Métodos contraceptivos dst

5.806 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.806
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Métodos contraceptivos dst

  1. 1. MÉTODOS CONTRACEPTIVOS São Processos que permitem evitar umagravidez não desejada. Alguns destes métodos servem também paraevitar doenças sexualmente transmissíveis.
  2. 2. MÉTODOS NATURAISMÉTODOS NÃO NATURAIS
  3. 3. MÉTODOS NATURAIS• Consistem em calcular o PERÍODO FÉRTIL e, assim, evitar a fecundação.• Durante o período fértil, as relações sexuais devem ser evitadas – ABSTINÊNCIA PERIÓDICA.
  4. 4. MÉTODOS NATURAISEXEMPLOS:• Abstinência Sexual Total• Abstinência no Período Fértil - Método do Calendário ou de Ogino/ Knauss - Método da Temperatura Basal - Método do Muco Cervical ou de Billings
  5. 5. Método do Calendário ou de Ogino/ Knauss
  6. 6. Método da Temperatura Basal
  7. 7. Método do Muco Cervical ou de Billings
  8. 8. MÉTODOS NÃO NATURAIS• Impedem a gravidez através de dispositivos locais ou através de medicamentos com hormonas ováricas.MECÂNICOS (Barreira) QUÍMICOSPRESERVATIVO ESPERMICIDAS DIU DIAFRAGMA PÍLULA
  9. 9. MECÂNICOS (de Barreira) PRESERVATIVO ♀ Invólucro de borracha que se ♂ Saco de borracha muito fino. coloca no interior da vagina. ♂ Descartável. ♀ Impedem a passagem de espermatozóides para a Trompa♂ Desenrolado sobre o pénis erecto, de Falópio. antes da relação sexual.
  10. 10. MECÂNICOS (de Barreira) DIAFRAGMA♀ Cúpula da borracha fina, com anel metálico flexível.♀ Colocado no colo do útero antes da relação sexual.♀ Impede a passagem dos espermatozóides para o útero.
  11. 11. MECÂNICOS (de Barreira) DIU (Dispositivo Intra-Uterino)♀ Colocado, pelo médico, no interior do útero.♀ É desaconselhado a adolescentes, pois pode provocaresterilidade devido ao risco de infecções.♀ Impede a Nidação.
  12. 12. QUÍMICOSESPERMICIDAS ♀ Cremes, Geleias ou Espumas. ♀ São usados antes da relação sexual. ♀ Taxa de insucesso elevada.
  13. 13. QUÍMICOS PÍLULA♀ Comprimidos constituídos por hormonas sintéticas (Estrogénios e Progesterona). ♀ Alteram o Ciclo Sexual normal. ♀ Impede a Ovulação.
  14. 14. PÍLULAContra-indicações:  Diabetes;  Hipertensão Arterial;  Valores elevados de gordura no sangue;  Antecedentes familiares de trombose venosa profunda aguda (TVPA) ou tromboembolismo venoso;  Problemas cardíacos;  Fumadoras;
  15. 15. PÍLULAModo de Aplicação: Deve ser tomada todos os dias durante 21 dias seguidos por mês, sempre à mesma hora (para a maioria das pílulas o atraso é de 12 horas).  Embalagens de 21 comprimidos  Toma-se todos os dias sem parar, interrompe-se 7 dias, inicia-se nova embalagem no 8º dia.  Tomar sem parar. Em que dia se deve começar a tomar a pílula? Se: Nunca tomou ----------1º dia da hemorragia. Está a tomar a embalagem de 21 comprimidos, interrompe-se 7 dias e começa-se nova embalagem ao 8º dia.
  16. 16. ♀♂ O método contraceptivo ideal não existe.♀♂ Cada um deve procurar o que melhor se adapta às suas necessidades Físicas e Psíquicas, bem como aos momentos diferentes da vida. ♀♂ O seu uso deve sempre ser aconselhado por um médico.
  17. 17. MÉTODOS DE CONTRACEPÇÃO MÉDICO - CIRÚRGICOS LAQUEAÇÃO DAS VASECTOMIA TROMPASSeccionamento ou obstrução Seccionamento ou obstrução das Trompas de Falópio dos canais deferentes. Torna impossível o Fecundação impossível dada aencontro do ovócito II com ausência de espermatozóides o espermatozóide. no esperma.Podem ocorrer distúrbios Podem ocorrer distúrbios psicológicos devidos à psicológicos devidos à infecundidade. infecundidade.
  18. 18. PÍLULA DO DIA SEGUINTE ♀ É inibidora da implantação da Mórula. A gravidez começa com a fecundação, pelo que a Pílula do dia seguinte é abortiva pois actua depois dela. ♀ Deve-se tomar o mais cedo ♀ A pílula do dia seguinte possível, dentro de 72 horas liberta no corpo um nível após a relação sexual. Ade hormonas bastante alto, segunda toma deve ser que podem trazer efeitos efectuada 12 horas depois da colaterais. primeira.
  19. 19. DST São doenças infecciosas contagiosas transmitidas por contacto sexual.EXEMPLOS: - SIDA - Hepatite B - Herpes Genital
  20. 20. Síndrome da Imuno Deficiência Adquirida Doença causada por infecção do Vírus HIV
  21. 21. O HIV destrói o sistema imunitário (sistema de defesa) do Homem,deixando assim de se poder defenderde algumas bactérias, vírus e outros microorganismos.
  22. 22. SINTOMAS: Gânglios inflamados em diferentes partes do corpo (pescoço e axilas). Perda de peso inexplicável. Febre e transpiração nocturna durante semanas. Diarreia permanente. Perturbações respiratórias permanentes e tosse seca. Doenças de pele, súbito aparecimento de manchas vermelhas, na pele, boca e pálpebras.
  23. 23. Existem indivíduos seropositivos(portadores do vírus da SIDA) e que nãoapresentam sintomas, podendo mesmonunca desenvolver a doença, mas são potenciais transmissores da enfermidade.
  24. 24. Ainda não se encontrou qualquer vacina ou forma de cura para a SIDA. A PREVENÇÃO é a medida mais importante da luta contra esta doença.
  25. 25. COMPORTAMENTOS DE RISCO:Toxicodependentes 49,7%Heterossexuais; 25,3%Homens Homossexuais e Bissexuais; 17,3%Outros desconhecidos; 3,6%Hemofílicos e Receptores de Transfusões; 2,5%Homossexuais e Toxicodependentes; 1%Mãe- filho, via Placenta. 0,6%
  26. 26. Não constituem RISCO:
  27. 27. Doença provocada por um Vírus, caracterizada por uma erupção depequenas vesículas e bolhas dolorosas na pele ou nas mucosas. Doença transmitida por via sexual.
  28. 28. vírus
  29. 29. Etapas da Doença:• O vírus produz ardor, dor e pequenas vesículas na área genital;• As vesículas rebentam e originam pequenas úlceras dolorosas;• Após o desaparecimento das úlceras, o vírus pode permanecer inactivo e alojado no interior do corpo para toda a vida.
  30. 30. Ainda não seconhece curapara o Herpes Genital.
  31. 31. Doença provocada por acção de um Vírus.
  32. 32. Doença que provoca inflamação no fígado,provocando graves lesões ou mesmo a morte.
  33. 33. Formas de Contágio: - Via Sexual; - Saliva; - Sangue; - Urina; - Fezes; - Lágrimas; - Mãe  Filho (via placenta).
  34. 34. A PREVENÇÃO da Hepatite B é feita através da VACINAÇÃO.

×