Cuidado com a ira

378 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
378
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cuidado com a ira

  1. 1. CUIDADO COM A IRA! Muitas vezes ficamos aborrecidos quando não concordamos com algo e até nos exaltamos com as pessoas que não concordam conosco. Não importa quem seja. E, muitas vezes, isso nos leva a cometer o pecado da ira. Acabamos por falar coisas desagradáveis às pessoas que estão à nossa volta. Tornamo-nos insensatos, brutos e ignorantes, quando não, violentos. A ira é vista pela maioria das pessoas como uma “válvula de escape” „para seus rancores, suas amarguras e angústias. Contudo, esse sentimento é o “passaporte” para fazer besteiras, às vezes tão graves que produzem marcas profundas. O descontrole por vezes é tanto que chega à violência desmedida, levando o irado a cometer atrocidades sem precedentes. A ira, porém, pode ter seu lado positivo, mas poucos sabem canalizá-la para o lado benéfico. Deus não deseja que sejamos iracundos e rancorosos. Ele nos deu ferramentas para prosseguirmos rumo à vitória: “Se vocês ficarem com raiva, não deixem que isso faça com que pequem e não fiquem o dia inteiro com raiva.” (Efésios 4.26 – Nova Tradução na Linguagem de Hoje - NTLH). I – O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE A IRA? “Vocês ouviram o que foi dito: „Olho por olho, dente por dente.” Mas eu lhes digo: Não se vinguem dos que fazem mal a vocês... Vocês ouviram o que foi dito: „Ame os seus amigos e odeie os seus inimigos. “Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem pelos que perseguem vocês, para que vocês se tornem filhos do Pai de vocês, que está no Céu...” (Mateus 5.38,43-45 – NTLH). 1
  2. 2. Todos nós já vimos uma pessoa irada. O semblante pesado e os olhos injetados são sintomas da raiva, da ira, do ódio. Quantos de nós já presenciamos cenas de uma pessoa, que por uma coisa à toa e sem sentido, reage com total destempero? É a ira. Não foram poucas as vezes que lemos, ouvimos ou assistimos notícias em jornais, rádio e televisão de alguém que matou fulano no trânsito porque ele lhe deu uma “fechada”, ou porque, em altos brados, falou mal de sua pessoa. Por motivos banais, alguém pode se irar e destruir uma família ou a sua própria vida. Precisamos conhecer a ira não só com o objetivo de extingui-la, mas de saber lidar com ela. Nós cremos que todas as nossas emoções nos foram dadas por Deus. É muito fácil aceitarmos as emoções de alegria, de paz, de ternura, de confiança, mas quando se trata da ira, questionamos: Será que esta emoção foi Deus quem deu? Uma das piores coisas da vida é estar casado com uma pessoa iracunda. Existem famílias que mudam toda a sua dinâmica quando o homem chega em casa. A família está em paz, a casa em ordem e todos conversam e brincam alegremente. Entretanto, no momento em que ele chega muda tudo, porque o iracundo chegou. Por outro lado, tem marido que chega em casa e se isola em seu quarto ou no escritório para não ter de suportar a constante ira da esposa. Outros, sem Jesus, preferem ficar em bares bebendo com colegas de serviço para não terem de chegar cedo à casa, porque a mulher é iracunda. Existem pessoas que não sabem como lidar com a ira. Em algumas, a ira se manifesta através da violência. A pessoa briga, quebra as coisas e agride os outros. Por outro lado, há pessoas que guardam dentro de si a ira. Elas se fecham e não deixam que ela se manifeste. A ira traz uma linguagem própria que o corpo manifesta pelo modo como as pessoas falam, como se cumprimentam e até mesmo como se olham. Podemos perceber quando uma pessoa não está bem pelo modo como ela responde à nossa saudação ou pela maneira como nos saúda (ou nos ignora). 2
  3. 3. Há pessoas que falam gritando, brigam o tempo todo e discutem até porque as nuvens esconderam o sol. Como é difícil viver com o iracundo (a)!!! Pessoas que vivem fechadas, que se recusam pelo menos considerar uma mudança e dizem “Eu nasci assim e mesmo assim...” e continuam com o semblante fechado, espantando qualquer um que se aventure a se aproximar. Para o iracundo nada está bom. Se chove, ele reclama se não chove, também; se o culto demora um pouco mais, acha ruim, se o culto acaba mais cedo é culpa do pastor. Quantas vezes, numa festa, numa reunião de família, o que era para ser só alegria se transforma em tristeza e decepção por causa da ira. Sem dúvida, a pessoa irada tem um descontrole muito grande. Quando a ira é reprimida, a pessoa apresenta sintomas físicos como mãos úmidas, transpiração intensa, eczemas que aparecem no corpo, tosse asmática, náuseas inexplicáveis, hipertensão arterial, dores na cabeça. É claro que essas pessoas precisam aprender a lidar com a ira. Quantos acidentes acontecem no trabalho, no trânsito, em casa, por causa da ira? Se olharmos o histórico de vida de um suicida, vamos encontrar muita ira reprimida. II – A IRA E O AMOR “Não guarde ódio no coração contra outro israelita, mas corrija-o com franqueza para que você não acebe cometendo um pecado por causa dele. Não se vingue, nem guarde ódio de alguém do seu povo, mas ame os outros como você ama a você mesmo...” (Levítico 19.17,18). A maior força do mundo é o amor. Ele é remédio para todos os males. Quando o seu coração está cheio de amor, tudo é diferente. Quando uma pessoa vem para Jesus, o Senhor arranca aquele coração de pedra, duro, insensível, e coloca um novo coração, um coração sensível e tenro, cheio de amor e perdão. Deixamos de ser iracundos e insensíveis. Em vez de nos irritarmos com a promoção de um colega porque não fomos nós os beneficiados, conseguimos nos alegrar com ele. 3
  4. 4. Se você chega à casa e encontra seu esposo (a) de mau humor, não prolongue a conversa com ele (a). Deixe-o sossegado (a) até que a ira passe. Não adianta ponderar com uma pessoa irada, pois quanto mais você fala com ela, mais irada ela fica e não ouve nada do que você fala. A Bíblia aconselha: “Não fique com raiva, não fique furioso. Não se aborreça, pois isso será pior para você.” (Salmo 37.8 – NTLH). Conte até dez... Até mil (se for preciso). Quando alguém lhe provocar, deixe para lá, releve, não revide... Quantos relacionamentos se desfizeram por causa da ira? “Não te vingarás, nem guardarás ira contra os filhos do teu povo...” (Levítico 19.18). “Quem se zanga facilmente faz coisas tolas, mas o sábio permanece calmo.” (Provérbios 14.17 – NTLH). “A pessoa que se mantém calma é sábia, mas a que facilmente perde a calma mostra que não tem juízo.” (Provérbios 14.29 – NTLH). “A resposta delicada acalma o furor, mas a palavra dura aumenta a raiva” (Provérbios 15.1 – NTLH). O que é a resposta delicada? É a palavra doce que tem a verdade. O problema da ira, muitas vezes, surge por causa de uma comunicação errada, ou da maneira como foi dita, ou porque não era verdadeira. Lembre-se: “A palavra branda desvia o furor”. “A pessoa de mau gênio sempre causa problemas, mas a que tem paciência traz paz.” (Provérbios 15.18). O iracundo está sempre insatisfeito e vai provocar problemas (contendas e brigas). Já o paciente apazigua a contenda. 4
  5. 5. “O homem de grande ira tem de sofrer o dano...” (Provérbios 19.19). Isso significa que a pessoa iracunda não está fazendo o mal ao seu próximo, mas sim a si mesmo. Quem abriga a ira no seu coração sofre consequências terríveis: Úlceras, mau humor, raiva, doenças físicas, infarto... É por isso que o homem de grande ira tem de sofrer as consequências da sua raiva... Existem pessoas que batem no peito e dizem: “Eu não levo desaforo para casa.”. Isso é falta de sabedoria. Por isso, a Palavra de Deus aconselha: “Abandonem toda amargura, TODO ÓDIO E TODA RAIVA...” (Efésios 4.31 – BLH). Não permita que a ira, a amargura ou a tristeza permaneçam alojadas em seu coração. Viva longe de todos esses sentimentos ruins e destrutivos. “Mas agora, livrem-se de tudo isto: Da raiva, da paixão e dos sentimentos de ódio...” (Colossenses 3.8 – NTLH). 5

×