PCN GEOGRAFIA 2ª PARTE Roberta Guedes
Objeto de Estudo <ul><li>O espaço organizado pela sociedade, bem como sua interação com as formas de organização social. <...
O ensino da Geografia <ul><li>A interdisciplinaridade, entendida como o processo em que um conhecimento é construído a par...
<ul><li>Portanto, o ensino da Geografia só acontecerá, como de fato acontece, quando lançamos mão da transdisciplinaridade...
<ul><li>Para nossos alunos, os conteúdos são meios para se chegar aos fins, passando a ser suporte da aprendizagem e não o...
Competências <ul><li>Modalidades estruturais da inteligência, as ações e operações utilizadas para estabelecer relações en...
Habilidades de Nível Básico <ul><li>São ações que possibilitam a apreensão das características e propriedades permanentes ...
Habilidades de Nível Operacional <ul><li>São ações  que pressupõem o estabelecimento de relações entre os objetos. Essas c...
Habilidades de Nível Global <ul><li>São ações  e operações mais complexas, que envolvem a aplicação de conhecimentos a sit...
DOCUMENTOS OFICIAIS <ul><li>Modalidades estruturais da inteligência: </li></ul><ul><ul><li>Habilidades decorrem das compet...
PERRENOUD E PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO Saber mobilizar recursos para resolver situações complexas. A competência está na ...
Competência opera em nível interno do sujeito <ul><li>Mobilização de recursos dota o sujeito de competência. </li></ul><ul...
Cabe ao professor organizar, problematizar e apresentar os conteúdos de modo que sejam aplicados pelos alunos.
Competências contempladas   <ul><li>Compreender processos sociais utilizando conhecimentos geográficos históricos em diver...
Competências contempladas   <ul><li>2. Compreender o papel das sociedades no processo de produção do espaço, do território...
Competências contempladas   <ul><li>3.  Compreender a importância do patrimônio cultural e respeitar a diversidade étnica....
Competências contempladas   <ul><li>5 . Compreender o processo de ocupação do território e formação da sociedade brasileir...
<ul><li>7. Perceber-se como integrante, dependente e agente transformador do ambiente. </li></ul><ul><li>É importante que ...
<ul><li>9. Compreender os processos de formação das instituições sociais e políticas a partir de diferentes formas de regu...
TEMAS CONTEMPLADOS NO ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª  a 4ª  série <ul><li>Os conteúdos a serem mobilizados abrangem processos de a...
<ul><li>Nas séries iniciais, é fundamental trabalhar a percepção sistemática do espaço vivido para torná-lo percebido. Ist...
<ul><li>Os atuais programas, nestas séries iniciais, ficam muito distantes da essência da Geografia. Trabalham aspectos de...
<ul><li>É essencial que os professores focalizem seu trabalho em torno da percepção e representação do espaço próximo, com...
<ul><li>A dimensão temporal com suas permanências, mudanças e ciclos faz parte da leitura, análise e interpretação de uma ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PCN de Geografia 2 - Prof. Amábile

3.531 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.531
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
217
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
47
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PCN de Geografia 2 - Prof. Amábile

  1. 1. PCN GEOGRAFIA 2ª PARTE Roberta Guedes
  2. 2. Objeto de Estudo <ul><li>O espaço organizado pela sociedade, bem como sua interação com as formas de organização social. </li></ul>
  3. 3. O ensino da Geografia <ul><li>A interdisciplinaridade, entendida como o processo em que um conhecimento é construído a partir da prática conjunta das várias disciplinas, possibilita a análise do objeto da Geografia sob vários prismas, o que contribui para um aperfeiçoamento do processo ensino-aprendizagem. </li></ul><ul><li>Porém, a interdisciplinaridade não possibilita a visão holística ao aluno, pois as disciplinas continuam a ser apresentadas de forma fragmentada, embora desenvolvendo o mesmo assunto. </li></ul><ul><li>É aí que a busca da transdisciplinaridade se faz necessária para integrar o conhecimento (visão holística), confirmando como transdisciplinaridade a apropriação, por parte do educador e do educando, dos conhecimentos das várias disciplinas. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Portanto, o ensino da Geografia só acontecerá, como de fato acontece, quando lançamos mão da transdisciplinaridade para a construção do saber geográfico numa concepção holística. </li></ul>Metodologia para a Avaliação do Processo de Ensino-Aprendizagem da Geografia <ul><li>O mundo atual apresenta novos problemas. Problemas estes que exigem novas alternativas de resoluções uma vez que aquilo que se construiu no passado já não atende às demandas do presente. As questões ambientais, sociais e econômicas exigem da escola a preparação de futuros cidadãos que, além de competências técnicas, possam interagir com este meio atuando com consciência na resolução dos problemas. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Para nossos alunos, os conteúdos são meios para se chegar aos fins, passando a ser suporte da aprendizagem e não objeto principal dela, nesse sentido se dá a construção das habilidades e competências. </li></ul><ul><li>Habilidades Cognitivas </li></ul><ul><li>As habilidades cognitivas são elaboradas tendo em vista a construção do conhecimento nas abordagens: </li></ul><ul><li>Básico: que se refere ao conhecimento dos conteúdos. </li></ul><ul><li>Operacional: em que os conteúdos apreendidos são aplicados. </li></ul><ul><li>Global: os conteúdos se relacionam entre si para a interpretação da realidade. </li></ul>
  6. 6. Competências <ul><li>Modalidades estruturais da inteligência, as ações e operações utilizadas para estabelecer relações entre objetos, situações, fenômenos e pessoas que desejamos conhecer. </li></ul><ul><li>São categorizadas em três níveis distintos de ações e de operações: </li></ul><ul><li>Básico Operacional Global </li></ul>
  7. 7. Habilidades de Nível Básico <ul><li>São ações que possibilitam a apreensão das características e propriedades permanentes dos objetos comparáveis, ou seja, propiciam a construção de conceitos. </li></ul><ul><li>São realizadas, principalmente, pelas seguintes atividades: identificar, indicar, localizar, descrever, discriminar, apontar, constatar, nomear, ler, observar, perceber, posicionar, reconhecer, representar e suas correlatas. </li></ul>
  8. 8. Habilidades de Nível Operacional <ul><li>São ações que pressupõem o estabelecimento de relações entre os objetos. Essas competências atingem o nível da compreensão e a explicação, mais que o saber fazer, supõem alguma tomada de consciência dos instrumentos e procedimentos utilizados, possibilitando sua aplicação a outros contextos. </li></ul><ul><li>São realizadas, principalmente, pelas seguintes atividades: associar, classificar, comparar, conservar, compreender, compor, decompor, diferenciar, estabelecer, estimar, incluir, interpretar, justificar, medir, modificar, ordenar, organizar, quantificar, relacionar, representar, transformar e suas correlatas. </li></ul>
  9. 9. Habilidades de Nível Global <ul><li>São ações e operações mais complexas, que envolvem a aplicação de conhecimentos a situações diferentes e a resolução de problemas inéditos. </li></ul><ul><li>São realizadas, principalmente, pelas seguintes atividades: analisar, antecipar, avaliar, aplicar, abstrair, construir, criticar, concluir, supor, deduzir, explicar, generalizar, inferir, julgar, prognosticar, resolver, solucionar e suas correlatas. </li></ul>
  10. 10. DOCUMENTOS OFICIAIS <ul><li>Modalidades estruturais da inteligência: </li></ul><ul><ul><li>Habilidades decorrem das competências adquiridas e referem-se ao plano imediato do “saber fazer”. </li></ul></ul><ul><ul><li>A partir das habilidades adquiridas, é possível construir novas competências. </li></ul></ul>
  11. 11. PERRENOUD E PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO Saber mobilizar recursos para resolver situações complexas. A competência está na articulação e aplicação de recursos adquiridos pelo sujeito.
  12. 12. Competência opera em nível interno do sujeito <ul><li>Mobilização de recursos dota o sujeito de competência. </li></ul><ul><ul><ul><li>Falta de recurso, por inexistência ou uso tardio, impede a resolução. </li></ul></ul></ul>
  13. 13. Cabe ao professor organizar, problematizar e apresentar os conteúdos de modo que sejam aplicados pelos alunos.
  14. 14. Competências contempladas <ul><li>Compreender processos sociais utilizando conhecimentos geográficos históricos em diversas escalas. </li></ul><ul><li>Trabalhar com essa competência implica apreensão da noção de processo social, a partir do domínio de diferentes conceitos históricos e geográficos e de relações entre acontecimentos sociais no tempo. Tal apreensão requer do estudante a percepção de encadeamentos e relações históricas entre acontecimentos intrínsecos a determinados espaços, que se constituem e se modelam pela ação humana. Por exemplo, pretende-se que o aluno saiba relacionar os diferentes conflitos e lutas entre povos indígenas e europeus no processo de constituição do território brasileiro. </li></ul>
  15. 15. Competências contempladas <ul><li>2. Compreender o papel das sociedades no processo de produção do espaço, do território, da paisagem e do lugar, assim como sua leitura e representação cartográfica. </li></ul><ul><li>Nesse caso, espera-se que o estudante compreenda o papel das sociedades no processo de constituição do espaço, ao longo de sua história, transformando territórios e paisagens e organizando os modos de vidas dos lugares. Um exemplo é o aluno analisar as mudanças ocorridas na organização de espaços e nos costumes das populações em função dos deslocamentos populacionais. </li></ul>
  16. 16. Competências contempladas <ul><li>3. Compreender a importância do patrimônio cultural e respeitar a diversidade étnica. </li></ul><ul><li>Trata-se nesse caso de o aluno dominar saberes diversos, relativos a diferentes campos das Ciências Humanas, que ressaltem a questão do respeito à diversidade de manifestações culturais pertencentes aos mais variados grupos étnicos e que, simultaneamente, despertem-no para a valorização e o respeito por seus patrimônios. </li></ul>
  17. 17. Competências contempladas <ul><li>5 . Compreender o processo de ocupação do território e formação da sociedade brasileira. </li></ul><ul><li>A competência explicita e requer que o aluno domine e compreenda os acontecimentos e conceitos referentes ao processo de ocupação do território e da formação da sociedade. </li></ul><ul><li>6. Interpretar a formação e organização do espaço geográfico brasileiro, considerando diferentes escalas. </li></ul><ul><li>É esperado que o aluno tenha a capacidade de interpretar a formação e a organização do espaço geográfico brasileiro, considerando diferentes escalas geográficas e percebendo que o espaço possui intervenções históricas humanas, idades e tempos diferenciados. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>7. Perceber-se como integrante, dependente e agente transformador do ambiente. </li></ul><ul><li>É importante que o aluno seja capaz de relacionar e integrar diferentes informações oriundas desse ambiente para, a partir dessas relações, elaborar propostas que possam contribuir para a sua transformação social, política e econômica. </li></ul><ul><li>8. Compreender a organização política e econômica das sociedades contemporâneas. </li></ul><ul><li>Trata-se de esperar que o aluno seja capaz de identificar, nas organizações políticas e econômicas das sociedades contemporâneas, as múltiplas relações construídas historicamente por diferentes instâncias da sociedade que modelam e remodelam modos de vida e espaços geográficos. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>9. Compreender os processos de formação das instituições sociais e políticas a partir de diferentes formas de regulamentação das sociedades e do espaço geográfico. </li></ul><ul><li>Pretende-se que o aluno identifique as instituições sociais e políticas brasileiras, compreendendo o seu processo de constituição e analisando as diferentes formas de regulamentação das sociedades e do espaço geográfico. </li></ul>
  20. 20. TEMAS CONTEMPLADOS NO ENSINO FUNDAMENTAL: 1ª a 4ª série <ul><li>Os conteúdos a serem mobilizados abrangem processos de aprendizagem específicos da Geografia, embora façam parte do contexto mais amplo da alfabetização, principal tarefa da escola até o momento (SAEB, 1998). O aluno deverá saber deslocar-se, paulatinamente, de relações topológicas e de vizinhança (distante/próximo, em cima/em baixo, esquerda/direita, interior/exterior, conectividade, etc.), quando ele utiliza seu mapa corporal e sua base sensório-motora para a compreensão de relações mais complexas que exigem a sua projeção e intervenção no espaço geográfico. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Nas séries iniciais, é fundamental trabalhar a percepção sistemática do espaço vivido para torná-lo percebido. Isto é, desvendar o significado dos elementos que compõem o lugar de vivência, localizando física e socialmente o aluno no seu meio ambiente. A criança passará a perceber a si própria, como uma pessoa, membro de uma comunidade localizada num contexto físico-ambiental específico. </li></ul><ul><li>A tomada de consciência da própria existência, que ocorre nesta faixa de idade, será inserida na percepção e no sentimento de pertencer ao mesmo tempo a um grupo social e a um lugar. Nessa fase de sua vida, a criança constrói sua personalidade e sua afetividade topológica (topofilia) que o marcarão para o resto de sua vida. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Os atuais programas, nestas séries iniciais, ficam muito distantes da essência da Geografia. Trabalham aspectos de cunho sociológico (os grupos, preconceitos sociais e raciais, diferenças culturais, entre outros) e de domínio dos conhecimentos gerais (Placas de trânsito, Estatuto da Criança e do Adolescente, Código do Consumidor). É necessário que os professores deste nível de ensino se aproximem de seus colegas do segmento de 5 a a 8 a série Ensino Fundamental, com formação especifica, para, juntos, organizar temas e estruturar técnicas e métodos de abordagem da Geografia, nas séries iniciais. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>É essencial que os professores focalizem seu trabalho em torno da percepção e representação do espaço próximo, como laboratório para a decodificação e o entendimento dos elementos espaciais e de sua organização, dos processos simples que os animam. Assim, ler uma paisagem vivida e dar significado aos seus elementos constitui uma forma de “alfabetização” ao espaço. A representação gráfica, sob a forma de desenhos, croquis, mapas simples (com legenda) e diagramas, propiciam a construção conceitual das noções básicas de Geografia. </li></ul>
  24. 24. <ul><li>A dimensão temporal com suas permanências, mudanças e ciclos faz parte da leitura, análise e interpretação de uma paisagem e constitui-se num conceito poderoso e indispensável para o entendimento e a explicação da dinâmica, dos processos e dos fluxos. Sem a dimensão temporal, o aluno não poderá construir as competências relativas a previsões de evolução de fenômenos, ao planejamento ambiental. </li></ul>

×