1 - PROJETO MONOTRILHO CIDADE TIRADENTES



                                           23,8 km de Vias
                   ...
2 - MONOTRILHO
                             Principais vantagens:
                             - Via elevada simples, meno...
3 - COMPARAÇÃO
                                              Principais vantagens:
                                       ...
4 - SEGURANÇA




                                                         resgate utilizando outro trem




 escadas exte...
5 - CAPACIDADE
  Expressa em numero de passageiros transportados por hora por sentido

                                   ...
5 - CAPACIDADE
                                                                              Demanda

                    ...
6 - CUSTO
  Monotrilho: R$ 70 a 130 milhões por km
              (US$ 35 mi a 70 mi)
  Metrô: R$ 160 milhões a 380 milhões...
7 - IMPACTO


   Menor ‘Impacto Visual’ em relação a o que?
   - Corredor de ônibus
   - Viaduto de Corredor de Onibus, VL...
8 - SATURAÇÃO


Problemas Decorrentes:

- Usuários seguram as portas
ou se enroscam

- Embarque e desembarque
mais lento

...
9 - RAPIDEZ CONSTRUTIVA




                            Estação Pinheiros - Linha Amarela Metrô (2007)
                   ...
10 - REDE
10 - REDE




            Em transporte, devemos sempre pensar em rede.
CONCLUSÕES

  A capacidade do sistema deve estar adequada à demanda, existente e futura.
  O custo está diretamente relaci...
Comparativo metrô x monotrilho
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Comparativo metrô x monotrilho

29.330 visualizações

Publicada em

Apresentação do mestrando em Planejamento de Transporte sobre Trilhos, Marcos Kiyoto de Tani e Isoda, mostra as diferenças entre o metrô e o monotrilho na cidade de São Paulo

Publicada em: Tecnologia
3 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Prezados,
    Gostaria de ter um esclarecimento de um representante da Bombardier, pois este site não esta claro.
    Se a taxa máxima de ocupação recomendada é de 6 pessoas por m².
    A capacidade de cada composição é de ~1000 pessoas.
    A largura das carruagens é standard ~3,15m.
    Como se chegou a uma demanda de até 50.000 pphpd e não de apenas 25.000 pphpd como o estudo indica, lembrando o de maior capacidade que se tem notícia é o da China com 30.000 pphpd?
    pphpd - passageiros / por / hora / por / direção.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Parabens pela postagem, abordou de forma clara as diferenças estre sistemas.
    A capacidade do Monotrilho previsto para a linha 15-Prata, que é considerado o maior do mundo para carruagens com largura de 3,1 m (standard), e comprimento da composição total de ~90 m e com 7 vagões, é de ~1000 pessoas, concorrendo com o BRT e o VLT são considerados de média demanda, contra para a mesma largura, porém com comprimento de ~132 m e com 6 vagões é de ~2000 pessoas para o Metrô, e com comprimento de ~170 m e com 8 vagões é de ~2500 pessoas para os Trens Suburbanos, significando com isto que a capacidade do metrô e dos trens suburbanos são no mínimo o dobro do monotrilho, trafegando na mesma frequência, sendo considerados de alta demanda.

    Comparativos: A capacidade é expressa em número de passageiros por hora por sentido (p/h/s), assim BRT, VLT, Monotrilho – 4000 a 25000 p/h/s, enquanto Metrô, Trens suburbanos – 20000 a 60000 p/h/s.

    Estão previstas plataformas centrais para saídas de emergência em todo seu trajeto, obrigatórias para esta função, não deslumbrei em nenhuma das postagens de pesquisei, porém constam na especificação que iram existir, além das escadas retráteis!!! (de uso duvidoso).

    A largura padronizada dos carros para os três são de 3,1 m (standard). Não confundir com os trens suburbanos espanhóis da CPTM-SP e alguns da SUPERVIA-RJ de 2,9 m que possuem uma plataforma (gambiarra) em frente ás portas para compensar o vão.


    O monotrilho da linha 15-Prata, com ~26,5 km, Ipiranga, Cidade Tiradentes irá trafegar em uma região de alta demanda reprimida na zona Leste, com migração de parte da linha 3-Vermelha (a mais saturada do sistema) maior do que as linhas 4-Amarela, 5-Lilás e a futura 6-Laranja, e já corre o risco de saturação, além de ser uma tremenda incógnita, quando ocorrer uma avaria irá bloquear todo sistema, pois ao contrário que ocorre com os trens do metrô em que o chaveamento é simples, nos monotrilhos a mudança das carruagens para a via oposta se da de maneira complexa, com grandes distâncias entre si entre as estações, além de trafegarem em média a 15m do piso.

    A melhor opção seria o prolongamento da linha 2 Verde, com bifurcação em “Y” na estação Vila Prudente, com a previsão da futura linha para Vila Formosa, e até São Mateus e a partir daí seguir em VLT, até a cidade Tiradentes, (Após as obras começadas, a estação terminal será na estação Ipiranga da CPTM), Vila Prudente basicamente será uma estação de transbordo.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Os dados sobre capacidade de transporte que servem de base a essa teoria têm uma falha grave, os modernos sistemas de monotrilho já são de alta capacidade, eles respondem a uma demanda de até 50.000 pphpd e não de apenas 20.000 pphpd como o estudo indica.
    Recomendo a leitura de informação sobre a moderna tecnologia em:
    http://www.bombardier.com/en/transportation/products-services/transportation-systems/driverless-systems/automated-monorails/s%C3%A3o-paulo--brazil?docID=0901260d80142cb7#
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
29.330
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.327
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
489
Comentários
3
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comparativo metrô x monotrilho

  1. 1. 1 - PROJETO MONOTRILHO CIDADE TIRADENTES 23,8 km de Vias Elevadas 12 a 15 metros Estações elevadas Origens: Fura Fila, Expresso Tiradentes. Linha 2 Verde - Oratório
  2. 2. 2 - MONOTRILHO Principais vantagens: - Via elevada simples, menor impacto visual. - Mais barato que Metrô. - Reduz desapropriações. - Utiliza peças pré-moldadas, agiliza a construção. - Sem emissão de gases, sistema elétrico. - Sem ruídos, pelo uso de pneus. - Menor custo de implantação. Monotrilho em Tama (Japão) Pneus Viga de Concreto Monotrilho em Los Angeles
  3. 3. 3 - COMPARAÇÃO Principais vantagens: - Via elevada simples, menor impacto visual. COMPARANDO COM QUEM? - Mais barato que Metrô. - Corredor de Ônibus - Reduz desapropriações. - Metrô - Utiliza peças pré-moldadas, agiliza a construção. - Sem emissão de gases, sistema elétrico. - Sem ruídos, pelo uso de pneus. - Menor custo de implantação. Corredor ABD (Jabaquara - São Mateus) EMTU Metrô Linha Azul
  4. 4. 4 - SEGURANÇA resgate utilizando outro trem escadas externas dispositivos retrateis contidos no trem passagem entre as vigas de concreto
  5. 5. 5 - CAPACIDADE Expressa em numero de passageiros transportados por hora por sentido Baixa Capacidade: automóveis, ônibus Média Capacidade: BRT, VLT, Monotrilho Alta Capacidade: Metrô, Trem Regional Monotrilho 4.000 a 25.000 p/h/s Metrô 20.000 a 60.000 p/h/s A Capacidade resulta principalmente dos seguintes fatores: - Nível de segregação da via. Se possui interferências (cruzamentos). - Tipo de via. Elevada, enterrada ou em nível. Interferências externas, intempéries. - Tamanho dos trens, volume interno e tamanho da composição (numero de carros). Consequentemente tamanho de estação e potencia do motor. - Freqüência entre trens (headway). Determina a quantidade de trens, o sistema de comunicação entre trens, e a complexidade da operação.
  6. 6. 5 - CAPACIDADE Demanda Metrô Linha Vermelha: Atinge 80.000 p/h/s. 20.000 ‘sobrando’ Anhaia Melo: Cerca de 20.000 p/h/s somados, atingem 40.000 p/h/s Mais crescimento populacional, crescimento econômico e demanda reprimida. Carregamento ônibus na Anhaia Melo 17.200 p/h/s (SPTrans Interligado, 2004) A capacidade do sistema deve ser adequada à demanda, existente e futura. Carregamento Linha Vermelha 68.000 p/h/s (Metro, 2005)
  7. 7. 6 - CUSTO Monotrilho: R$ 70 a 130 milhões por km (US$ 35 mi a 70 mi) Metrô: R$ 160 milhões a 380 milhões por km (US$ 80 mi a 200 mi) Custo estimado para o projeto: 2,8 bilhões de reais, 23,8 km de extensão. - Construção da via (desapropriações e obras, de acordo Aproximadamente 117 milhões de reais por quilômetro. com o tipo de implantação), e estações. - Material rodante. Trens e sistemas (elétrico, O custo está diretamente relacionado comunicação), relativos ao headway. à capacidade do sistema.
  8. 8. 7 - IMPACTO Menor ‘Impacto Visual’ em relação a o que? - Corredor de ônibus - Viaduto de Corredor de Onibus, VLT, Metrô? - Metrô Subterrâneo? Menor Ruído Sonoro. Estação de Monotrilho em Tóquio Trens de 90m, Headway de 2minutos (ou menos). Impactos Positivos: Melhorias no sistema viário. Redução dos ônibus e melhoria geral na mobilidade e na qualidade ambiental. Metrô de Chicago
  9. 9. 8 - SATURAÇÃO Problemas Decorrentes: - Usuários seguram as portas ou se enroscam - Embarque e desembarque mais lento - O volume de passageiros sobrecarrega equipamentos - Aumenta a necessidade de manutenção. - População não atendida demandará outros sistemas. Estação Sé Linha Vermelha - atinge 80.000 p/h/s Sé - grades, programa ‘embarque melhor’ Implantar um sistema inadequado à demanda acarretará aumento de custos ao longo de sua operação.
  10. 10. 9 - RAPIDEZ CONSTRUTIVA Estação Pinheiros - Linha Amarela Metrô (2007) Viaduto Expresso Tiradentes (2007) Rodoanel Trecho Sul (2009) Foi anunciado pelo Governo que o primeiro trecho será inaugurado em 2010. 2,4 km, até Oratório, duas estações.
  11. 11. 10 - REDE
  12. 12. 10 - REDE Em transporte, devemos sempre pensar em rede.
  13. 13. CONCLUSÕES A capacidade do sistema deve estar adequada à demanda, existente e futura. O custo está diretamente relacionado à capacidade do sistema. Implantar um sistema inadequado à demanda acarretará aumento de custos ao longo de sua operação. Em transporte devemos sempre pensar em rede.. O Monotrilho e o Metrô não são sistemas opostos, nem excludentes. Eles são diferentes, possuem capacidades diferentes. Podem ser complementares, assim como os corredores de ônibus, os carros, as bicicletas e o transporte a pé. A meu ver, o sistema de monotrilho está sendo erroneamente empregado neste projeto. A demanda é característica de metrô, e está sendo empregado um sistema que, se atender a demanda, vai fazê-lo no limite de sua capacidade de transporte.

×