Vida de santidade (capítulo lll)
Introdução <ul><li>O intercessor precisa estar intimamente ligado à santíssima Trindade, na qual ele foi inserido pelo seu...
Introdução <ul><li>Santidade é acolher nossa humanidade, almejar e exercitar as virtudes e os dons infusos para que produz...
1. Qual é a vontade de Deus? <ul><li>A vontade de Deus é a nossa as santificação (l Ts 4,3); “ sede perfeitos como o Pai é...
2. Como chegar a santidade? <ul><li>No ser humano existe o bem e o mal: as virtudes, os dons, os frutos e os pecados capit...
3. Virtudes e dons infusos são meios de santificação <ul><li>O exercício da virtudes leva o cristão aos frutos, e os dons ...
<ul><li>A Fé é a atitude de confiança em Deus, total dependência e necessidade d’Ele. É dada por Deus gratuitamente. </li>...
<ul><li>Pelo exercício das virtudes o Espírito Santo vem gerar em cada cristão as características de Jesus. </li></ul><ul>...
<ul><li>B) Virtude da Justiça:  consiste na vontade constante e firme de dar a Deus e ao próximo o que lhes é devido (Cl 4...
<ul><li>C) Virtude da Fortaleza:  é a que dá segurança nas dificuldades, firmeza e constância na procura do bem (Jo 16,33)...
4. Os dons de santificação do Espírito: infusos <ul><li>Na caminhada de santificação pessoal, o Espírito Santo dota-nos co...
<ul><li>4.1. Sabedoria:  nos dá entendimento a vida sobrenatural e nos faz saborear as relações entre Deus e as criaturas ...
<ul><li>4.3. Prudência ou conselho:  nos faz viver sob a orientação do Espírito Santo. Quando O deixamos agir por este dom...
<ul><li>4.5. Ciência ou conhecimento:  faz-nos conhecer as relações das coisas criadas com o Criador. Por ele apreciamos t...
<ul><li>4.6. Temor de Deus:  caracteriza-se pelo temor filial a Deus, produzindo na alma o desejo de não querer desonrar o...
5. Produzindo frutos de santidade <ul><li>Para que sejamos reconhecidos como filhos adotivos de Deus e por isso irmãos de ...
<ul><li>Alegria:  é o fruto que transcende muitas vezes as realidades que estamos vivendo e expressam que o Espírito Santo...
<ul><li>Paciência:  significa ser paciente e sofrer as demoras de Deus (Eclo 2,3). </li></ul><ul><li>Bondade:  é produzida...
<ul><li>Benignidade ou afabilidade:  é agir com misericórdia, ou seja, é primeiro reconhecer como Deus é para conosco, par...
<ul><li>Autodomínio:  acontece quando não deixamos as paixões e os sentimentos do dia a dia se sobreporem à vida no Espíri...
Conclusão  <ul><li>Viver e buscar a santidade requer um esforço próprio, uma perseverança, pois quem santifica é o Pai, na...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vida de santidade (intercessão módulo ll capítulo lll)

2.143 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.143
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
88
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vida de santidade (intercessão módulo ll capítulo lll)

  1. 1. Vida de santidade (capítulo lll)
  2. 2. Introdução <ul><li>O intercessor precisa estar intimamente ligado à santíssima Trindade, na qual ele foi inserido pelo seu batismo, tendo readquirido a graça santificante que é fonte da obra santificadora. </li></ul><ul><li>Santidade é a finalidade da obra santificadora de Jesus, é o caminho que o intercessor é chamado a percorrer seguindo o estilo de vida de Jesus Cristo, numa transformação total. </li></ul>
  3. 3. Introdução <ul><li>Santidade é acolher nossa humanidade, almejar e exercitar as virtudes e os dons infusos para que produzamos os frutos do Espírito (Gl 5,22). É acolher o Verbo encarnado em nossa história de vida. </li></ul>
  4. 4. 1. Qual é a vontade de Deus? <ul><li>A vontade de Deus é a nossa as santificação (l Ts 4,3); “ sede perfeitos como o Pai é perfeito” (Mt 5,48); “sede santos como Eu sou santo” (l Pd 1,16). </li></ul><ul><li>Santo é aquele que deixa todo o pecado; é aquele que é separado do impuro; é aquele que é dedicado e consagrado a Deus (l Pd 2,9). </li></ul><ul><li>A santificação implica em um domínio da alma sobre o corpo e é o Espírito Santo que alcança este domínio sobre a alma e o corpo. </li></ul><ul><li>A santificação é uma luta não contra o corpo, mas sim contra o mal, deixando toda a impureza (l Ts 4,7). </li></ul>
  5. 5. 2. Como chegar a santidade? <ul><li>No ser humano existe o bem e o mal: as virtudes, os dons, os frutos e os pecados capitais. Por esta razão São Paulo disse “faço o mal que não quero e deixo de fazer o bem que quero” (Rm 7,19). </li></ul><ul><li>A resposta ao convite, ao chamado para ser santo e evitar a impureza, é fixar o olhar em Jesus. </li></ul>
  6. 6. 3. Virtudes e dons infusos são meios de santificação <ul><li>O exercício da virtudes leva o cristão aos frutos, e os dons infusos aperfeiçoam as virtudes; os frutos são perfeições que o Espírito Santo nos concede. (CIC 1831-1832). </li></ul><ul><li>“ Virtude é uma disposição habitual e firme para fazer o bem” (CIC 1803). “É uma força interior dada por Deus com a capacidade de crer e amar tendo origem na santíssima Trindade por motivo e origem, esta capacidade vem das virtudes teologais: fé, esperança e caridade” (CIC 1813). </li></ul>
  7. 7. <ul><li>A Fé é a atitude de confiança em Deus, total dependência e necessidade d’Ele. É dada por Deus gratuitamente. </li></ul><ul><li>A Esperança é a firmeza de aguardar a realização das promessas de Deus (Rm 15,13). </li></ul><ul><li>A Caridade (amor) significa querer o bem, procurar fazê-lo e ter o amor que vem de Deus, que ama o seu eleito desde toda a eternidade. </li></ul>3. Virtudes e dons infusos são meios de santificação
  8. 8. <ul><li>Pelo exercício das virtudes o Espírito Santo vem gerar em cada cristão as características de Jesus. </li></ul><ul><li>A) Virtude da Prudência: o cristão decide e ordena sua conduta, na razão prática de discernir e escolher os meios adequados de agir; </li></ul>3. Virtudes e dons infusos são meios de santificação
  9. 9. <ul><li>B) Virtude da Justiça: consiste na vontade constante e firme de dar a Deus e ao próximo o que lhes é devido (Cl 4,1). A prática da virtude da justiça favorece reconhecer os direitos de cada um e a estabelecer nas relações humanas a harmonia. Encontram-se quatro ramificações desta virtude: da Religião, da Piedade, da Obediência e da Gratidão. </li></ul>3. Virtudes e dons infusos são meios de santificação
  10. 10. <ul><li>C) Virtude da Fortaleza: é a que dá segurança nas dificuldades, firmeza e constância na procura do bem (Jo 16,33). “A virtude da fortaleza leva-nos a um equilíbrio entre nossos temores e audácias” Santo Tomás de Aquino. Ramificações: magnanimidade (nobreza de sentimentos), magnificência (generoso, grandioso), paciência e perseverança. </li></ul><ul><li>D) Virtude da Temperança: dá o equilíbrio no uso dos bens criados e moderação nos prazeres (Tt 2,12). Formas: sobriedade, castidade, mansidão e humildade. </li></ul><ul><li>O esforço em exercer as virtudes é recompensado pelos frutos que permanecem ; estes são os verdadeiros sinais de uma vida que está se santificando. </li></ul>3. Virtudes e dons infusos são meios de santificação
  11. 11. 4. Os dons de santificação do Espírito: infusos <ul><li>Na caminhada de santificação pessoal, o Espírito Santo dota-nos como batizados, inseridos no Corpo Místico de Cristo, de virtudes sobrenaturais e dos dons infusos. </li></ul><ul><li>“ A vida moral dos cristãos é sustentada pelos dons do Espírito Santo. Estes são disposições permanentes que tronam o homem dócil para seguir os impulsos do mesmo Espírito” (CIC 1830). </li></ul>
  12. 12. <ul><li>4.1. Sabedoria: nos dá entendimento a vida sobrenatural e nos faz saborear as relações entre Deus e as criaturas e as relações entre elas. Por este dom, as virtudes (teologais e cardiais) são praticadas com discernimento e aplicadas nos momentos oportunos de nossa vida cotidiana. </li></ul><ul><li>4.2. Entendimento ou inteligência: nos dá compreensão profunda das verdades reveladas, sem, contudo, compreendermos o mistério de Deus. A Igreja diz que por este dom estamos “participando da luz da inteligência divina, à universalidade das coisas”. </li></ul>4. Os dons de santificação do Espírito: infusos
  13. 13. <ul><li>4.3. Prudência ou conselho: nos faz viver sob a orientação do Espírito Santo. Quando O deixamos agir por este dom de santificação pessoal, aprimoramos a virtude da prudência, porém agora baseada na razão divina. O Espírito nos inspira o que convém fazer e dizer nas diversas circunstâncias de nossa vida. </li></ul><ul><li>4.4. Coragem ou fortaleza: aprimora a virtude da fortaleza, pela qual suportamos e empreendemos árduas tarefas. Por este dom suportamos grandes dificuldades e tribulações, podendo até mesmo ter atos heróicos, como os grandes mártires de nossa Igreja. </li></ul>4. Os dons de santificação do Espírito: infusos
  14. 14. <ul><li>4.5. Ciência ou conhecimento: faz-nos conhecer as relações das coisas criadas com o Criador. Por ele apreciamos toda a criação de Deus e passamos a respeitar a natureza, pois vemos nela a glória de Deus sendo manifestada. Nos faz reconhecer que todas as coisas criadas são vãs em si mesmas, e que só Deus preenche o nosso coração. O Espírito Santo nos faz reconhecer que o sofrimento humano nos assemelha a Jesus Cristo e este dom nos faz humildes. </li></ul>4. Os dons de santificação do Espírito: infusos
  15. 15. <ul><li>4.6. Temor de Deus: caracteriza-se pelo temor filial a Deus, produzindo na alma o desejo de não querer desonrar o santo nome de Deus e de não querer ofender nem se afastar d’Ele. </li></ul><ul><li>4.7. Piedade: produz uma afeição filial para com Deus , fazendo-nos adorá-lo pelo que Ele é, e levando-nos a adquirir uma terna afeição para com as pessoas e as coisas divinas. </li></ul>4. Os dons de santificação do Espírito: infusos
  16. 16. 5. Produzindo frutos de santidade <ul><li>Para que sejamos reconhecidos como filhos adotivos de Deus e por isso irmãos de Jesus, precisamos produzir os frutos do Espírito Santo que vão sendo manifestados em nossa vida e que São Paulo irá elencar em Gl 5,22: </li></ul><ul><li>Caridade: é o maior fruto do Espírito (l Cor 13,1). É o elo que entrelaça todos os outros frutos d’Ele e que deverá nutri-los (l Cor 13,4-7). </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Alegria: é o fruto que transcende muitas vezes as realidades que estamos vivendo e expressam que o Espírito Santo está conduzindo a vida do intercessor. </li></ul><ul><li>Paz: é ela que permanece ainda que estejamos em momentos de grande tribulação e combate espiritual. </li></ul>5. Produzindo frutos de santidade
  18. 18. <ul><li>Paciência: significa ser paciente e sofrer as demoras de Deus (Eclo 2,3). </li></ul><ul><li>Bondade: é produzida quando fazemos o bem e agimos com caridade e benevolência com os irmãos. </li></ul><ul><li>Fidelidade: fruto produzido pelos que cumprem a vontade de Deus, sendo constantes na vida cristã. </li></ul>5. Produzindo frutos de santidade
  19. 19. <ul><li>Benignidade ou afabilidade: é agir com misericórdia, ou seja, é primeiro reconhecer como Deus é para conosco, para assim também sermos com os outros. </li></ul><ul><li>Mansidão ou humildade: é o fruto produzido por aquele que não se irrita com facilidade e que não deixa os impulsos e sentimentos coléricos se anteporem ao dom da prudência e da virtude da temperança. </li></ul>5. Produzindo frutos de santidade
  20. 20. <ul><li>Autodomínio: acontece quando não deixamos as paixões e os sentimentos do dia a dia se sobreporem à vida no Espírito. </li></ul><ul><li>Algumas ações diárias que nos fazem permanecer na videira: vida de oração pessoal, meditação da Palavra de Deus, formação contínua, vida sacramental, práticas penitenciais, jejum, esmola, devoção Mariana, etc. </li></ul><ul><li>Jo 15,1-5 </li></ul>5. Produzindo frutos de santidade
  21. 21. Conclusão <ul><li>Viver e buscar a santidade requer um esforço próprio, uma perseverança, pois quem santifica é o Pai, na pessoa de Jesus Cristo, pela ação do Espírito Santo, tornando o ser humano a imagem e semelhança Sua, tendo o seu estilo de vida. </li></ul>

×