Mitos Modernos na Publicidade para Mulheres

881 visualizações

Publicada em

Análise da comunicação de marcas consumidas pela Geração Y em revistas femininas.

Publicada em: Marketing
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
881
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mitos Modernos na Publicidade para Mulheres

  1. 1. MITOS MODERNOS NA PUBLICIDADE PARA MULHERES: Análise da comunicação de marcas consumidas pela Geração Y em revistas femininas Camila de Freitas Nogueira Prof. Orientador: Antônio Roberto Chiachiri Filho FACULDADE CÁSPER LÍBERO – PUBLICIDADE E PROPAGANDA
  2. 2. “ O indivíduo é a única realidade. Quanto mais nos afastamos dele para nos aproximarmos de ideias abstratas sobre o homo sapiens, mais probabilidades temos de erro. Nessa época de convulsões sociais e mudanças drásticas é importante sabermos mais a respeito do ser humano, pois muitas coisas dependem das suas qualidades mentais e morais. Para as observarmos na sua justa perspectiva precisamos, porém, entender tanto o passado do homem quando o seu presente. Daí a importância essencial de compreendermos mitos e símbolos. ” Carl Gustav Jung O homem e seus símbolos
  3. 3. Principais Teóricos
  4. 4. Sigmund Freud
  5. 5. Sigmund Freud • “O Pai da Psicanálise”
  6. 6. Sigmund Freud • “O Pai da Psicanálise” • Só fala de sexo.
  7. 7. Sigmund Freud • “O Pai da Psicanálise” • Só fala de sexo. Será?
  8. 8. Sigmund Freud CONCEITOS • Primeiras noções sobre o funcionamento de nossa mente
  9. 9. Sigmund Freud CONCEITOS • Primeiras noções sobre o funcionamento de nossa mente • O homem e a civilização
  10. 10. Sigmund Freud CONCEITOS • Primeiras noções sobre o funcionamento de nossa mente • O homem e a civilização • Sexualidade: pulsões sexuais,
  11. 11. Sigmund Freud CONCEITOS • Primeiras noções sobre o funcionamento de nossa mente • O homem e a civilização • Sexualidade: pulsões sexuais, Complexo de Édipo e inveja do falo,
  12. 12. Sigmund Freud CONCEITOS • Primeiras noções sobre o funcionamento de nossa mente • O homem e a civilização • Sexualidade: pulsões sexuais, Complexo de Édipo e inveja do falo, desejo e amor,
  13. 13. Sigmund Freud CONCEITOS • Primeiras noções sobre o funcionamento de nossa mente • O homem e a civilização • Sexualidade: pulsões sexuais, Complexo de Édipo e inveja do falo, desejo e amor, narcisismo e sublimação
  14. 14. Sigmund Freud CONCEITOS • Primeiras noções sobre o funcionamento de nossa mente • O homem e a civilização • Sexualidade: pulsões sexuais, Complexo de Édipo e inveja do falo, desejo e amor, narcisismo e sublimação • Id, Ego e Superego
  15. 15. Sigmund Freud CONCEITOS • Primeiras noções sobre o funcionamento de nossa mente • O homem e a civilização • Sexualidade: pulsões sexuais, Complexo de Édipo e inveja do falo, desejo e amor, narcisismo e sublimação • Id, Ego e Superego • Identificação
  16. 16. Principais Teóricos
  17. 17. Carl Gustav Jung
  18. 18. Carl Gustav Jung • Amigo, correspondente e discípulo de Freud
  19. 19. Carl Gustav Jung • Amigo, correspondente e discípulo de Freud (durante algum tempo)
  20. 20. Carl Gustav Jung • Amigo, correspondente e discípulo de Freud • Só pensa em símbolos.
  21. 21. Carl Gustav Jung • Amigo, correspondente e discípulo de Freud • Só pensa em símbolos. Será?
  22. 22. Carl Gustav Jung CONCEITOS • Símbolos e sonhos
  23. 23. Carl Gustav Jung CONCEITOS • Símbolos e sonhos • Inconsciente coletivo, arquétipos e mitos
  24. 24. Principais Teóricos
  25. 25. Edward Bernays
  26. 26. Edward Bernays • Sobrinho americano de Freud
  27. 27. Edward Bernays • Sobrinho americano de Freud • Criador da profissão de Relações Públicas
  28. 28. Edward Bernays • Sobrinho americano de Freud • Criador da profissão de Relações Públicas • Principal personagem de “The Century of the Self”
  29. 29. O Século do Eu De 1901 a 1930: Geração Grandiosa
  30. 30. O Século do Eu De 1901 a 1930: Geração Grandiosa • Manipulação e persuasão das “massas”
  31. 31. O Século do Eu De 1901 a 1930: Geração Grandiosa • Manipulação e persuasão das “massas” • Objetos como símbolos emocionais
  32. 32. O Século do Eu De 1901 a 1930: Geração Grandiosa • Manipulação e persuasão das “massas” • Objetos como símbolos emocionais • O case dos cigarros
  33. 33. O Século do Eu De 1901 a 1930: Geração Grandiosa • Manipulação e persuasão das “massas” • Objetos como símbolos emocionais • O case dos cigarros • Máquinas de felicidade
  34. 34. O Século do Eu De 1931 a 1962 Geração Silenciosa e Baby Boomers
  35. 35. O Século do Eu De 1931 a 1962 Geração Silenciosa e Baby Boomers • Anna Freud
  36. 36. O Século do Eu De 1931 a 1962 Geração Silenciosa e Baby Boomers • Anna Freud • Ernest Dichter e o focus group
  37. 37. O Século do Eu De 1931 a 1962 Geração Silenciosa e Baby Boomers • Anna Freud • Ernest Dichter e o focus group • O case da mistura para bolo
  38. 38. O Século do Eu De 1931 a 1962 Geração Silenciosa e Baby Boomers • Anna Freud • Ernest Dichter e o focus group • O case da mistura para bolo • A Estratégia do Desejo
  39. 39. O Século do Eu De 1931 a 1962 Geração Silenciosa e Baby Boomers • Anna Freud • Ernest Dichter e o focus group • O case da mistura para bolo • A Estratégia do Desejo • A Engenharia do Consentimento
  40. 40. O Século do Eu De 1931 a 1962 Geração Silenciosa e Baby Boomers • Anna Freud • Ernest Dichter e o focus group • O case da mistura para bolo • A Estratégia do Desejo • A Engenharia do Consentimento • O suicídio de Marilyn Monroe
  41. 41. O Século do Eu De 1963 a 1978 Geração X
  42. 42. O Século do Eu De 1963 a 1978 Geração X • Individualismo e desejo
  43. 43. O Século do Eu De 1963 a 1978 Geração X • Individualismo e desejo • “Existe um policial em nossas cabeças e ele deve ser destruído”
  44. 44. O Século do Eu De 1963 a 1978 Geração X • Individualismo e desejo • “Existe um policial em nossas cabeças e ele deve ser destruído” • Únicos e especiais
  45. 45. O Século do Eu De 1963 a 1978 Geração X • Individualismo e desejo • “Existe um policial em nossas cabeças e ele deve ser destruído” • Únicos e especiais • Hierarquia de necessidades e estilos de vida
  46. 46. De 1978 a 2000 Geração Y
  47. 47. Chegamos onde queríamos! De 1978 a 2000 Geração Y
  48. 48. A Geração Y De 1978 a 2000 Geração Y
  49. 49. A Geração Y • Mimados
  50. 50. A Geração Y • Mimados • Egoístas
  51. 51. A Geração Y • Mimados • Egoístas • Preguiçosos
  52. 52. A Geração Y • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes
  53. 53. A Geração Y • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos
  54. 54. A Geração Y • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos • Irresponsáveis
  55. 55. • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos • Irresponsáveis
  56. 56. Não só isso: • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos • Irresponsáveis
  57. 57. Não só isso: • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos • Irresponsáveis Mas também: • Inquietos
  58. 58. Não só isso: • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos • Irresponsáveis Mas também: • Inquietos • Imediatistas
  59. 59. Não só isso: • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos • Irresponsáveis Mas também: • Inquietos • Imediatistas • Hedonistas
  60. 60. Não só isso: • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos • Irresponsáveis Mas também: • Inquietos • Imediatistas • Hedonistas • Valores
  61. 61. Não só isso: • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos • Irresponsáveis Mas também: • Inquietos • Imediatistas • Hedonistas • Valores • Sustentabilidade
  62. 62. Não só isso: • Mimados • Egoístas • Preguiçosos • Impacientes • Ansiosos • Irresponsáveis Mas também: • Inquietos • Imediatistas • Hedonistas • Valores • Sustentabilidade • Sentido da vida
  63. 63. A consumidora da Geração Y
  64. 64. Como é seu universo? Gênero feminino
  65. 65. Como é seu universo? O que é ser mulher?
  66. 66. Identidade: Cinderela
  67. 67. Identidade: Carmen
  68. 68. Identidade: Jane Fonda
  69. 69. Como é seu universo? Vida afetiva
  70. 70. Como é seu universo? Sexualidade
  71. 71. Como é seu universo? Moda e beleza
  72. 72. Como é seu universo? Marcas favoritas
  73. 73. Posição Marca Índice de favoritismo 1 Forever 21 86,9% 2 Victoria’s Secret 85,3% 3 PINK Victoria’s Secret 85,1% 4 Sephora 85,0% 5 H&M 84,3% 6 Converse 82,0% 7 Target 81,9% 8 Urban Outfitters 79,9% 9 MAC 78,7% 10 Bath & Body Works 78,3% 11 Maybelline 78,3% 12 eos 77,6% 13 Neutrogena 77,0% 14 Chanel 76,9%
  74. 74. Arquétipos na publicidade feminina
  75. 75. Mito de Afrodite • Feminilidade • Beleza • Sensualidade
  76. 76. Mito de Afrodite • Feminilidade • Beleza • Sensualidade
  77. 77. Mito de Afrodite • Feminilidade • Beleza • Sensualidade
  78. 78. Mito de Afrodite • Feminilidade • Beleza • Sensualidade
  79. 79. Mito de Ártemis • Independência • Autonomia • Realização de objetivos
  80. 80. Mito de Ártemis • Independência • Autonomia • Realização de objetivos
  81. 81. Mito de Ártemis • Independência • Autonomia • Realização de objetivos
  82. 82. Mito de Ártemis • Independência • Autonomia • Realização de objetivos
  83. 83. O Boticário
  84. 84. O Boticário
  85. 85. O Boticário
  86. 86. O Boticário
  87. 87. Converse
  88. 88. Converse
  89. 89. Converse
  90. 90. Lupo
  91. 91. Lupo
  92. 92. Louis Vuitton
  93. 93. CONCLUINDO:
  94. 94. CONCLUINDO: Obrigada a todos! Camila de Freitas Nogueira Prof. Orientador: Antônio Roberto Chiachiri Filho FACULDADE CÁSPER LÍBERO – PUBLICIDADE E PROPAGANDA

×