Trabalho  de  Literatura
Invocar   significa apelar, pedir, suplicar.  Nestas estrofes, Camões dirige-se às Tágides, as ninfas do Tejo, pedindo-lhe...
“ Dai-me agora um som alto e sublimado,  Um estilo grandíloco e corrente,”
Tratando-se de um pedido, a Invocação assume a forma de discurso persuasivo, onde predomina a função apelativa da linguage...
E vós, Tágides minhas, (...) Dai-me (...) Dai-me (...) Dai-me (...)
Tágides
Invocação
Invocação  E vós, Tágides minhas, pois criado Tendes em mi um novo engenho ardente, Se sempre, em verso humilde, celebrado...
Dai-me agora um som alto e sublimado, Um estilo grandíloco e corrente, Por que de vossas águas Febo ordene Que não tenham ...
Dai-me uma fúria grande e sonorosa, E não de agreste avena ou frauta ruda , Mas de tuba canora e belicosa, Que o peito ace...
Dai-me igual canto aos feitos da famosa Gente vossa, que a Marte tanto ajuda; Que se espalhe e se cante no Universo, Se tã...
Nome: Carlos N° 09   André N° 05   Adriano N° 01   Perciliano N° 31
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Invocar literatura

526 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
526
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Invocar literatura

  1. 1. Trabalho de Literatura
  2. 2. Invocar significa apelar, pedir, suplicar. Nestas estrofes, Camões dirige-se às Tágides, as ninfas do Tejo, pedindo-lhe que o ajudem a cantar os feitos dos portugueses de uma forma sublime
  3. 3. “ Dai-me agora um som alto e sublimado, Um estilo grandíloco e corrente,”
  4. 4. Tratando-se de um pedido, a Invocação assume a forma de discurso persuasivo, onde predomina a função apelativa da linguagem e as marcas características desse tipo de discurso – invocativo e os verbos no modo imperativo - determinam a estrutura do texto:
  5. 5. E vós, Tágides minhas, (...) Dai-me (...) Dai-me (...) Dai-me (...)
  6. 6. Tágides
  7. 7. Invocação
  8. 8. Invocação E vós, Tágides minhas, pois criado Tendes em mi um novo engenho ardente, Se sempre, em verso humilde, celebrado Foi de mi vosso rio alegremente,
  9. 9. Dai-me agora um som alto e sublimado, Um estilo grandíloco e corrente, Por que de vossas águas Febo ordene Que não tenham enveja às de Hipocrene .
  10. 10. Dai-me uma fúria grande e sonorosa, E não de agreste avena ou frauta ruda , Mas de tuba canora e belicosa, Que o peito acende e a cor ao gesto muda
  11. 11. Dai-me igual canto aos feitos da famosa Gente vossa, que a Marte tanto ajuda; Que se espalhe e se cante no Universo, Se tão sublime preço cabe em verso.
  12. 12. Nome: Carlos N° 09 André N° 05 Adriano N° 01 Perciliano N° 31

×