4 mortalidade das micro

472 visualizações

Publicada em

artigo

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
472
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
267
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

4 mortalidade das micro

  1. 1. MORTALIDADE DE MICROS E PEQUENAS EMPRESAS SIMONE ANGELA MENEGASSI RESUMO Este presente trabalho tem como objetivo mostrar, como as novas micro e pequenas empresas brasileiras estão surgindo e estão tendo um final trágico, pois sua vida ativa é interrompida antes mesmo de completar seus primeiros 2 anos, se aprofundado no estado do Mato Grosso quais são as taxas de mortalidade das micro e pequenas empresas no estado e quais são os principais causadores do fechamento dessas empresas, trazendo alguns percentuais e estatísticas para o melhor entendimento da presente pesquisa. Palavra-Chave: Micros e Pequenas Empresas. Mortalidade. Causadores. ADSTRAC This present study aims to show how the new Brazilian micro and small businesses are emerging and are having a tragic end, as their active life is interrupted before they complete their first two years, deepened in the state of Mato Grosso what are the micro mortality and small businesses in the state and what are the main cause of the closure of these companies, bringing some percentages and statistics for better understanding of the present research. Keyword: Micro and Small Enterprises. Mortality. Cause. INTRODUÇÃO Uma das regiões mais rica do país é a região centro oeste. Nesta região encontra-se o estado de Mato Grosso. Tem a porção norte de seu território ocupada pela Amazônia Legal, sendo o sul do estado pertencente ao Centro-Sul do Brasil. Sua capital é Cuiabá. sua principal fonte de renda é a pecuaria e agricultura. Um estado que tem muitas micro e pequenas empresas, e acada dia estao surgindo mais e mais empresas, pois o Mato Grosso é um estado em constante crescimento, com seu mercado muito aquecido pela sua grande produção na agricultura e na pecuaria, sendo um dos maiores produtores de grãos e exportador. Por tanto muitas pessoas veem o estado de Mato Grosso como um otimo estado para se investir, mas como em todos os outros estados, ou como em todo o pais não basta ter um bom comercio, tem que ter planejamento e capital de giro para que o negocio tenha um bom retorno e um futuro promissor. Mas muitas micro e pequenas empresas sao familiares, onde o
  2. 2. funcionario quer deixar de ser empregado para ser um empresario, mas iniciando-se com pouco recurso e sem planejamento, isso não ocorre apenas no Mato Grosso, mas em todo o Brasil. E com todos os seus esforços para se manterem em funcionamento acabam sendo vitimas de falência em um curto prazo de funcionamento a cada 100 novas empresas que se iniciam no Mato Grosso apenas 65 resistem a mais de 2 anos. REFERENCIAL TEÓRICO No Brasil, nove em cada dez empresas são classificadas como micro ou pequenas empresas de acordo com o SEBRAE (Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), as quais absorvem maior contingente de mão de obra em relação as grandes. O problema é que muitas dessas empresas não suportam as pressões normais do cotidiano e acabam encerrando suas atividades com pouco tempo de vida. Pesquisas mostram que a cada 100 empresas criadas apenas 73 sobrevivem aos primeiros 2 anos de atividade segundo dados do SEBRAE. As empresas de pequeno porte são responsáveis por mais da metade dos empregos de carteira assinada do Brasil. Elas tem uma grande responsabilidade nas mãos, pois pelo menos dois terços do total da ocupação existente no setor privado da economia, a sobrevivência desses empreendimento, é indispensável para economia do Pais. De acordo com Bedê (2006, p. 03) as micro e pequenas empresas: (...) são responsáveis pela maioria das empresas e postos de trabalho. No Brasil, das 5,1 milhões de empresas formais, 98% são de micro e pequeno porte, responsáveis por 67% do pessoal ocupado no setor privado. Grande parte dos pequenos e micro empresários não têm o hábito de planejar. Indicadores do SEBRAE (2004), revelam que os maiores motivos de falências das micro e pequenas empresas são: capital de giro (24%), impostos altos (16%), falta de clientes (8%), concorrência (7,1%), baixo lucro (6,1%), dificuldade financeira (6,1%), desinteresse em continuar o negócio (6,1%), inadimplência (6,1%), problemas familiares (2,8%) e má localização da empresa (3,8%). No Estado do Mato Grosso não deixa de ser diferente das micro e pequenas empresas são mais da maioria em atividade atualmente, são mais de 100.000 mil micro e pequenas
  3. 3. empresas em atividade no Mato Grosso, cerca de 75,9% das Micro e Pequenas Empresas (MPE) estão localizada no interior do estado. Em toda a região Centro-Oeste, este índice é de 53,7%. Em âmbito nacional, a média é de 69,3%. Além disso, no Brasil, 47% estão em cidades com menos de 200 mil habitantes. Na região Centro-Oeste, há um total de 451.765 MPE, das quais 247.244 são do Setor de Comércio, o que equivale a 46% do total. Em Mato Grosso, são ao todo 100.115, sendo 56.765 delas no Comércio, que representam 56,7% do número total destes empreendimentos no estado. “Tanto em âmbito local, como em âmbito nacional, estes empreendimentos mostram a sua importância para economia brasileira. Seja por sua alta produtividade ou pelos recordes na geração de emprego e renda. “Analisando os números da pesquisa é possível notar, que em todo o Brasil, durante o ano de 2010, 41% da renda dos brasileiros que trabalham no setor privado não-agrícola foi gerada pelas MPE, resultado da alta empregabilidade gerada por estas empresas”, aponta Célio Fernandes, vice-presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá). De acordo com ele, esse alto número de empresas que nascem em Mato Grosso se dá principalmente por se tratar de um estado muito novo. “A ocupação no interior ainda é muito recente e o estado continua crescendo”, destaca. Mas com todas essas boas referencias sobre o estado ele não deixa de estar no índice de mortalidade de micro e pequenas empresas brasileiras, não esta entre os piores, sua taxa de mortalidade é de 36.4% no estado nos 2 primeiros anos. Este índice vem através das dificuldades que as micro e pequenas empresas enfrentam nos seus primeiros dois anos de atividade são, capital de giro, impostos altos, falta de clientes, concorrência, baixo lucro, dificuldade financeira e falta de planejamento. Mato Grosso é um dos estados que os impostos para micro e pequenas empresas são os menores, as micro e pequenas empresas integrantes do Simples Nacional pagam apenas 6% de Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). "Se o bem for adquirido para consumo interno ou para integrar os ativos da empresa, a alíquota é ainda menor, de 4%. A média geral do ICMS cobrado pelos estados varia de 12% a 18%".
  4. 4. No estado as micro e pequenas empresas estão espalhadas em todos os setores da economia, um dos setores que esta tendo o maior nível de mortalidade é o da Industria com 68,0%, Comercio 66,3%, Serviços 63,1%, Construção civil 56,4%. Esperamos que os empresários que desejam iniciar suas empresas façam um bom planejamento de mercado, verificando se as condições são favoráveis para a instalação de uma empresa na região, e com um bom capital de giro, para que possam se manter no mercado. Acreditamos que a melhor condição para que uma empresa sobreviva é um bom planejamento. CONCLUSÃO Pudemos verificar a grande proporção de micros e pequenas empresas que fecham suas portas em pouco tempo, em todo o Brasil e no Mato Grosso. Mas o que podemos fazer para, diminuir este índice de em presas que fecham suas portas nos seus primeiros anos, verificar quais são os principais pontos que atingem as micros e pequenas empresas, fazendo as declararem falência. Acredito para que possamos reverter esses índices os futuros empreendedores que desejam abrir suas micros e pequenas empresas, devem se preparar mais, tanto no financeiro quando no conhecimento, para que possa fazer um bom planejamento e saiba administrar sua empresa. REFERENCIAS BEDÊ, Marco Aurélio. Onde estão as micro e pequenas empresas no Brasil. São Paulo : SEBRAE, 2006. Disponível em: <http://www.biblioteca.sebrae.com.br/pcw3/pcw.nsf/DestNv0/C1CC28446F7114A383256E8 30068A9FF?EditDocument> Acesso em 17 fev. 2009........gggggg Eliana Caitano de Campos. Planejamento para pequenas e micro empresas é possível?. 2009. Disponível em: http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/planejamento- para-pequenas-e-micro-empresas-e-possivel/29116/ Acesso em 15 Julho 2012. BEDÊ, Marco Aurélio. Taxa de Sobrevivênciadas Empresas no Brasil. Brasília/DF: SEBREE, 2011. Disponível em: <http://www.biblioteca.sebrae.com.br/bds/bds.nsf/45465B1C66A6772D832579300051816C/ $File/NT00046582.pdf>
  5. 5. Thalita Marques. Mato Grosso: micro e pequenas empresas se concentram no interior do estado: 24 Horas News, 2011. Disponível em: http://www.24horasnews.com.br/index.php?mat=398565

×