Teatro Arlequim

2.158 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.158
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
178
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teatro Arlequim

  1. 1. Teatro A Lenda do Arlequim BE/CRE Espinho Nº2 Actividades do Carnaval
  2. 2. A Lenda do Arlequim <ul><li>Os alunos do 4º A, da Professora Ana Martins, em articulação com os alunos do 2º D, da professora Catarina Rocha, e BE/CRE Espinho n.º2, prepararam uma peça de teatro alusiva ao Carnaval . </li></ul>BE/CRE Espinho Nº2 Actividades do Carnaval
  3. 3. Lenda do Arlequim <ul><li>Conta a lenda... que vivia em Veneza, no seu lindo e imponente palácio, uma Condessa muito rica que todos os anos, no Carnaval, organizava um grande baile de máscaras, para o qual convidava todos os rapazes e raparigas da cidade. </li></ul><ul><li>A Condessa só fazia uma exigência aos convidados: tinham que se apresentar mascarados. </li></ul><ul><li>E, durante a festa, era sempre premiado aquele que melhor se apresentasse. </li></ul><ul><li>Então, em todas as casas de Veneza, as mães esforçavam-se por fazer os mais belos fatos de máscaras. Só Arlequim não iria ao baile por ser muito pobre e sua mãe não poder fazer-lhe nenhum traje. </li></ul><ul><li>Os amigos, vendo-o tão triste, resolveram dar o que tinham - os bocadinhos da fazenda que sobrara da confecção dos seus fatos. E, com eles, a mãe de Arlequim conseguiu fazer uma linda fantasia, cortando os bocadinhos em losangos iguais e combinando habilidosamente as diferentes cores. </li></ul><ul><li>Assim, o pequeno Arlequim pôde entrar no palácio da Condessa. </li></ul><ul><li>E mais conta a lenda que foi precisamente Arlequim quem nesse ano ganhou o prémio por se ter apresentado com o fato mais vistoso e original. </li></ul><ul><li>E quando a Condessa lhe perguntou como é que ele, tão pobre, tinha arranjado tão lindo traje, ele respondeu:  </li></ul><ul><li>- O meu fato foi feito com a bondade dos meus Amigos e o coração da minha mãe. </li></ul>BE/CRE Espinho Nº2 Actividades do Carnaval
  4. 4. Lenda do Arlequim <ul><li>Os alunos do 4.º A elaboraram uma poesia alusiva à lenda que, no fim do Teatro, foi entoada com uma bela música instrumental. </li></ul>BE/CRE Espinho Nº2 Actividades do Carnaval
  5. 5. Poema elaborado pelo 4.ºA <ul><li>Todos os anos em Veneza, </li></ul><ul><li>Num palácio de encantar, </li></ul><ul><li>A condessa exigia, </li></ul><ul><li>Que as pessoas tinham de se mascarar. </li></ul><ul><li>O Arlequim pobre e sozinho, </li></ul><ul><li>Era o único que não podia entrar. </li></ul><ul><li>Ele não tinha dinheiro </li></ul><ul><li>Para um disfarce arranjar. </li></ul><ul><li>Os amigos decidiram </li></ul><ul><li>O Arlequim ajudar. </li></ul><ul><li>Com os restos dos seus fatos </li></ul><ul><li>Deram à mãe p’ra costurar. </li></ul><ul><li>Dentro do baile, </li></ul><ul><li>A condessa o admirou. </li></ul><ul><li>Gostou tanto do seu traje, </li></ul><ul><li>Que até o premiou. </li></ul><ul><li>A adaptação musical do poema foi criada pela professora Carla Rocha </li></ul>BE/CRE Espinho Nº2 Actividades do Carnaval
  6. 6. Lenda do Arlequim <ul><li>A moral da narrativa foi bastante realçada pelos professores, uma vez que apelava à amizade sincera, independentemente da classe social, e a partilha que nos ajuda a aproximar-nos do próximo. </li></ul>BE/CRE Espinho Nº2 Actividades do Carnaval

×