Partilha de conhecimento

836 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
836
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Partilha de conhecimento

  1. 1. Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Educação de Santarém Partilha de ConhecimentosDisciplina: Laboratório Audiovisual HipermédiaDocente: Ana LoureiroDiscente: Ricardo Caseiro Santarém,23 de Maio de 2010
  2. 2. “I store my knowledge in my friends”Conforme conheço mais e mais pessoas, mais tenho acesso a determinadosconhecimentos eu não sei tudo, mas conheço muita gente que sabe muita coisa, a partilhado que possamos saber vai sendo efectuada virtualmente através das várias redes sociaisque temos ao nosso dispor. Em todo o mundo, existem países a inventar novos tipos dedesenvolvimento, tendo por base o conhecimento e a inteligência, visto que o potencialdo desenvolvimento de uma sociedade dependerá no futuro menos das riquezas naturaise mais da capacidade de criar, e utilizar o conhecimento. Uma vez que este é um bem público deve estar acessível a todos, ninguém se podeconsiderar excluído numa sociedade de conhecimento. Este género de partilha não podeser reduzido à divisão de conhecimentos ou à troca de alguns recursos escassos. No tipode sociedades interligadas, criatividade e possibilidades de troca ou partilha sãograndemente aumentadas. Estas sociedades criam um ambiente particularmente favorávelao conhecimento, inovação, formação e pesquisa. As novas formas de sociabilidade emrede têm-se estado a desenvolver cada vez mais de uma forma não hierárquica, devido aisso passou a existir um encorajamento para que possa existir um forte corporativismonesse tipo de partilha.Sendo o conhecimento um produto de pessoas e não de tecnologias, a sua gestão deveser mais focada nos aspectos sociais do que nos técnicos. Hoje em dia é muito claro quepara desenvolver com sucesso uma iniciativa de “Gestão de Conhecimento” é essencialmudar o tipo de orientação do esforço e dessa forma devemos passar do esforçoindividual para o esforço colectivo.A partilha é um modo de ser que se manifesta desde a mais tenra idade, desde a infânciaque recebemos as recompensas pelo nosso mérito individual.O trabalho em organizações com estruturas hierárquicas tradicionais, vem assim reforçareste nosso modo, aliás porque só dessa forma é que podemos atingir um outro patamarna nossa carreira. À medida que vamos subindo os degraus da escada empresarial, vamosconservando para nós as melhores regras práticas que nos possam vir a garantir uma boaavaliação de produtividade.Associa-se muitas vezes a partilha como sendo uma coisa má alguns exemplos dissopodem ser encontrados no próprio computador onde temos uma ou até mesmo váriaspalavras -passe, ou até mesmo na própria gaveta que deixamos fechada à chave.Alguns velhos hábitos são difíceis de mudar, mas não são impossíveis de alterar por issomesmo existem várias estratégias que visam encorajar a partilha na organização, assimdesta forma vai-se passar do modelo da companhia que amealha conhecimento paracriar o novo modelo da companhia que vai aprender.
  3. 3. O espírito de partilha tem de começar pelo topo de uma determinada organização. Sãoos próprios gestores que têm por obrigação praticar o que dizem, sendo que dessa formapodem derrubar algumas das barreiras culturais que continuam presentes nos nossos diasconseguindo então criar um ambiente que encoraje a partilha.Uma das estratégias para encorajar a partilha de conhecimento no topo das divisõesfuncionais, passa pela criação de comunidades de interesse e centros de excelência. Todoo processo de recolher, organizar, partilhar e aplicar conhecimento para criar maisconhecimento novo, requere alterações na estrutura organizacional que se encontra paraalém da tecnologia. Por vezes, estas comunidades de interesse, já existeminformalmente, mas necessitam de ser formalmente reconhecidas para que a partilhadesse mesmo conhecimento possa ser uma parte integrante da nova cultura corporativa.Uma das estratégias mais importantes que devem ser seguidas passa pelo tipo demotivação que vai sendo incutida nos colaboradores para que eles possam vir a partilhar,levando dessa forma a que a base de conhecimento se torne ainda maior. Isso vai fazercom que se altere o esquema de reconhecimento do contributo e desempenho, sendoque esta é considerada uma das tarefas mais árduas de realizar.Existe a necessidade de criar métodos de avaliação e estruturas de retribuição que possambeneficiar aqueles indivíduos que mais contribuam para a base partilhada deconhecimento, bem como para aqueles que mais a utilizem. Os colaboradores de umadeterminada empresa devem ser levados a percepcionar que tanto o sucesso como osavanços das suas carreiras vão ter por base os princípios da “Gestão do Conhecimento”.Por isso mesmo aqueles que se destaquem tanto na criação como na partilha deconhecimento, devem ser reconhecidos publicamente ou no jornal da empresa ou entãopor correio electrónico.A partilha não engloba apenas o nosso fornecimento de conteúdos. Trata também:· O Feedback que recebemos das outras partes envolvidas,o esclarecimento de algum tipode dúvidas.Não é tratada apenas a partilha de informação, mas de know-how e know-whyA tecnologia tem vindo a desempenhar um papel crucial na forma como se tem feito otratamento da informação e é uma parte fundamental na mudança da cultura corporativapara levando a uma maior partilha de conhecimentos. De várias formas foi a tecnologiaque fez a partilha do conhecimento uma realidade - no passado era impossível podermospartilhar este tipo de conhecimento ou até mesmo trabalhar com colegas em qualquerparte do mundo, hoje em dia é uma realidade.Fundamentalmente, a partilha deve ser mais aberta no nosso local de trabalho e nosrelacionamentos com as outras pessoas.
  4. 4. Webgrafia:http://dramanite.com/http://www.digitalchalkie.com/2008/05/20/i-store-my-knowledge-in-my-friends/http://dn.sapo.pt/inicio/interior.aspx?content_id=649253Autores:Kim FlintoffHoward RheingoldKoïchiro Matsuura

×