Aspectos populacionais (conceitos)

10.470 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.470
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
113
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aspectos populacionais (conceitos)

  1. 1. ASPECTOS POPULACIONAIS (CONCEITOS)
  2. 2. POPULAÇÃO MUNDIAL E DOSCONTINENTES (EM MILHÕES DE HABITANTES)Ásia Oceania Europa África América 900 930 4.000 729 33
  3. 3. CONCEITOS POPULACIONAIS
  4. 4. População Absoluta - quantidade total de habitantesde um país, cidade, estado. China - 1,345 bilhão hab. Índia - 1,198 bilhão hab. EUA - 314 milhões hab. Indonésia - 229 milhões hab. Brasil - 191 milhões hab.
  5. 5. População Relativa - quantidade total de habitantespor km²
  6. 6. País povoado - refere-se à população relativa.
  7. 7. País populoso - refere-se à população absoluta.
  8. 8. População de países sul-americanos (em milhões de habitantes) 300 225 22,5190,01 150 75 42,6 22,4 14,1 40,3 22 28,67 22,4Brasil Colômbia Peru 6,66 8,4 9,11 0 Paraguai Argentina Bolívia População Densidade demográfica
  9. 9. Taxa de mortalidade - Relação entre número demortos e a população absoluta em um ano.
  10. 10. Taxa de natalidade - Relação entre número denascimentos e a população absoluta em um ano.
  11. 11. Taxas de mortalidade Infantil ( Europa e América do Sul) Romenia Rússia Reino Unido Alemanha Bolívia Peru Chile 60 50,4 24,6 45 14,9 30 5 4,1 14,3 % 15 8,4 0
  12. 12. Expectativa de vida - Taxa que indica quantos anos,em média, as pessoas vivem.Países Desenvolvidos Países Emergentes Países Pobres ♂73,9 / ♀80,8 ♂64,3 /♀67,8 ♂55,3 / ♀57,8 The World Bank, 2009
  13. 13. Taxa de fecundidade - estimativa que se faz donúmero de filhos que cada mulher poderia terdurante seu período reprodutivo.
  14. 14. Indicadores sociais - Dados referentes às condiçõesde saúde, educação, renda etc., que fornecem umaidéia geral da situação e econômica e social de umpaís, região ou lugar, num dado período.
  15. 15. CRESCIMENTO POPULACIONAL População (em milhões) 6700 7000 6000 5000 5250 4000 3000 3500 2000 250 500 1000 1750ano 1 D.C1650 1800 1925 1958 1974 1987 1999 2010
  16. 16. FASES DO CRESCIMENTO POPULACIONAL1ª Fase - Alta Natalidade / Alta Mortalidade2ª Fase - Alta Natalidade / Diminuição da Mortalidade3ª Fase - Diminuição Natalidade / Diminuição daMortalidade
  17. 17. Explosão DemográficaTransição Demográfica
  18. 18. Teorias Demográficas“O crescimento populacional gera a pobreza”.“A pobreza gera o crescimento populacional”.
  19. 19. Teoria de MalthusObra: Ensaio Sobre o Princípio daPopulação - 1798Malthus acreditava que a populaçãotinha um potencial de crescimentoilimitado, enquanto a natureza temrecursos limitados.Segundo Malthus a população crescesegundo uma PG (ProgressãoGeométrica) 1,2,4,8,16,32...Enquanto os alimentos cresciasegundo uma PA (ProgressãoAritmética) 1,2,3,4,5,6...
  20. 20. Colocava-se assim a fatalidade de ahumanidade ter que conviver nofuturo com subnutrição, fome,doenças, epidemias.Para evitar a tragédia anunciada,Malthus defendia o “controlemoral”.Do ponto de vista prático, pregavauma série de normas de condutaque incluíam a abstinência sexual eo adiamento dos casamentos.
  21. 21. Teoria ReformistaA principal refutação às idéiasmalthusianas foi elaborada por KarlMarx.Para Marx o grande responsávelpela fome e pela carência dapopulação era o sistema capitalista.As injustiças sociais e a mádistribuição de riquezas entre asclasses sociais seriam os verdadeirosresponsáveis pela fome e pelamiséria.
  22. 22. Mundo desenvolvido: o alto preço do envelhecimento da populaçãoElevado custo de vidaInserção da mulher no mercado de trabalhodifusão de métodos contraceptivosmodo de vida que cultua o individualismo,desestimulando os matrimônios e a constituição defamílias numerosas.
  23. 23. Crescimento demográfico de alguns países europeus País Crescimento demográfico anual Reino Unido 0,18% França 0,36% Hungria -0,5% Federação Russa -0,64% Alemanha -0,04%
  24. 24. TRANSFORMAÇÕES QUE PROVOCARAM O DECLÍNIO DA MORTALIDADEMelhora nas condições de saneamento básico;Melhora nas condições de nutrição;Elevação do grau de escolaridade;Desenvolvimento de novas tecnologias;Ampliação da cobertura de serviços (vacinas,medicamentos).
  25. 25. CAUSAS DA DIMINUIÇÃO DAS TAXAS DE NATALIDADE E FECUNDIDADEAcelerada urbanizaçãoIndustrializaçãoExpansão dos meios de comunicação e de transportesInvenção e comercialização das pílulas anticoncepcionaisSurgimento dos movimentos privados de planejamentofamiliarO papel da mulher nas sociedades modernas (ingressoda mulher no mercado de trabalho)
  26. 26. CONSEQUÊNCIAS DO DECLÍNIO DA MORTALIDADEAumento da expectativa de vida;Queda da fecundidade;Envelhecimento das populações;Diminuição expressiva da mortalidade infantil.
  27. 27. CAUSAS DA DIMINUIÇÃO DAS TAXAS DE MORTALIDADE INFANTILDiminuição das taxas de natalidadeMelhoria da qualidade de vida nas cidadesAcesso a medicamentosPré natalExames
  28. 28. Crescimento vegetativo dos países subdesenvolvidos 5 3,75 2,5 1,25 1950Natalidade 1970Crescimento vegetativo 1980 1990 0Mortalidade 2000 2007
  29. 29. América do Sul - Crescimento vegetativo Natalidade Crescimento vegetativo Mortalidade 4 3 2 11970 0 1990 2000 2007
  30. 30. ESTRUTURA ETÁRIA E PEA
  31. 31. Pirâmides Etárias
  32. 32. Desemprego entre os jovens

×