Práticas espirituais

2.348 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.348
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
34
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
77
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Práticas espirituais

  1. 1. TODAS AS CAMPANHAS DOPROJETO AMIGOS DE DEUSDEVERÃO SER REALIZADASNAS REUNIÕES DE SERVOS
  2. 2. PRÁTICAS ESPIRITUAISElementos Essenciais da nossa Espiritualidade ADORAÇÃO ROSÁRIO JEJUM CONFISSÃO ORAÇÃO LECTIO DIVINA Click em um botão
  3. 3. ADORAÇÃO
  4. 4. ALVO: O GRUPO DE SERVOS OBJETIVO: ADORAÇÃO SEMANAL AOSANTÍSSIMO SACRAMENTO
  5. 5. “A Adoração ao Santíssimo Sacramento é o primeiro ato da virtude da religião. Adorar a Deus é reconhecê-lo como Deus, como o Criador e o Salvador, oSenhor e o Dono de tudo o que existe, o Amor infinito e misericordioso”. (CIC 2096)
  6. 6. A adoração a Cristo exprime-se nas diversas formas de devoção eucarística: Na Missa: no momento da transubstanciação e da elevação;Na exposição do Santíssimo Sacramento: quando ocorpo de Cristo (Eucaristia) é exposta em um hostensório;Na visita ao sacrário: nos momentos em que a Igreja estáaberta, visitar Jesus no sacrário para adoração; Vigílias;Na genuflexão diante do sacrário: dobrar o joelho até aochão ao passar em frente ao Santíssimo Sacramento quando estiverexposto ou no sacrário
  7. 7. A ADORAÇÃO É UM ATO LIVRE: Pode-se rezar o terço, Ficar em silêncio, Ler o Evangelho, Fazer uma meditação, Cantar, louvar etc. “Geralmente é a parte do rito em que ascaracterísticas próprias de uma espiritualidade específica são postas "em prática".
  8. 8. “Quereis que o Senhor vos dê muitas graças?  Visitai-o muitas vezes no Sacrário. Quereis que Ele vos dê poucas graças?  Visitai-o raramente.  Quereis que o demônio fuja de vós?  Visitai a Jesus muitas vezes.” Voltar (Dom Bosco)
  9. 9. JEJUMVoltar
  10. 10. ALVO: O SERVO OBJETIVO: JEJUM* TODAS AS SEXTAS-FEIRAS* ESCOLHER UM DOS TIPOS DE JEJUM QUE SERÃO ABORDADOS EM SEGUIDA.
  11. 11. A Igreja reconhece o valor e o significado profundo do jejum para a espiritualidadecristã. O quinto mandamento da Igreja nos orienta a “Jejuar e abster-se de carne, conforme manda a Santa Mãe Igreja” (CIC 2043).
  12. 12. “Estão obrigados à lei da abstinência aqueles que tiverem completado catorze anos de idade; estão obrigados à lei do jejum todos os maiores de idade até os sessenta anos começados. Todavia, os pastores de almas e os pais cuidem que sejam formados para o genuíno sentido da penitência também os que não estão obrigados à lei do jejum e da abstinência em razão da pouca idade” (Can. 1252).
  13. 13. • JEJUM DA IGREJA: Pode ser praticado por toda igreja, inclusive doentes e Idosos.Se baseia em 03 refeições:  café da manhã,  uma refeição completa e  um lanche. Neste jejum são evitados:  balas, doces, chocolates, biscoitos, refrigerantes,  bebidas alcoólicas e os cafezinhos.
  14. 14. 2. JEJUM A PÃO E ÁGUA: Consiste em comer pão quando se tem fome e beber água quando se tem sede e nunca comer pão e beber água ao mesmo tempo,porque esta mistura geralmente gera dores de cabeça.3. JEJUM A BASE DE LÍQUIDOS: Neste tipo de jejum a alimentação é líquida.Exemplo: Sucos de frutas e de legumes (não é vitamina),Chá, água de coco, soro caseiro, caldo (não é canja, nem sopa).
  15. 15. 4. JEJUM COMPLETO: É indicado para aqueles que através de treino e disciplina já passaram pelos outros tipos. A pessoa deve ingerir apenas água,Não pode comer ou beber nenhum tipo de alimento sólido ou líquido. O fundamental é ingerir água várias vezes ao dia.Importante: nenhum jejum exclui o café da manhã, este deve ser tomado como de costume, se você não possui este hábito um copo de água morna pela manhã é o bastante para evitar dores de estômago, irritabilidade e dor de cabeça.
  16. 16. O Jejum produz:•Maior qualidade de vida interior, vida na graça e união íntima, real, natural, pessoal e constante com Deus;•Docilidade e abertura às inspirações do Espírito Santo;•Maior silêncio, busca da meditação, confiança e disposição para a adoração;•Maior disponibilidade para servir, para a missão e para o próximo;•Libertação a partir da renúncia à gula, luxúria, preguiça e demais pecados capitais;•É uma poderosa arma contra as tentações do Inimigo; Voltar Portanto não deve ser visto como um dever, mas um direito que nos abre à Graça.
  17. 17. ORAÇÃOVoltar
  18. 18. ALVO: O SERVO OBJETIVO: MOMENTO DIÁRIO DE ORAÇÃO PESSOAL ** ALÉM DA ORAÇÃO NA LECTIO DIVINA
  19. 19. ENSINAMENTO DE JESUS SOBRE A ORAÇÃO:“É UM ENCONTRO FILIAL COM O PAI MOVIDO PELO ESPÍRITO SANTO, QUE NASCE DE UM CORAÇÃO HUMILDE E RECONCILIADO COM TODOS, FRUTO DE UMA FÉ VIVA E EM CONSTANTE VIGILÂNCIA”
  20. 20. PARA UMA BOA ORAÇÃO NECESSITAMOS:• DISPOSIÇÃO INTERIOR• ESCOLHER UM BOM LUGAR• TEMPO• POSIÇÃO DO CORPO• SERENIDADE INTERIOR• SILÊNCIO EXTERIOR• SILÊNCIO INTERIOR• DAR-SE CONTA DO VALOR E DA IMPORTÂNCIA DA ORAÇÃO• PEDIR A PRESENÇA DO ESPÍRITO SANTO Voltar
  21. 21. ROSÁRIOVoltar
  22. 22. ALVO: O SERVO OBJETIVO: MEDITAÇÃO DIÁRIA DO TERÇO ** ATÉ CHEGAR NA MEDITAÇÃO DIÁRIA DO ROSÁRIO.
  23. 23. “O ROSÁRIO É A ORAÇÃO PARA ESTE MUNDO. É ARMAESPIRITUAL NA LUTA CONTRA O MAL. É UMA ORAÇÃO PARASALVAÇÃO DAS PESSOAS, PARA A TRANSFORMAÇÃO DAS FAMÍLIAS, PARA A MUDANÇA DA NOSSA SOCIEDADE E PARA QUE O MUNDO SEJA SALVO”. (Papa João Paulo II)
  24. 24. BENEFÍCIOS DO ROSÁRIO3. Nos eleva gradualmente ao perfeito conhecimento de Jesus Cristo.4. Purifica nossas almas do pecado.5. Permite-nos vencer nossos inimigos.6. Facilita-nos a prática das virtudes.7. Inflama-nos do amor de Jesus Cristo.8. Obtém-nos de Deus toda classe de graças.9. Proporciona a nós com o que pagar todas as nossas dívidas com Deus e com os homens. Voltar
  25. 25. CONFISSÃO “Cura Para a AlmaEnferma”. Voltar
  26. 26. ALVO: O SERVO OBJETIVO: CONFISSÃO PERIÓDICA** QUANDO POSSÍVEL CONFISSÃO MENSAL.
  27. 27. 5 CONDIÇÕES PARA FAZER UMA BOA CONFISSÃO: c) Um bom e honesto exame de consciência diante de Deus;b) Arrependimento sincero por ter ofendido a Deus e ao próximo;c) Firme propósito diante de Deus de não pecar mais, mudar de vida, se converter;d) Confissão objetiva e clara a um sacerdote;
  28. 28. COMO DEVE SER A CONFISSÃO? •Diga o tempo transcorrido desde a últimaconfissão.•Acuse (diga) seus pecados com clareza, primeiroos mais graves, depois os mais leves.•Fale resumidamente, mas sem omitir onecessário.•Devemos confessar os nossos pecados e não osdos outros.•Rezar o Ato de Contrição Voltar
  29. 29. Lectio DivinaVoltar
  30. 30. ALVO: O SERVO OBJETIVO:LEITURA ORANTE DA BÍLIA DIARIMAENTE
  31. 31. Lectio Divina: “Leitura Divina” ou “Leitura Orante da Bíblia”Objectivo da Lectio Divina : “ Comunicar a sabedoria que leva à salvação pela féem Jesus Cristo” (2Tm 3,15) “ Instruir, refutar, corrigir, formar na justiça e,assim, qualificar o homem de Deus para toda a boaobra” (2Tm 3,16-17) “ Proporcionar perseverança, consolo e esperança”(Rm 15,4)  “ A Palavra está muito perto de ti: na tua boca e noteu coração, para que a ponhas em prática” (Dt 30,14)
  32. 32. Os Cinco Degraus da Lectio Divina Compromisso Contemplação Oração MeditaçãoLeitura• Sistematização realizada por volta de 1150, pelo monge Guigo.• É processo dinâmico de assimilação da Palavra de Deus na vida através da leitura meditada e orante.
  33. 33. 1- Leitura: O que diz este texto?• Primeiro passo para conhecer e amar a Palavra de Deus.• Procurar conhecer os elementos fundamentais do texto.
  34. 34. 2- Meditação: O que diz o texto?• Procurar os valores permanentes ou mensagens do texto.• De que modo pode o texto ser aplicado aos dias de hoje?
  35. 35. 3- Oração: O que o texto me faz dizer a Deus?• É a resposta de adesão à Palavra.• Pode ser de louvor ou ação de graças, de súplica ou perdão...• Pela meditação e oração cria-se o espaço onde a Palavra faz o que diz, traz o que anuncia, comunica a sua força...• Reflete o itinerário espiritual do crente.
  36. 36. 4- Contemplação: O que diz o texto para mim?• Atualização do sentido do texto para a nossa vida• O texto é ruminado, mastigado.• A Palavra penetra, interioriza-se, fala à nossa vida pela ação do Espírito Santo.• Descobrimos o sentido espiritual do texto: O que o Espírito quer comunicar através dele?
  37. 37. 5- Compromisso: Que compromisso assumo para a minha vida?•É ponto de chegada e patamar para novo começo. ALectio Divina é um processo contínuo e semprerenovado de crescimento na compreensão do sentido e daforça da Palavra de Deus.• Todo o processo da Lectio Divina conduz ao serviço, àevangelização,à comunicação aos outros da experiênciavivida.
  38. 38. CONCLUSÃO•“A leitura leva a comida sólida à boca, a meditação mastiga erumina-a, a oração prova o seu gosto e a contemplação é a própriadoçura que alegra e recria” . (Guigo)
  39. 39. Dez pontos na realização da Lectio Divina 1. Iniciar invocando o Espírito Santo.
  40. 40. Dez pontos na realização da Lectio Divina 2. Leitura lenta e atenta do texto.
  41. 41. Dez pontos na realização da Lectio Divina3. Momento de silêncio interior, lembrar o que se leu.
  42. 42. Dez pontos na realização da Lectio Divina 4. Ver bem o sentido de cada frase.
  43. 43. Dez pontos na realização da Lectio Divina5. Atualizar e ruminar a Palavra, ligando-a com a vida.
  44. 44. Dez pontos na realização da Lectio Divina 6. Ampliar a visão ligando o texto com outros textos da Bíblia.
  45. 45. Dez pontos na realização da Lectio Divina 7. Ler de novo, rezando o texto e respondendo a Deus. Segue a contemplação.
  46. 46. Dez pontos na realização da Lectio Divina 8. Formular um compromisso de vida.
  47. 47. Dez pontos na realização da Lectio Divina 9. Rezar um Salmo apropriado.
  48. 48. Dez pontos na realização da Lectio Divina10. Escolher uma frase como resumo para memorizar.
  49. 49. Leitura da Bíblia Comunidade “A ESCUTA DE DEUS EscutarHOJE DEVE SER FEITA ATRAVÉS DO TEXTO DeusBÍBLICO COM BASE NAREALIDADE VIVIDA NA Hoje COMUNIDADE” Realidade TextoVoltar

×