Arte renascentista

5.720 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.720
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.580
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte renascentista

  1. 1. Arte doRenascimento
  2. 2. Indicadores de aprendizagem:Evidenciar na criação artística dos séculos XV e XVI, as características do Renascimento
  3. 3. A arquitectura renascentista inspirou-se na arquitectura clássica,rejeitando os modelos medievais. Panteão
  4. 4. Catedral de León, Espanha
  5. 5. Compara este edifício com os anteriores. Miguel Ângelo Basílica de S. Pedro; Roma
  6. 6. Os monumentos do tempo dos Godoscarecem de toda a graça e belas formas:diferem completamente dos antigos e dosmodernos.Os romanos , para além da disposiçãoharmoniosa dos seus edifícios , inventarambelas cornijas , frisos , arquitraves e colunasco capitéis graciosos e bases, tudo de umabeleza perfeita.Pelo contrário, os alemães, cujo gosto seperpetuou em muitos locais, utilizaram nadecoração figuras e animais bizarros ,folhagens sem gosto, contra as leis danatureza.A sua arquitetura inspirou-se no aspeto quetomam as árvores quando crescemdesordenadamente e os seus ramos , ao seinclinarem e ligarem uns aos outros formamogivas. Rafael, “Les temps modernes”1-Porque considera Rafael a arte dosantigos superior à dos góticos?
  7. 7. Frontão Triangular Friso Arquitrave Capitel Fuste Base
  8. 8. Elementos arquitectónicos renascentistas Cúpula Frontãotriangular Colunas Arco de Friso volta perfeita Equilíbrio Proporção / Simetria
  9. 9. CúpulaArcos de volta perfeita Frontão triangularColuna clássica
  10. 10. Qualquer construção era planeada e executada segundo regras geométricas = RACIONALIDADE, EQUILÍBRIO, SIMETRIA
  11. 11. MIGUEL ÂNGELOCúpula de S. Pedro1546-61, Vaticano
  12. 12. Em 1418, Brunelleshi ganha o concurso para concluir a cúpula de SantaMaria das FloresFlores.
  13. 13. A cúpula só seria concluída em 1461
  14. 14. Elementos da arquitectura renascentistaUtilização da Abóbada de berço (apenas no interior – tecto)
  15. 15. A Brunelleschi se deve ainda a criação da perspectiva linear, caracterizada por umponto de fuga único: Igreja de S. Lourenço - interior; 1440-1465
  16. 16. Nave Central Nave lateralNave lateral
  17. 17. Os edifícios abandonam a verticalidade, típica do estilogótico, e passaram a ser marcados por linhas horizontais = HORIZONTALIDADE Palácio Farnese, Roma (inícios do séc.
  18. 18. Horizontalidade das linhas (em vez da verticalidade gótica). No mundo urbano é a habitação dos nobres, eclesiásticos e burgueses. Planta quadrangular com 3 a 4 pisos, ocupa um quarteirão. É feito de pedra por vezes aparelhada ,apresenta um aspecto compacto , fechado e maciço.
  19. 19. A arte renascentista caracterizou-se pelo: • Os artistas aqui, deleitavam-se com as estátuas e os monumentos descobertos pelas escavações arqueológicas. Imitar as formas e as temáticas clássicas Classicismo tornou-se um imperativo para os artistas renascentistas que na arte greco-romana viam o paradigma da harmonia, proporção e suprema beleza. • A nova estética que irradiou da Itália, caracterizou-se pelo classicismo. • Mas, esta admiração pelos clássicos jamais conduziu a Naturalismo uma imitação servil, na medida em que souberam superar os modelos da Antiguidade, demonstrando uma notável capacidade técnica e ultrapassaram os clássicos com o seu naturalismo.Produzia-se então, por toda a Europa, uma arte rica e inovadora, resultado de curiosassínteses das influências clássicas com as tradições nacionais.
  20. 20. Arquitectura simplificação e racionalização da estrutura dos edifícios góticos matematização rigorosa do espaço arquitetónico a partir de múltiplos de uma unidade-padrão, o que trouxe proporcionalidade entre as várias partes do edifício e as suas medidas principais (semelhança geométrica a cubos ou paralelepípedos) Simetria Aplicou-se a perspetiva linear, segundo a qual os edifícios ou o espaço se assemelham a uma pirâmide visual, em cuja base se encontra o observador e em cujo vértice está para onde se deve olhar (ponto de fuga) predomínio da horizontalidade dos edifícios numa clara oposição à verticalidade do estilo gótico• Utilização do arco de volta perfeita, cúpula, frontão triangular• Utilização de colunas clássicas (a imitar as ordens gregas);• Utilização da Abóbada de berço;• Planta de Cruz Latina;

×