Maus tratos infantil

1.839 visualizações

Publicada em

Apresentado na Universidade Unicastelo

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.839
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Maus tratos infantil

  1. 1. Universidade Camilo Castelo Branco Maus-tratos Infantil Alexandre Ferreira Costa RA 1221701-4 Bruna Carolina César José da Silva Lais Borges Lilian Miranda RA 1218448-7 RA 1306048-8 RA 1222170-7 RA 1221349-2 Luciane dos Santos Alves Vinicius L. RA 1221708-9 RA 1305227-9
  2. 2.  Artigo 70: É dever de todos prevenir a ocorrência de ameaça ou violação dos direitos das crianças e do adolescente.  Artigo 245: Deixar o médico, professor ou responsável, por estabelecimento de atenção a saúde e de ensino fundamental, pré-escola, ou creche, de comunicar a autoridade competente os casos de que tenha conhecimento, envolvendo suspeita ou confirmação de maus tratos contra crianças ou adolescente.  Pena: Multa de três e vinte salários, de referencia aplicando se dobro em caso de reincidência.
  3. 3. Alguns sinais, sintomas e indicadores de negligência  Carência na Higienização;  Vestuário desadequado em relação à estação do ano e lesões consequentes de exposições climáticas adversas;  Inexistência de Rotina (Alimentação e ciclo de sono);  Hematomas outras lesões inexplicadas;  Acidentes frequentes por falta de surpervição;  Intoxicações e acidentes de repetição.
  4. 4. Alguns sinais e sintomas: Puxão dos cabelos, trauma no couro cabeludo. Criança amarrada e amordaçada. Síndrome da criança sacudida, possibilidades de Hemorragia Intra-craniana Marcas de cordas amarradas no pulso. Agressões por fio elétrico, corda, cinto e fivelas dos cintos. As queimaduras por utensílios domésticos aquecidos como garfos, facas, colheres são freqüentes. A cabeça é das regiões do corpo uma das que mais sofre agressões..
  5. 5. Queimadura por imersão da mão em água fervendo, praticada pela própria mãe. Recém nascido esfaqueado pelo próprio pai e abandonado em estação de metrô. Criança colocada em bacia com água fervendo, propositadamente, pela família como castigo. Boca queimada por descarga de fio elétrico pelo próprio pai. Queimadura por ferro elétrico causada pelo pai.
  6. 6. Alguns sinais e sintomas:  Comportamento Agressivo;  Dificuldade em relações afetiva Interpessoais;  Perturbações do comportamento Pessoal;  Choro Incontrolável no 1º ano de vida;  Comportamento ou ideação suicida.
  7. 7. Alguns sinais, sintomas:  Lesões Externa nos órgãos genitais;  Dor e Edema na região vaginal ou anal  Lesões no pênis ou região escrotal  Infecções de transmissão sexual;
  8. 8. Foi realizado um estudo quantitativo, descritivo e de corte transversal, realizado com acadêmicos de Odontologia do quarto e quinto ano da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).
  9. 9.  Contusões,  Lacerações dos lábios e da língua;  Mucosa bucal,  Palato (duro e mole),  Gengiva alveolar e freios labial e lingual;  Desvio de abertura bucal ;  Presença de escaras e machucados nos cantos da boca,  Queimaduras nessa região;  Equimoses na bochechas.
  10. 10.  Devem, diante de suspeita de maus-tratos em crianças e adolescentes, notificar por meio de ofício aos Conselhos tutelares e , na ausências destes, comunicar ao Juizado da Infância e Juventude, notificar a ocorrência à autoridade policial e solicitar o guia de encaminhamento da criança a exame de corpo de delito.  O CD possui a responsabilidade ético-legal de denunciar casos graves de violência por meio da notificação e com sigilo profissional;  A documentação odontológica pode ser utilizada para subsidiar uma avaliação pericial ou um processo judicial.
  11. 11. O que me preocupa não é o grito dos maus, É silêncio dos bons. !

×