Modelo padrao relatorio

5.495 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.495
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modelo padrao relatorio

  1. 1. UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA - UNOESC CAMPUS DE JOAÇABA ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA - ACET CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MECÂNICA ROTEIRO SIMPLIFICADO DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FEVEREIRO DE 2011
  2. 2. CONSIDERAÇÕES GERAIS Este documento destina-se à orientação sobre como elaborar O RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO do curso de Engenharia de Produção Mecânica. O documento é subdividido em duas partes. A primeira está relacionada à elaboração do relatório que documenta as atividades conforme a norma NBR 14724 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (2005) e a segunda, às orientações para a apresentação oral do trabalho para a banca de avaliação final. O acadêmico deve seguir devidamente as orientações descritas, pois a avaliação da banca de Estágio é feita com base nas duas partes aqui apresentadas. PARTE 1- REGRAS DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO Segundo a atual nomenclatura proposta pela ABNT na norma NBR 14724 de 2005, a estrutura de um trabalho acadêmico, como é o caso do relatório de Estagio, é dividida em elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais. Baseado nesta norma, o relatório de estágio supervisionado do curso de Engenharia de Produção Mecânica deve obedecer a estrutura organizacional apresentada na Tabela 1. Tabela 1 - Estrutura organizacional da monografia, com base na norma NBR 14724 (2005) Estrutura do trabalho acadêmico Capa; Folha de rosto; Folha de aprovação; Folha de dedicatória (opcional); Folha de agradecimentos (opcional); Epígrafe ou mensagem (opcional); Resumo em língua vernácula; Lista de ilustrações; Lista de tabelas; Lista de abreviaturas e siglas; Lista de símbolos; Sumário; Elementos Pré-textuais Introdução; Desenvolvimento; Conclusão; Elementos Textuais Referências;
  3. 3. Anexos (opcional); Elementos Pós-Textuais Você, acadêmico matriculado no componente curricular Estágio Supervisionado, deve fazer uma leitura cuidadosa do texto “A NORMATIZAÇÃO DO TEXTO CIENTÍFICO” para uma correta formatação de seu relatório de Estagio. Leia bem como devem ser feitos os elementos pré-textuais e os textuais. Todos os elementos são importantes e farão parte de seu relatório. Dentre os elementos, um é o SUMÀRIO. Veja como ele ficará no seu relatório e qual será a composição do conteúdo do texto de cada um de seus tópicos. SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO ...................................................................................... 1.1 OBJETIVO GERAL ....................................................................... 1.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS ......................................................... • 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA ...................................................... 3 METODOLOGIA OU MATERIAIS E MÉTODOS ........................ 4 RESULTADOS E DISCUSSÕES ...................................................... 5 CONCLUSÕES..................................................................................... REFERÊNCIAS ..................................................................................... ANEXOS.................................................................................................. ANEXO 1 – Título do Anexo .........
  4. 4. COMPOSIÇÃO DO TEXTO DE CADA TÓPICO DO SUMÁRIO A composição do conteúdo do texto é extremamente importante para uma correta avaliação do trabalho. O acadêmico deverá preocupar-se em desenvolver descritivamente em cada tópico do sumário, um conteúdo compatível com o descrito a seguir. a) INTRODUÇÃO De um modo geral, a redação a ser elaborada nesta parte do relatório deve responder às seguintes perguntas: a) O QUE FOI FEITO? b) POR QUÊ? c) QUAIS AS CONTRIBUIÇÕES ESPERADAS? d) QUAL SERÁ A TRAJETÓRIA DESENVOLVIDA PARA A CONSTRUÇÃO DO TRABALHO EMPREENDIDO ? Segundo a norma ABNT 14724 (2005), a introdução constitui a “parte inicial do texto na qual o assunto é apresentado na sua totalidade, de maneira clara, precisa e sintética. Tem a função de situar o leitor no contexto do tema pesquisado. Deve descrever, de maneira geral, os objetivos e as razões que o levaram a realizar ao estudo. Introduzir é convidar o leitor a conhecer o que se escreve.” b) DESENVOLVIMENTO O item desenvolvimento compreende o corpo do trabalho propriamente dito. Nele são descritos os resultados alcançados, a forma como ele foi desenvolvido, os conceitos fundamentais envolvidos e que justificam o desenvolvimento do trabalho e das conclusões obtidas. É a parte mais longa do trabalho e pode ser dividida, convenientemente em seções seguidas de subseções, quando houver necessidade. Segundo alguns autores, o bom senso e a natureza do trabalho definem o número de divisões e a maneira como estas divisões devem ser elaboradas. O ato de não dividir o trabalho indica que todas as informações possuem a mesma hierarquia, o que normalmente, não é verdade. Portanto, sugere-se que a seguinte estrutura básica deva ser utilizada para a organização das partes do desenvolvimento do trabalho: Fundamentação Teórica, Metodologia ou Materiais e Métodos e Resultados e Discussões.
  5. 5. Segundo Rover (2006), “deve-se observar que toda e qualquer parte da divisão e subdivisão deve ser anunciada, apresentando um encadeamento de idéias sobre o assunto investigado.” As citações, ilustrações, tabelas e notas de rodapé são elementos que podem servir de auxílio ao texto, porém as fontes dos autores citados no corpo do trabalho devem estar listadas na lista de referências no final do trabalho. b1. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Geralmente, a fundamentação teórica ou revisões bibliográficas são subdividas em três partes: a primeira, diz respeito ao domínio global de aplicação em que o trabalho realizado está inserido. A segunda tem relação com a aplicação específica, ou seja, com o objeto de trabalho desenvolvido. Por último, a terceira, visa trazer à tona a metodologia utilizada na realização das atividades, principalmente quando se trata do projeto de um produto, seja ele um equipamento, uma máquina, um software, um layout ou até o projeto de um procedimento. Apresentar aqui as fórmulas e tabelas que serão utilizadas no tópico RESULTADOS E DISCUSSÕES. REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DA FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: Ver texto “A NORMATIZAÇÃO DO TEXTO CIENTÍFICO” b2. METODOLOGIA OU MATERIAIS E MÉTODOS Neste item são apresentados os mecanismos de desenvolvimento do trabalho, evidenciando todos os detalhes envolvidos nos procedimentos adotados. A seleção dos métodos e instrumentos de investigação deve estar relacionada ao estado da arte levantado sobre o tema. É de fundamental importância descrever os mecanismos de elaboração dos indicadores utilizados no levantamento das informações. Pois devemos lembrar que o nosso trabalho pode servir de base para o desenvolvimento de outras pesquisas. Sendo assim, quanto mais clara for a descrição dos elementos utilizados mais fácil será o seu entendimento e a sua análise crítica.
  6. 6. b3. RESULTADOS E DISCUSSÕES Neste item são relacionados os resultados obtidos a partir da metodologia utilizada e a sua correlação com os fundamentos apresentados na revisão da literatura. É importante verificar a influência da linguagem utilizada, pois o texto deve apresentar uma linguagem puramente informativa. Esta linguagem deve estar baseada em fatos. Em nenhum momento você deve tomar partido sobre as informações apresentadas, mencionando se os resultados são bons ou ruins. No entanto, devemos demonstrar comparativos entre situações medidas ou observadas, apresentando, com riqueza de informação, as diferenças entre elas. Para isso, deve-se aproveitar ao máximo o emprego de ilustrações, gráficos e tabelas. Estes artifícios, quando bem utilizados, apresentam uma quantidade grande de informações concentradas em um único espaço e permitindo que seja elaborado um bom texto explicativo. c) CONCLUSÕES O primeiro passo de quem conclui é dizer o essencial. Trata-se da recapitulação sintética dos resultados oriunda da discussão apresentada no desenvolvimento, ressaltando o alcance e as consequências de suas contribuições. Sua função é destacar essas deduções de modo que responda às questões apresentadas na introdução. Deve-se ser breve e basear-se em dados comprovados, evitando o uso de citações. Nesta seção é possível recomendar a elaboração de novos trabalhos sobre temas específicos que possam ter sido identificados durante a realização da pesquisa. No último parágrafo do texto de conclusão, podem-se utilizar algumas expressões que auxiliam na brevidade da conclusão, tais como: É assim que..., Vê-se que...., Por isso..., Pode- se dizer que..., Em suma..., Em resumo..., Para terminar..., Em conclusão..., entre outras. d) REFERÊNCIAS Apresentar as referências citadas na Fundamentação Teórica do trabalho. Para saber as regras de apresentação das referências, ver texto “A NORMATIZAÇÃO DO TEXTO CIENTÍFICO”.
  7. 7. REGRAS GERAIS PARA NUMERAÇÃO DE PÁGINAS, FORMATAÇÃO DO TRABALHO, APRESENTAÇÃO DE ILUSTRAÇÕES, TABELAS, QUADROS E EQUAÇÕES Ver texto “A NORMATIZAÇÃO DO TEXTO CIENTÍFICO”. OUTRAS CONSIDERAÇÕES VEJA NA SEQUENCIA COMO FICARÁ O “ESQUELETO” DE SEU RELATÓRIO DE ESTÁGIO
  8. 8. UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA CAMPUS DE JOAÇABA ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MECÂNICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO TÍTULO DO TRABALHO DESENVOLVIDO NOME DO(A) ACADÊMICO(A) JOAÇABA – SC ANO
  9. 9. NOME DO(A) ACADÊMICO(A) TÍTULO DO TRABALHO DESENVOLVIDO Trabalho Acadêmico apresentado ao Colegiado do Curso de Engenharia de Produção Mecânica da Universidade do Oeste de Santa Catarina como requisito parcial à obtenção do grau de Engenheiro de Produção Mecânica. Orientador: Prof. M.Eng. Fulano de Tal Co-Orientador: Prof. M. Eng. Beltrano de Tal (se houver) JOAÇABA – SC ANO
  10. 10. NOME DO(A) ACADÊMICO(A) TÍTULO DO TRABALHO DESENVOLVIDO Trabalho Acadêmico apresentado ao Colegiado do Curso de Engenharia de Produção Mecânica da Universidade do Oeste de Santa Catarina como requisito parcial à obtenção do grau de Engenheiro de Produção Mecânica. Aprovado em ___/___/_______ BANCA EXAMINADORA __________________________________________ Prof. M.Eng. Fulano de Tal Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC __________________________________________ Prof. M.Eng. Beltrano de Tal Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC __________________________________________ Prof. M.Eng. Ciclano de Tal Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC
  11. 11. RESUMO (INTRODUÇÃO)(*) Este trabalho foi desenvolvido com bases nas atividades de estágio realizadas na empresa Perdigão Agroindustrial, unidade de Herval D’Oeste/ SC. (OBJETIVO) O objetivo do trabalho foi estudar o processo de cozimento de linguiças curadas, em específico às estufas. (METODOLOGIA) Para atingir o objetivo efetuou-se uma revisão bibliográfica e um experimento prático. (RESULTADOS) Durante o trabalho pode-se constatar que os fatores que mais afetam o processo de cozimento foram: temperatura, tempo, umidade, ventilação e posição e espacejamento dos produtos na estufa. (CONCLUSÃO) Os resultados levaram à conclusão de que a relação temperatura e tempo são os principais fatores, pois somente a uma dada temperatura e dado tempo se pode eliminar os microorganismos existentes no produto. Palavras chave: Lingüiça. Estufa. Perdigão (*) As legendas “(INTRODUÇÃO), (OBJETIVO), (METODOLOGIA), (RESULTADOS) e (CONCLUSÃO) e seus respectivos parênteses servem somente de orientação e não são escritos no texto.
  12. 12. LISTA DE ILUSTRAÇÕES Fotografia 1: Compressor parafuso........................................................................... 4 Fotografia 2: Prensa modelo A.................................................................................. 5
  13. 13. 13 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Valores médios de vasos de pressão ........................................................... 27 Tabela 2 Comparativo antes e após a implantação das melhorias.............................. 28
  14. 14. 14 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS PIS - Programa de Integração Social OAB - Ordem dos Advogados do Brasil ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas
  15. 15. 15 LISTA DE SIMBOLOS q energia emitida por radiação pela superfície, em W ‫ع‬ emissividade da superfície T temperatura da superfície, em K. φ fluxo elétrico, em Wb
  16. 16. 16 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO ...................................................................................... 1.1 OBJETIVO GERAL ....................................................................... 1.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS ......................................................... 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA ...................................................... 3 METODOLOGIA OU MATERIAIS E MÉTODOS ........................ 4 RESULTADOS E DISCUSSÕES ...................................................... 5 CONCLUSÕES..................................................................................... REFERÊNCIAS ..................................................................................... ANEXOS.................................................................................................. ANEXO 1 – Título do Anexo ......... 1 INTRODUÇÃO . . . . . . 1.1 OBJETIVO GERAL .
  17. 17. 17 . 1.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS . . . . . . 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
  18. 18. 18 3 METODOLOGIA OU MATERIAIS E MÉTODOS
  19. 19. 19 4 RESULTADOS E DISCUSSÕES
  20. 20. 20 5 CONCLUSÕES
  21. 21. 21 REFERÊNCIAS
  22. 22. 22 ANEXOS
  23. 23. 23 PARTE II – APRESENTAÇÃO ORAL TRABALHO DE ESTÁGIO A apresentação deve ser clara e objetiva. O acadêmico deverá trazer à tona os principais tópicos da realização do trabalho, evidenciando as principais características do desenvolvimento de suas atividades. Alguns pontos importantes devem ser observados e serão detalhados a seguir. A) TEMPO DE APRESENTAÇÃO Na apresentação, o acadêmico terá no máximo 20 (vinte) minutos para defender seu trabalho e respectivos resultados, frente à banca de avaliação. Após a apresentação, o acadêmico é submetido à arguição dos membros da banca, que deverão fazer as devidas observações em relação ao conteúdo, redação e apresentação do trabalho. O tempo de 20 (vinte) minutos deve ser respeitado, pois estará sendo avaliado, simultaneamente, com os demais requisitos. B) POSTURA NA APRESENTAÇÃO E ARGUIÇÃO
  24. 24. 24 O acadêmico deve ser claro e elucidativo durante a apresentação de seu trabalho e procurar, com antecedência, organizar sua apresentação subdividindo-a nos tópicos de interesse. Uma forma de organizar uma apresentação deste tipo de trabalho é organizar a apresentação em 4 (quatro) tópicos como mostrado a seguir: (1) Introdução: mostre o que será apresentado; (2) Definição do Problema, Fundamentação Teórica e Metodologia: apresente o problema e o “mapa” da resolução, ou seja, a sequência planejada para resolver o problema de acordo com a metodologia de resolução adotada; (3) Resultados; (4) Conclusões: Conclua seu trabalho com base nos objetivos traçados no início do estágio. Fale sobre as dificuldades encontradas durante a realização do trabalho (estágio, texto, coleta de dados, objetivos atingidos ou não), faça sugestões, emita opiniões e apresente as fontes teóricas. C) ENTREGA DA VERSÃO FINAL O acadêmico deverá proceder às alterações propostas pelos membros da banca, procurando seguir à risca “todas” as sugestões. Após essa revisão, o trabalho deverá passar pela avaliação de seu orientador. Somente após a aprovação final do orientador, o acadêmico poderá providenciar a confecção do volume final, com capa dura, contendo o texto de seu trabalho. A entrega da versão final deverá ser, no máximo, 10 (dez) dias corridos após a data da defesa do trabalho. Para a encadernação do trabalho, o tipo de capa e os respectivos descritivos de identificação do trabalho, seguem às normas estabelecidas pela instituição. A versão final deve ser assinada por todos os membros da banca para ter valor de publicação e ser utilizada como fonte de consulta.

×