MielomaMúltiplo<br />Carlos A. Volponi<br />Cremesp146.790<br />
MielomaMúltiploQuadroclínico<br />Anemia - 73 %<br />Dor óssea - 58 %<br />Creatinina elevada - 48 %<br />Fraqueza, fadiga...
MielomaMúltiploQuadroclínico<br />Compressão cordão espinhal:<br />Quadro de dor nas costas  + paraparesia pode ser súbita...
MielomaMúltiploDiagnóstico<br /><ul><li>Eletroforese de Proteínas–determina se háounãoproteína monoclonal.
Banda/pico monoclonal naregiãogama.
Idoso + anemia + dorósseas = Eletroforeseproteína.</li></li></ul><li>MielomaMúltiploDiagnóstico<br /><ul><li>A presença de...
Imunofixação– determina qual será a proteína monoclonal
IgG- 52 %IgA - 21 %Kappa ou lambda cadeia única luz (Bence Jones) - 16 %IgD - 2 %Biclonal - 2 %IgM - 0,5 %Negativos - 6,5 ...
PlasmocitomaSolitário<br />
MielomaMúltiploPrognóstico<br /><ul><li>Albumina sérica <3 g / dL
Creatinina sérica ≥ 2 mg / dL
Contagem de plaquetas <150.000
Idade ≥ 70 anos
Beta-2-microglobulina> 4 mg / L
Índice de marcação das células plasmáticas≥1%
Cálcio ≥ 11 mg / dL
Hemoglobina <10 g / dL (1.3)
Percentagem de células plasmáticas MO ≥ 50 %</li></li></ul><li>DoençaÓssea no MM<br />É a principal manifestaçãoclínica do...
DoençaÓssea no MMAbordagemterapêutica<br />Radioterapia<br />Podesercurativapara o plasmocitomasolitário<br />Indicadafreq...
MM e Insuficiência renal<br />Presenteem 20-35% dos pacientes com MM<br />Suapresençaestarelacionada com grandecargatumora...
MM e Insuficiência renal<br />Reversibilidadevariávelentre 20 a 60%<br />Critérios de reversibilidade:<br />Creatinina < 4...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Alguns slides sobre mieloma multiplo (mm)

4.461 visualizações

Publicada em

alguns slides abordando aspectos praticos sobre mieloma multiplo para o clinico geral.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.461
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
33
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
123
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Fanconi – glicosuria aminoaciduria fosfaturiahipouricemia
  • Anemia de doencacronicaocorredeplecao de ferro e saturacao de transferrina com ferromedular normal ouaumentada
  • Alguns slides sobre mieloma multiplo (mm)

    1. 1. MielomaMúltiplo<br />Carlos A. Volponi<br />Cremesp146.790<br />
    2. 2. MielomaMúltiploQuadroclínico<br />Anemia - 73 %<br />Dor óssea - 58 %<br />Creatinina elevada - 48 %<br />Fraqueza, fadiga / generalizada –32 %<br />Hipercalcemia - 28 %<br />Perda de peso - 24 %<br />SdHiperviscosidade é<br />raro em MM.<br />
    3. 3. MielomaMúltiploQuadroclínico<br />Compressão cordão espinhal:<br />Quadro de dor nas costas + paraparesia pode ser súbita ou prolongada.<br />Geralmente tem nível sensitivo.<br />Síndrome cauda equina pode surgir <br />Éemergência médica.<br />Cd: <br />RNM <br />Tratamento com dexametasona + RT<br />
    4. 4. MielomaMúltiploDiagnóstico<br /><ul><li>Eletroforese de Proteínas–determina se háounãoproteína monoclonal.
    5. 5. Banda/pico monoclonal naregiãogama.
    6. 6. Idoso + anemia + dorósseas = Eletroforeseproteína.</li></li></ul><li>MielomaMúltiploDiagnóstico<br /><ul><li>A presença de proteína monoclonal séricaouurináriaé o principal critériodiagnóstico
    7. 7. Imunofixação– determina qual será a proteína monoclonal
    8. 8. IgG- 52 %IgA - 21 %Kappa ou lambda cadeia única luz (Bence Jones) - 16 %IgD - 2 %Biclonal - 2 %IgM - 0,5 %Negativos - 6,5 %</li></li></ul><li>
    9. 9. PlasmocitomaSolitário<br />
    10. 10. MielomaMúltiploPrognóstico<br /><ul><li>Albumina sérica <3 g / dL
    11. 11. Creatinina sérica ≥ 2 mg / dL
    12. 12. Contagem de plaquetas <150.000
    13. 13. Idade ≥ 70 anos
    14. 14. Beta-2-microglobulina> 4 mg / L
    15. 15. Índice de marcação das células plasmáticas≥1%
    16. 16. Cálcio ≥ 11 mg / dL
    17. 17. Hemoglobina <10 g / dL (1.3)
    18. 18. Percentagem de células plasmáticas MO ≥ 50 %</li></li></ul><li>DoençaÓssea no MM<br />É a principal manifestaçãoclínica do MM<br />80% apresentamlesõeslíticasao RX esqueleto.<br />Cintilografia tem baixasensibilidadenessecaso – diferente de metástasescomo mama e próstata. Issoocorrepois no MM predominaatividadelitícaosteoclástica e nãoosteoblástica(Neoplasia)<br />TC podevisualizarlesõesnão vistas ao RX, porém a RNM émelhor.<br />Locaismaiscomuns de acometimento:<br />Vértebra, crânio, arcos costais, pelve, úmero e fêmurproximais.<br />Marcadores de formaçãoósseacomoosteocalcina e fosfatasealcalinaestãodiminuídos.<br />
    19. 19. DoençaÓssea no MMAbordagemterapêutica<br />Radioterapia<br />Podesercurativapara o plasmocitomasolitário<br />Indicadafrequentementeemlesõesquecausamdores<br />Fraturas de ossoslongossãoinevitáveisquando 50% oumaisda cortical estácomprometida.Excetoparacolo do fêmur, ondequalquererosãona cortical indicacirurgia.<br />Cirurgia<br />Fraturacompressiva – vertebroplastiaoucifoplastia.<br />Injeção de “cimentoósseo”(polimetilmetacrilato) dentro da vértebra<br />Bifosfonados<br />Usaremcaso de lesãoósseadocumentada e/ouHipercalcemia<br />Inibematividadeosteoclástica.Controlamhipercalcemia<br />Usopormínimode 2 anos. Cuidado com lesão renal.<br />Acidozoledrônicoé o de terceirageração e o maispotente.<br />Cuidado com necrose de mandíbula.<br />
    20. 20. MM e Insuficiência renal<br />Presenteem 20-35% dos pacientes com MM<br />Suapresençaestarelacionada com grandecargatumoral e estadoavançado da doença.<br />Dano tubular émaiscomum, porémpodehaverlesãoglomerular –principalmenteemMembrana Basal e mesângio<br />Causas:<br />A excreção de cadeiaslevespodelevaràlesãotubular formandonefropatiaobstrutiva – Rim do mieloma<br />Depósitoamilóide (coradapelovermelho Congo)<br />Disfunção tubular – SdFanconi like<br />Hipercalcemia/Hipercalciúria<br />
    21. 21. MM e Insuficiência renal<br />Reversibilidadevariávelentre 20 a 60%<br />Critérios de reversibilidade:<br />Creatinina < 4 <br />Proteinúria < 1g/dia<br />Cálcio > 11,5<br />Casosqueprecisam de diálise a reversibilidadeé < 10%<br />Tratamento de Suporte: <br />Rimdo mieloma -> Hidratar e alcalinizar, evitar diuréticos de alça<br />Hipercalcemia-> Hidratar muito, usar diuréticos de alça após hidratação vigorosa, evitar alcalinização, bisfosfonatos<br />
    22. 22. Anemia no MM<br />Complicaçãohematológicamaiscomum<br />Éatribuídaprincipalmenteàcondiçãochamada anemia de doençacrônica, porémsabe-se queémultifatorial:<br />AcometimentoMedularpelaaltacarga de citocinas.<br />Infiltraçãode MO porcélulaneoplásica<br />Mielossupressão da QT<br />Insuficiência renal<br />Hemólise<br />Deficiência de ferro<br />
    23. 23. Anemia no MMTratamento<br />Anemia podemelhorarquandoháremissãocompleta com quimioterápicos.<br />Transfusão de hemáciasé a únicaterapêuticaeficaz.<br />Quandoconsiderar EPO(eritropoetina):<br />Hb<10 principalmenteemsintomáticosou com insuficiência renal.<br />Excluirdeficiência de ferro e outrascausas de anemia<br />
    24. 24. MM e distúrbios da hemostasia<br />AAS é a medicação mais indicadaquando a Talidomida é utilizada sozinha.<br />Quando é empregada em associação com doxorrubicinalipossomal ou melfalano, a varfarina em dose terapêutica (INR entre 2 e 3) ou uma heparina de baixo peso molecular são as opções mais recomendadas.<br />Quando se empregam os esquemas VAD, MP, bortezomibecom ou sem dexametasona, não há necessidade de tromboprofilaxia medicamentosa.<br />
    25. 25. MielomaMúltiploFisiopatologia<br />
    26. 26. MielomaMúltiplloTratamento<br /><ul><li>Bortezomibé um inibidor do proteasoma 26S responsávelpelocatabolismoproteicoqueparticipa da processoubiquitinazação.
    27. 27. Inibecrescimentocelular e induzapoptose >> agentesalquilantes, corticoides e bortezomib
    28. 28. Talidomida e Bortezomibinibeminteraçãoentre célulasmieloma e célulasestromais.
    29. 29. Talidomidainibeangiogênese e estimulacélulasT e NK</li></li></ul><li>
    30. 30.
    31. 31. Abordagem do MielomaMúltiploe suasvariantes<br />
    32. 32. <ul><li>A hiperviscosidadeémaiscomumnamacroglobulinemia de Waldenstrompois o clone proteicopresenteé a IgM; pentamérica e maispesadaqueIgG</li>

    ×