Afetividade 2

16.299 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Diversão e humor
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.299
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
329
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
438
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Afetividade 2

  1. 1. AFETIVIDADEAFETIVIDADE PROF. CHAIENE NOGUEIRA COIMBRA Estagiária Curso Pedagogia
  2. 2. No dicionário Aurélio (1994), o verbete afetividade está definido da seguinte forma: “Psicol. Conjunto de fenômenos psíquicos que se manifestam sob forma de emoções, sentimentos e paixões, acompanhado sempre da impressão de dor ou prazer, de satisfação ou insatisfação, de agrado ou desagrado, de alegria ou tristeza”
  3. 3. Afeto é o componente essencial e dinâmico da afetividade, é o sentir do indivíduo sobre determinado objeto. É a manifestação de ligação do ser humano com o meio e maneira como o indivíduo reage a tudo o que o cerca. A Afetividade é a capacidade humana de sentir e expressar as emoções e sentimentos e conseqüentes interesses em relação a vida.
  4. 4. AA afetividadeafetividade é um tema central na obraé um tema central na obra de Henri Wallon.de Henri Wallon. A posição de Wallon a respeito daA posição de Wallon a respeito da importância daimportância da afetividadeafetividade para opara o desenvolvimento da criança é bem definida.desenvolvimento da criança é bem definida. Na sua opinião, ela tem papelNa sua opinião, ela tem papel imprescindível no processo deimprescindível no processo de desenvolvimento da personalidadedesenvolvimento da personalidade AA afetividadeafetividade está sempre relacionadaestá sempre relacionada aos estados de bem-estar e mal-estar doaos estados de bem-estar e mal-estar do indivíduoindivíduo
  5. 5. Na obra Walloniana, a afetividade constitui um domínio funcional, cujo desenvolvimento é dependente da ação de dois fatores: o orgânico e o social. Essa relação recíproca impede qualquer tipo de determinismo no desenvolvimento humano, tanto que “… a constituição biológica da criança ao nascer não será a lei única do seu futuro destino. Os seus efeitos podem ser amplamente transformados pelas circunstâncias sociais da sua existência, onde a escolha individual não está ausente.” (Wallon, 1959, p. 288).
  6. 6. Afetividade e inteligência constituem um par inseparável na evolução psíquica, pois, embora tenham funções bem definidas e diferenciadas entre si, são interdependentes em seu desenvolvimento, permitindo à criança atingir níveis de evolução cada vez mais elevados.
  7. 7. Analisando a teoria do desenvolvimento,Analisando a teoria do desenvolvimento, podemos identificar, em cada estágio, ospodemos identificar, em cada estágio, os tipos de manifestação afetiva que sãotipos de manifestação afetiva que são predominantes, em virtude daspredominantes, em virtude das necessidades e possibilidadesnecessidades e possibilidades maturacionais.maturacionais. Ao penetrar todos os demais aspectosAo penetrar todos os demais aspectos da vida psíquica a afetividade influencia e éda vida psíquica a afetividade influencia e é influenciada pela percepção, memória,influenciada pela percepção, memória, pensamento, vontade e inteligência, sendopensamento, vontade e inteligência, sendo na verdade o componente essencial dena verdade o componente essencial de equilíbrio e harmonia da personalidade.equilíbrio e harmonia da personalidade.
  8. 8. Wallon sugere a evolução da afetividade ao mostrar que a afetividade se desenvolve em um processo que, se inicialmente tem forte componente orgânico (a chamada afetividade orgânica), posteriormente incorpora cada vez mais o fator social (a afetividade moral).
  9. 9. Toda a aprendizagem está impregnada de afetividade, já que ocorre a partir de interações sociais, num processo vincular. Pensando na aprendizagem escolar, a trama que se tece entre alunos, professores, conteúdo escolar, livros, escrita; não acontece puramente no campo cognitivo. Existe uma base afetiva permeando estas relações.
  10. 10. Considerando que o processo de aprendizagem ocorre em decorrência de interações sucessivas entre pessoas, a partir de uma relação vincular, é, portanto através do outro que o indivíduo adquire novas formas de pensar e agir e, desta forma apropria-se (ou constrói) novos conhecimentos
  11. 11. VídeoVídeo Aprendizagem socialAprendizagem social

×