V Fieq

1.077 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.077
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

V Fieq

  1. 2. V FIEQ Fórum de Intervenção para uma Educação de Qualidade Biologia : Educação Ambiental numa Perspectiva de Mudança no Séc.XXI Profª. Odeni
  2. 4. Desafio <ul><li>O ser humano surgiu há dois milhões de anos na Terra, cuja o tempo de vida é estimado em 4,5 bilhões de anos. Ou seja, surgimos apenas 0,001% do tempo de criação do planeta. E, nos últimos 200 anos, principalmente, interferimos profundamente nas paisagens naturais e no ritmo da natureza. Se, nestes 4,5 bilhões de anos segundo os estudos geológicos, milhares de espécies surgiram e se modificaram ou desapareceram, os seres humanos não poderiam ter o mesmo destino? A ilusão humana de controlar a natureza levou a sociedade à crise ambiental pela qual passamos atualmente. Como reverter este quando? </li></ul>
  3. 5. O que é Meio Ambiente?
  4. 15. <ul><ul><li>Do nosso próprio corpo: respiração, alimentação, formas de sentir, entender e expressar o mundo; </li></ul></ul>Teatro Água para la Vida Congresso Ibero Americano EA/06
  5. 16. <ul><ul><li>leis, hierarquias, as conversões e classes sociais, sistemas de tomada de decisões, as nações, o mercado, o estado, etc... </li></ul></ul>das nossas relações com a sociedade e seus modos de organização e produção...
  6. 17. <ul><ul><li>MEIO FÍSICO onde vivemos, desde os espaços e paisagens cotidianos até a TERRA com seus climas e sistemas naturais; </li></ul></ul>
  7. 18. Vitória Basaia Nossa Senhora de Xarayés <ul><ul><li>A nossa subjetividade, nossas emoções, a alma e o espírito, o “lócus” que nos conecta a algo que está além do corpo; </li></ul></ul>
  8. 19. “ Cururueiro”Regina Pena “ Festeiros”Sebastião Silva A dimensão das relações inter-pessoais, o nosso diálogo e relações com aqueles com os quais convivemos - família, tribos que convivemos, grupos de trabalho e estudos;
  9. 20. Contexto histórico da EA <ul><li>1968 – Roma: uma reunião de cientistas dos países desenvolvidos para se discutir o consumo e as reservas dos recursos naturais não renováveis e o crescimento da população até o século XXI. Seus participantes observaram que: “o homem deve examinar a si próprio, seus objetivos e valores. O ponto essencial da questão não é somente a sobrevivência da espécie humana, porém ainda mais, a sua possibilidade de sobreviver sem cair em um estado inútil de sobrevivência”. (Clube de Roma colocou o problema ambiental a nível planetário e publicou o livro Limites do Crescimento). </li></ul>
  10. 21. Contexto histórico da EA <ul><li>1972 – Estocolmo na Suécia: primeira conferência mundial de meio ambiente humano. Organizada pela ONU. Uma resolução importante da conferência de Estocolmo foi a de que se deve educar o cidadão para a solução dos problemas ambientais. Surgindo aí o que convencionou-se a chamar de educação ambiental. A partir daí a UNESCO começou a realizar seminários regionais em todos os continentes procurando estabelecer seus fundamentos filosóficos e pedagógicos. </li></ul>
  11. 22. Contexto histórico da EA <ul><li>Em Belgrado na Iugoslávia: definiu-se os objetivos da educação ambiental. “A carta de Belgrado”. </li></ul>
  12. 23. Contexto histórico da EA <ul><li>1977 – Tbilisi na Geórgia: primeiro congresso mundial sobre educação ambiental para trabalhos realizados na área. </li></ul><ul><li>1987 – Moscou: Segundo congresso de educação ambiental (discutiu-se o desarmamento nuclear). </li></ul><ul><li>1992 – ECO 92: 20 anos de estudo e muda a concepção de meio ambiente – Homem natureza para desenvolvimento econômico. </li></ul>
  13. 24. Contexto histórico da EA <ul><li>“ A educação ambiental, com perspectiva educativa, pode estar presente em todas as disciplinas. Sem por limites para seus estudantes, em caráter de educação permamente. Ela, por si só,não resolve os complexos problemas ambientais planetários, mas pode influir decididamente para isso, ao formar cidadão consciente de seus direitos e deveres. (Reigota Marcos - 1998) </li></ul>
  14. 25. Décadas da EA <ul><li>ANOS 1970 </li></ul><ul><li>As questões ambientais começaram a se apresentar pelos idos dos anos 1970, quando eclode no mundo um conjunto de manifestações: </li></ul><ul><li>A liberação feminina </li></ul><ul><li>Revolução estudantil </li></ul><ul><li>Endurecimento das condições políticas na América Latina, com a instituição de governos autoritários </li></ul>
  15. 26. Décadas da EA <ul><li>Anos 1980 </li></ul><ul><li>A década de 1980 caracteriza-se por uma profunda crise econômica que afeta o conjunto dos países do mundo, bem como por um agravamento dos problemas ambientais. </li></ul><ul><li>1983 - no Brasil, o Decreto n.º 88.351/83, que regulamenta a Lei n.º 226/87, determina a necessidade da inclusão da Educação Ambiental nos currículos escolares de 1º e 2º graus. </li></ul>
  16. 27. Décadas da EA <ul><li>  &quot;A finalidade da educação ambiental é formar uma população mundial consciente e preocupada com o ambiente e problemas com ele relacionados, e que possua os conhecimentos, as capacidades, as atitudes, a motivação e o compromisso para colaborar individual e coletivamente na resolução de problemas atuais e na prevenção de problemas futuros“(Conferência de Estocolmo em 1972) </li></ul><ul><li>“ Educação Ambiental foi definida como uma dimensão dada ao conteúdo e à prática da Educação, orientada para a solução dos problemas concretos do meio ambiente, através de enfoques interdisciplinares e de uma participação ativa e responsável de cada indivíduo e da coletividade.” </li></ul><ul><li>(I Conferência Intergovernamental sobre EA - Tbilisi, Geórgia (ex URSS), 1977) </li></ul>
  17. 28. Décadas da EA <ul><li>“ Educação ambiental é um processo permanente, no qual os indivíduos e a comunidade tomam consciência do seu meio ambiente e adquirem conhecimentos, valores, habilidades, experiências e determinação que os tornam aptos a agir – individual e coletivamente – e resolver problemas ambientais presentes e futuros”. </li></ul><ul><li>(MMA) </li></ul>
  18. 29. Lei <ul><li>Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999 </li></ul><ul><li>Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. </li></ul><ul><li>CAPÍTULO I DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL </li></ul><ul><li>Art. 1.o Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade. </li></ul><ul><li>Art. 2.o A educação ambiental é um componente essencial e permanente da educação nacional, devendo estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não-formal. </li></ul>
  19. 30. Principais conceitos de EA <ul><li>MEIO AMBIENTE </li></ul><ul><li>“ Espaço”(com seus componentes bióticos e abióticos) em que um ser vive e se desenvolve, trocando energia e interagindo com ele sendo transformado e transformando-o. </li></ul><ul><li>No caso do seres humanos, soma-se o “espaço” sociocultural (relações econômicas, culturais e políticas). </li></ul>
  20. 32. Principais conceitos de EA <ul><li>PRESERVAÇÃO AMBIENTAL </li></ul><ul><li>È a ação de proteger contra a destruição e qualquer forma de dano um ecossistema, uma área geográfica ou espécies animais e vegetais ameaçadas de extinção, adotando-se medidas preventivas legalmente necessárias e as medidas de vigilância adequada </li></ul><ul><li>CONSERVAÇÃO AMBIENTAL </li></ul><ul><li>É a utilização racional de um recurso qualquer de modo a se obter um rendimento considerado bom, garantindo-se entretanto a sua renovação ou a sua auto-sustentação. </li></ul>
  21. 33. Des-envolvimento
  22. 34. Principais conceitos de EA
  23. 35. 2 da Suécia 13 do Brasil 35 da índia 140 de Bangladesh 280 do Nepal
  24. 36. Principais conceitos de EA <ul><li>“ a sustentabilidade da </li></ul><ul><li>vida humana só é possível com justiça e igualdade social, de gênero </li></ul><ul><li>e raças, e o principal obstáculo para a sua formatação é a dissociação </li></ul><ul><li>entre os objetivos das políticas ambientais e as estratégias de </li></ul><ul><li>desenvolvimento adotadas pelos países, em que problemas ecológicos </li></ul><ul><li>são tratados como questão técnica e não política” . (Osawa Mario) </li></ul>
  25. 37. Principais conceitos de EA <ul><li>“ Chamamos de Racismo Ambiental às injustiças sociais e ambientais que recaem de forma desproporcional, sobre etnias vulnerabilizadas. O Racismo Ambiental não se configura apenas através de ações que tenham uma intenção racista, mas igualmente através de ações que tenham impacto racial, não obstante a intenção que lhes tenha dado origem”. </li></ul><ul><li>(I Seminário Brasileiro contra o Racismo Ambiental </li></ul><ul><li>Niterói – 28 a 30.11.2005) </li></ul>

×