Introdução a construtibilidade parte 1

395 visualizações

Publicada em

O objetivo deste documento é estabelecer as diretrizes, atribuições, responsabilidades e requisitos descrever os critérios, processos, métodos e referências a serem adotados pela no desenvolvimento da Análise da Construtibilidade em projetos de construção civil.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução a construtibilidade parte 1

  1. 1. INTRODUÇÃO À CONSTRUTIBILIDADE EM PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVÍL - PARTE 1 Por Alexandre Lyra –PMP alyra@prasys.com.br Consultor em Gerenciamento de Projetos, Riscos e Construtibilidade. OBJETIVO O objetivo deste documento é estabelecer as diretrizes, atribuições, responsabilidades e requisitos descrever os critérios, processos, métodos e referências a serem adotados pela no desenvolvimento da Análise da Construtibilidade em projetos de construção civil. Atenção especial deverá ser dada à integração do Projeto Executivo com a cadeia de suprimento de bens & materiais e serviços, através do planejamento integrado do projeto em adição à identificação de operações, necessidades, interferências e outros pontos relacionados à execução da construção civil, montagem eletromecânica e comissionamento que possam impactar No resultado final do projeto. Além disso, deve ser efetuada a verificação de suas factibilidades dentro do prazo, escopo, segurança e qualidade, assegurando a execução e cumprimento do escopo do projeto. ESCOPO DO PLANO PARA ANÁLISE DE CONSTRUTIBILIDADE • A Análise de Construtibilidade, adicionalmente aos requisitos estabelecidos pela no escopo do projeto, deverá conter explicitamente as seguintes informações: • Definição dos Objetivos de Construtibilidade na execução do escopo, com indicadores a serem alcançados e as medidas de controle para tal; • Forma de Integração da Análise de Construtibilidade do objeto do Contrato ao longo do Contrato com as diferentes fases do mesmo; • Programa Prioritário de Ações de Construtibilidade; • Tratamento de interfaces e interferências externas e interdisciplinares; • Listas de Verificação dos conceitos de Construtibilidade, por fase do Contrato e, adicionalmente, por disciplinas do Projeto Executivo, a fim de serem aplicadas para verificar a aderência do projeto aos conceitos de construtibilidade. • Devem ser executar os serviços de identificação das ameaças e oportunidades, análises, elaboração e detalhamento de ações de Construtibilidade seguindo as regras indicadas pelo Constructability lmplementation Guide (CIG), em sua edição mais recente, através do Summary of Constructability Concepts. Adicionalmente ao estabelecido pelo CIG. • Adicionalmente ao estabelecido pelo CIG deverá ser elaborado e implementado ações no desenvolvimento do escopo contratual para: • Uso intensivo da maquete Eletrônica 3D para garantir a eficácia e eficiência das soluções adotadas no seqüenciamento de atividades; • Uso intensivo de TI para integração das informações e aplicativos; • Uso intensivo de elementos padronizados; • Uso intensivo de facilidades para mitigar os impactos de condições provocadas por chuvas, descargas elétricas, condições climáticas adversas e suas conseqüências; 1
  2. 2. INTRODUÇÃO À CONSTRUTIBILIDADE EM PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVÍL - PARTE 1 Por Alexandre Lyra –PMP alyra@prasys.com.br Consultor em Gerenciamento de Projetos, Riscos e Construtibilidade. • Identificação das interfaces & interferências através da emissão de um Plano de Interfaces e de um Plano de Interferências do projeto; • Uso intensivo de Listas de Verificação conforme fases do projeto, incluindo as disciplinas do Projeto Executivo. • Detalhamento das facilidades permanentes e temporárias dos canteiros considerando a eficiência e a eficácia das linhas de produção das diversas disciplinas desde a logística de suprimento até as inspeções de controle de qualidade. • As ações identificadas devem ser mantidas registradas em base única de dados. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Devem ser utilizados para consulta e com instrumentos normativos os seguintes documentos: • CONSTRUCTABILITY IMPLEMENTATION GUIDE, CONSTRUCTION INDUSTRY INSTITUTE (CII), PUBLICATION 34-1, MAIO DE 1993. • CII - PROJECT LEVEL MODEL AND APPROACHES TO IMPLEMENT CONSTRUCTABILITY – UNIVERSITY OF W ISCONSIN-MADISON - SOURCE DOCUMENT 82 - OCTOBER 1992. SIGLAS E DEFINIÇÕES Os seguintes termos são necessários ao pleno entendimento deste plano: CII - Construction Industry Institute; PPAC – Programa Prioritário de Ações de Construtibilidade; Construction Industry Institute (CII): este instituto foi criado na Universidade do Texas, Austin em decorrência da evidência de que existe uma lacuna (ou falta de integração e comunicação efetiva) entre a engenharia de projeto e os contratantes. Assim o CII foca na pesquisa de novos métodos e técnicas com a finalidade de promover melhorias no gerenciamento da indústria de construção. BENEFÍCIOS DA ANALISE DEA CONSTRUTIBILIDADE A organização executora deve compreender e valorizar os benefícios promovidos pela implantação da Analise de Construtibilidade no resultado final de suas atividade para a realização dos objetivos deste contrato, entre os quais podemos citar: • • • • • • • Geração de Cronogramas com maior grau de exatidao; Diminuição das probabilidades de mudanças de escopo; Incremento significativo na produtividade da execução das atividades de construção e montagem; Desenvolvimento de metodos de construçao/montagem eficientes e eficazes de forma simples; Melhoria da qualidade final do escopo contratado; Redução da possibilidade de atrasos; Melhoria da imagem da condução das atividades de construçao/montagem; 2
  3. 3. INTRODUÇÃO À CONSTRUTIBILIDADE EM PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVÍL - PARTE 1 Por Alexandre Lyra –PMP alyra@prasys.com.br Consultor em Gerenciamento de Projetos, Riscos e Construtibilidade. • • • • Promoção de melhores condições de segurança e trabalho nas atividades de construçao/montagem; Diminuição de conflitos entre as diversas frentes de trabalho; Diminuição dos custos das atividades de construçao/montagem; Identificação de Riscos. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES • Responsabilidades da Engenharia da organização executora. • Para a elaboração da Análise de Construtibilidade do objeto deste Contrato a organização executora deverá dispor de profissionais com comprovada experiência em gestão de projetos, com ênfase nos aspectos de implementação de técnicas e ferramentas de construtibilidade e especialistas em planejamento, qualidade, segurança industrial, meioambiente, saúde ocupacional, Projeto Executivo, suprimento de equipamentos & materiais bem como serviços, construção civil , montagem eletromecânica industrial e comissionamento de instalações industriais e integração destas fases e ou disciplinas. • O Coordenador de Gestão de Construtibilidade da organização executora possui experiência nas mais relevantes técnicas de Gerenciamento de Projetos, gestão de projetos com ênfase nos aspectos de implementação de técnicas e ferramentas de Construtibilidade, para apoiar no direcionamento das informações disponíveis e necessárias. • A organização executora deve mobilizar a equipe de Gestão de Construtibilidade imediatamente após o inicio das atividadades e permanecer com ela mobilizada até o término das atividades do Contrato. • A pauta da Reunião de Abertura da Gestão de Construtibilidade, referente à Fase Inicial & Executiva deverá ocorrer logo no inicio das atividades e deverá conter, pelo menos, os seguintes tópicos: • Organograma com atribuições & responsabilidades; • Definição dos Objetivos de Construtibilidade na execução do Contrato; • A organização executora deverá realizar Workshops de Construtibilidade para identificação das ameaças e oportunidades, análises, elaboração e detalhamento de ações de Construtibilidade, com a participação da contratante. O produto destes workshops será um Programa Prioritário de Ações para Construtibilidade a serem implementadas pela organização executora de forma a alcançar os objetivos acima indicados. O primeiro workshop deverá ser realizado após a Reunião de Abertura da Gestão de Construtibilidade atendendo o seguinte escopo: • Projeto Executivo, incluindo análise disciplinar; • Planejamento da Fase Operacional • Os demais workshops deverão ser realizados obrigatoriamente 30 (trinta) dias antes do início das seguintes fases do Contrato: • Construção Civil; • Montagem Eletromecânica; 3
  4. 4. INTRODUÇÃO À CONSTRUTIBILIDADE EM PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVÍL - PARTE 1 Por Alexandre Lyra –PMP alyra@prasys.com.br Consultor em Gerenciamento de Projetos, Riscos e Construtibilidade. • Suprimento de equipamentos, Materiais e Serviços; • Instalação de Equipamentos, incluindo Transporte e Rigging; • Comissionamento. • A organização executora, através do seu Coordenador de Gerenciamento de Construtibilidade, deverá se reunir regularmente com a contratante para realizar a análise crítica do Programa Prioritário de Ações para Construtibilidade, incluindo a revisão do status de todas as ações em andamento, assim como verificar o surgimento de novos desdobramentos destas ações ao longo da vigência do Contrato. CONCEITOS DE CONSTRUTIBILIDADE Construtibilidade Construtibilidade é o uso ideal de conhecimento de construção e experiência em planejamento, projeto, suprimento e operações de campo para atingir os objetivos gerais do projeto. Construtibilidade é conseguido através da integração eficaz e frequente das entradas de construção para o planejamento e projeto bem como para as operações de campo. Melhoria contínua Melhoria contínua, também chamada de Total Quality Management (TQM), é um esforço integrado entre o pessoal em todos os níveis para aumentar a satisfação dos clientes, melhorando continuamente o desempenho. É conseguida através do controle de processos para manter e melhorar progressivamente os métodos, processos e procedimentos; e direcionando esforços inovadores para alcançar o maior avanço tecnológico em engenharia, construção e todas as fases do projecto de execução. Relacionamento contratual e o compartilhamento equitativo dos riscos Risco e incerteza são inerentes a todas as atividades da EPC. Eles carregam o potencial de qualidade, tempo, recursos e perda monetária. Esses riscos dividem-se entre os participantes do projeto de várias maneiras, dependendo da forma de contrato e linguagem. A identificação e medição dos riscos devem ser um elemento da estratégia de pré-projeto do contratante e avaliação prévia da prposta pelo contratado. Existem tantos riscos, cujas consequências podem ocorrer em um número quase infinito de combinações, que torna-se essencial que os participantes do projeto usem uma abordagem estruturada para avaliar o respectivo compartilhamento dos riscos do projeto, entre o contratante a a contratada, de forma comensurável com as suas obrigações contratuais. Ao aceitar uma parte justa do risco e incerteza em um projeto e tendo todos os participantes do projeto entendido claramente o que eles aceitaram, podemos obter uma estrutura de relacionamentos contratual excelente, reduzindo futuras contendas entre as partes. Eficácia do projeto Um método para a avaliação de um projeto baseado em sete critérios, conforme a seguir: • Exactidão dos documentos de projeto; 4
  5. 5. INTRODUÇÃO À CONSTRUTIBILIDADE EM PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVÍL - PARTE 1 Por Alexandre Lyra –PMP alyra@prasys.com.br Consultor em Gerenciamento de Projetos, Riscos e Construtibilidade. • Usabilidade de documentos de projeto; • Custo de projeto • Construtibilidade; • Economia de projeto; • Desempenho do cronograma; • Facilidade de partida. • Educação e treinamento Os sistemas e procedimentos utilizados para educar e treinar a equipe do projeto em conceitos e produtos do CII. Administração de materiais Administração de materiais é o processo através do qual materiais e equipamentos são efetivamente identificados, adquiridos e entregues aos pontos de utilização. A administração de materiais inclui o planejamento, controle e integração da seleção de materiais, compra, diligenciamento, transporte, recebimento, armazenagem e a administração para alcançar um fluxo suave, oportuno e eficiente dos materiais para o projeto no tempo e quantidade necessária e a um preço e qualidade aceitáveis. Parceria e formação da equipe Um compromisso entre duas ou mais organizações com a finalidade de alcançar objetivos específicos de negócios através da maximização da eficácia dos recursos de cada participante. Isso requer mudar relacionamentos tradicionais para uma cultura partilhada sem considerar limites organizacionais. Esta relação baseia-se na confiança, dedicação a objetivos comuns e um entendimento das expectativas individuais e valores do outro. Controle do projeto O controle do projeto centra-se em princípios e recomendações relacionadas ao controle dos custos do projeto, da qualidade e do prazo, técnicas de controle e de sistemas integrados de controle, práticas de estimativas, planejamento, previsões e tomada de decisão. Gestão e organização eficaz do projeto O conceito de organização eficaz de projeto e gestão centra-se em princípios e recomendações relacionadas com a organização do projeto, gestão, formação de equipe, definição de objetivos, planejamento e comunicação. Outras funções de Gerenciamento de projetos e princípios relacionados estão cobertos por outros conceitos, tais como: relações contratuais e partilhamento de riscos, controle de projeto, definição e controle de escopo, desempenho e medição da qualidade. Gerenciamento do desempenho e medição da qualidade O conceito de gestão de desempenho e medição de qualidade é incorporado no sistema de gerenciamento do desempenho da qualidade (QPMS), que é definido como uma ferramenta de gestão, fornecendo dados para a análise quantitativa de determinados aspectos relacionados com 5
  6. 6. INTRODUÇÃO À CONSTRUTIBILIDADE EM PROJETOS DE CONSTRUÇÃO CIVÍL - PARTE 1 Por Alexandre Lyra –PMP alyra@prasys.com.br Consultor em Gerenciamento de Projetos, Riscos e Construtibilidade. a qualidade dos projetos, recolhendo e classificando sistemicamente o custo da qualidade. O custo da qualidade é composto por aqueles custos associados às atividades de gestão de qualidade (1) (prevenção e avaliação); e (2) os custos associados à correção de desvios, não incluídos os custos normais de realizar trabalho. Segurança A segurança inclui os programas específicos do site e os esforços para criar um ambiente de projeto e um estado de consciência que abraça o conceito de que todos os acidentes são evitáveis e que zero acidentes é um objetivo possível. Controle e definição de escopo A definição e controle do escopo concentra-se em recomendações relacionadas ao desenvolvimento e controle de orçamentos do projeto baseado no discreto nível de informações de engenharia; medida de estimativa de quantidade e métodos de controle e o gerenciamento e o controle de mudanças no escopo do projeto. Exploração de tecnologia e automação do processo de construção e engenharia A aplicação da tecnologia para o desenvolvimento do projeto e processo de construção através da utilização de ferramentas, tais como: engenharia e projetos eletrônicos, automação da construção e troca electrónica de dados e integração. 6

×