Revolução francesa iluminismo

363 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
363
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revolução francesa iluminismo

  1. 1. ¡ - contrato social: os governantes não deveriam governar segundo suas vontades, mas sim em função de garantir as liberdades individuais e os direitos de todos os cidadãos. ¡ - Montesquieu: fim do poder absoluto do rei. Divisão dos poderes (executivo, legislativo e judiciário) ¡ - Locke: defende a existência de uma constituição (conjunto de leis) para limitar os poderes do rei.
  2. 2. ¡ - a burguesia criou o liberalismo econômico: forma de organização da economia sem a interferência do rei, do Estado (governo). ¡ -Adam Smith: defendia que a economia se autorregulasse através da lei da oferta e da procura mais livre concorrência.
  3. 3. ¡ - Durante o absolutismo era comum que os reis exigissem que todos os cidadãos adotassem sua religião. ¡ -A exigência de liberdade religiosa era fruto da valorização do homem e do raciocínio. ¡ -Também existiam inúmeras criticas contra a postura autoritária adotada pela Igreja Católica.
  4. 4. ¡ Lei utilizada para definir a ideia de que o rei não deveria interferir na elaboração de preços. Segundo ela a oferta e a procura estão relacionadas variando inversamente.
  5. 5. ¡ Lei utilizada para defender a ideia de que o rei não deveria interferir na elaboração dos preços. Segundo ela, a concorrência entre diferentes produtores favorecia os consumidores, definindo um preço mais baixo.
  6. 6. ¡ -politicamente: monarquia absoluta ¡ - economicamente: agricultura (crise) / guerras / problemas ambientais ¡ -socialmente: clero – nobres – sevos/burgueses (não havia mobilidade social)
  7. 7. ¡ - reunião de todos os setores da sociedade francesa para discutir a crise econômica. ¡ - votação sobre a cobrança de impostos. ¡ - servos/burgueses abandonaram a reunião – criaram uma assembleia constitucional. ¡ - inicia-se um processo de violência – queda da bastilha (marca o inicio da revolução francesa)
  8. 8. ¡ - a constituição ficou pronta em 1971.Como o rei encontrava-se pressionado pelos revolucionários ele foi obrigado à aceitá-la ¡ - surgiu assim uma nova forma de governo, onde o rei continuava governando, porém com seus poderes limitados pela constituição. ¡ - além da divisão dos três poderes, foi garantida a liberdade religiosa aos cidadãos e o Estado se tornou Laico. ¡ - ao mesmo tempo que teve seu poder limitado, o rei organizou uma aliança junto com os países vizinhos para retomar o poder absoluto.O projeto acabou sendo descoberto e o rei preso.
  9. 9. ¡ A prisão do rei deu inicio a uma 2ª fase da Revolução Francesa. Esse período foi caracterizado pela revolta dos camponeses, os quais não tiveram seus interesses atendidos após os 2 primeiros anos da Revolução. ¡ Formou-se assim a Convenção Nacional, que tinha como objetivo aprovar uma nova Constituição. Dois grupos se destacaram nos debates de elaboração das novas leis: Girondinos (alta burguesia) e os Jacobinos (baixa burguesia, camponeses e trabalhadores urbanos). ¡ Durante esse processo, os jacobinos decidiram executar o rei, dando inicio assim á “fase do terror” da Revolução Francesa.
  10. 10. ¡ A 2ª Constituição Francesa deu origem a uma nova forma de governo, a Republica. Em um primeiro momento os jacobinos assumiram o poder. ¡ Indignada por ter perdido os seus privilégios, a nobreza francesa organizou uma aliança com os países vizinhos, uma guerra contra o governo (contrarrevolução). ¡ Durante esse período, oTribunal Revolucionário organizado pelos jacobinos executou 35 mil pessoas. ¡ Embora tenha sido o período mais violento da revolução, a Republica também foi o movimento onde inúmeras conquistas populares foram consolidas: voto universal masculino, criação de escolas publicas, cobrança maior aos setores mais ricos da sociedade, estabelecimento de preços máximos para os produtos de primeira necessidade, alem da realização da Reforma Agrária.
  11. 11. ¡ O primeiro republicano marcou uma intensa disputa entre os setores que haviam dado inicio á Revolução Francesa: camponeses e burgueses. ¡ Muitos girondinos foram presos e mortos nesse período sob a acusação de serem inimigos da Revolução. Alem disso, dois dos seus maiores interesses – a propriedade privada e o livre comercio – estiveram ameaçados. ¡ Afastados do poder os girondinos organizaram um Golpe de Estado, que resultou na morte de Robespierre (líder dos jacobinos). Assim, a liderança da Convenção Nacional voltou ao seu controle e uma nova Constituição começou a ser elaborada. Era o fim da participação popular na Revolução.
  12. 12. ¡ A novaConstituição acabou com muitos dos direitos conquistados pelos camponeses.Alem disso, ela acabou com o voto universal masculino adotando o voto censitário.O Poder Executivo passou a ser controlado pelo Diretório, órgãos compostos de cinco pessoas eleitas entre os deputados. ¡ No entanto, essas transformações não acabaram coma crise econômica na qual a França estava envolvida. ¡ Temendo uma nova onde de violência popular, os girondinos optaram por convocar Napoleão Bonaparte, general do Exercito, para assumir uma das vagas do Diretório.
  13. 13. Antes 1ª fase 2ª fase 3ª fase Forma de governo Monarquia absoluta Monarquia constitucional Republica (um governante – Robespierre) Diretório (cinco governantes/dep ois Napoleão – poder executivo) Classe social no poder Nobres e “clero” Nobres (poder executivo) e burguesia – girondinos (poder legislativoe judiciário) Burguesia e camponeses (jacobinos) Burguesia (girondinos) Principais leis •-só o 3° Estado paga impostos •rei = lei •divisão dos três poderes •-estado Laico •imposto geral (todos pagam) •liberdadereligiosa •direitosnaturais •voto universal masculino •reforma agrária •Impostos mais caros •tabelamento de preços •escolas gratuitas •voto censitário •volta do imposto igualitário •fim da reforma agrária •fim do tabelamento de preços

×