Apresentacao Plano Investigacao

1.290 visualizações

Publicada em

Apresentação do Plano de Investigação efectuada na UA no dia 20 de Janeiro de 2010

Publicada em: Educação, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.290
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentacao Plano Investigacao

  1. 1. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Imagem Tandberg<br />As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências<br />Plano de Investigação<br />Samuel Martins<br />Mestrado em Comunicação Multimédia<br />Departamento de Comunicação e Arte<br />Universidade de Aveiro | 2009-10<br />
  2. 2. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  3. 3. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  4. 4. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />Quais as tendências que se <br />verificam na utilização das <br />tecnologias de videoconferência no <br />Ensino Superior Público Português?<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  5. 5. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  6. 6. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  7. 7. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />Pergunta de Investigação: <br />Quais as tendências que se <br />verificam na utilização das <br />tecnologias de videoconferência <br />no Ensino Superior Público <br />Português?<br />Hipóteses: <br />Existe uma tendência de <br />crescimento significativa na<br />utilização das tecnologias de <br />videoconferência no Ensino <br />Superior Público Português.<br />As infra-estruturas de <br />videoconferência das <br />Instituições de Ensino Superior <br />Público Portuguesas são <br />subaproveitadas pelos seus <br />utilizadores.<br />O potencial das tecnologias de <br />videoconferência não é <br />aproveitado pelas Instituições <br />de Ensino Superior Público Portuguesas<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  8. 8. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  9. 9. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />Investigação será do tipo exploratória: abordagem à temática das tecnologias de videoconferência do ponto de vista vinculativo ao seu efectivo uso<br />Estudos de casos para gerar uma compreensão aprofundada acerca dos usos, tendências e potencialidades das tecnologias de videoconferência<br />Identificação das práticas e percepções dos utilizadores dos sistemas de videoconferência no âmbito do Ensino Superior Público português<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  10. 10. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />Indivíduos da comunidade de ensino superior público portuguesa que lidam com as tecnologias de videoconferência<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  11. 11. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />Numa primeira fase será entregue aos contactos técnicos e administrativos das IES públicas portuguesas uma grelha de análise definida em função dos indicadores do modelo de análise.<br />FocusGroupsde professores e estudantes onde se irá extrair relatos e experiências e obter uma sistematização desta informação.<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  12. 12. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  13. 13. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />Acções e iniciativas individuais que permitam obter um conjunto de informações relevantes para a investigação no caso dos participantes previstos não colaborarem.<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  14. 14. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />O primeiro feedback das várias instituições e potenciais participantes <br />indicam-nos que não <br />deverá ser necessário accionar o Plano de Contingência ao nível <br />da recolha de dados.<br />A primeira fase<br /> de recolha de <br />dados já foi <br />iniciada!<br />Esta decisão foi tomada devido a um aspecto específico de recolha de dados que iria necessitar de um período significativo de dados (4 meses de dados estatísticos) e, como tal, exigiu já um avanço prévio do trabalho de campo. <br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  15. 15. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  16. 16. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />Obter um conjunto de dados relativos à utilização das tecnologias de <br />videoconferência nas IES públicas portuguesas<br />Conjunto de informações relativas aos equipamentos de videoconferência <br />existentes nestas instituições<br />Alojamento, à sua disponibilidade, à sua frequência de uso, à sua tipologia <br />de uso ou mesmo ao grau de satisfação desse uso<br />Obter informações relativas aos aspectos positivos e negativos da <br />utilização das tecnologias de videoconferência nestas instituições e <br />respectiva correspondência de expectativas<br />Conjunto de dados que permitam definir estratégias de utilização destas <br />tecnologias nas IES e que permitam auxiliar os stakeholders das <br />tecnologias de videoconferência na optimização destes recursos<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  17. 17. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />Avery, S. (2009). Businesstravelcostsset to risein 2010. Purchasing.com.<br />Ben-Zedeff, S. (2009). IfTelepresenceisthePresent, 3DPresence istheFuture [ElectronicVersion]. VideoOverEnterprise. <br />Retrieved 21 October 2009, fromhttp://www.telepresenceoptions.com/2009/10/if_telepresence_is_the_present/<br />Bersin, J. (2004). Theblendedlearningbook – Bestpractices, provenmethodologies, andlessonslearned. San Francisco, CA, <br />USA: Pfeiffer.<br />Bruce, V. (1996). The role ofthe face incommunication: Implication for videophone design. InteractingwithComputers, 8(2), 166-176.<br />Bulter, D. L., & Winne, P. H. (1995). Feedback andself-regulatedlearning: A theoreticalsynthesis. ReviewofEducational<br />Research, 65(3), 245–281.<br />DGES, D. G. d. E. S. d. M. d. C. T. e. E. S. (2009). Ensino Superior Público Universitário, Politécnico, Militar e Policial. In M. e. C. <br />Institucionais (Ed.), Microsoft Excel. Lisboa: Direcção Geral de Ensino Superior do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior<br />Dixon, B. (2009). TelepresenceInteroperabilityDemonstrationResults. Paperpresentedatthe 2009 Fall Internet2 MemberMeeting. <br />fromhttp://events.internet2.edu/2009/fall-mm/agenda.cfm?go=session&id=10000758&event=980<br />FCCN, F. p. a. C. C. N. (2009a). Equipamentos de Videoconferência das Instituições de Ensino Superior Públicas Portuguesas <br />registados no SAG. In L. d. t. o. l. r. n. SAG (Ed.), Microsoft Excel. Lisboa: FCCN.<br />FCCN, F. p. a. C. C. N. (2009b). Locais registados no SAG com contactos de gestão. In L. d. t. o. l. r. c. c. d. gestão (Ed.), Microsoft <br />Excel. Lisboa: Sistema de Agendamento FCCN.<br />Lichtman, H. S., & Brockmann, P. (2009). TheInter-CompanyTelepresence & VideoConferencingHandbook. <br />fromhttp://www.telepresenceoptions.com/images/HPL-Brockmann-Inter-Company-Handbook.pdf<br />Lou, Y., Dedic, H., & Rosenfield, S. (2003). A feedback modelandsuccessful e-learning. Learning & teachingwith<br />technology – Principlesandpractices (open & flexiblelearning series), 249–259.<br />McAndrew, P., Foubister, S. P., & Mayes, T. (1996). Videoconferencingin a languagelearningapplication. Interactingwith<br />Computers, 8(2), 207-217.<br />McIsaac, M. S., & Gunawardena, C. N. (1996). Researchindistanceeducation. NY, USA: ScholasticPress.<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  18. 18. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Tandberg<br />Mehrabian, A., & Wiener, M. (1967). Decodingofinconsistentcommunications. JournalofPersonalityand Social Psychology, <br />6, 109-114.<br />Newman, D., Barbanell, P., & Falco, J. (2005). Documentingvalue-addedlearningthroughvideoconferencing: K-12 classrooms’ <br />interactionswithmuseums.PaperpresentedattheWorldConferenceonE-LearninginCorporate, Government, Healthcare, <br />andHigherEducation, Chesapeake, VA.<br />Newman, D. L. (2009). VideoconferencingTechnologyin K-12 Instruction: BestPracticesandTrends. <br />fromhttp://avaxhome.ws/ebooks/engeneering_technology/Dianna20Trends.html<br />Pike, R. W. (2003). Creative TrainingTechniquesHandbook - Tips, TacticsandHow-To&apos;s for DeliveringEffectiveTraining: <br />LakewoodBooks.<br />Schaphorst, R. (2008). VideoconferencingandVideotelephony: Technologyand Standards: ArtechHousePublishers 1999-04.<br />Short, J., Williams, E., & Christie, B. (1976). The social psychologyoftelecommunications. London, UK: John Wiley & Sons.<br />Wainhouse-Research. (2008a). WR Bulletin - Volume 9 Issue #23 Aug-15-08: WainhouseResearch. (W. Research o. <br />DocumentNumber)<br />Wainhouse-Research. (2008b). WR Bulletin - Volume 9 Issue #32 Dec-15-08: WainhouseResearch. (W. Research o. <br />DocumentNumber)<br />Wainhouse-Research. (2009). WR Bulletin - Volume 10 Issue #24 Nov-17-09: WainhouseResearch. (W. Research o. <br />DocumentNumber)<br />Weinstein, I. M., & Davis, A. W. (2009). WhatEveryBusiness / LineManagerNeeds to KnowAbout Desktop <br />VideoconferencingIn W. E. B. L. M. N. t. K. A. D. Videoconferencing (Ed.), PDF. Duxbury: WainhouseResearch.<br />Yamada, M. (2009). The role of social presenceinlearner-centeredcommunicativelanguagelearningusingsynchronous<br />computer-mediatedcommunication: Experimental study. Computers & Education, 52(4), 820-833.<br />20-01-2010<br />“As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências”<br />
  19. 19. http://samuelmartins.blogs.ua.sapo.pt<br />Imagem Tandberg<br />As Tecnologias de Videoconferência no Ensino Superior Público Português: Boas Práticas e Tendências<br />Plano de Investigação<br />Obrigado!<br />Samuel Martins<br />Mestrado em Comunicação Multimédia<br />Departamento de Comunicação e Arte<br />Universidade de Aveiro | 2009-10<br />

×