Cidade histórica com um papel crucial
na formação de Portugal.
As suas ruas e monumentos respiram história
e encantam quem...
Era designada como Vimaranes.
No remoto século X, a Condessa Mumadona Dias,
viúva de Hermenegildo Mendes, mandou construir...
O Conde D.Henrique outorgou-lhe o primeiro foral
nacional possivelmente em 1096,
o que atesta a importância crescente
da e...
É provável que,
D. Afonso Henriques,
primeiro rei de Portugal,
tenha nascido em Guimarães em 1111.
A Batalha de São Mamede...
Os "Vimaranenses"
são orgulhosamente tratados por "Conquistadores",
fruto dessa herança histórica de conquista
iniciada pr...
O centro histórico de Guimarães
é
Patrimônio Histórico da Humanidade
desde 2001.
Castelo
Paços dos Duques de Bragança
Igreja Colegiada
de Nossa Senhora da Oliveira
Festas Gualterianas:
em honra de São Gualter.
Acontecem desde 1906 sempre no primeiro fim-de-semana de
Agosto.
Estas festa...
As Nicolinas:
são festas de estudantes de Guimarães,
celebradas em honra de São Nicoláu de Mira.
Iniciam-se a 29 de novemb...
Festa de Santa Luzia:
acontece anualmente a 13 de dezembro,
junto à capela de Santa Luzía.
Associada a esta festividade es...
Romaria Grande de São Torcato:
chamada ainda por muitos
como a maior romaria do Minho.
Acontece anualmente em Julho,
na vi...
Imagens: Internet
O berço de portugal Manuel Carlos
Guimarães-PORTUGAL/MANUEL CARLOS
Guimarães-PORTUGAL/MANUEL CARLOS
Guimarães-PORTUGAL/MANUEL CARLOS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guimarães-PORTUGAL/MANUEL CARLOS

253 visualizações

Publicada em

Guimarães MHSE é uma cidade portuguesa situada no Distrito de Braga, região Norte e sub-região do Ave (uma das sub-regiões mais industrializadas do país), com uma população de 52 181 habitantes, repartidos por uma malha urbana de 23,5 km², em 20 freguesias e com uma densidade populacional de 2223,9 hab./km².[4]

É sede de um município com 240,95 km²[1] de área e 158 124 habitantes (2011)[2] (em queda se comparada com a população estimada de 162 592 habitantes em 2009[5] e aos Censos de 2001), subdividido em 69 freguesias,(agrupadas em 48 novas freguesias com a reorganização administrativa das freguesias, mantendo as anteriores freguesias a "sua identidade histórica, cultural e social, conforme estabelece a Lei n.º 22/2012, de 30 de maio")[6] sendo que a maioria da população reside na cidade e na sua zona periférica. O município é limitado a norte pelo município de Póvoa de Lanhoso, a leste por Fafe, a sul por Felgueiras, Vizela e Santo Tirso, a oeste por Vila Nova de Famalicão e a noroeste por Braga.

É uma cidade histórica, com um papel crucial na formação de Portugal, e que conta já com mais de um milénio desde a sua formação, altura em que era designada como Vimaranes. Podendo este topónimo ter tido origem em Vímara Peres, nos meados do século IX, quando fez deste local o seu principal centro governativo do condado Portucalense que tinha conquistado para o Reino de Galiza e onde veio a falecer.[carece de fontes?]

Guimarães é uma das mais importantes cidades históricas do país, sendo o seu centro histórico considerado Património Cultural da Humanidade, tornando-a definitivamente um dos maiores centros turísticos da região. As suas ruas e monumentos respiram história e encantam quem a visita.

A Guimarães actual soube conciliar, da melhor forma, a história e consequente manutenção do património com o dinamismo e empreendedorismo que caracterizam as cidades modernas, que se manifestou na nomeação para Capital Europeia da Cultura em 2012, factores que levaram Guimarães a ser eleita pelo New York Times como um dos 41 locais a visitar em 2011 e a considerá-la um dos emergentes pontos culturais da Península Ibérica.[7] Foi ainda Cidade Europeia do Desporto (CED), em 2013. Nesta última, Guimarães foi distinguida como sendo a melhor CED de 2013

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
253
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guimarães-PORTUGAL/MANUEL CARLOS

  1. 1. Cidade histórica com um papel crucial na formação de Portugal. As suas ruas e monumentos respiram história e encantam quem as visita. Conta já com mais de um milênio desde a sua formação.
  2. 2. Era designada como Vimaranes. No remoto século X, a Condessa Mumadona Dias, viúva de Hermenegildo Mendes, mandou construir na sua propriedade de Vimaranes, um mosteiro, que se tornou um pólo de atração e deu origem à fixação de um grupo populacional conhecido como “vila baixa”. Paralelamente e para defesa do aglomerado, mandou construir um castelo a pouca distância, na colina, criando assim um segundo ponto de fixação na “vila alta”. A ligar os dois núcleos formou-se a Rua de Santa Maria.
  3. 3. O Conde D.Henrique outorgou-lhe o primeiro foral nacional possivelmente em 1096, o que atesta a importância crescente da então vila de Guimarães, escolhida ainda como capital do então Condado Portucalense. Contudo, as necessidades da Reconquista e de proteção de territórios a sul levou o centro administrativo do reino de Portugal para Coimbra em 1129.
  4. 4. É provável que, D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, tenha nascido em Guimarães em 1111. A Batalha de São Mamede, travada na periferia da cidade em 24 de junho de 1128, teve papel fundamental para a formação da nacionalidade portuguesa.
  5. 5. Os "Vimaranenses" são orgulhosamente tratados por "Conquistadores", fruto dessa herança histórica de conquista iniciada precisamente em Guimarães.
  6. 6. O centro histórico de Guimarães é Patrimônio Histórico da Humanidade desde 2001. Castelo
  7. 7. Paços dos Duques de Bragança
  8. 8. Igreja Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira
  9. 9. Festas Gualterianas: em honra de São Gualter. Acontecem desde 1906 sempre no primeiro fim-de-semana de Agosto. Estas festas são marcadas pelo Cortejo do Linho e pela Batalha das Flores. Como é tradição, a Marcha Gualteriana encerra as festas.
  10. 10. As Nicolinas: são festas de estudantes de Guimarães, celebradas em honra de São Nicoláu de Mira. Iniciam-se a 29 de novembro e terminam a 7 de dezembro. Compostas por vários números: o Pinheiro, Ceias Nicolinas, as Novenas, as Posses, o Pregão Acadêmico Vimaranense, as Maçãzinhas, as Danças de São Nicolau, o Baile da Saudade e a Roubalheira. No livro "Pregões de São Nicolau" pode ler-se que "marcadas pelos usos e costumes populares da região, pela influência do Classicismo e do Romantismo e pela intervenção crítica do fenômeno social“. As Festas Nicolinas são motivo de celebração e diversão com os folguedos próprios da Juventude quase sempre acompanhados por um característico som de fundo: o troar dos bombos e caixas executando os característicos "Toques Nicolinos". Tem sido defendida a candidatura das Festas Nicolinas a Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade.
  11. 11. Festa de Santa Luzia: acontece anualmente a 13 de dezembro, junto à capela de Santa Luzía. Associada a esta festividade está a tradicional venda dos bolos: os Sardões e as Passarinhas, com óbvias conotações sexuais. Segundo a tradição, os rapazes deveriam oferecer o Sardão, de forma fálica, à moça que, estando interessada em namorar, lhe deveria retribuir com uma Passarinha.
  12. 12. Romaria Grande de São Torcato: chamada ainda por muitos como a maior romaria do Minho. Acontece anualmente em Julho, na vila de São Torcato. Tem normalmente a duração de quatro dias.
  13. 13. Imagens: Internet O berço de portugal Manuel Carlos

×