19. 19. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Querer Formas Nominais: infinitivo: querer gerúndio: querendo particípio: querido Presente do Indicativo eu quero tu queres ele quer nós queremos vós quereis eles querem Imperfeito do Indicativo eu queria tu querias ele queria nós queríamos vós queríeis eles queriam Perfeito do Indicativo eu quis tu quiseste ele quis nós quisemos vós quisestes eles quiseram Mais-que-perfeito do Indicativo eu quisera tu quiseras ele quisera nós quiséramos vós quiséreis eles quiseram Futuro do Pretérito do Indicativo eu quereria tu quererias ele quereria nós quereríamos vós quereríeis eles quereriam Futuro do Presente do Indicativo eu quererei tu quererás ele quererá nós quereremos vós querereis eles quererão Presente do Subjuntivo que eu queira que tu queiras que ele queira que nós queiramos que vós queirais que eles queiram Imperfeito do Subjuntivo se eu quisesse se tu quisesses se ele quisesse se nós quiséssemos se vós quisésseis se eles quisessem Futuro do Subjuntivo quando eu quiser quando tu quiseres quando ele quiser quando nós quisermos quando vós quiserdes quando eles quiserem Imperativo Afirmativo quer tu queira ele queiramos nós querei vós queiram eles Imperativo Negativo não queiras tu não queira ele não queiramos nós não queirais vós não queiram eles Infinitivo Pessoal por querer eu por quereres tu por querer ele por querermos nós por quererdes vós por quererem eles Requerer Formas Nominais: infinitivo: requerer gerúndio: requerendo particípio: requerido Presente do Indicativo eu requeiro tu requeres ele requer nós requeremos vós requereis eles requerem Imperfeito do Indicativo eu requeria tu requerias ele requeria nós requeríamos vós requeríeis eles requeriam Perfeito do Indicativo eu requeri tu requereste ele requereu nós requeremos vós requerestes eles requereram
  20. 20. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Mais-que-perfeito do Indicativo eu requerera tu requereras ele requerera nós requerêramos vós requerêreis eles requereram Futuro do Pretérito do Indicativo eu requereria tu requererias ele requereria nós requereríamos vós requereríeis eles requereriam Futuro do Presente do Indicativo eu requererei tu requererás ele requererá nós requereremos vós requerereis eles requererão Presente do Subjuntivo que eu requera que tu requeras que ele requera que nós requeramos que vós requerais que eles requeram Imperfeito do Subjuntivo se eu requeresse se tu requeresses se ele requeresse se nós requerêssemos se vós requerêsseis se eles requeressem Futuro do Subjuntivo quando eu requerer quando tu requereres quando ele requerer quando nós requerermos quando vós requererdes quando eles requererem Imperativo Afirmativo requere tu requera ele requeramos nós requerei vós requeram eles Imperativo Negativo não requeras tu não requera ele não requeramos nós não requerais vós não requeram eles Infinitivo Pessoal por requerer eu por requereres tu por requerer ele por requerermos nós por requererdes vós por requererem eles Saber Formas Nominais: infinitivo: saber gerúndio: sabendo particípio: sabido Presente do Indicativo eu sei tu sabes ele sabe nós sabemos vós sabeis eles sabem Imperfeito do Indicativo eu sabia tu sabias ele sabia nós sabíamos vós sabíeis eles sabiam Perfeito do Indicativo eu soube tu soubeste ele soube nós soubemos vós soubestes eles souberam Mais-que-perfeito do Indicativo eu soubera tu souberas ele soubera nós soubéramos vós soubéreis eles souberam Futuro do Pretérito do Indicativo eu saberia tu saberias ele saberia nós saberíamos vós saberíeis eles saberiam Futuro do Presente do Indicativo eu saberei tu saberás ele saberá nós saberemos vós sabereis eles saberão Presente do Subjuntivo que eu saiba que tu saibas que ele saiba que nós saibamos que vós saibais que eles saibam Imperfeito do Subjuntivo se eu soubesse se tu soubesses se ele soubesse se nós soubéssemos se vós soubésseis se eles soubessem Futuro do Subjuntivo quando eu souber quando tu souberes quando ele souber quando nós soubermos quando vós souberdes quando eles souberem
  21. 21. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Imperativo Afirmativo sabe tu saiba ele saibamos nós sabei vós saibam eles Imperativo Negativo não saibas tu não saiba ele não saibamos nós não saibais vós não saibam eles Infinitivo Pessoal por saber eu por saberes tu por saber ele por sabermos nós por saberdes vós por saberem eles Ser Formas Nominais: infinitivo: ser gerúndio: sendo particípio: sido Presente do Indicativo eu sou tu és ele é nós somos vós sois eles são Imperfeito do Indicativo eu era tu eras ele era nós éramos vós éreis eles eram Perfeito do Indicativo eu fui tu foste ele foi nós fomos vós fostes eles foram Mais-que-perfeito do Indicativo eu fora tu foras ele fora nós fôramos vós fôreis eles foram Futuro do Pretérito do Indicativo eu seria tu serias ele seria nós seríamos vós seríeis eles seriam Futuro do Presente do Indicativo eu serei tu serás ele será nós seremos vós sereis eles serão Presente do Subjuntivo que eu seja que tu sejas que ele seja que nós sejamos que vós sejais que eles sejam Imperfeito do Subjuntivo se eu fosse se tu fosses se ele fosse se nós fôssemos se vós fôsseis se eles fossem Futuro do Subjuntivo quando eu for quando tu fores quando ele for quando nós formos quando vós fordes quando eles forem Imperativo Afirmativo sê tu seja ele sejamos nós sede vós sejam eles Imperativo Negativo não sejas tu não seja ele não sejamos nós não sejais vós não sejam eles Infinitivo Pessoal por ser eu por seres tu por ser ele por sermos nós por serdes vós por serem eles
  22. 22. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Ter Formas Nominais: infinitivo: ter gerúndio: tendo particípio: tido Presente do Indicativo eu tenho tu tens ele tem nós temos vós tendes eles têm Imperfeito do Indicativo eu tinha tu tinhas ele tinha nós tínhamos vós tínheis eles tinham Perfeito do Indicativo eu tive tu tiveste ele teve nós tivemos vós tivestes eles tiveram Mais-que-perfeito do Indicativo eu tivera tu tiveras ele tivera nós tivéramos vós tivéreis eles tiveram Futuro do Pretérito do Indicativo eu teria tu terias ele teria nós teríamos vós teríeis eles teriam Futuro do Presente do Indicativo eu terei tu terás ele terá nós teremos vós tereis eles terão Presente do Subjuntivo que eu tenha que tu tenhas que ele tenha que nós tenhamos que vós tenhais que eles tenham Imperfeito do Subjuntivo se eu tivesse se tu tivesses se ele tivesse se nós tivéssemos se vós tivésseis se eles tivessem Futuro do Subjuntivo quando eu tiver quando tu tiveres quando ele tiver quando nós tivermos quando vós tiverdes quando eles tiverem Imperativo Afirmativo tem tu tenha ele tenhamos nós tende vós tenham eles Imperativo Negativo não tenhas tu não tenha ele não tenhamos nós não tenhais vós não tenham eles Infinitivo Pessoal por ter eu por teres tu por ter ele por termos nós por terdes vós por terem eles Trazer Formas Nominais: infinitivo: trazer gerúndio: trazendo particípio: trazido Presente do Indicativo eu trago tu trazes ele traz nós trazemos vós trazeis eles trazem Imperfeito do Indicativo eu trazia tu trazias ele trazia nós trazíamos vós trazíeis eles traziam Perfeito do Indicativo eu trouxe tu trouxeste ele trouxe nós trouxemos vós trouxestes eles trouxeram
  23. 23. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Mais-que-perfeito do Indicativo eu trouxera tu trouxeras ele trouxera nós trouxéramos vós trouxéreis eles trouxeram Futuro do Pretérito do Indicativo eu traria tu trarias ele traria nós traríamos vós traríeis eles trariam Futuro do Presente do Indicativo eu trarei tu trarás ele trará nós traremos vós trareis eles trarão Presente do Subjuntivo que eu traga que tu tragas que ele traga que nós tragamos que vós tragais que eles tragam Imperfeito do Subjuntivo se eu trouxesse se tu trouxesses se ele trouxesse se nós trouxéssemos se vós trouxésseis se eles trouxessem Futuro do Subjuntivo quando eu trouxer quando tu trouxeres quando ele trouxer quando nós trouxermos quando vós trouxerdes quando eles trouxerem Imperativo Afirmativo traze tu traga ele tragamos nós trazei vós tragam eles Imperativo Negativo não tragas tu não traga ele não tragamos nós não tragais vós não tragam eles Infinitivo Pessoal por trazer eu por trazeres tu por trazer ele por trazermos nós por trazerdes vós por trazerem eles Valer Formas Nominais: infinitivo: valer gerúndio: valendo particípio: valido Presente do Indicativo eu valho tu vales ele vale nós valemos vós valeis eles valem Imperfeito do Indicativo eu valia tu valias ele valia nós valíamos vós valíeis eles valiam Perfeito do Indicativo eu vali tu valeste ele valeu nós valemos vós valestes eles valeram Mais-que-perfeito do Indicativo eu valera tu valeras ele valera nós valêramos vós valêreis eles valeram Futuro do Pretérito do Indicativo eu valeria tu valerias ele valeria nós valeríamos vós valeríeis eles valeriam Futuro do Presente do Indicativo eu valerei tu valerás ele valerá nós valeremos vós valereis eles valerão Presente do Subjuntivo que eu valha que tu valhas que ele valha que nós valhamos que vós valhais que eles valham Imperfeito do Subjuntivo se eu valesse se tu valesses se ele valesse se nós valêssemos se vós valêsseis se eles valessem Futuro do Subjuntivo quando eu valer quando tu valeres quando ele valer quando nós valermos quando vós valerdes quando eles valerem
  24. 24. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Imperativo Afirmativo vale tu valha ele valhamos nós valei vós valham eles Imperativo Negativo não valhas tu não valha ele não valhamos nós não valhais vós não valham eles Infinitivo Pessoal por valer eu por valeres tu por valer ele por valermos nós por valerdes vós por valerem eles Ver Formas Nominais: infinitivo: ver gerúndio: vendo particípio: visto Presente do Indicativo eu vejo tu vês ele vê nós vemos vós vedes eles veem Imperfeito do Indicativo eu via tu vias ele via nós víamos vós víeis eles viam Perfeito do Indicativo eu vi tu viste ele viu nós vimos vós vistes eles viram Mais-que-perfeito do Indicativo eu vira tu viras ele vira nós víramos vós víreis eles viram Futuro do Pretérito do Indicativo eu veria tu verias ele veria nós veríamos vós veríeis eles veriam Futuro do Presente do Indicativo eu verei tu verás ele verá nós veremos vós vereis eles verão Presente do Subjuntivo que eu veja que tu vejas que ele veja que nós vejamos que vós vejais que eles vejam Imperfeito do Subjuntivo se eu visse se tu visses se ele visse se nós víssemos se vós vísseis se eles vissem Futuro do Subjuntivo quando eu vir quando tu vires quando ele vir quando nós virmos quando vós virdes quando eles virem Imperativo Afirmativo vê tu veja ele vejamos nós vede vós vejam eles Imperativo Negativo não vejas tu não veja ele não vejamos nós não vejais vós não vejam eles Infinitivo Pessoal por ver eu por veres tu por ver ele por vermos nós por verdes vós por verem eles
  25. 25. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Vir Formas Nominais: infinitivo: vir gerúndio: vindo particípio: vindo Presente do Indicativo eu venho tu vens ele vem nós vimos vós vindes eles vêm Imperfeito do Indicativo eu vinha tu vinhas ele vinha nós vínhamos vós vínheis eles vinham Perfeito do Indicativo eu vim tu vieste ele veio nós viemos vós viestes eles vieram Mais-que-perfeito do Indicativo eu viera tu vieras ele viera nós viéramos vós viéreis eles vieram Futuro do Pretérito do Indicativo eu viria tu virias ele viria nós viríamos vós viríeis eles viriam Futuro do Presente do Indicativo eu virei tu virás ele virá nós viremos vós vireis eles virão Presente do Subjuntivo que eu venha que tu venhas que ele venha que nós venhamos que vós venhais que eles venham Imperfeito do Subjuntivo se eu viesse se tu viesses se ele viesse se nós viéssemos se vós viésseis se eles viessem Futuro do Subjuntivo quando eu vier quando tu vieres quando ele vier quando nós viermos quando vós vierdes quando eles vierem Imperativo Afirmativo vem tu venha ele venhamos nós vinde vós venham eles Imperativo Negativo não venhas tu não venha ele não venhamos nós não venhais vós não venham eles Infinitivo Pessoal por vir eu por vires tu por vir ele por virmos nós por virdes vós por virem eles Acudir Formas Nominais: infinitivo: acudir gerúndio: acudindo particípio: acudido Presente do Indicativo eu acudo tu acodes ele acode nós acudimos vós acudis eles acodem Imperfeito do Indicativo eu acudia tu acudias ele acudia nós acudíamos vós acudíeis eles acudiam Perfeito do Indicativo eu acudi tu acudiste ele acudiu nós acudimos vós acudistes eles acudiram
  26. 26. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Mais-que-perfeito do Indicativo eu acudira tu acudiras ele acudira nós acudíramos vós acudíreis eles acudiram Futuro do Pretérito do Indicativo eu acudiria tu acudirias ele acudiria nós acudiríamos vós acudiríeis eles acudiriam Futuro do Presente do Indicativo eu acudirei tu acudirás ele acudirá nós acudiremos vós acudireis eles acudirão Presente do Subjuntivo que eu acuda que tu acudas que ele acuda que nós acudamos que vós acudais que eles acudam Imperfeito do Subjuntivo se eu acudisse se tu acudisses se ele acudisse se nós acudíssemos se vós acudísseis se eles acudissem Futuro do Subjuntivo quando eu acudir quando tu acudires quando ele acudir quando nós acudirmos quando vós acudirdes quando eles acudirem Imperativo Afirmativo acode tu acuda ele acudamos nós acudi vós acudam eles Imperativo Negativo não acudas tu não acuda ele não acudamos nós não acudais vós não acudam eles Infinitivo Pessoal por acudir eu por acudires tu por acudir ele por acudirmos nós por acudirdes vós por acudirem eles Cair Formas Nominais: infinitivo: cair gerúndio: caindo particípio: caido Presente do Indicativo eu caio tu cais ele cai nós caímos vós caís eles caem Imperfeito do Indicativo eu caía tu caías ele caía nós caíamos vós caíeis eles caíam Perfeito do Indicativo eu caí tu caiste ele caiu nós caímos vós caístes eles caíram Mais-que-perfeito do Indicativo eu caíra tu caíras ele caíra nós caíramos vós caíreis eles caíram Futuro do Pretérito do Indicativo eu cairia tu cairias ele cairia nós cairíamos vós cairíeis eles cairiam Futuro do Presente do Indicativo eu cairei tu cairás ele cairá nós cairemos vós caireis eles cairão Presente do Subjuntivo que eu caia que tu caias que ele caia que nós caiamos que vós caiais que eles caiam Imperfeito do Subjuntivo se eu caísse se tu caísses se ele caísse se nós caíssemos se vós caísseis se eles caíssem Futuro do Subjuntivo quando eu cair quando tu caires quando ele cair quando nós cairmos quando vós cairdes quando eles caírem
  27. 27. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Imperativo Afirmativo cai tu caia ele caiamos nós caí vós caiam eles Imperativo Negativo não caias tu não caia ele não caiamos nós não caiais vós não caiam eles Infinitivo Pessoal por cair eu por caires tu por cair ele por cairmos nós por cairdes vós por caírem eles Ouvir Formas Nominais: infinitivo: ouvir gerúndio: ouvindo particípio: ouvido Presente do Indicativo eu ouço tu ouves ele ouve nós ouvimos vós ouvis eles ouvem Imperfeito do Indicativo eu ouvia tu ouvias ele ouvia nós ouvíamos vós ouvíeis eles ouviam Perfeito do Indicativo eu ouvi tu ouviste ele ouviu nós ouvimos vós ouvistes eles ouviram Mais-que-perfeito do Indicativo eu ouvira tu ouviras ele ouvira nós ouvíramos vós ouvíreis eles ouviram Futuro do Pretérito do Indicativo eu ouviria tu ouvirias ele ouviria nós ouviríamos vós ouviríeis eles ouviriam Futuro do Presente do Indicativo eu ouvirei tu ouvirás ele ouvirá nós ouviremos vós ouvireis eles ouvirão Presente do Subjuntivo que eu ouça que tu ouças que ele ouça que nós ouçamos que vós ouçais que eles ouçam Imperfeito do Subjuntivo se eu ouvisse se tu ouvisses se ele ouvisse se nós ouvíssemos se vós ouvísseis se eles ouvissem Futuro do Subjuntivo quando eu ouvir quando tu ouvires quando ele ouvir quando nós ouvirmos quando vós ouvirdes quando eles ouvirem Imperativo Afirmativo ouve tu ouça ele ouçamos nós ouçais vós ouçam eles Imperativo Negativo não ouças tu não ouça ele não ouçamos nós não ouçais vós não ouçam eles Infinitivo Pessoal por ouvir eu por ouvires tu por ouvir ele por ouvirmos nós por ouvirdes vós por ouvirem eles Cobrir Formas Nominais: infinitivo: cobrir gerúndio: cobrindo particípio: cobrido
  28. 28. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Presente do Indicativo eu cubro tu cobres ele cobre nós cobrimos vós cobris eles cobrem Imperfeito do Indicativo eu cobria tu cobrias ele cobria nós cobríamos vós cobríeis eles cobriam Perfeito do Indicativo eu cobri tu cobriste ele cobriu nós cobrimos vós cobristes eles cobriram Mais-que-perfeito do Indicativo eu cobrira tu cobriras ele cobrira nós cobríramos vós cobríreis eles cobriram Futuro do Pretérito do Indicativo eu cobriria tu cobririas ele cobriria nós cobriríamos vós cobriríeis eles cobririam Futuro do Presente do Indicativo eu cobrirei tu cobrirás ele cobrirá nós cobriremos vós cobrireis eles cobrirão Presente do Subjuntivo que eu cubra que tu cubras que ele cubra que nós cubramos que vós cubrais que eles cubram Imperfeito do Subjuntivo se eu cobrisse se tu cobrisses se ele cobrisse se nós cobríssemos se vós cobrísseis se eles cobrissem Futuro do Subjuntivo quando eu cobrir quando tu cobrires quando ele cobrir quando nós cobrirmos quando vós cobrirdes quando eles cobrirem Imperativo Afirmativo cobre tu cubra ele cubramos nós cobri vós cubram eles Imperativo Negativo não cubras tu não cubra ele não cubramos nós não cubrais vós não cubram eles Infinitivo Pessoal por cobrir eu por cobrires tu por cobrir ele por cobrirmos nós por cobrirdes vós por cobrirem eles Frigir Formas Nominais: infinitivo: frigir gerúndio: frigindo particípio: frigido Presente do Indicativo eu frijo tu fríges ele fríge nós frigimos vós frigis eles frígem Imperfeito do Indicativo eu frigia tu frigias ele frigia nós frigíamos vós frigíeis eles frigiam Perfeito do Indicativo eu frigi tu frigiste ele frigiu nós frigimos vós frigistes eles frigiram Mais-que-perfeito do Indicativo eu frigira tu frigiras ele frigira nós frigíramos vós frigíreis eles frigiram Futuro do Pretérito do Indicativo eu frigiria tu frigirias ele frigiria nós frigiríamos vós frigiríeis eles frigiriam Futuro do Presente do Indicativo eu frigirei tu frigirás ele frigirá nós frigiremos vós frigireis eles frigirão
  29. 29. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Presente do Subjuntivo que eu frija que tu frijas que ele frija que nós frijamos que vós frijais que eles frijam Imperfeito do Subjuntivo se eu frigisse se tu frigisses se ele frigisse se nós frigíssemos se vós frigísseis se eles frigissem Futuro do Subjuntivo quando eu frigir quando tu frigires quando ele frigir quando nós frigirmos quando vós frigirdes quando eles frigirem Imperativo Afirmativo fríge tu frija ele frijamos nós frigi vós frijam eles Imperativo Negativo não frijas tu não frija ele não frijamos nós não frijais vós não frijam eles Infinitivo Pessoal por frigir eu por frigires tu por frigir ele por frigirmos nós por frigirdes vós por frigirem eles Ir Formas Nominais: infinitivo: ir gerúndio: indo particípio: ido Presente do Indicativo eu vou tu vais ele vai nós vamos vós ides eles vão Imperfeito do Indicativo eu ia tu ias ele ia nós íamos vós íeis eles iam Perfeito do Indicativo eu fui tu foste ele foi nós fomos vós fostes eles foram Mais-que-perfeito do Indicativo eu fora tu foras ele fora nós fôramos vós fôreis eles foram Futuro do Pretérito do Indicativo eu iria tu irias ele iria nós iríamos vós iríeis eles iriam Futuro do Presente do Indicativo eu irei tu irás ele irá nós iremos vós ireis eles irão Presente do Subjuntivo que eu vá que tu vás que ele vá que nós vamos que vós vades que eles vão Imperfeito do Subjuntivo se eu fosse se tu fosses se ele fosse se nós fôssemos se vós fôsseis se eles fossem Futuro do Subjuntivo quando eu for quando tu fores quando ele for quando nós formos quando vós fordes quando eles forem Imperativo Afirmativo vai tu vá ele vamos nós ide vós vão eles Imperativo Negativo não vás tu não vá ele não vamos nós não vades vós não vão eles Infinitivo Pessoal por ir eu por ires tu por ir ele por irmos nós por irdes vós por irem eles
  30. 30. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Medir Formas Nominais: infinitivo: medir gerúndio: medindo particípio: medido Presente do Indicativo eu meço tu medes ele mede nós medimos vós medis eles medem Imperfeito do Indicativo eu media tu medias ele media nós medíamos vós medíeis eles mediam Perfeito do Indicativo eu medi tu mediste ele mediu nós medimos vós medistes eles mediram Mais-que-perfeito do Indicativo eu medira tu mediras ele medira nós medíramos vós medíreis eles mediram Futuro do Pretérito do Indicativo eu mediria tu medirias ele mediria nós mediríamos vós mediríeis eles mediriam Futuro do Presente do Indicativo eu medirei tu medirás ele medirá nós mediremos vós medireis eles medirão Presente do Subjuntivo que eu meça que tu meças que ele meça que nós meçamos que vós meçais que eles meçam Imperfeito do Subjuntivo se eu medisse se tu medisses se ele medisse se nós medíssemos se vós medísseis se eles medissem Futuro do Subjuntivo quando eu medir quando tu medires quando ele medir quando nós medirmos quando vós medirdes quando eles medirem Imperativo Afirmativo mede tu meça ele meçamos nós medi vós meçam eles Imperativo Negativo não meças tu não meça ele não meçamos nós não meçais vós não meçam eles Infinitivo Pessoal por medir eu por medires tu por medir ele por medirmos nós por medirdes vós por medirem eles Mentir Formas Nominais: infinitivo: mentir gerúndio: mentindo particípio: mentido Presente do Indicativo eu minto tu mentes ele mente nós mentimos vós mentis eles mentem Imperfeito do Indicativo eu mentia tu mentias ele mentia nós mentíamos vós mentíeis eles mentiam Perfeito do Indicativo eu menti tu mentiste ele mentiu nós mentimos vós mentistes eles mentiram
  31. 31. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Mais-que-perfeito do Indicativo eu mentira tu mentiras ele mentira nós mentíramos vós mentíreis eles mentiram Futuro do Pretérito do Indicativo eu mentiria tu mentirias ele mentiria nós mentiríamos vós mentiríeis eles mentiriam Futuro do Presente do Indicativo eu mentirei tu mentirás ele mentirá nós mentiremos vós mentireis eles mentirão Presente do Subjuntivo que eu minta que tu mintas que ele minta que nós mintamos que vós mintais que eles mintam Imperfeito do Subjuntivo se eu mentisse se tu mentisses se ele mentisse se nós mentíssemos se vós mentísseis se eles mentissem Futuro do Subjuntivo quando eu mentir quando tu mentires quando ele mentir quando nós mentirmos quando vós mentirdes quando eles mentirem Imperativo Afirmativo mente tu minta ele mintamos nós menti vós mintam eles Imperativo Negativo não mintas tu não minta ele não mintamos nós não mintais vós não mintam eles Infinitivo Pessoal por mentir eu por mentires tu por mentir ele por mentirmos nós por mentirdes vós por mentirem eles Pedir Formas Nominais: infinitivo: pedir gerúndio: pedindo particípio: pedido Presente do Indicativo eu peço tu pedes ele pede nós pedimos vós pedis eles pedem Imperfeito do Indicativo eu pedia tu pedias ele pedia nós pedíamos vós pedíeis eles pediam Perfeito do Indicativo eu pedi tu pediste ele pediu nós pedimos vós pedistes eles pediram Mais-que-perfeito do Indicativo eu pedira tu pediras ele pedira nós pedíramos vós pedíreis eles pediram Futuro do Pretérito do Indicativo eu pediria tu pedirias ele pediria nós pediríamos vós pediríeis eles pediriam Futuro do Presente do Indicativo eu pedirei tu pedirás ele pedirá nós pediremos vós pedireis eles pedirão Presente do Subjuntivo que eu peça que tu peças que ele peça que nós peçamos que vós peçais que eles peçam Imperfeito do Subjuntivo se eu pedisse se tu pedisses se ele pedisse se nós pedíssemos se vós pedísseis se eles pedissem Futuro do Subjuntivo quando eu pedir quando tu pedires quando ele pedir quando nós pedirmos quando vós pedirdes quando eles pedirem
  32. 32. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Imperativo Afirmativo pede tu peça ele peçamos nós pedi vós peçam eles Imperativo Negativo não peças tu não peça ele não peçamos nós não peçais vós não peçam eles Infinitivo Pessoal por pedir eu por pedires tu por pedir ele por pedirmos nós por pedirdes vós por pedirem eles Polir Formas Nominais: infinitivo: polir gerúndio: polindo particípio: polido Presente do Indicativo nós polimos vós polis Imperfeito do Indicativo eu polia tu polias ele polia nós políamos vós políeis eles poliam Perfeito do Indicativo eu poli tu poliste ele poliu nós polimos vós polistes eles poliram Mais-que-perfeito do Indicativo eu polira tu poliras ele polira nós políramos vós políreis eles poliram Futuro do Pretérito do Indicativo eu poliria tu polirias ele poliria nós poliríamos vós poliríeis eles poliriam Futuro do Presente do Indicativo eu polirei tu polirás ele polirá nós poliremos vós polireis eles polirão Presente do Subjuntivo Imperfeito do Subjuntivo se eu polisse se tu polisses se ele polisse se nós políssemos se vós polísseis se eles polissem Futuro do Subjuntivo quando eu polir quando tu polires quando ele polir quando nós polirmos quando vós polirdes quando eles polirem Imperativo Afirmativo poli vós Imperativo Negativo Infinitivo Pessoal por polir eu por polires tu por polir ele por polirmos nós por polirdes vós por polirem eles
  33. 33. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Progredir Formas Nominais: infinitivo: progredir gerúndio: progredindo particípio: progredido Presente do Indicativo eu progrido tu progrides ele progride nós progredimos vós progredis eles progridem Imperfeito do Indicativo eu progredia tu progredias ele progredia nós progredíamos vós progredíeis eles progrediam Perfeito do Indicativo eu progredi tu progrediste ele progrediu nós progredimos vós progredistes eles progrediram Mais-que-perfeito do Indicativo eu progredira tu progrediras ele progredira nós progredíramos vós progredíreis eles progrediram Futuro do Pretérito do Indicativo eu progrediria tu progredirias ele progrediria nós progrediríamos vós progrediríeis eles progrediriam Futuro do Presente do Indicativo eu progredirei tu progredirás ele progredirá nós progrediremos vós progredireis eles progredirão Presente do Subjuntivo que eu progrida que tu progridas que ele progrida que nós progridamos que vós progridais que eles progridam Imperfeito do Subjuntivo se eu progredisse se tu progredisses se ele progredisse se nós progredíssemos se vós progredísseis se eles progredissem Futuro do Subjuntivo quando eu progredir quando tu progredires quando ele progredir quando nós progredirmos quando vós progredirdes quando eles progredirem Imperativo Afirmativo progride tu progrida ele progridamos nós progredi vós progridam eles Imperativo Negativo não progridas tu não progrida ele não progridamos nós não progridais vós não progridam eles Infinitivo Pessoal por progredir eu por progredires tu por progredir ele por progredirmos nós por progredirdes vós por progredirem eles Rir Formas Nominais: infinitivo: rir gerúndio: rindo particípio: rido Presente do Indicativo eu rio tu ris ele ri nós rimos vós rides eles riem Imperfeito do Indicativo eu ria tu rias ele ria nós ríamos vós ríeis eles riam Perfeito do Indicativo eu ri tu riste ele riu nós rimos vós ristes eles riram
  34. 34. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Mais-que-perfeito do Indicativo eu rira tu riras ele rira nós ríramos vós ríreis eles riram Futuro do Pretérito do Indicativo eu riria tu ririas ele riria nós riríamos vós riríeis eles ririam Futuro do Presente do Indicativo eu rirei tu rirás ele rirá nós riremos vós rireis eles rirão Presente do Subjuntivo que eu ria que tu rias que ele ria que nós riamos que vós riais que eles riam Imperfeito do Subjuntivo se eu risse se tu risses se ele risse se nós ríssemos se vós rísseis se eles rissem Futuro do Subjuntivo quando eu rir quando tu rires quando ele rir quando nós rirmos quando vós rirdes quando eles rirem Imperativo Afirmativo ri tu ria ele riamos nós ride vós riam eles Imperativo Negativo não rias tu não ria ele não riamos nós não riais vós não riam eles Infinitivo Pessoal por rir eu por rires tu por rir ele por rirmos nós por rirdes vós por rirem eles Servir Formas Nominais: infinitivo: servir gerúndio: servindo particípio: servido Presente do Indicativo eu sirvo tu serves ele serve nós servimos vós servis eles servem Imperfeito do Indicativo eu servia tu servias ele servia nós servíamos vós servíeis eles serviam Perfeito do Indicativo eu servi tu serviste ele serviu nós servimos vós servistes eles serviram Mais-que-perfeito do Indicativo eu servira tu serviras ele servira nós servíramos vós servíreis eles serviram Futuro do Pretérito do Indicativo eu serviria tu servirias ele serviria nós serviríamos vós serviríeis eles serviriam Futuro do Presente do Indicativo eu servirei tu servirás ele servirá nós serviremos vós servireis eles servirão Presente do Subjuntivo que eu sirva que tu sirvas que ele sirva que nós sirvamos que vós sirvais que eles sirvam Imperfeito do Subjuntivo se eu servisse se tu servisses se ele servisse se nós servíssemos se vós servísseis se eles servissem Futuro do Subjuntivo quando eu servir quando tu servires quando ele servir quando nós servirmos quando vós servirdes quando eles servirem
  35. 35. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Imperativo Afirmativo serve tu sirva ele sirvamos nós servi vós sirvam eles Imperativo Negativo não sirvas tu não sirva ele não sirvamos nós não sirvais vós não sirvam eles Infinitivo Pessoal por servir eu por servires tu por servir ele por servirmos nós por servirdes vós por servirem eles Submergir Formas Nominais: infinitivo: submergir gerúndio: submergindo particípio: submergido Presente do Indicativo tu submerges ele submerge nós submergimos vós submergis eles submergem Imperfeito do Indicativo eu submergia tu submergias ele submergia nós submergíamos vós submergíeis eles submergiam Perfeito do Indicativo eu submergi tu submergiste ele submergiu nós submergimos vós submergistes eles submergiram Mais-que-perfeito do Indicativo eu submergira tu submergiras ele submergira nós submergíramos vós submergíreis eles submergiram Futuro do Pretérito do Indicativo eu submergiria tu submergirias ele submergiria nós submergiríamos vós submergiríeis eles submergiriam Futuro do Presente do Indicativo eu submergirei tu submergirás ele submergirá nós submergiremos vós submergireis eles submergirão Presente do Subjuntivo Imperfeito do Subjuntivo se eu submergisse se tu submergisses se ele submergisse se nós submergíssemos se vós submergísseis se eles submergissem Futuro do Subjuntivo quando eu submergir quando tu submergires quando ele submergir quando nós submergirmos quando vós submergirdes quando eles submergirem Imperativo Afirmativo submerge tu submergi vós Imperativo Negativo Infinitivo Pessoal por submergir eu por submergires tu por submergir ele por submergirmos nós por submergirdes vós por submergirem eles
  36. 36. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. Imprimir Formas Nominais: infinitivo: imprimir gerúndio: imprimindo particípio: imprimido Presente do Indicativo eu imprimo tu imprimes ele imprime nós imprimimos vós imprimis eles imprimem Imperfeito do Indicativo eu imprimia tu imprimias ele imprimia nós imprimíamos vós imprimíeis eles imprimiam Perfeito do Indicativo eu imprimi tu imprimiste ele imprimiu nós imprimimos vós imprimistes eles imprimiram Mais-que-perfeito do Indicativo eu imprimira tu imprimiras ele imprimira nós imprimíramos vós imprimíreis eles imprimiram Futuro do Pretérito do Indicativo eu imprimiria tu imprimirias ele imprimiria nós imprimiríamos vós imprimiríeis eles imprimiriam Futuro do Presente do Indicativo eu imprimirei tu imprimirás ele imprimirá nós imprimiremos vós imprimireis eles imprimirão Presente do Subjuntivo que eu imprima que tu imprimas que ele imprima que nós imprimamos que vós imprimais que eles imprimam Imperfeito do Subjuntivo se eu imprimisse se tu imprimisses se ele imprimisse se nós imprimíssemos se vós imprimísseis se eles imprimissem Futuro do Subjuntivo quando eu imprimir quando tu imprimires quando ele imprimir quando nós imprimirmos quando vós imprimirdes quando eles imprimirem Imperativo Afirmativo imprime tu imprima ele imprimamos nós imprimi vós imprimam eles Imperativo Negativo não imprimas tu não imprima ele não imprimamos nós não imprimais vós não imprimam eles Infinitivo Pessoal por imprimir eu por imprimires tu por imprimir ele por imprimirmos nós por imprimirdes vós por imprimirem eles Alguns verbos da língua portuguesa apresentam problemas de conjugação. A seguir temos uma lista, seguida de comentários sobre essas dificuldades de conjugação.  Abolir (defectivo) - não possui a 1ª pessoa do singular do presente do indicativo, por isso não possui presente do subjuntivo e o imperativo negativo. (= banir, carpir, colorir, delinquir, demolir, descomedir-se, emergir, exaurir, fremir, fulgir, haurir, retorquir, urgir).  Acudir (alternância vocálica o/u) - presente do indicativo - acudo, acodes etc.; e pretérito perfeito do indicativo - com u (= bulir, consumir, cuspir, engolir, fugir) / Adequar (defectivo) - só possui a 1ª e a 2ª pessoa do plural no presente do indicativo. Aderir (alternância vocálica e/i) - presente do indicativo - adiro, adere etc (= advertir, cerzir, despir, diferir, digerir, divergir, ferir, sugerir).  Agir (acomodação gráfica g/j) - presente do indicativo - ajo, ages etc. (= afligir, coagir, erigir, espargir, refulgir, restringir, transigir, urgir).  Agredir (alternância vocálica e/i) - presente do indicativo - agrido, agrides, agride, agredimos, agredis, agridem (= prevenir, progredir, regredir, transgredir) / Aguar (regular) - presente do indicativo - águo, águas etc., - pretérito perfeito do indicativo - aguei, aguaste, aguou, aguamos, aguastes, aguaram (= desaguar, enxaguar, minguar).  Aprazer (irregular) - presente do indicativo - aprazo, aprazes, apraz etc. / pretérito perfeito do indicativo - aprouve, aprouveste, aprouve, aprouvemos, aprouvestes, aprouveram.
  37. 37. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online.  Arguir (irregular com alternância vocálica o/u) - presente do indicativo - arguo (ú), argúis, argúi, arguimos, arguis, argúem - pretérito perfeito - argui, arguiste etc.  Atrair (irregular) - presente do indicativo - atraio, atrais etc. / pretérito perfeito - atraí, atraíste etc. (= abstrair, cair, distrair, sair, subtrair).  Atribuir (irregular) - presente do indicativo - atribuo, atribuis, atribui, atribuímos, atribuís, atribuem - pretérito perfeito - atribuí, atribuíste, atribuiu etc. (= afluir, concluir, destituir, excluir, instruir, possuir, usufruir).  Averiguar (alternância vocálica o/u) - presente do indicativo - averiguo (ú), averiguas (ú), averigua (ú), averiguamos, averiguais, averiguam (ú) - pretérito perfeito - averiguei, averiguaste etc. - presente do subjuntivo - averigúe, averigúes, averigúe etc. (= apaziguar).  Cear (irregular) - presente do indicativo - ceio, ceias, ceia, ceamos, ceais, ceiam - pretérito perfeito indicativo - ceei, ceaste, ceou, ceamos, ceastes, cearam (= verbos terminados em -ear: falsear, passear etc. - alguns apresentam pronúncia aberta: estréio, estréia etc.).  Coar (irregular) - presente do indicativo - côo, côas, côa, coamos, coais, coam - pretérito perfeito - coei, coaste, coou... (= abençoar, magoar, perdoar) / Comerciar (regular) - presente do indicativo - comercio, comercias etc. - pretérito perfeito – comerciei etc. (= verbos em -iar, exceto os seguintes verbos: mediar, ansiar, remediar, incendiar, odiar).  Compelir (alternância vocálica e/i) - presente do indicativo - compilo, compeles etc. - pretérito perfeito indicativo - compeli, compeliste etc.  Compilar (regular) - presente do indicativo - compilo, compilas, compila etc.- pretérito perfeito indicativo - compilei, compilaste etc.  Construir (irregular e abundante) - presente do indicativo - construo, constróis (ou construis), constrói (ou construi), construímos, construís, constroem (ou construem) - pretérito perfeito indicativo - construí, construíste etc.  Crer (irregular) - presente do indicativo - creio, crês, crê, cremos, credes, crêem - pretérito perfeito indicativo - cri, creste, creu, cremos, crestes, creram - imperfeito indicativo - cria, crias, cria, críamos, críeis, criam.  Falir (defectivo) - presente do indicativo - falimos, falis - pretérito perfeito indicativo - fali, faliste etc. (= aguerrir, combalir, foragir-se, remir, renhir).  Frigir (acomodação gráfica g/j e alternância vocálica e/i) - presente do indicativo - frijo, freges, frege, frigimos, frigis, fregem - pretérito perfeito indicativo - frigi, frigiste etc.  Ir (irregular) - presente do indicativo - vou, vais, vai, vamos, ides, vão - pretérito perfeito indicativo - fui, foste... - presente subjuntivo - vá, vás, vá, vamos, vades, vão.  Jazer (irregular) - presente do indicativo - jazo, jazes etc. - pretérito perfeito indicativo - jazi, jazeste, jazeu etc.  Mobiliar (irregular) - presente do indicativo - mobílio, mobílias, mobília, mobiliamos, mobiliais, mobíliam - pretérito perfeito indicativo - mobiliei, mobiliaste etc. / Obstar (regular) - presente do indicativo - obsto, obstas etc. - pretérito perfeito indicativo - obstei, obstaste etc.  Pedir (irregular) - presente do indicativo - peço, pedes, pede, pedimos, pedis, pedem - pretérito perfeito indicativo - pedi, pediste etc. (= despedir, expedir, medir) / Polir (alternância vocálica e/i) - presente do indicativo - pulo, pules, pule, polimos, polis, pulem - pretérito perfeito indicativo - poli, poliste etc.  Precaver-se (defectivo e pronominal) - presente do indicativo - precavemo-nos, precaveis-vos - pretérito perfeito indicativo - precavi-me, precaveste-te etc. / Prover (irregular) - presente do indicativo - provejo, provês, provê, provemos, provedes, provêem - pretérito perfeito indicativo - provi, proveste, proveu etc. / Reaver (defectivo) - presente do indicativo - reavemos, reaveis - pretérito perfeito indicativo - reouve, reouveste, reouve etc. (verbo derivado do haver, mas só é conjugado nas formas verbais com a letra v).  Remir (defectivo) - presente do indicativo - remimos, remis - pretérito perfeito indicativo - remi, remiste etc.  Requerer (irregular) - presente do indicativo - requeiro, requeres etc. - pretérito perfeito indicativo - requeri, requereste, requereu etc. (derivado do querer, diferindo dele na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo e no pretérito perfeito do indicativo e derivados, sendo regular).  Rir (irregular) - presente do indicativo - rio, rir, ri, rimos, rides, riem - pretérito perfeito indicativo - ri, riste etc. (= sorrir).  Saudar (alternância vocálica) - presente do indicativo - saúdo, saúdas etc. - pretérito perfeito indicativo - saudei, saudaste etc.  Suar (regular) - presente do indicativo - suo, suas, sua etc. - pretérito perfeito indicativo - suei, suaste, sou etc. (= atuar, continuar, habituar, individuar, recuar, situar).  Valer (irregular) - presente do indicativo - valho, vales, vale etc. - pretérito perfeito indicativo - vali, valeste, valeu etc.  Também merecem atenção os seguintes verbos irregulares:  Pronominais: Apiedar-se, dignar-se, persignar-se, precaver-se.
  38. 38. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. I. EXERCÍCIOS RELATIVOS AO ENCONTRO (L.1) Setores significativos da sociedade começam a clamar por nova cultura de mobilidade, que promova a apropriação equitativa do espaço e do tempo na circulação urbana, (L.4) priorizando o deslocamento em transporte coletivo, em bicicleta ou a pé, em substituição ao deslocamento em automóvel particular. Essa nova forma de ver a mobilidade (L.7) deve promover o reordenamento dos espaços e das atividades urbanas, de forma a reduzir as necessidades de deslocamento motorizado e seus custos e construir espaços e tempos sociais (L.10) em que se preserve, defenda e promova a qualidade do ambiente natural e os patrimônios históricos, culturais e artísticos das cidades e dos bairros antigos. A mobilidade (L.13) urbana é, ao mesmo tempo, causa e efeito do desenvolvimento urbano e integra as ações dos principais agentes e fatores que afetam a forma como uma cidade se desenvolve. O Estado, o (L.16) setor privado, os indivíduos, os processos migratórios, o valor da terra urbana e a dinâmica da economia são fatores que interagem de forma complexa, "produzindo" o meio urbano em (L.19) que vivemos, e, desse modo. gerando as necessidades de deslocamento das pessoas e dos bens. O atendimento às demandas de mobilidade evidencia (L.22) a necessidade de controle do processo de expansão urbana, propugnando pelo desenvolvimento de cidades mais adensadas, em cujo território haja melhor distribuição das funções. Internet:<http://diamundialsemcarro.ning.com> (com adaptações). 1. A expressão "de forma a reduzir" (L.8) poderia ser substituída pela forma verbal reduzindo sem prejuízo para o sentido e a correção gramatical do período sintático em que ocorre. 2. No trecho "haja melhor distribuição das funções" (L.24), o emprego do modo subjuntivo na forma verbal indica possibilidade, hipótese, e não a certeza de ocorrência de melhor distribuição de funções. (L.1) As projeções sobre a economia para os próximos dez anos são alentadoras. Se o Brasil mantiver razoável ritmo de crescimento nesse período, chegará ao final da próxima (L.4) década sem extrema pobreza. Algumas projeções chegam a apontar o país como a primeira das atuais nações emergentes em condições de romper a barreira do subdesenvolvimento e (L.7) ingressar no restrito mundo rico. Tais previsões baseiam-se na hipótese de que o país vai superar eventuais obstáculos que impediriam a economia de (L.10) crescer a ritmo continuado de 5% ao ano, em média. Para realizar essas projeções, o Brasil precisa aumentar a sua capacidade de poupança doméstica e investir mais para ampliar (L.13) a oferta e se tomar competitivo. No lugar de alta carga tributária e estrutura de impostos inadequada, o país deve priorizar investimentos que (L.16) expandam a produção e contribuam simultaneamente para o aumento de produtividade, como é o caso dos gastos com educação. É dessa forma que são criadas boas oportunidades de (L.19) trabalho, geradoras de renda, de maneira sustentável. O Globo, Editorial, 12/07/2010 (com adaptações). 3. Na linha 16, as formas verbais "expandam" e "contribuam" foram empregadas no modo subjuntivo, porque estão inseridas em segmento de texto que trata de fatos incertos, prováveis ou hipotéticos. (L.1) A característica central da modernidade, não seria demais repetir, é a institucionalização do universalismo e seu duplo, a igualdade como principio organizador da esfera (L.4) pública. Com base nesse pressuposto, argumento que, em nossa sociedade, na esfera pública, duas formas de particularismo o das diferenças e o das relações pessoais se reforçam e se (L.7) articulam em diversas arenas e situações, na produção e reprodução de desigualdades sociais e simbólicas. O particularismo das diferenças produz exclusão social e (L.10) simbólica, dificultando os sentimentos de pertencimento e interdependência social, necessários para a efetiva institucionalização do universalismo na esfera pública. (L.13) O particularismo das relações pessoais atravessa os novos arranjos institucionais que vêm sendo propostos como mecanismos de construção de novas formas de sociabilidade e (L.16) ação coletiva na esfera pública. Finalmente, considero que, embora a formação de novos sujeitos sociais e políticos e de arenas de participação da sociedade na formulação e gestão das (L.19) politicas públicas traga as marcas de nossa trajetória histórica, constitui, ao mesmo tempo, possibilidade aberta para outra equação entre universalismo e particularismo na sociedade (L.22) brasileira. Jemi Vaiteman. Desigualdades sociais e particularismos na sociedade brasileira. In: Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, Nº 18 (Suplemento), p. 38 (com adaptações).
  39. 39. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. 4. Na linha 19, é obrigatório o uso do verbo trazer no modo subjuntivo - "traga" - porque essa forma verbal integra uma oração iniciada pelo vocábulo "embora" (L.17). (L.1) O mundo tem gerado excepcionais avanços tecnológicos nas últimas décadas e aumentado drasticamente sua capacidade de produzir bens e serviços. Ao mesmo tempo, (L.4) convivemos com 3 bilhões de pobres, dos quais 1,2 bilhão são extremamente pobres. Uma em cada seis pessoas passa fome em um mundo que pode fornecer alimentos para uma (L.7) população maior que a atual. A crise econômica mundial agravou esses problemas. A cidadania exige modelos econômicos que incluam a todos e existe uma demanda ativa e (L.10) crescente em muitos países nesse sentido. A ética e a economia têm de estar a serviço de políticas públicas inclusivas. Nos países nórdicos, no Canadá e na pequena, mas muito ativa (L.13) eticamente. Costa Rica está comprovado que práticas éticas fazem bem à economia, geram maior expectativa de vida e criam coesão social. Segundo o economista argentino (L.16) Kliksberg, o círculo perverso da iniquidade só será rompido quando enxergarmos a pobreza como uma violação dos direitos humanos, contra a qual é preciso lutar diariamente. Entrevista de Bernardo Kliksberg a Carta Capital, 12/05/2010 (com adaptações). 5. Na linha 5, a substituição da flexão de singular em "passa", pela flexão de plural passam, manteria a correção gramatical do texto, mas colocaria a ênfase em "seis pessoas". (L.1) Há duas maneiras de olhar para o desenvolvimento no mundo contemporâneo. Uma, profundamente influenciada pelo crescimento da economia e pelos valores que lhe estão (L.4) subjacentes, refere-se ao desenvolvimento essencialmente como uma expansão rápida e sustentada do produto nacional bruto per capita, talvez qualificada por uma exigência de que (L.7) os frutos dessa expansão alcancem todas as camadas da comunidade. Uma segunda visão, que contrasta com a anterior, vê o desenvolvimento como um processo que aumenta a (L.10) liberdade dos envolvidos para perseguir quaisquer objetivos que valorizem. Em consonância com essa visão do desenvolvimento, a expansão da capacidade humana (L.13) pode ser descrita como a característica central do desenvolvimento. O conceito de "capacidade" de uma pessoa pode ser encontrado em Aristóteles, para quem a vida de um (L.16) indivíduo pode ser vista como uma sequência de coisas que ele faz e que constituem uma sucessão de funcionamentos. A capacidade refere-se às combinações alternativas de (L.19) funcionamentos a partir das quais uma pessoa pode escolher. Assim, a noção de capacidade é essencialmente um regime de liberdade o leque de opções que uma pessoa tem para (L.22) decidir que tipo de vida levar. A pobreza, nessa visão, não reside apenas no estado de empobrecimento em que uma pessoa pode realmente viver, mas também na falta de (L.25) oportunidade real imposta por constrangimentos sociais, bem como circunstâncias pessoais para escolher outros tipos de vida. Amartya Sem. Desenvolvimento com opulência, ou com liberdade efetiva. In: Planeta, maio/2010, p. 75 (com adaptações). 6. O uso de terceira pessoa do singular em "aumenta" (L.9) tem a função textual e gramatical de associar esse verbo a "Uma segunda visão" (L.8). (L.1) A relação de poder e status entre grupos está ligada à identidade social, que permite ao grupo dominante na sociedade, por deter o poder e o status, impor valores e (L.4) ideologias, que, por sua vez, servem para legitimar e perpetuar o status quo. Vale lembrar que os indivíduos nascem já inseridos em uma estrutura social e, simplesmente em função (L.7) do sexo ou da classe social, entre outros itens, são colocados em um ou em outro grupo social. Dessa forma, adquirem as categorias sociais definitivas dos grupos aos quais pertencem (L.10) e que podem ter valores sociais positivos ou negativos. Os membros dos grupos dominantes e de status superior passam a ter identidade social positiva e maior grau de autoestima. Da (L.13) mesma forma, os membros de status inferior ou de grupos subordinados têm ou adquirem identidade social menos positiva e menor autoestima. Entretanto, se a mobilidade para (L.16) uma classe superior parece impossível e os membros do grupo inferior percebem as fronteiras entre os grupos como impenetráveis, eles podem vir a adotar estratégias coletivas (L.19) para criar uma identidade social mais positiva para o seu grupo. Tais mudanças são denominadas mudanças sociais. Astrid N. Sgarbieri, A mulher brasileira: representações na mídia. In: M. I. Ghilardi-Lucens (Org). Representações do feminino, PUC: Átomo, 2003, p.128-9 (com adaptações). 7. A expressão verbal "podem vir a adotar" (L.18) indica uma possibilidade e uma continuidade da ação que o simples uso de "adotar" não indicaria; por essa razão, as ideias de possibilidade e de continuidade seriam incorporadas a essa expressão, sem prejudicar as relações semânticas nem a correção gramatical do texto, se fosse usada a forma verbal viriam adotando.
  40. 40. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. (L.1) No século XIX, enfatizou-se, nos mais diversos domínios, a busca de explicações sobre as origens dos homens, das sociedades, das nações. Foi dentro desse quadro (L.4) que se procurou conhecer e dar sentido explicativo ao Brasil, enfatizando-se ora aspectos selvagens e naturais, ora aspectos civilizados civilização versus barbárie. (L.7) A natureza se conferiu papel importante nas representações que foram sendo elaboradas ao longo de sua história natureza em grande parte tropical, que, ao mesmo (L.10) tempo em que seduz desconcerta. Ora, se o mundo civilizado é visto como distante e pensado como contraponto ao mundo natural, o Brasil, consideradas a sua natureza e a sua população (L.13) em meio a essa natureza, encontrava-se perigosamente afastado da civilização. O ponto de partida desse enfoque tomou como (L.16) contraposição dominante os poios estabelecidos a partir de cidade e campo luz e treva, civilização e barbárie, oposição que faz parte, também, de um contexto mais amplo, com a (L.19) identificação da cidade com técnica e artificialidade, a cidade como expressão do maior domínio da natureza pelo homem, espaço diferenciado, destinado ao exercício da (L.22) civilidade; o campo como símbolo da rusticidade, do não inteiramente civilizado, espaço intermediário entre a civilização e o mundo natural propriamente dito. (L.25) Ora, se o campo se encontra mais perto do natural, pode ser associado à paz, à inocência, à virtude, a cidade, então, por sua vez, seria a expressão de "barbárie" e isso (L.28) deriva do entrelaçamento de significados que podem ser atribuídos aos qualificativos, ou seja, aos poios, a depender do sentido que se lhes atribui ou ao sentimento a eles associado, (L.31) ou, ainda, ao que está, momentaneamente, sendo entrevisto. As formas de representação realizam outras mediações, constituem outras projeções e, carregadas de dubiedade e (L.34) ambivalência, podem alcançar o homem (cidade versus campo; intelecto versus coração; razão versus sensibilidade), o povo, a Nação. No século XIX, o Brasil foi representado como um (L.37) verdadeiro caleidoscópio. Márcia Regina Capelar Naxara, Cientificismo e sensibilidade romântica. Brasília: ED. Universidade de Brasília, 2004, p. 24-35 (com adaptações). 8. Atenderia à prescrição gramatical o emprego, na linha 1, da forma verbal foi enfatizada, em vez de "enfatizou- se". (L.1) É uma grande ilusão imaginar que o Brasil estará entre as cinco maiores economias do mundo na década atual se não realizar investimentos pesados em um novo padrão de energia, (L.4) independente da utilização de petróleo. Apesar do abandono do planejamento estratégico e de nossa fraca vocação para pensarmos a longo prazo, a verdade é que mantemos algumas (L.7) características de país altamente inovador. Temos realizado avanços extraordinários no desenvolvimento de processos e na pesquisa em energias alternativas, em razão da antiga (e, (L.10) felizmente, superada) dependência das importações de petróleo. Não atendemos, porém, às necessidades de financiamento na medida exigida pela continuidade das (L.13) pesquisas. O rápido crescimento da economia chinesa tem atraído a atenção geral, mas devíamos orientar o nosso interesse em (L.16) acompanhar, prioritariamente, as inovações que se estão processando nos Estados Unidos da América (EUA), na Alemanha e nos países nórdicos. A China, por enquanto, (L.19) continua sendo uma economia que copia muito mais do que investe em inovação. Os norte-americanos, com todos os problemas de suas finanças, mantêm a dianteira nos (L.22) investimentos em desenvolvimento tecnológico: no governo Obama, decidiram recuperar a autonomia energética, investindo pesadamente no desenvolvimento de novas (L.25) modalidades de energia. De seu lado, alemães e escandinavos estão ampliando os investimentos em energia alternativa e já colhem resultados expressivos da utilização de energia eólica. (L.28) Em termos imediatos, o que acontece de importante nos EUA e na China é a ênfase total dos investimentos públicos na expansão e modernização da infraestrutura dos transportes (L.31) e comunicações de modo geral. O caminho brasileiro não deve ser diferente: temos de acelerar os investimentos na infraestrutura dos transportes para (L.34) eliminar, o mais rápido possível, os gargalos que encarecem a circulação interna e as exportações da produção agrícola e industrial. (L.37) Não é preciso repetir que o Brasil é um país inovador. O que nos falta é o suporte do crédito, de forma continua, para sustentar as inovações, é claro que com algumas notáveis (L.40) exceções: alcançamos o estado da arte na produção de combustíveis para transporte, e a EMBRAPA fez, em 30 anos, uma revolução na produtividade de nossa agricultura e (L.43) pecuária, dando um enorme retomo aos parcos recursos de investimentos que recebeu. Para que o Brasil se transforme, efetivamente, em (L.46) protagonista importante da revolução que vai mudar, profundamente, os processos de produção industrial e agropastoril em todo o mundo, os próximos governos terão de (L.49) dar prioridade absoluta aos investimentos em inovação e ao desenvolvimento tecnológico. A fórmula do crescimento é inovação mais crédito. (L.52) Sua aplicação foi fundamental para a construção da mais poderosa economia global no século passado. Não há razão alguma para ignorá-la. Delfim Netto. Fórmulas de crescimento, Internet <www.cartacapital> (com adaptações).
  41. 41. Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do Alfa Concursos Públicos Online. 9. A locução verbal "estão ampliando" (L.26) é equivalente à forma verbal ampliam, pois ambas expressam valores temporais idênticos. GABARITO 1 - ERRADO 2 - CORRETO 3 - CORRETO 4 - CORRETO 5 - ERRADO 6 - ERRADO 7 - ERRADO 8 - CORRETO 9 - ERRADO

×