Tangará da Serra
<ul><li>O olho abraça a beleza do mundo inteiro. É janela do corpo, por onde a alma especula e frui a beleza do mundo. O q...
UM NOVO OLHAR
Um novo olhar <ul><li>É preciso um mergulho interior e um novo olhar para a prática para “revelar um jeito de ser e fazer”...
A educação do olhar <ul><li>A educação o olhar é um chamamento a todos nos educadores que carecemos privilegiar na escola ...
<ul><li>A educação do olhar para a formação humana mostra-se oportuna diante do agravamento da crise de valores que atinge...
Educar o olhar <ul><li>A educação do olhar para a formação humana mostra-se oportuna diante do agravamento da crise de val...
<ul><li>Nenhuma metodologia, por mais brilhante que seja, fará sentido se o professor não proceder a uma mudança na vida d...
O que é o olhar?
<ul><li>É preciso ensinar a olhar sobre o que se vê ou sobre o que se apresenta, sobre a importância ou não, sua pertinênc...
<ul><li>O olhar é, portanto, uma intenção de descoberta. O olhar é resultado de nossa leitura sobre o mundo e o principal ...
<ul><li>“ O meu olhar é nítido como um girassol.” (Fernando Pessoa).  </li></ul>
Como ensinar a olhar? <ul><li>Uma sociedade em constante transformação não comporta mais um professor que se contenta com ...
<ul><li>Lidar com esta sociedade e com este perfil de alunos exige novas habilidades para novas  competências . E o profes...
Olhar do mestre <ul><li>O professor que escolheu o caminho do novo olhar, incorporou as habilidades e competências para a ...
Olhar do mestre <ul><li>O professor de hoje deve possuir uma base sólida e ir além dos saberes cognitivos, buscando maiore...
Algumas características essenciais do educador
<ul><li>Construir  uma imagem positiva de si, dos alunos e da escola; </li></ul><ul><li>Compreender o ambiente escolar e o...
<ul><li>Valorizar os alunos, todos possuem dificuldades possuem características positivas que podem suscitar o recebimento...
Olhar e Ver <ul><li>Como professores devemos nos perguntar: “Onde tem andado meu olhar ao longo de minha formação?”, “Qual...
Para ver é preciso vencer obstáculos <ul><li>Inicialmente temos que entender que para ser um educador preparado devemos te...
<ul><li>Os pessimistas só servem para ser bons domadores, nunca bons professores! É preciso acreditar –e não duvidar nunca...
Alguns olhares essenciais
<ul><li>Olhar ético </li></ul><ul><li>Olhar de conhecimento </li></ul><ul><li>Olhar metodológico </li></ul><ul><li>Olhar e...
Olhar ético <ul><li>É a ética que baliza e dá parâmetros para que uma relação possa ser chamada de educativa. A ética está...
Olhar de conhecimento <ul><li>O conhecimento está na pessoa e não nos livros. É preciso ter essa consciência é na vontade ...
Olhar metodológico <ul><li>Devem ser eleitos métodos e atividades que ofereçam experiências de aprendizagem ricas em situa...
Olhar entrelaçado <ul><li>Hoje os conhecimentos são entrelaçados. É preciso arte no olhar e perceber a conexão entre todas...
Olhar da diversidade <ul><li>Pode-se imaginar a infinita diversidade do ser humano. Mas há algo a ser respeitado em todos ...
<ul><li>Compreender seu ponto de vista e suas motivações ao interpretar suas ações. Isso desenvolve a atitude de solidarie...
Olhar da inclusão
<ul><li>Fundada na equiparação de oportunidades, na igualdade de direitos e no exercício pleno da cidadania, a inclusão co...
Olhar da participação <ul><li>A participação é resultado do olhar voltado para o outro. Para garantir que as possibilidade...
<ul><li>A participação é um princípio da democracia que necessita ser trabalhado: é algo que se aprende e se ensina. A esc...
Olhar de pertencimento <ul><li>Pertencemos a raça humana. Não somos iguais, mas somos parecidos. O sentido da vida é o per...
Olhar de tolerância <ul><li>A tolerância está relacionada com o ideal de vida que a pessoa tem e com a construção de sua i...
Olhar planetário
<ul><li>Precisamos aprender a ser, viver, dividir e comunicar como seres humanos do planeta Terra. Precisamos transformar ...
<ul><li>Aprender a “estar” no planeta significa aprender a viver, a dividir, a comungar. </li></ul><ul><li>Dialogar, porta...
Olhar e ver
SALA DE PROFESSOR [email_address] Pesquisa, montagem e adaptação: Vera Fascio Fascio Autoria Texto: Maria Cristina C. de A...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio Fascio

962 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Carreiras
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
962
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
32
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ApresentaçãO1vff12507sol Vera Fascio Fascio

  1. 1. Tangará da Serra
  2. 2. <ul><li>O olho abraça a beleza do mundo inteiro. É janela do corpo, por onde a alma especula e frui a beleza do mundo. O que há de admirável no olho é que através dele – de um espaço tão reduzido – seja possível a absorção das imagens do universo. De sorte que esse órgão – um entre tantos – é a janela da alma, o espelho do mundo. (Leonardo da Vinci) </li></ul>
  3. 3. UM NOVO OLHAR
  4. 4. Um novo olhar <ul><li>É preciso um mergulho interior e um novo olhar para a prática para “revelar um jeito de ser e fazer”. </li></ul>
  5. 5. A educação do olhar <ul><li>A educação o olhar é um chamamento a todos nos educadores que carecemos privilegiar na escola experiências humanizadoras e para isso a educação do olhar é a chave para se entender da vida, da prática, da civilidade, honestidade, companheirismo, participação, cooperação, generosidade, respeito às diferenças, justiça, etc. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>A educação do olhar para a formação humana mostra-se oportuna diante do agravamento da crise de valores que atinge o âmago da sociedade brasileira, requerendo de nós professores, novos olhares a fim de reagirmos sobre a dura realidade na qual existimos e estamos vivendo. </li></ul>
  7. 7. Educar o olhar <ul><li>A educação do olhar para a formação humana mostra-se oportuna diante do agravamento da crise de valores que atinge o âmago da sociedade brasileira, requerendo de nós professores, novos olhares a fim de reagirmos sobre a dura realidade na qual existimos e estamos vivendo. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Nenhuma metodologia, por mais brilhante que seja, fará sentido se o professor não proceder a uma mudança na vida de seus alunos. </li></ul><ul><li>Na maneira de olhar, ver e sentir. </li></ul><ul><li>É de suma importância então, a educação do olhar </li></ul>
  9. 9. O que é o olhar?
  10. 10. <ul><li>É preciso ensinar a olhar sobre o que se vê ou sobre o que se apresenta, sobre a importância ou não, sua pertinência, sua validade. É necessário reflexão, pois é isso que nos diferencia. </li></ul><ul><li>Desenvolver o senso crítico e contribuir para a formação política, que é uma das grandes colaborações dadas a nação. Incentivar a reflexão é formar cidadãos participativos e críticos, que saibam utilizar a democracia e usufruir dela com eqüidade. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>O olhar é, portanto, uma intenção de descoberta. O olhar é resultado de nossa leitura sobre o mundo e o principal meio de se captar a realidade. A todo instante a natureza, as coisas, as pessoas e o mundo se renovam de forma que o nosso olhar também. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>“ O meu olhar é nítido como um girassol.” (Fernando Pessoa). </li></ul>
  13. 13. Como ensinar a olhar? <ul><li>Uma sociedade em constante transformação não comporta mais um professor que se contenta com uma formação que não privilegia novas competências e principalmente a competência do olhar “como”. </li></ul><ul><li>A educação do olhar se torna extrema importância para o futuro da nossa sociedade. Vivemos na era do consumismo e do hedonismo, em que a individualidade é maior a cada dia, há cada vez menos espaços de convivência entre membros da família. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Lidar com esta sociedade e com este perfil de alunos exige novas habilidades para novas competências . E o professor, como se adaptou a este cenário atual, que caminho escolheu? Em que direção está seu olhar? </li></ul>
  15. 15. Olhar do mestre <ul><li>O professor que escolheu o caminho do novo olhar, incorporou as habilidades e competências para a gestão de mudanças e de processo. Acrescentando novos elementos para sua atuação e buscando novas metodologias e novas experiências em áreas diversas. </li></ul>
  16. 16. Olhar do mestre <ul><li>O professor de hoje deve possuir uma base sólida e ir além dos saberes cognitivos, buscando maiores conhecimentos e aperfeiçoamento em todas as áreas.Fica claro que o professor necessita de uma visão ampliada de escola, percebendo sua importância além da sala de aula. </li></ul><ul><li>O professor precisa da competência para a visão da sala de aula e também a visão educacional, considerando a escola como um todo. Tudo interessa no olhar de mestre, de educador. </li></ul>
  17. 17. Algumas características essenciais do educador
  18. 18. <ul><li>Construir uma imagem positiva de si, dos alunos e da escola; </li></ul><ul><li>Compreender o ambiente escolar e o cenário externo e interno, conhecer a cultura que estamos inseridos; </li></ul><ul><li>Possuir uma postura transinterdisciplinar, pautando-se na realidade que temos; </li></ul><ul><li>Não trazer para os alunos respostas para as perguntas que eles não fizeram e, sim,formular com eles outras perguntas, incentivando novas descobertas; </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Valorizar os alunos, todos possuem dificuldades possuem características positivas que podem suscitar o recebimento de elogios para melhorar sua auto-estima; </li></ul><ul><li>Reconhecer nos conflitos uma oportunidade para o crescimento e amadurecimento da turma; </li></ul><ul><li>Sentir o pulsar não só do cognitivo, mas do coração. </li></ul>
  20. 20. Olhar e Ver <ul><li>Como professores devemos nos perguntar: “Onde tem andado meu olhar ao longo de minha formação?”, “Qual é o papel do meu olhar de educador?” </li></ul><ul><li>Nessa tarefa do olhar atento é preciso entender que é a minha vontade de olhar que me faz competente na tarefa a que me proponho. Pois o meu olhar influencia, aquece e esclarece. </li></ul>
  21. 21. Para ver é preciso vencer obstáculos <ul><li>Inicialmente temos que entender que para ser um educador preparado devemos ter certas qualidades que nos permitam situar com objetividade diante dos obstáculos. É necessária a presença constante da consciência crítica, que estará relembrando sempre que a educação tem valor relativo diante das realidades sociais e que não podemos ser otimistas e sim cheios de esperança. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Os pessimistas só servem para ser bons domadores, nunca bons professores! É preciso acreditar –e não duvidar nunca- que o ser humano é perfeito, que ele tem uma capacidade ilimitada de aprender, nascida com ele. Ao mestre cabe fomentar esse desejo de saber e mostrar que podemos sempre ser melhores à medida que adquirimos mais conhecimentos. Devemos ter humanidade, capacidade de respeitar e uma alegria cidadã contagiosa. </li></ul>
  23. 23. Alguns olhares essenciais
  24. 24. <ul><li>Olhar ético </li></ul><ul><li>Olhar de conhecimento </li></ul><ul><li>Olhar metodológico </li></ul><ul><li>Olhar entrelaçado </li></ul><ul><li>Olhar da diversidade </li></ul><ul><li>Olhar da inclusão </li></ul><ul><li>Olhar da participação </li></ul><ul><li>Olhar de pertencimento </li></ul><ul><li>Olhar de tolerância </li></ul><ul><li>Olhar planetário </li></ul>
  25. 25. Olhar ético <ul><li>É a ética que baliza e dá parâmetros para que uma relação possa ser chamada de educativa. A ética está sempre presente na relação educativa. Sem ética não há educação, há apenas domesticação de cérebros. </li></ul><ul><li>Uma relação educativa é um encontro entre pessoas que se falam, se escutam, se ajudam. O que faz com que a educação seja um acontecimento ético, é que nada volta a ser como antes. Há um antes e um depois de cada encontro, de cada olhar, cada momento. </li></ul>
  26. 26. Olhar de conhecimento <ul><li>O conhecimento está na pessoa e não nos livros. É preciso ter essa consciência é na vontade de conhecer que reside o conhecimento. Isto é uma reforma em nosso pensamento pois o mundo caminha para a transformação da consciência. Nossa resistência às mudanças é enorme e às vezes preferimos o olhar letárgico para não mudar ou não lutar por novos rumos. </li></ul>
  27. 27. Olhar metodológico <ul><li>Devem ser eleitos métodos e atividades que ofereçam experiências de aprendizagem ricas em situações de compartilhamento, nas quais os alunos possam opinar, assumir responsabilidades, colocar-se, resolver problemas e conflitos e refletir as conseqüências de seus atos. </li></ul><ul><li>Situações que envolvam atividades como seminários, exposição de trabalhos, organização de projetos, etc. </li></ul>
  28. 28. Olhar entrelaçado <ul><li>Hoje os conhecimentos são entrelaçados. É preciso arte no olhar e perceber a conexão entre todas as coisas. É preciso abrir uma janela dentro da alma. É essa abertura que faz com que as pessoas aprendam a aprender sempre e constantemente. </li></ul>
  29. 29. Olhar da diversidade <ul><li>Pode-se imaginar a infinita diversidade do ser humano. Mas há algo a ser respeitado em todos nós. É a humanidade que todos temos em comum. </li></ul><ul><li>Nas relações interpessoais, não só entre professor e aluno, mas também entre os próprios alunos, o grande desafio é conseguir se colocar no lugar do outro. </li></ul>
  30. 30. <ul><li>Compreender seu ponto de vista e suas motivações ao interpretar suas ações. Isso desenvolve a atitude de solidariedade e a capacidade de conviver com as diferenças, e também com as diversidades. É ter um olhar “deferente” com o outro, de atenção. </li></ul>
  31. 31. Olhar da inclusão
  32. 32. <ul><li>Fundada na equiparação de oportunidades, na igualdade de direitos e no exercício pleno da cidadania, a inclusão constitui o processo de construção de uma sociedade realmente para todos. </li></ul><ul><li>A diversidade humana é assumida como fator de enriquecimento da vida e não como um “problema”, até então resolvido pela ideologia da exclusão social dos chamados “desviantes”. </li></ul><ul><li>Deslocar os sentidos de uma formação ideológica excludente para uma formação ideológica inclusiva implica pensar uma sociedade sem referenciais determinados para todas as possibilidades da vida. </li></ul>
  33. 33. Olhar da participação <ul><li>A participação é resultado do olhar voltado para o outro. Para garantir que as possibilidades de participação se desenvolvam, é necessária uma intervenção sistemática dos professores, de forma planejada, que vá se transformando de acordo com o desenvolvimento da autonomia dos alunos, seus olhares e a dimensão da real participação cidadã. </li></ul>
  34. 34. <ul><li>A participação é um princípio da democracia que necessita ser trabalhado: é algo que se aprende e se ensina. A escola será um lugar possível para essa aprendizagem, se promover a convivência democrática no seu cotidiano, pois aprende-se a participar, participando. </li></ul>
  35. 35. Olhar de pertencimento <ul><li>Pertencemos a raça humana. Não somos iguais, mas somos parecidos. O sentido da vida é o pertencimento. É o pertencimento que faz mais do que ver o que nos diferencia e sim o que nos une. Educar o olhar para a possibilidade de pensarmos nos problemas que temos e nas formas de resolvê-los em conjunto </li></ul>
  36. 36. Olhar de tolerância <ul><li>A tolerância está relacionada com o ideal de vida que a pessoa tem e com a construção de sua identidade. A tolerância é colocada em jogo quando um valor é desrespeitado. “Só se ama aquilo que se conhece e admira.” O fato de sujeitos morais terem força de vontade para escolher serem tolerantes, (ou não), baseia-se no lugar que determinado valor ocupa na escala de valores </li></ul>
  37. 37. Olhar planetário
  38. 38. <ul><li>Precisamos aprender a ser, viver, dividir e comunicar como seres humanos do planeta Terra. Precisamos transformar a nossa consciência em uma consciência planetária. </li></ul><ul><li>Não pertencemos somente a uma cultura mas também somos pertencentes a uma cultura terrena, única, indivisível. </li></ul>
  39. 39. <ul><li>Aprender a “estar” no planeta significa aprender a viver, a dividir, a comungar. </li></ul><ul><li>Dialogar, portanto é muito mais do que interagir idéias e postura. É sim uma competência própria da cultura da paz. É estar de bem consigo, de bem com os outros e com o mundo. </li></ul>
  40. 40. Olhar e ver
  41. 41. SALA DE PROFESSOR [email_address] Pesquisa, montagem e adaptação: Vera Fascio Fascio Autoria Texto: Maria Cristina C. de A. Carneiro Mestre em Educação Imagens: Google

×