Paisagismo Ii

10.657 visualizações

Publicada em

TRABALHO DE PAISAGISMO - BUSCAR NA CIDADE, ESPÉCIES DE HERBÁCIAS E ARBUSTROS E SUAS DESCRIÇÕES.

Publicada em: Design, Negócios, Tecnologia
0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.657
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
48
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
324
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paisagismo Ii

  1. 1. Paisagismo II Arbustos e herbáceas Anderson Amaro Carla Raissa Caroline Parrilha Joanita Santos Tamires Menezes.
  2. 2. O tratamento paisagístico das áreas urbanísticas tem por objetivo principal a melhoria de sua qualidade visual e ambiental. A composição da vegetação adotada em cada projeto deve valorizar e potencializar as áreas, alem de contribuir para climatização dos espaços. A permanência dessa paisagem nas áreas urbanísticas, dependem também de um trabalho de manutenção, com a vegetação, para que fiquem a longo prazo.Neste trabalho mostraremos algumas espécies de herbáceas e arbusto existente em nossa cidade.
  3. 3. Herbácea: Planta vascular que não desenvolve tecidos lenhosos acima do solo. Lenhoso - Caule rijo e resistentes, como no caule das árvores em geral. Há muitos critérios de classificação das herbáceas; Plantas de caule macio ou maleável, normalmente rasteiro, sem a presença de lignina* (podendo, geralmente, ser cortado apenas com a unha) . Plantas cujo caule não sofre crescimento secundário ao longo de seu desenvolvimento. Estão incluídos nesse grupo diversos tipos de plantas anuais (com vida de aproximadamente um ano) e perenes (com vida longa em período indeterminado), ex: forrações e alguns arbustos e trepadeiras. * lignina função é de conferir rigidez, impermeabilidade e resistência
  4. 4. Científico: Heliconia psittacorum Popular: Helicônia-papagaio. Ciclo de Vida: Perene A helicônia-papagaio é uma das helicônias mais cultivadas e conhecidas no mundo. Ela é uma planta essencialmente tropical, om ramos de textura herbácea. Suas folhas são coriáceas, verdes e lisas, com formato oval-lanceolado, sustentadas por ramos eretos com cerca de 1,5 metros de altura e que formam densas touceiras com o tempo. Suas inflorescências curtas são produzidas em hastes longas e eretas.
  5. 5. Caule, de 1,2 a 1,5 metros de altura, e suas florescências a o,15 cm.
  6. 6. Helicônia-papagaio, na cidade, frente ao banco real e praça Plácido de Castro.
  7. 7. Científico: Heliconia rostrata. Popular: Helicônia. Ciclo de Vida: Perene. Planta tropical por excelência, esta espécie de helicônia, é a que produz as inflorescências mais espetaculares e ornamentais. Estas inflorescências são sempre pendentes, com o comprimento que varia de acordo com o número de flores. As brácteas são de coloração vermelho vivo com bordas de cor amarelo e verde. As flores são pequenas e brancas e surgem do interior das brácteas.
  8. 8. Essa planta pode chegar á 3 metros de altura e suas florescências de 0,30 cm á 0,50.
  9. 9. Helicônia Na cidade – Residência.
  10. 10. Científico: Allamanda Cathartica Popular: Alamanda - Amarela. Ciclo de Vida: Perene. Trepadeira bastante conhecida e utilizada no paisagismo no Brasil. A alamanda apresenta vistosas flores amarelo- ouro, praticamente o ano inteiro. A folhagem também é bastante ornamental, composta de folhas verdes e brilhantes. Adapta-se a todos os estados brasileiros, mas prefere o calor. Toda a planta é tóxica principalmente o látex.
  11. 11. Alamanda – Amarela, na cidade – Colégio Neutel Maia, e Praça Plácido de Castro.
  12. 12. Alamanda – Amarela, na cidade – Colégio, e Praça Plácido de Castro.
  13. 13. Científico: Impatiens balsamina Popular: Beijo-de-frade. Ciclo de Vida: Anual Uma florífera de textura herbácea muito popular. Os caules são suculentos, eretos e ramificados e podem ser verdes ou avermelhados. As flores axilares, são formadas durante todo o ano e podem ser simples, semi- dobradas ou dobradas, de coloração vermelha, creme, laranja, rósea, branca, roxa ou mesclada. O beijo-de-frade é uma boa escolha para a formação de canteiros principalmente quando se deseja flores abundantes. Planta tipicamente tropical, aprecia o calor, mas é tolerante ao frio subtropical ou mediterrâneo.
  14. 14. Beijo-de-frade, na cidade – Residências.
  15. 15. Científico: Eichhornia crassipes. Popular: Aguapé. Ciclo de Vida: Perene. Planta aquática e flutuante o aguapé é muito ornamental. No entanto em algumas situações de superpopulação ela pode se tornar um problema em lagos. De folhas redondas, grandes e brilhantes o aguapé se multiplica rapidamente. Sua inflorescência composta de belas flores azuis arroxeadas se assemelha a do jacinto. No paisagismo, o aguapé é utilizado para povoar lagos e espelhos d'agua, favorecendo a vida aquática, principalmente os peixes.
  16. 16. Herbácea aquática flutuante, de raízes densas, e escuras, de 20 a 50 centímetros de altura.
  17. 17. Aguapé na cidade – praça, Plácido de Castro.
  18. 18. Aguapé na cidade – praça, Plácido de Castro.
  19. 19. Arbustos: É todo vegetal do grupo das angiospermas lenhosas, que se ramifica desde junto ao solo e tem menor porte (abaixo de 6 metros) em relação às árvores. Possui muitas vezes a função de ornamentar, delimitar a visão e orientar a circulação das pessoas, proporciona privacidade, complementa linhas arquitetônicas, destaca ou esconde vistas pouco estéticas, forma cortina vegetal para a proteção do vento, pó e ruído. Os arbustos podem apresentar frutos, flores ou não, também são popularmente chamados de cerca-vivas, pela sua função de delimitar espaços.
  20. 20. Científico: Cycas revoluta . Nome Popular: Cica. Ciclo de Vida: Perene. Vedete dos jardins contemporâneos e tropicais, a cica se parece com uma palmeira. Suas folhas são longas, rígidas e brilhantes, compostos por folíolos pontiagudos. A planta tem crescimento bastante lento, o que a torna muito valorizada no mercado. Ela multiplica-se pelas sementes formadas no ápice, mas principalmente pelas brotações laterais que surgem na planta adulta. Vai bem como planta isolada e em conjuntos no jardim ou em vasos.
  21. 21. Esta planta muito simétrica possui tronco que É normalmente cerca de 20 cm de diâmetro, às vezes mais. Ela pode crescer de 6 metros do tronco, no entanto, A planta É de crescimento muito lento E exige cerca de 50- 100 anos para atingir essa altura. No acre encontramos espécies médias que chegam a.. Cultivadas ao ar livre em regiões quentes temperadas e subtropicais, em vidro ou em zonas mais frias. cultivadas ao ar livre em regiões quentes temperadas e subtropicais, em vidro ou em zonas mais frias. Ela cresce melhor em areia, solos bem drenados, de preferência com alguma matéria orgânica. Ele precisa de boa drenagem ou ela vai apodrecer. É bastante tolerante a seca e cresce bem em pleno sol ou ao ar livre sombra, mas precisa de luz brilhante quando cultivada em ambientes fechados. As folhas podem lixívia se moveu um pouco de interior para o exterior a pleno sol.
  22. 22. Cica, na cidade, FIEAC.
  23. 23. Científico: Hibiscus rosa- sinensis Popular: Hibisco. Ciclo de Vida: Perene. O hibisco é a flor símbolo do Havaí. Além disso é umas das plantas mais cultivadas nos jardins brasileiros, devido ao seu rápido crescimento, beleza e rusticidade. Há um grande número de variedades, que podem apresentar folhas estreitas ou largas, variegadas ou não e flores das mais diversas formas, tamanhos e cores. A floração estende-se por todo o ano e as flores são sempre solitárias.
  24. 24. Versátil, adapta-se às mais diversas funções paisagísticas, servindo como excelente cerca - viva, arbusto, renques, composições ou simplesmente como planta isolada em vasos. Chega a ter 4 metros de altura e 2,50 de diâmetro.
  25. 25. Possuem também várias colorações.
  26. 26. Hibisco, na cidade – praça, Plácido de Castro.
  27. 27. Hibisco, na cidade – Canal da maternidade.
  28. 28. Científico: Schefflera arboricola . Popular: Cheflera. Ciclo de Vida: Perene Arbusto vigoroso que facilmente chega ao porte de árvore, de folhas separadas em 8 folíolos, verdes e brilhantes. A variedade apresenta tonalidade verde e amarela. Planta muito rústica e pouco exigente que pode ser utilizada isolada em vasos ou em grupos como maciços ou cerca viva, separando áreas no jardim. Fica muito bem em jardins tropicais ou modernos. Pode ser cultivada a pleno sol ou a meia-sombra.
  29. 29. Planta muito resistente podendo ser utilizada em áreas internas. Chega a ter 4 metros de altura e 2 metros de diâmetro.
  30. 30. Científico: Ixora chinensis Popular: Ixora-chinesa Ciclo de Vida: Perene A ixora-chinesa é uma planta arbustiva própria para jardins tropicais. Seu caule é de textura lenhosa, ramificado, ereto e pode alcançar até 2 metros de altura. é uma planta maravilhosa, com seus cachos de florzinhas que despontam o ano todo, mas principalmente na primavera e verão. No jardim ela pode ser plantada isolada, em grupos irregulares ou renques. Suas flores pequenas e coloridas são ricas em néctar e atraem beija-flores e borboletas.
  31. 31. A ixora-chinesa é uma planta tipicamente tropical, não tolerando geadas ou neves. Arbusto ereto, ramificado,de 0,40-0,80 m de altura, com florescimento vistoso. Folhas simples, pequenas, brilhantes, de cor verde- escura, espessas, sem pecíolo (sésseis).
  32. 32. Ixora-chinesa, na cidade – residências.
  33. 33. Ixora-chinesa, na cidade – Inácio Restaurante e Mira Shop.
  34. 34. Científico: Thevetia peruviana. Nome: Chapéu-de-napoleão. O chapéu-de-napoleão é uma planta arbustiva, de textura lenhosa, folhagem e floração decorativas. O caule é ramificado, com casca cinzenta e seiva leitosa, muito tóxica. As folhas têm formato linear. As flores são muito bonitas, tubulares, perfumadas, de coloração laranja ou amarela. Os frutos de formato subgloboso, como uma castanha, com duas a quatro sementes grandes e venenosas. Presta-se como arbusto isolado, em pequenos grupos ou como cerca-viva.
  35. 35. Chapéu-de-napoleão, na cidade – GIDUR.
  36. 36. Científico: Duranta repens aurea. NPopular: Pingo-de-ouro. Ciclo de Vida: Perene. Este arbusto de folhas douradas surgiu através de uma mutação da violeteira. Sua popularização foi um verdadeiro fenômeno no paisagismo brasileiro. O pingo-de-ouro, ao contrário de outros arbustos tradicionais, tem um crescimento muito rápido, o que aliado à sua coloração exuberante foram os grandes responsáveis pela sua larga utilização. Além disso presta-se como cerca viva, renque e até mesmo para a formação de bonsai.
  37. 37. Pingo-de-ouro. Não é indicada para jardins de baixa manutenção, pois exige podas mais frequentes que outros arbustos. Quando não podado produz pequenas flores arroxeadas, róseas ou brancas e frutos esféricos, pequenos e amarelos, além disso suas folhas perdem um pouco a tonalidade dourada. Devem ser cultivadas à pleno sol, com regas regulares. Não é tolerante à seca.
  38. 38. Pingo-de-ouro, na cidade - Residências.
  39. 39. Pingo-de-ouro, na cidade – Loja Avenida.
  40. 40. Científico: Bouganvillea Glabra Nome Popular: Buganvile. É considerada a rainha das trepadeiras por ser de fácil cultivo, pouco exigente em água e solo, além de ser muito resistente para pragas comuns em jardins. Ela é uma planta para clima tropical e sub-tropical (suporta geadas moderadas) e é altamente resistente ao calor e falta d´água, exigindo poucos cuidados. Prefere solo drenado, gosta de plena luz, tem um crescimento rápido e floração intensa. Utilizada, como cerca de vedação em áreas grandes, necessitando de podas freqüentes, como elemento para quiosques ou caramanchões. Um tufo floral num canto de jardim.
  41. 41. Podendo chegar Até 5 metros de altura.
  42. 42. Buganvile, na cidade – Residências, Canal da Maternidade.
  43. 43. quot;Outros arbustos e plantas esculturais inclui um abrangente grupo de plantas que apesar da textura lenhosa, são sensíveis às podas freqüentes ou enquadram- se como esculturais, não devendo ser podados sob pena de perder sua beleza original. Estas plantas podem ser utilizadas isoladas, grupos ou renques, com aspecto informal.quot;
  44. 44. Fonte: Jardineiro.net Flickr.com

×