Edifício ChiadoAntes do incêndioIncêndio de 1988Reconstrução de Siza e Souto
LocalizaçãoLocalizado na Rua do Carmo com a Rua Nova do Almada na Freguesia de SãoNicolau;Composto por duas fachadas: este...
LocalizaçãoLocalização Google Maps
Antes do incêndioPertenceu ao Convento do Espírito Santo da Pedreira daOrdem do Oratório de São Filipe Nery;Durante a cons...
Desenho do edifício original
Hotel Universal
Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado   20 de Novembro de 1894 no Palácio dos Barcelinhos, gerida por dois   franceses:...
Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado                 Entrada
Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado                 Publicidade
Santos, Cruz e Oliveira, Lda.Em 1904, a firma Nunes dos Santos & Cª, muda para Santos, Cruz e Oliveira, Lda.
Grandes Armazéns do Chiado         Hall da entrada
Grandes Armazéns do Chiado  1905                1906
Grandes Armazéns do Chiado   1905
Grandes Armazéns do ChiadoSalão Nobre com seção de decorações
Rádio TSF30 de Setembro de 1924 - Abílio Nunes dosSantos Júnior, introduz em Portugal atelefonia sem fios (TSF), através d...
Hotel de L’Europe            eGrandes Armazéns do Chiado
Pormenor do transporteCamioneta de transporte dos Grandes Armazéns do Chiado em 1940, na zona dos Olivais
Expansão1913              1947
O Incêndio de 1988
O Incêndio de 1988
O Incêndio de 1988
O Incêndio de 1988              Notícia no Diário de                 Notícias no dia              seguinte ao incêndio
A reconstruçãoOs arquitetos Álvaro Siza e Souto Moura projetaram a reconstrução, tendo em                   conta a integr...
A reconstrução Fases de reconstrução
Edifício ChiadoTraço original                     Actualidade    1888                              2005
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Chiado building, Lisbon

621 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
621
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • F onte: http://restosdecoleccao.blogspot.pt/2012/01/grandes-armazens-do-chiado.html
  • Tendo sido parcialmente destruído pelo terramoto de 1755, foi reconstruído e continuou sendo ocupado pela mesma Ordem religiosa até 1834 ano em que foram extintas as ordens religiosas.  Depois deste edifício ter sido vendido e ter tido vários donos, transforma-se então no Palácio dos Barcelinhos residência do Barão de Barcelinhos e primeiro Visconde Ouguella, Carlos Ramiro Coutinho.
  • Espaço para elites.
  • Entretanto a “ Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado ” instala-se em 20 de Novembro de 1894 no Palácio dos Barcelinhos. Esta firma era gerida por dois franceses Louis Boneville e Émile Philipot. Tratava-se de uma loja com variadas secções de retalho distribuídas pelo piso térreo do palácio. O lema desta firma era: «Bien Faire et Laisser Dire». Foram estes armazéns que iniciaram a era da luz eléctrica nos seus interiores.
  • Entretanto a “ Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado ” instala-se em 20 de Novembro de 1894 no Palácio dos Barcelinhos. Esta firma era gerida por dois franceses Louis Boneville e Émile Philipot. Tratava-se de uma loja com variadas secções de retalho distribuídas pelo piso térreo do palácio. O lema desta firma era: «Bien Faire et Laisser Dire». Foram estes armazéns que iniciaram a era da luz eléctrica nos seus interiores.
  • Entretanto a “ Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado ” instala-se em 20 de Novembro de 1894 no Palácio dos Barcelinhos. Esta firma era gerida por dois franceses Louis Boneville e Émile Philipot. Tratava-se de uma loja com variadas secções de retalho distribuídas pelo piso térreo do palácio. O lema desta firma era: «Bien Faire et Laisser Dire». Foram estes armazéns que iniciaram a era da luz eléctrica nos seus interiores.
  • Anúncio digno de ser lido com pormenor Peugeot – marca francesa.
  • O negócio floresceu e em 1912, após o encerramento do “ Hotel de l ’ Europe ” as suas instalações expandiram-se para a ala do Rua do Carmo, e inauguraram filiais no Porto e Coimbra e uma fábrica na Rua da Bombarda. Em 1927, depois de já contar com 20 sucursais em Portugal continental e nas ilhas adjacentes, o Palácio dos Barcelinhos é comprado pelos “ Grandes Armazéns do Chiado ” aos herdeiros do Visconde de Ouguella.
  • E m 1980 este edifício é vendido a uma sociedade constituída por Manuel Martins Dias, proprietário da extinta rede de supermercados “ Paga-Pouco ” e José Pereira Dias, dono dos também extintos “ Armazéns Conde Barão ” .
  • O incêndio do Chiado de 1988 deu-se na madrugada de 25 de Agosto, pelas 4.30h, quando segundo testemunhos da época o fogo deflagrou numa montra dos Armazéns Grandela. Em meia hora este edifício foi destruído pelas chamas. Os bombeiros foram avisados às 5.15h chegando ao local em poucos minutos, quando o fogo se tinha já alastrado para o outro lado da rua do Carmo, através dos estores do penúltimo andar dos Armazéns.
  • O incêndio do Chiado de 1988 deu-se na madrugada de 25 de Agosto, pelas 4.30h, quando segundo testemunhos da época o fogo deflagrou numa montra dos Armazéns Grandela. Em meia hora este edifício foi destruído pelas chamas. Os bombeiros foram avisados às 5.15h chegando ao local em poucos minutos, quando o fogo se tinha já alastrado para o outro lado da rua do Carmo, através dos estores do penúltimo andar dos Armazéns.
  • O incêndio do Chiado de 1988 deu-se na madrugada de 25 de Agosto, pelas 4.30h, quando segundo testemunhos da época o fogo deflagrou numa montra dos Armazéns Grandela. Em meia hora este edifício foi destruído pelas chamas. Os bombeiros foram avisados às 5.15h chegando ao local em poucos minutos, quando o fogo se tinha já alastrado para o outro lado da rua do Carmo, através dos estores do penúltimo andar dos Armazéns.
  • O incêndio do Chiado de 1988 deu-se na madrugada de 25 de Agosto, pelas 4.30h, quando segundo testemunhos da época o fogo deflagrou numa montra dos Armazéns Grandela. Em meia hora este edifício foi destruído pelas chamas. Os bombeiros foram avisados às 5.15h chegando ao local em poucos minutos, quando o fogo se tinha já alastrado para o outro lado da rua do Carmo, através dos estores do penúltimo andar dos Armazéns.
  • A recuperação arquitectónica foi delegada a dois arquitectos portugueses de renome internacional, Álvaro Siza Vieira e Souto Moura, para que assegurassem a qualidade e a integridade histórica do edifício. A construção teve início em 1997 e foi concluída em Outubro de 1999 e o novo edifício apresenta hoje uma área de 10.300 m2, distribuída por 6 pisos que integram 41 lojas, entre as quais as designadas âncoras - “ Fnac ” e “ Sportzone ” - e 11 restaurantes. Os dois últimos andares estão ocupados pelo “ Hotel do Chiado ” de 4 estrelas, com 40 quartos.
  • A recuperação arquitectónica foi delegada a dois arquitectos portugueses de renome internacional, Álvaro Siza Vieira e Souto Moura, para que assegurassem a qualidade e a integridade histórica do edifício. A construção teve início em 1997 e foi concluída em Outubro de 1999 e o novo edifício apresenta hoje uma área de 10.300 m2, distribuída por 6 pisos que integram 41 lojas, entre as quais as designadas âncoras - “ Fnac ” e “ Sportzone ” - e 11 restaurantes. Os dois últimos andares estão ocupados pelo “ Hotel do Chiado ” de 4 estrelas, com 40 quartos.
  • A recuperação arquitectónica foi delegada a dois arquitectos portugueses de renome internacional, Álvaro Siza Vieira e Souto Moura, para que assegurassem a qualidade e a integridade histórica do edifício. A construção teve início em 1997 e foi concluída em Outubro de 1999 e o novo edifício apresenta hoje uma área de 10.300 m2, distribuída por 6 pisos que integram 41 lojas, entre as quais as designadas âncoras - “ Fnac ” e “ Sportzone ” - e 11 restaurantes. Os dois últimos andares estão ocupados pelo “ Hotel do Chiado ” de 4 estrelas, com 40 quartos.
  • Chiado building, Lisbon

    1. 1. Edifício ChiadoAntes do incêndioIncêndio de 1988Reconstrução de Siza e Souto
    2. 2. LocalizaçãoLocalizado na Rua do Carmo com a Rua Nova do Almada na Freguesia de SãoNicolau;Composto por duas fachadas: este e oeste (Rua do Crucifixo);Latitude N 38º 42’ 39.42” Longitude W 9º 8’ 22.34”
    3. 3. LocalizaçãoLocalização Google Maps
    4. 4. Antes do incêndioPertenceu ao Convento do Espírito Santo da Pedreira daOrdem do Oratório de São Filipe Nery;Durante a construção, for a particalmente destruído com oTerramoto de 1755, e extintas as ordens religiosas em1834, transforma-se no então Palácio dos Barcelinos;Em 1883, instala-se neste palácio o Hotel Universal,sucedendo ao Hotel Gibraltar instalado desde 1874;Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado instala-se em20 de Novembro de 1894;
    5. 5. Desenho do edifício original
    6. 6. Hotel Universal
    7. 7. Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado 20 de Novembro de 1894 no Palácio dos Barcelinhos, gerida por dois franceses: Louis Boneville e Émile Philipot.
    8. 8. Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado Entrada
    9. 9. Companhia dos Grandes Armazéns do Chiado Publicidade
    10. 10. Santos, Cruz e Oliveira, Lda.Em 1904, a firma Nunes dos Santos & Cª, muda para Santos, Cruz e Oliveira, Lda.
    11. 11. Grandes Armazéns do Chiado Hall da entrada
    12. 12. Grandes Armazéns do Chiado 1905 1906
    13. 13. Grandes Armazéns do Chiado 1905
    14. 14. Grandes Armazéns do ChiadoSalão Nobre com seção de decorações
    15. 15. Rádio TSF30 de Setembro de 1924 - Abílio Nunes dosSantos Júnior, introduz em Portugal atelefonia sem fios (TSF), através de uma Adriano Lopes Vieira (locutor)estação amadora - “P1AA – Rádio Lisboa”(futura CT1AA);instalada nos “Armazéns do Chiado” queeram então, representantes em Portugaldos rádios Philips e R.C.A.
    16. 16. Hotel de L’Europe eGrandes Armazéns do Chiado
    17. 17. Pormenor do transporteCamioneta de transporte dos Grandes Armazéns do Chiado em 1940, na zona dos Olivais
    18. 18. Expansão1913 1947
    19. 19. O Incêndio de 1988
    20. 20. O Incêndio de 1988
    21. 21. O Incêndio de 1988
    22. 22. O Incêndio de 1988 Notícia no Diário de Notícias no dia seguinte ao incêndio
    23. 23. A reconstruçãoOs arquitetos Álvaro Siza e Souto Moura projetaram a reconstrução, tendo em conta a integridade histórica do edifício.
    24. 24. A reconstrução Fases de reconstrução
    25. 25. Edifício ChiadoTraço original Actualidade 1888 2005

    ×