A cristandade ocidental face ao islão parte 1

3.491 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.491
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
410
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A cristandade ocidental face ao islão parte 1

  1. 1. A Cristandade Ocidental face ao Islão
  2. 2. Indicador de aprendizagem: Caracterizar em termos geográficos, religiosos e culturais os outros mundos: Bizâncio e o Islão
  3. 3. Surgiu da divisão do Império Romano entre os filhos do imperador Teodósio:-Localização estratégica de Constantinopla faz da capital do império uma cidade muito rica dado o seu desenvolvimento económico, possuindo um papel de intermediário entre o ocidente e o oriente; Antiga Bizâncio, hoje Istambul
  4. 4. Durante o reinado de justiniano (século VI), o império bizantino expandiu o seuterritório e o seu imperador fez-se coroar representante de deus na terra: oobjetivo de Justiniano era unir o Oriente com o Ocidente por meio da Religião. Face a expansão do islão e à concorrência comercial das cidades italianas de Veneza e Génova, o império bizantino irá entrar numa fase de lento declínio até à conquista da cidade de Constantinopla em 1453 pelo império otomano; O Império Romano do Oriente durou mil anos a mais do que o do Ocidente, criando uma forte tradição religiosa e política.
  5. 5. Caracterização religiosa No século X, o rei da Germânia aliou-se ao Papa e da união dos territórios da Germânia e Itália surgiu o Sacro Império Romano- Germânico. Procurava restaurar a união da Europa
  6. 6. O Imperador nuncareconheceu o Santoimpério , considerandoque era o únicoherdeiro do poderromano e que um chefebárbaro ( rei daGermânia) nuncadeveria liderar oscristãos.
  7. 7. Desde o Império Romano e durante a Idade Média a Igreja Católica possuía duas sedesprincipais, uma localizada em Roma no Ocidente e outra na cidade de Constantinopla,no Oriente. Ainda durante o poderio do Império Romano ficou estabelecido e acordadoentre as duas partes da Igreja que a capital do Império seria Roma. Mesmo concordandocom a decisão, as exigências jurídicas que os papas insistiam em fazer provocavam odescontentamento da Igreja do Oriente. Por outro lado a Igreja do Ocidente opunha-setambém ao sistema adoptado no Oriente de cesaropapismo que consistia nasubordinação da Igreja Oriental a um chefe secular.Situações culturais, políticas e sociais fizeram com que as duas Igrejas desenvolvessemcaracterísticas próprias: no Ocidente as invasões bárbaras marcaram uma nova fase,gerando uma nova estruturação a partir do fim do Império Romano. Enquanto isso, noOriente as tradições do mundo clássico permaneceram presentes na sociedade e naIgreja cultivando a cristandade helenística. A Igreja do Ocidente teve muito contato coma influência e presença dos povos germanos, já a Igreja do Oriente carregou a tradição eo rito grego. No ano de 1043 assumiu a Igreja Bizantina o patriarca Miguel Cerulário.Sobsua liderança foi desenvolvida uma campanha que pregava contra as Igrejas Latinas nacidade de Constantinopla. O combate proposto pelo novo patriarca envolvia questõesteológicas que versavam sobre o Espírito Santo. Anos mais tarde, em 1054, Romaprovidenciou o envio do Cardeal Humberto a Constantinopla para tentar entender a crisee solucionar o problema. Entretanto a crise entre os cristãos já havia tomado lugar, ecomo resultado o Cardeal Humberto decidiu excomungar o patriarca Miguel Cerulário. Oato do Cardeal foi entendido como extensivo a toda a Igreja Bizantina, que por sua vezreagiu excomungando o papa Leão IX. Configurava-se o Cisma do OrienteNa prática os ortodoxos seguem sacramentos típicos da Igreja Ocidental, mas nãoacreditam na existência do purgatório ou na infalibilidade do papa. Trata-se de umaoutra corrente religiosa dentro do cristianismo e dentro do próprio catolicismo,
  8. 8. Desde o Império Romano e durante a Idade Média a Igreja Católica possuíaduas sedes principais, uma localizada em Roma, no Ocidente, e outra na cidadede Constantinopla, no Oriente. Ainda durante o poderio do Império Romanoficou estabelecido e acordado entre as duas partes da Igreja que a capital doImpério seria Roma, mas em 1054 dá-se o Cisma do Oriente que irá cavar umfosso religioso e político entre Oriente e Ocidente que daria origem à IgrejaOrtodoxa, no Oriente, e a Igreja Católica Apostólica Romana, no Ocidente.
  9. 9. • Língua litúrgica era o grego e não o Latim • No Oriente, o clero podia se casar1 • A Igreja do Ocidente opunha –se também ao sistema adoptado no Oriente de cesaropapismo bizantino, que consistia na subordinação2 da Igreja Oriental a um chefe secular ( imperador). • Recusa do imperador em submeter-se à autoridade do papa • Criação do Cristianismo Ortodoxo que defendia ser a doutrina mais próxima do Cristianismo primitivo • Rivalidade entre a Igreja Católica Romana e Igreja Católica Ortodoxa3 centrada na obediência ao Imperador – cisma do Oriente

×