SOMOS UMA ESCOLA QUE PENSA BOAS                   NO AMBIENTE!FÉRIAS!          Com o sucesso que já se tornou tradição,   ...
Editorial                                                   Editorial           Quando nos aproximamos da conclusão de mai...
ÍndiceEditorial------------------------------------------------------------------------------------- pág. 2Índice --------...
Imaginar e criar                        AcrósticoGALINHA QUEANDAVA SEMPRE A CHATEARLÁ ESTAVA A DAR CONSELHOS AO BURRO ELEU...
Imaginar e criarDIA MUNDIAL DA CRIANÇA            A ESCOLADivertidas são                    Para mim andar na escola é apr...
Imaginar e criarTRAZ OUTRO AMIGO TAMBÉM – acrósticos, a partir do nome da canção “Traz Outro AmigoTambém“ de José Afonso.T...
Imaginar e Criar                                             Dia da Mãe      O dia da mãe foi no dia 6 de maio.      Antes...
Imaginar e CriarLiberdade                                 LiberdadeAs pessoas não podiam conviver            A Liberdade é...
Imaginar e Criar25 de Abril                        Ser livre é…Com a liberdade                    Ser livre é sentir o ven...
Imaginar e Criar                                O dia da LiberdadeNão sei como foi!Só ouvi falarAgora em História é que es...
Imaginar e CriarA Amizade                               A PrimaveraAprender a amar e ser amado             Quando vem a pr...
Ambiente       O que é Ambiente?       Ambiente é a terraem que pisamos, o ar querespiramos,      a    água,     asplantas...
EcoEscola/AmbienteDIA ECOESCOLAS                              22 de maio Exposição Água para Todos - de 14 a 18 de maio no...
Aconteceu na escola        LÍNGUAS ESTRANGEIRAS                            Semana das Línguas                             ...
Aconteceu na escola       Educação Especial       Nos      dias   13     demarço e 10 de abril de2012 foram dinamizadasno ...
Aconteceu na escola      Os alunos da turma B, do terceiro ano, elaboraram cartazes alusivos à Feira do Livro queposterior...
Aconteceu na escola                                    Visita de Estudo do 6ºB ao Museu da Música            No dia vinte ...
Aconteceu na escola                       Concurso de Talentos e entrega dos prémios         O grupo de Educação Musical o...
Aconteceu na escola                              Leitura da história “A Gata Gatilde”       No dia 23 de abril, Dia Mundia...
Aconteceu na escola                 VISITA DE ESTUDO AO MUSEU DAS COMUNICAÇÕES       No dia 12 de abril de 2012, os alunos...
Notícias       Foi notícia em Portugal…       JOVENS PORTUGUESES ENTRE OS MELHORES DO MUNDO       Uma jovem investigadora ...
Notícias                                FIM DA DITADURA… VIVA A LIBERDADE!       Sabias que o nosso país nem sempre foi co...
Atividades Enriquecimento Curricular, Clubes                                        23
Histórias de outros temposAs pombinhas da CatrinaAs pombinhas da Catrinaandaram de mão em mão.Foram ter à quinta nova,ao p...
Associação de Pais e Encarregados de Educação                                     Escola EB 1 n.º 2 de Massamá Casa dos Af...
Educação Especial                       PHDA – Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção     Em algum momento da n...
Educação Especialpelo contrário deve apostar-se numa intervenção que inclua programas de desenvolvimento decompetências pa...
BE-CRE - Biblioteca                                                                        BIBLIOTECASA 23 de Abril celebr...
BE-CRE - Biblioteca       BIBLIOTECAS                                                 VISITA O BLOGUE DA BE               ...
BE-CRE - Biblioteca      A nossa escola Parou Para Ler.      Cada professor dedicou o tempo à leitura das obras selecionad...
BE-CRE     Leitura na Biblioteca:     Pela escola fora, pudemos encontrar também, outras formas de conciliar as tarefas co...
BE-CRE - Biblioteca       Feira do livro       Com o sucesso que já se tornou tradição, decorreu nos dias 24, 25 e 26 de M...
Curiosidades e passatempos       Curiosidades       Somos alunos do 1º ano turma D, e como estamos a crescer ainda há muit...
Curiosidades e passatempos                      … as riscas das zebras são como as nossas impressões digitais, não existem...
Curiosidades e passatempos       Descobre as seis diferenças que existem nos dois desenhos.                               ...
Curiosidades e passatempos       Encontra, nesta sopa de letras, 16 adjetivos, utilizados para caraterizar as personagens ...
Ficha TécnicaEscola sede: EB 2/3 Prof. Egas MonizAv. Azedo Gneco 2745-727 MassamáTelefone: 214 389 915Fax: 214 389 915E-ma...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Agrupamento "Baú das Letras"

1.133 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.133
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Agrupamento "Baú das Letras"

  1. 1. SOMOS UMA ESCOLA QUE PENSA BOAS NO AMBIENTE!FÉRIAS! Com o sucesso que já se tornou tradição, decorreu nos dias 24, 25 e 26 de maio, a XIV Feira do Livro da escola EB1 nº 2 de Massamá. O Concurso de Talentos (vocais) que teve uma grande adesão por parte dos alunos do 2ºciclo.
  2. 2. Editorial Editorial Quando nos aproximamos da conclusão de mais um ano letivo quero partilhar convoscoduas notícias que foram publicadas na comunicação social e que chamaram a minha atenção:Primeiro – Os portugueses quando querem são realmente um povo extraordinário A confirmar este título verificou-se que, no passado fim de semana (26 e 27 de maio), o BancoAlimentar Contra a Fome recolheu 2644 toneladas de alimentos o que correspondeu a um aumentode 13,7% relativamente ao ano de 2011. Num tempo de crise e de angústia generalizada este gestode solidariedade só vem provar que um povo com estes valores só pode ter um bom futuro. É por istoque, apesar de alguns períodos de maior desânimo me orgulho de ser português.Segundo – Os professores fazem de facto a diferença na vida dos alunos De acordo com um estudo realizado em 12 países e dado a conhecer por um jornal no dia 28de maio, o apoio dado pelos professores aos alunos e por estes percecionado é um dos fatoresnucleares para o sucesso académico. Mais importante que o apoio dado pelos pais e pelos colegas,os incentivos proporcionados pelos professores são decisivos para o sucesso dos alunos. Nunca duvidei deste resultado agora apresentado neste estudo. Tenho-me aliás debatido nomeu trabalho como diretor por fazer passar esta mensagem junto dos colegas. Várias vezes, emdiversos locais, referi que nenhum sistema educativo pode ter uma qualidade superior à qualidadedos seus professores. Este resultado se por um lado é motivo de orgulho para o papel relevante que o professordesempenha na sociedade, vem por outro lado, colocar responsabilidades acrescidas na árduatarefa diária do professor para realizar com sucesso o seu trabalho. A minha experiência quer como professor quer como diretor, diz-me que um professorcomprometido com os alunos, com a escola, com o ensino e com as famílias, que um professor queaposta no seu desenvolvimento profissional e sente paixão pelo que faz, que um professor queconsegue fazer brilhar os olhos dos seus alunos, é um elemento de valor incalculável do ponto devista social. É por esta razão que é tão importante termos escolas de qualidade. As escolas dequalidade são aquelas que, no essencial têm bons professores. Por último, o meu muito obrigado a todos os colegas, a todos os alunos, a todo o pessoal nãodocente, a todos os pais e encarregados de educação e a todos os elementos da comunidadeeducativa que, durante este ano letivo que agora está a terminar, se empenharam para o sucessodos nossos jovens em prol de um Portugal melhor, mais solidário e onde possamos ser todos maisfelizes. O Diretor Rui Gonçalves 2
  3. 3. ÍndiceEditorial------------------------------------------------------------------------------------- pág. 2Índice ------------------------------------------------------------------------------------- pág.3Imaginar e criar------------------------------------------------------------------------- pág. 4Ambiente---------------------------------------------------------------------------------- pág.12Eco-Escolas-------------------------------------------------------------------------------- pág.13Aconteceu na escola----------------------------------------------------------------- pág. 14Notícias------------------------------------------------------------------------------------- pág. 21AEC------------------------------------------------------------------------------------------ pág.23Histórias/ Canções de outros tempos------------------------------------------- pág.24Associação de pais-------------------------------------------------------------------- pág.25Educação Especial-------------------------------------------------------------------- pág.26BE- CRE------------------------------------------------------------------------------------- pág.28Curiosidades----------------------------------------------------------------------------- pág.33Ficha técnica -------------------------------------------------------------------------- pág. 38 3
  4. 4. Imaginar e criar AcrósticoGALINHA QUEANDAVA SEMPRE A CHATEARLÁ ESTAVA A DAR CONSELHOS AO BURRO ELEUTÉRIO COM AINTENÇÃO DE O AJUDAR.NO ENTANTO O BURRO NÃO OUVIA EHOUVE UM DIA, EM QUEANDAVA A GALINHA A PASSEAR ELOGO UM HUMANOA AGARRA PARA A SERVIR DE ARROZ DE CABIDELA.UM DIA O BURRO ELEUTÉRIO DESCOBRIU, ERECORDOU O QUE A GALINHA LHE DIZIA.INCONSCIENTEMENTE COMEÇOU A CHORAR.NUNCA MAIS A ESQUECEU E UMDIA CONHECEU A SUA BISNETA,A GALINHA EFIGÉNIA 6ºAno, Turma C Alexandre - nº2; André – nº3; Fábio - nº9; Joel - nº19; Vítor - nº28 4
  5. 5. Imaginar e criarDIA MUNDIAL DA CRIANÇA A ESCOLADivertidas são Para mim andar na escola é aprender.Imaginação não lhes falta Ler um livro é um prazer,Animadas estão sempre! Composições gosto de escrever. Para mim andar na escola é mais saber,Muitas coisas têm que aprender Conhecimento absorverUnidas são É colecionar sabedoria,Nada temem Fazer contas de somar e subtrair,Dão vida às brincadeiras Problemas que me deixam sem dormir,Irritam-se umas com as outras Mas que me fazem crescer a sorrirAmuam às vezes Para mim andar na escola é viver aaprender!Lá em casa ajudam os pais Beatriz Gazela Cardoso - 5º Ano, Turma FDão risosAlegria!Correm na escolaRua abaixo rua acimaInteressam-se pelo que gostamAs crianças merecem este diaNo dia 1 de JunhoComemoram-noA cantar e a sorrir!Tiago Tavares – 6º Ano, Turma D 5
  6. 6. Imaginar e criarTRAZ OUTRO AMIGO TAMBÉM – acrósticos, a partir do nome da canção “Traz Outro AmigoTambém“ de José Afonso.TRAZ a amizade das pessoas generosasOUTRO amigo e outro e outro - mas afinal um chega!AMIGO é bom nas tristezas e alegriasTAMBÉM vou estar contigo todos os dias! Inês Miguel, 5ºBTRAZ o vermelho a cor da amizadeOUTRA cor, o verde, o azul e o laranjaAMIGA ou amigo, todos terás que trazerTAMBÉM a tua inimiga para amiga voltar a ser! Leonor Dias, 5ºATRAZ um amigoOUTRO amigo, toda a gente!AMIGO é sempre fenomenal!TAMBÉM é divinal! Joana Soares, 5ºATRAZ a alegria, a amizade, o coraçãoOUTRO amigo, muitos amigo, não digas que não!AMIGO ou amiga que bom ter! PorqueTAMBÉM todos nós temos de dar e receber! Daniela Lopes, 5ºBTRAZ um animal que éOUTRO amigo - um cão, um gato, uma tartarugaAMIGOS especiais são, só que não falamTAMBÉM são fiéis e gostarão sempre de ti! Tiago Tavares, 6ºD 6
  7. 7. Imaginar e Criar Dia da Mãe O dia da mãe foi no dia 6 de maio. Antes deste dia fizemos prendinhas para oferecer às mães: uma estrelinha com a primeiraletra do nome da mãe para pôr num fio, numa pulseira ou num porta-chaves.Também fizemos um poema para a mãe que dizia: “Para toda a mãe, a maior riqueza são os filhos que tem. E cada filho, ao vê-la, acredita que a mãe é uma estrela. Obrigado(a) Mãe. Os alunos do 1º Ano, Turma A A Liberdade A Liberdade Liberdade A liberdade é como o mar são as gaivotas a voar, Move-se para onde quer. os cravos vermelhos nas espingardas a enfeitar. A liberdade é como um peixe Que pode saltar para fora de água. Liberdade é uma verdade A Liberdade é como um peixe que se vive. Cresce conforme a idade. Liberdade é A liberdade é como o barro o amor e a alegria Pode ser moldada. que se espalha por todos os corações. A liberdade é um livro Aprende-se com ela. Tomás Gonçalves – 6º Ano, Turma F Ricardo Branco – 6º Ano, Turma F 7
  8. 8. Imaginar e CriarLiberdade LiberdadeAs pessoas não podiam conviver A Liberdade éDevido ao ditador Salazar um direito que todos temos,Nem sempre se tem o que se quer independentemente da idade.O povo decidiu mudar. Não foi maldadeTudo começou numa Ditadura Militar a revolta feita,E parecia que nunca iria acabar pois ganhámos a Liberdade.Mas com a força do quererConseguimos mudar quem estava no poder. A Liberdade é um direito, com ela podemosAgora vivemos em Democracia viver, sonhar, expressar,Quem vota é o povo sem pressão para suportar.E quem ganha é a supremacia. Beatriz Lopes – 6º Ano, turma FNas ruas as pessoas celebravamPara fazer frente à Censura LiberdadeMomento que tanto ansiavam A liberdade é o direito de todos,Acabou a Ditadura! Mas não podemos abusar Porque assim asneira vai dar.A Liberdade chegouE veio para ficar A liberdade é vermelha,Quase tudo mudou Da cor dos cravos,Vamos todos festejar! A simbolizar a paz e o amor.Cláudio Santos – 6ºAno, Turma F Tiago Gonçalves - 6º Ano, Turma FA Liberdade…A Liberdade é O motivo por que váriosPortugueses lutaram Há 38 anos.A Liberdade é O direito que nasce connosco.A Liberdade é Aquilo por que todos nós ansiamosMas que um dia pode acabar. A Liberdade éIgual à vida, Um livro prontoPara ser escrito com aventuras! Lília Milene Ferreira – 6ª Ano, Turma F 8
  9. 9. Imaginar e Criar25 de Abril Ser livre é…Com a liberdade Ser livre é sentir o vento solto da naturezaO povo estava a sonhar É ser como uma casa sem tetoMas quem se opunha É fazer o que se querEra o ministro Salazar. É ser pioneiro no que se faz e no que se pensa.Nas ruas de Portugal Ser livre é ser grande aos olhos dos outrosAs pessoas não se podiam falar É integrar-se na opinião dos outrosNão podiam expressar sentimentos Porque a liberdade é uma prisão sem grades.Nem se podiam cumprimentar. Ser livre é ser-se extravagante e sonhadorEstava lá a PIDE Ser-se criador e inovadorPara o povo observar Porque a liberdade é uma criação divina.Para prenderA quem se opunha a Salazar. Ser livre é saber ver para além de uma só ideia É estar bem e em paz consigoO povo estava E ousar ser multifacetado e diversoA planear Como o universo.Para com este terror E nunca ter medo de falarSe poder acabar. E aprender com ele!Puseram-se cravos Pedro Hellmann – 6ºAno, Turma DNos canos das armas,Houve uma revoluçãoE todos bateram palmas.O 25 de AbrilVeio tudo mudarE por isso da liberdadePodemos desfrutar.Diogo Gomes – 6ºAno, Turma F 9
  10. 10. Imaginar e Criar O dia da LiberdadeNão sei como foi!Só ouvi falarAgora em História é que estou a dar.Houve uma revoluçãoSem sangue derramar.Houve uma canção para avançarE cravos vermelhos para simbolizar.Deu-se a reviravoltaQue o povo tanto queria.Para trás ficou uma ditaduraQue tanto nos oprimia.Viva a liberdade!Viva a democracia! André Moreira – 6º Ano, Turma F 10
  11. 11. Imaginar e CriarA Amizade A PrimaveraAprender a amar e ser amado Quando vem a primaveraA respeitar e ser respeitado A flor mais bonita há-de aparecer.Mesmo quando muitos decidem ir Deixando para trás a tristezaFicar e sorrir. Do inverno com as plantas a morrer.Um irmão pode não ser um amigo A primavera é a altura da naturezaMas um amigo é um irmão, O florescer do amor na nossa mãoUm amigo é também É a altura de proteger o ambienteAquele que nos dá a mão. E oferecer o nosso coração.Para um amigo ter Uma árvore é como um serNada termos que fingir ser. Cresce, alimentamo-la.Um amigo é um aliado Quando for maior, filhos daráQue está sempre do nosso lado E uma floresta criará.E nos aceita sem qualquer explicação. *************************************************** A PrimaveraA Primavera Começou a Primavera,A árvore é como uma irmã, e pode ser Há pólen no ar,A nossa melhor amiga Flores a nascerPara tratar-mos muito bem dela E os passarinhos a cantar.E nunca a deixar-mos sozinha.Ela já faz parte No calor desta época,Da nossa vida Vamos todos passearEla dá-nos frutos Para a praia podemos irE muita alegria. E com o vento na cara levar.Ela ajuda-nos a viver, a comer A Primavera é especial,E muito saber Traz alegria no arCom ela podemos aprender E com os amigos podemos ir,Coisas para nos ajudar a crescer. Para a esplanada conversar.No passeio da nossa vidaE essa vai sobreviver O sol está a aquecerPara flores e frutos dar E o cheiro do mar gostamos de sentir.Essa amiga vai se criar. Na praia um gelado queremos comerTemos que agradecer E ir para casa a sorrir.Tudo o que a árvore nos dáPara um dia podermos retribuir Trabalhos realizados pelos alunos do 6ºAno CE todos em sintonia ficar. 11
  12. 12. Ambiente O que é Ambiente? Ambiente é a terraem que pisamos, o ar querespiramos, a água, asplantas, os animais, asmontanhas, os lagos elagoas, os oceanos, até onosso corpo faz parte doambiente. É precisocompreender aimportância que tem omeio ambiente para asnossas vidas. É dele queretiramos os materiais que utilizamos para a construção do ambiente urbano (cidades, vilas), paranossa subsistência (alimentos, água) e para a confeção de objetos úteis (vidros, plástico, metais,papéis), mas nem por isto devemos agir como se o ambiente fosse simplesmente um depósito deprodutos. Nós retiramos do ambiente os materiais que depois transformamos, por exemplo: o plásticovem do petróleo que é retirado do fundo da terra, o vidro vem da areia que é retirada da crostaterrestre, o papel é feito de certos tipos de árvores. Todos materiais que temos a nossa volta foram feitos com os recursos naturais retirados domeio ambiente. Se não utilizarmos estes recursos com muito cuidado, em pouco tempo, elespoderão acabar. Por isso é tão importante reciclar e economizar os recursos naturais respeitandotodos os seres com quem partilhamos a vida. 1ª Ano, Turma C 12
  13. 13. EcoEscola/AmbienteDIA ECOESCOLAS 22 de maio Exposição Água para Todos - de 14 a 18 de maio no átrio da escola Prof. Egas Moniz Pede-se colaboração da comunidade escolar nas atividades: GERAÇÃO DEPOSITRÃO – recolha de pequenos eletrodomésticos e pilhas. TINTEIROS COM VALOR – recolha de tinteiros usados TAMPAS QUE SÃO RAMPAS – recolha de tampas de plástico NESPRESSO – recolha de cápsulas nespresso GREENCORK – recolha de rolhas de cortiça 13
  14. 14. Aconteceu na escola LÍNGUAS ESTRANGEIRAS Semana das Línguas O teatro veio à escola…. No passado dia 10 de maio, as turmas do 5º e 6º anos assistiram à peça de teatro Mulan representada pela companhia inglesa Clever Pants. Durante cerca de 45 minutos, descobrimos a história da valente princesa Mulan que, apesar de ser uma rapariga e ‘só saber’ cozinhar e limpar, lutou contra o inimigo e o derrotou. Com muita música e animação, todos se divertiram muito e participaram ativamente no espetáculo. Alguns dos nossos alunos responderam à chamada para serem atores durante alguns minutos, aqueles que ficaram na plateiatambém participaram representando, cantando, respondendo a perguntas e dançando. No finaldo espetáculo, os comentários eram: ‘Afinal percebi tudo…’ , ‘Diverti-me muito’ ou ‘Foi bué fixe’.Resta-nos esperar pelo próximo ano e pela nova peça que iremos ver!Dia da Europa – Concurso Cultura e Língua No âmbito da celebração do Dia da Europa, dia 9 de maio, realizou-se o concurso delínguas estrangeiras, para testar os conhecimentos linguísticos e culturais dos alunos do terceirociclo. Cada turma escolheu os seus representantes, que se deslocaram à biblioteca pararesponder aos questionários. Foi curioso assistir ao empenho e espirito de equipa demonstradopelos alunos. Os melhores foram o 7º B, 8º B e 9º B. Parabéns e obrigado a todos os queparticiparam! 14
  15. 15. Aconteceu na escola Educação Especial Nos dias 13 demarço e 10 de abril de2012 foram dinamizadasno Agrupamento duasações de sensibilizaçãono âmbito do projeto:“Sensibilizar para Educar”da Educação Especial.As sessões decorreramno fim de um dia detrabalho e contaramcom uma sala cheia deprofessores, o que provaque todosjuntos podemos fazeruma mudançasustentada e equilibrada. Na primeira sessão o tema abordado foi: “Perturbação de Hiperatividade e Défice deAtenção” e foi dinamizada pelo Docente de Educação Especial, Nelson Santos e pela PsicólogaMarta Brito. Fez-se uma breve abordagem pelo conceito, critérios de diagnóstico, causas,prevalência, comorbilidade, terminando com uma abordagem sobre as melhores estratégiaseducacionais para intervir adequadamente. Durante a sessão os presentes foram desafiados arefletir em grupo. A segunda sessão foi subordinada ao tema: “Mudanças de Comportamento em Sala de Aula”foram dinamizadas pelos mesmos dinamizadores da sessão anterior e a Psicóloga Ilda João doCentro de Recursos para a Inclusão (CRI) do CECD de Mira-Sintra. Nesta sessão foram discutidasalgumas estratégias para promover uma efetiva modificação de comportamentos em contexto desala de aula. Apresentaram-se alguns exemplos de Programas de Modificação de Comportamentose para finalizar solicitou-se aos colegas para refletirem em conjunto e apresentarem algumasestratégias para alguns casos que foram abordados. Como balanço final deste projeto podemos afirmar, de acordo com as avaliações recolhidas,que as sessões foram bastante positivas, tendo existido pertinência das atividades realizadas. 15
  16. 16. Aconteceu na escola Os alunos da turma B, do terceiro ano, elaboraram cartazes alusivos à Feira do Livro queposteriormente afixaram no prédio onde residem para divulgação do evento. 3º Ano, Turma B 16
  17. 17. Aconteceu na escola Visita de Estudo do 6ºB ao Museu da Música No dia vinte e seis de abril a turma B do sexto ano foi visitar o Museu da Música que se situa na Estação de Metropolitano do Alto dos Moinhos. A turma foi acompanhada pelas professoras Helena Santos e Filomena Moura de Educação Visual e Tecnológica e pelaprofessora Ana Sá de Educação Musical, que organizou a visita. Quando a turma entrou no museu o senhor Vítor Palma estava a tocar piano enquantonos sentámos. A seguir, fez uma introdução à Classificação Universal dos Instrumentos no Mundo, etambém apresentou várias formas de como organizar esses instrumentos numa exposição. Fomos brindados com a audição ao vivo de alguns instrumentos que foram selecionadospara a atividade que fomos fazer. A seguir, a nossa professora de Educação Musical guiou-nos numa visita para vermos osinstrumentos musicais que estavam expostos no Museu da Música e fez algumas explicações. O museu tem instrumentos que remontam desde o século XVI até ao século XX e possui oúnico instrumento musical existente em Portugal: o serpentão. Todos nós gostámos muito desta visita, pois para além de podermos aplicar a matéria queaprendemos nas aulas alargámos os conhecimentos e descobrimos instrumentos que são muitoantigos. 6º Ano, Turma B 17
  18. 18. Aconteceu na escola Concurso de Talentos e entrega dos prémios O grupo de Educação Musical organizou, à semelhança do ano letivo anterior, o Concursode Talentos (vocais) que teve uma grande adesão por parte dos alunos do 2ºciclo. Para além de estimular o gosto pelo estudo na preparação de peças vocais e incentivar àconquista de novos patamares de desempenho este concurso permitiu ainda desenvolver o gostopela Música. No dia 22 de março os alunos mostraram os seus dotes vocais tendo sido organizados emduas categorias: A (canto a solo) e B (canto em grupo). No dia 18 de abril foram efetuadas as entregas dos Certificados e Diplomas a todos osalunos que participaram e aos primeiros classificados do Concurso. Prof. Ana Sá 18
  19. 19. Aconteceu na escola Leitura da história “A Gata Gatilde” No dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro e dos Direitos do Autor, Sintra parou para Ler. A nossa escola também parou para ler e nós, os alunos do 1º E, lemos a história “A GataGatilde”, das autoras Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada com ilustrações de João Feijão. A história conta-nos que a gata Gatilde fazia birras muito feias e os seus amigos fugiam. Umdia deixou de fazer birras e os seus amigos voltaram. Com esta história, aprendemos que não devemos fazer birras. Gostámos muito desta históriae aqui ficam os nossos desenhos da “Gata Gatilde”. 19
  20. 20. Aconteceu na escola VISITA DE ESTUDO AO MUSEU DAS COMUNICAÇÕES No dia 12 de abril de 2012, os alunos dasturmas A e C do 6º Ano, foram ao Museu dasComunicações acompanhados pelas professorasElizete Dias, Lurdes Serrano, Carmo Freitas e SóniaMartins. Quando chegámos ao Museu a primeira coisaque vimos foi uma cópia de uma carta escrita emLatim que já tinha muitos anos onde explicava aevolução da comunicação ao longo do tempo. Deseguida, vimos dois quadros pintados a óleo de dois mensageiros que transportavam as mensagens. Seguidamente, vimos os utensílios usados por mensageiros no Séc. XV e a forma como ostransportavam. Logo a seguir, entrámos numa sala onde vimos uma Estação atual dos Serviços de Correio,em que havia um balcão, computadores e uma secretária. Quando saímos da sala dos Serviços de Correio atual, deslocámo-nos para outra sala ondeestavam expostos os vários tipos de meios de transporte, nomeadamente, motas, carros, bicicletas eum vagão de correio, através dos quais eram transportadas as cartas, os telegramas, etc. Entrámosdentro deste vagão para ver como funcionavam os respetivos serviços. Por fim, vimos um espaço, onde através de figuras, foi representado o processamento dasviagens numa carruagem entre Lisboa e Coimbra e, que por sua vez, era também chamada MalaPosta porque transportava o correio. Após a visita, da qual gostámos muito, regressámos à nossa escola. Alunos do 6º Ano, Turma A Andreia Fernandes, nº3 Dimas Barros, nº 5 Mafalda Eleutério, nº18 Marta Pereira, nº20 20
  21. 21. Notícias Foi notícia em Portugal… JOVENS PORTUGUESES ENTRE OS MELHORES DO MUNDO Uma jovem investigadora portuguesa, Renata Gomes, que está a fazer o doutoramento naUniversidade de Oxford, foi premiada no Parlamento Britânico, na passada segunda-feira, dia 14 demaio de 2012. Esta jovem está a desenvolver novas terapêuticas à base de nanotecnologia e explicou, oprojeto em que está envolvida e que irá permitir a regeneração do tecido cardíaco, depois de umenfarte. Henrique Marques 4º A A GUERRA NO PINGO DOCE No passado dia 1 de maio, todas as lojas da cadeia Pingo Doce fizeram descontos de 50%em todos os seus produtos. As pessoas estavam num grande alvoroço, os produtos iam parar ao chão e… quando nãoencontravam os produtos que queriam, as pessoas iam a outros carrinhos, tiravam e… depoisfugiam! Um dos guardas foi parar ao hospital por motivo de agressão. Gonçalo Fonseca 4º A JORGE ROCHA SALVA IDOSOS DE INCÊNDIO No passado dia 10 de marco, Zulmira Marques de 81 anos e José Charneira de 83, foramsalvos por um agente policial. José Rocha partiu um dos vidros da habitação em chamas para salvar os idosos, queacordaram com o cheiro do fumo, mas devido ao pânico não conseguiram encontrar a saída. Oagente retirou os dois idosos da casa, ferindo a mão durante o resgate. Laura Batista 4º A A MORTE DE BERNARDO SASSETTI Na passada quinta-feira, dia 10 de maio de 2012, faleceu um pianista muito bom, chamadoBernardo Sassetti. Morreu quando estava a tirar fotografias na praia do Abalo e caiu de uma falésia;foi encontrado já sem vida. Este pianista gravou muitas músicas, mas a mais bonita está no DVD dele e do Carlos doCarmo. No sábado, todos os amigos e familiares lhe fizeram uma homenagem e dois pianistas, MárioLaginha e Pedro Burmester tocaram algumas músicas. Duarte Costa 4º A 21
  22. 22. Notícias FIM DA DITADURA… VIVA A LIBERDADE! Sabias que o nosso país nem sempre foi como o conhecemos? Naturalmente, já ouviste falarno 25 de Abril de 1974. Este foi o dia que mudou para sempre a nossa história. Todos juntospesquisámos e falámos com pais, avós e familiares para obtermos mais informações sobre este dia. Antes desta revolução, Portugal vivia numa Ditadura, uma forma de governo sem liberdade,que durou 48 anos, e cuja principal figura foi António Oliveira Salazar. Imagina viveres num país em que os cidadãos não são livres de dizer o que pensam. Em quea censura é que escolhia o que as pessoas liam, viam e ouviam nos jornais, na rádio e na televisão.Em que os homens eram obrigados a ir à tropa e a combater nas guerras coloniais. Em que não havia greves, a escola só era obrigatória até ao quarto ano e as turmas não eram mistas. Os portugueses estavam descontentes e estava na hora de mudar! Assim, foi planeado secretamente um golpe de estado, organizado por militares, maioritariamente capitães, que criaram o MFA (Movimento das Forças Armadas). Esta revolução deu-se pelas nove horas e trinta minutos. Os militares tomaram os principais pontos estratégicos da cidade de Lisboa, entre eles, o aeroporto, a rádio e a televisão. O mesmo se sucedeu na cidade do Porto. Sangue? Qual sangue? Vermelho só dos cravos que as pessoas ofereciam por todo o lado, até aos militares que as colocavam nos canos das suas armas. Esta flor simboliza a mudança e o renascimento de Portugal. Assim, acabava a Ditadura. As pessoas festejavam, cantavam e abraçavam-se. Esta revolução ficou conhecida como a Revolução dos Cravos e é hoje feriado nacional. Ao falarmos com os nossos pais, percebemos que eram muito novos para se lembrarem destedia tão importante na nossa história, e outros não viviam em Portugal. No entanto, alguns dos nossosavós tiveram a sua participação nesta revolução. Percebemos também que às vezes, não damos a importância devida a este momento dahistória. Ou seja, se este dia não tivesse acontecido será que poderíamos ter acesso à escola? Seráque poderíamos ver desenhos animados na televisão? Será que poderíamos ouvir determinadasmúsicas na rádio? Será que a nossa turma seria constituída por rapazes e raparigas? Será quepoderíamos lutar pelos nossos direitos? Será que poderíamos dizer tudo o que pensamos? VIVA A LIBERDADE! Texto coletivo 4ª Ano, Turma E 22
  23. 23. Atividades Enriquecimento Curricular, Clubes 23
  24. 24. Histórias de outros temposAs pombinhas da CatrinaAs pombinhas da Catrinaandaram de mão em mão.Foram ter à quinta nova,ao pombal de S. João.Ao pombal de S. João,à quinta da Ribeirinha.Minha mãe mandou-me à fontee eu parti a cantarinha.Ó minha mãe não me batasQue eu ainda sou pequeninaNão te bato porque achasteAs pombinhas da Catrina.Para ouvirem…http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=AgSTBwEwjt8 1ªAno, Turma B 24
  25. 25. Associação de Pais e Encarregados de Educação Escola EB 1 n.º 2 de Massamá Casa dos AfetosIntroduçãoOlá a todos,Cá estamos para partilhar asúltimas atividades deste anoletivo que está prestes a chegarao fim.Muito obrigada a todos os que Distribuímos Afeto…fizeram parte do crescimentodos nossos alunos. Um beijinho e um abracinho não custam nada dar… Mas éCom Afeto certo que muitas vezes nos esquecemos que temosRefletir… tamanha riqueza para distribuir. Por isso, os nossos alunos foram“De tudo, ficaram 3 coisas: distribuir afeto ao Infantário doA certeza de que estamos Povo, deixando em cada salasempre a começar… um cheque muito, muitoA certeza de que precisamos valioso…continuar… Caminhada Pais e FilhosA certeza que seremos No próximo dia 2 de Junho iráinterrompidos antes de realizar-se um convívio entreterminar. famílias, onde está prevista uma caminhada e umPortanto, devemos: piquenique (para retemperarFazer da interrupção, um forças), seguido da descida àcaminho novo… Praia da Adraga (Sintra). SeráDa queda, um passo de com certeza um dia bemdança… passado. Não perca esteDo medo, uma escada… Missão cumprida: Afeto desafio!Do sonho, uma ponte… distribuído!Da procura, um encontro.” Festa de final de ano A nossa festa de final de anoFernando Pessoa realizar-se-á no logradouro do ATL Casa dos Afetos, no dia 6Do programa de férias de de Junho, pelas 19h.Páscoa destacamos… Prometemos revelar um segredo sem igual…Promovemos a atividade “Omeu tio é um contador dehistórias”. Foi um momento depura partilha e afeto. O nossoobrigada aos tios que 20ª Mostra de Teatro de Sintraparticiparam! Um grande beijinho de PARABÉNS, aos nossos alunos do 4º ano e ao Prof. Vítor Sezinado pelo feito conseguido. Entre as 22 escolas participantes, o trabalho desenvolvido pelos Até sempre! nossos alunos foi um dos 8 Boas Férias! distinguidos! Obrigada a todos os que tornaram possível alcançar este resultado. 25
  26. 26. Educação Especial PHDA – Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção Em algum momento da nossa vida, todos nós sentimos dificuldade em permanecer sentados,em prestar atenção, ou em controlar alguma impulsividade. Mas para algumas crianças, jovens eadultos, o problema é mais intenso e persistente ao ponto de interferir no seu dia a dia, nos maisvariados contextos: em casa, na escola, no trabalho, no ATL, entre outros. Muitas são as afirmações, frequentemente proferidas com alguma leveza, que atualmentelevam a uma banalização do termo hiperatividade. Tudo isto resultou numa vulgarização nodiagnóstico desta perturbação, o que faz com que qualquer criança que apresente modificações anível comportamental possa ser, desde logo, identificada como uma criança hiperativa, sem muitasvezes se tentar compreender quais as circunstâncias ou as variáveis que podem justificar taiscomportamentos. Desta forma, sugere-se a todos os intervenientes no processo educativo de crianças/jovens quereflitam antes de efetuarem um diagnóstico porque nem todas as crianças irrequietas, desatentas eimpulsivas têm Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA). Para a realização deum diagnóstico adequado e fiável exige-se o levantamento de informação em diferentes contextos,mediante a recolha de dados junto dos pais e dos professores, incluindo também as suas condiçõesde vida e a sua história pessoal. Geralmente estas crianças manifestam dificuldades de aprendizagem, problemas norelacionamento interpessoal, alguma desadequação ao contexto social, dificuldades nocumprimento das normas sociais e oposição ao adulto. As pessoas que convivem diariamente comestas crianças/jovens estão sujeitas a níveis mais elevados de stress, podendo a nível familiar ocorrerdificuldades na dinâmica da criança podendo refletir-se no aproveitamento escolar. Assim, éfundamental desenvolver-se uma avaliação e consequente intervenção o mais adequada eatempadamente possível. Só deste modo conseguiremos modificar e minimizar grande parte dossintomas e das consequências da PHDA. Por vezes a decisão é a de medicar as crianças e jovens que apresentam este tipo deproblemática. No entanto, a administração de medicação, por parte dos médicos queacompanham a criança, deve obedecer a um estudo detalhado, bem como uma avaliaçãomultidimensional desenvolvida por diversos profissionais experientes. Deste modo, poderá evitar-seou, no mínimo atenuar-se, a prescrição indiscriminada e, por vezes, pouco criteriosa demedicamentação, até porque muitas destas crianças e jovens beneficiarão mais, tanto ao nível daautonomia como do desenvolvimento do autocontrolo se lhes forem proporcionadas outro tipo deintervenções por contraponto à medicação. Como refere Lopes (2003), não se “trata” a PHDA,aprende-se a lidar com ela e procura-se manter os seus sintomas dentro de limites que não serevelem gravosos para o próprio e/ou para aqueles que com ele convivem. Assim, em nossoentender a medicação não deve ser encarada como primeira e principal resposta ao problema, 26
  27. 27. Educação Especialpelo contrário deve apostar-se numa intervenção que inclua programas de desenvolvimento decompetências parentais que integrem estratégias de mudanças de comportamento; programaspedagógicos adequados para modificação de comportamentos elaborado em conjunto com afamília e escola, bem como aconselhamento individual e familiar, quando necessário, para evitar oaumento de conflitos na família recorrendo-se ao uso de medicação somente quandoimprescindível e em paralelo com outras estratégias que se constituam como eixo central daintervenção. A intervenção junto destas crianças requer a articulação e colaboração estreita entre váriosprofissionais constituída pelos pais, professores, psicólogo, pediatra e, eventualmente, neurologistabem como outros profissionais. A criança deverá ser uma participante ativa na intervenção,devendo ser informada de todo o processo que a envolve. Os pais têm um papel muito importante,pois crianças com esta perturbação exigem a modificação do funcionamento familiar de forma apoderem responder às suas necessidades de acompanhamento, que são muito particulares. Acreditamos que só com diálogo e articulação, numa lógica de trabalho em equipa, entretodos os intervenientes, que intervêm direta ou indiretamente, com esta criança, poderemos ajudá-la a melhor compreender e lidar com o problema, bem como a adaptar-se aos mais diversoscontextos. Uma realidade que só é possível, tal como referimos anteriormente, com o envolvimentoda família. Este tipo de intervenção só poderá ter sucesso, eficácia e benefícios a longo prazo se os paisestiverem implicados. De facto, a família é o contexto que mais influencia diretamente a criança,tanto pelas interações que desenvolve, como por ser o contexto mais constante ao longo da suavida. Ao mesmo tempo que se realiza a intervenção com a criança/jovem deve desenvolver-se umprograma de desenvolvimento de competências parentais. Este pretende “dotar” osPais/Encarregados de Educação com mais ferramentas sobre a PHDA, como utilizar a atençãopositiva, as técnicas de gestão do comportamento, bem como melhorar as ordens e instruções, criarum diário do comportamento na escola, a gerir o comportamento das crianças em locais públicos,etc. (Barkley, 2008). Com este envolvimento pretende-se, sobretudo, que os pais desenvolvam interações dequalidade. Em nosso entender, mais importante do que saber se os pais passam cinco minutos oucinco horas com os seus filhos, é perceber se esse tempo permite desenvolver relações dequalidade. Uma qualidade que permita potenciar os comportamentos adequados e tornar maiseficazes as intervenções desenvolvidas na sala de aula. Para terminar e em jeito de reflexão geral, gostaríamos de realçar que apenas trabalhando emequipa poderemos, verdadeiramente, ajudar uma criança…seja ela “hiperativa” ou não. Barkley, R., & colaboradores. (2008). Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade. (3nd Ed).Porto Alegre: Artmed. Cruz, H., & Pinho, I. (2008). Pais...Uma Experiência. Oliveira de Azeméis: Livpsic. Lopes, J. A. (2003). A hiperactividade. Coimbra: Quarteto. 27
  28. 28. BE-CRE - Biblioteca BIBLIOTECASA 23 de Abril celebrou-se o Dia Mundial do Livroe dos Direitos de Autor.A UNESCO instituiu em 1995 o Dia Mundial doLivro.A data foi escolhida por ser um dia importantepara a literatura mundial – foi a 23 de Abril de1616 que faleceu Miguel de Cervantes etambém William Shakespeare, dois dos maiores “Ação de divulgação sobre o Exército e aescritores de todos os tempos. MarinhaEsta data serve ainda para chamar a atenção O capitão do exército Paulo Furtadopara a importância do livro como bem cultural. (Encarregado de Educação) e um colega da Marinha, deslocaram-se àEste ano, no concelho de Sintra, por iniciativa da nossa escola para uma ação deRede Concelhia de Bibliotecas Escolares (RBE), divulgação junto dos alunos dos 8ºB e 9ºfoi proposto às escolas a comemoração desta B, sobre estes dois ramos das forçasefeméride, pela sua importância, para que armadas.tenha um impacto junto da comunidade local, Os alunos mostraram bastante interesseregional e até mesmo nacional, de modo a pela atividade.valorizar, cada vez mais, o ato de ler e também Agradecemos a presença dos nossosos livros (SINTRA PARA para LER). convidados.Para este dia, o conselho deste concelho foi:Pare, Leia, Desfrute.No nosso Agrupamento foi feita uma paragemno período da manhã e outra no período datarde, em que toda a comunidade leu. 28
  29. 29. BE-CRE - Biblioteca BIBLIOTECAS VISITA O BLOGUE DA BE http://www.becreactivos.blogspot.com Fala connosco: EMAIL DA BE begasmoniz@gmail.com SEMANA DA LEITURA De 23 a 27 de abril decorreu a semana da leitura, com diferentes atividades. Leitura de poemas “LiberdadeResultados dos Concursos: é…” Clube de guitarra – canções de“Era uma vez um rei…” Abril Turma Pontuação “Mural da Liberdade”1º lugar 5ºA 10 Leitura do livro “A flor de Abril” de2º lugar 5ºC 9,53º lugar 5ºB 9.5 Pedro Olavo Simões, em várias turmas“Os nossos presidentes” Dramatização do livro “Os pés Turma Pontuação mágicos de Jeremias” de Susana1º lugar 6ºF 10 Cardoso Ferreira, por um grupo2º lugar 6ºB 9,5 de alunos do 5ºB.3º lugar 6ºA e C 9.5“Quem sabe mais sobre … “As aventuras domenino Nicolau” de Goscinny e Sempé? Turma Pontuação1º lugar 5ºG 102º lugar 5ºB 9,53º lugar 5ºH 9.5“Quem sabe mais sobre … “O rapaz de bronze”de Sophia de Mello Breyner Andersen? Turma Pontuação1º lugar 6ºA 102º lugar 6ºF 93º lugar 6ºC 9Parabéns a todos !!!! 29
  30. 30. BE-CRE - Biblioteca A nossa escola Parou Para Ler. Cada professor dedicou o tempo à leitura das obras selecionadase todos, à mesma hora, leram e/ou ouviram ler…mesmo em inglês. Leitura nas salas de aula: 30
  31. 31. BE-CRE Leitura na Biblioteca: Pela escola fora, pudemos encontrar também, outras formas de conciliar as tarefas com omomento de nos dedicar à leitura. Houve Leituras ao pequeno almoço... No portão...enquanto esperávamos pela hora da natação... Foi uma Bela Iniciativa dos Professores Bibliotecários de Sintra. Até à Próxima 31
  32. 32. BE-CRE - Biblioteca Feira do livro Com o sucesso que já se tornou tradição, decorreu nos dias 24, 25 e 26 de Maio, a XIV Feirado Livro da escola EB1 nº 2 de Massamá. Como representantes da parceria com a Livraria do Estoril – Publicações Europa - Américaagradecemos a colaboração direta da Dra. Almira Vila Nova e do Sr. João, na realização desteevento. Assim, graças a esta parceria e à contribuição dos alunos, funcionárias, auxiliares, professorese encarregados de educação do nosso agrupamento, o fundo documental da biblioteca LuísaDucla Soares vai receber novos livros. A todos, MUITO OBRIGADO! Para ver mais, visite o nosso blog: http://becreactivos.blogspot.pt/ 32
  33. 33. Curiosidades e passatempos Curiosidades Somos alunos do 1º ano turma D, e como estamos a crescer ainda há muitas coisas quequeremos saber e temos muitos porquês para satisfazer. Pesquisámos e encontrámos algumas curiosidades à nossa medida que queremos partilharcom todos os leitores do nosso jornal. Sabiam que ... … há 3 milhões de anos o homem era muito diferente denós, parecia-se mais com um macaco e ficou conhecido comoAustralopithecus. Ao longo de milhares de anos o homem foimudando a sua aparência. Uma das maiores descobertas foi ado fogo! … em média cada ser humano bebe mais de 60. 500 litros de água durante toda a sua vida. … a televisão só chegou a Portugal em 1957, só havia um canal de televisão, a RTP, e as imagens eram a preto e branco. Em 1979 já havia dois canais e as imagens passaram a ser a cores, mas havia muita gente que não tinha televisão, era um luxo, coisa de ricos! …a barata é campeã de velocidade no reino animal, pode percorrer um metro por segundo. Considerando o seu tamanho, proporcionalmente para um homem equivaleria a correr 150 quilómetros por hora. A barata também é capaz de se desviar do seu caminho, em plena corrida, 25 vezes por segundo. Quem diria! Trabalho de: António; Afonso; Madalena Duarte e Beatriz 1º Ano, Turma D 33
  34. 34. Curiosidades e passatempos … as riscas das zebras são como as nossas impressões digitais, não existem duas iguais, cada listagem é única e as zebras usam-nas para baralhar os seus predadores quando estão em fuga, ficam tontos com tanta risca em movimento. Em fuga atingem uma velocidade de 50 quilómetros por hora e ainda utilizam a corrida de fuga com fortes coices. … a cor vermelha com pintinhas pretas das joaninhas é um aviso aos pássarosque lhes diz ” não nos comam, temos um gosto muito ruim”. Para não ser comida ela solta “ul”,cheiro muito mau, e o pássaro vai procurar outro alimento. A joaninha é uma grande amiga dosagricultores e jardineiros, pois alimenta-se de insetos que fazem mal às plantas. … também existem golfinhos de água doce, podem ser encontrados em alguns rios daAmérica do Sul. Sabias que o “nariz” dos golfinhos é no alto da cabeça, aquele buraquinho lá em cima. Como têm que vir muitas vezes à superfície é por onde lhes dá mais jeito respirar. … o arco íris é um acontecimento meteorológico que separa a luz do sol, no seu espectrocontínuo, quando o sol brilha sobre gotas de chuva. O arco íris é um arcomulticolorido com o vermelho no seu exterior e o violeta no interior. A ordemcompleta é: vermelho; laranja; amarelo; verde; azul; anil e violeta. Seja sobre um passado longínquo, seja sobre um futuro próximo, esteja na Natueza ou nasinvenções, há sempre perguntas à espera de serem feitas. A curiosidade é parte de nós! Trabalho de: Rafael; Rita; Mª Liliana; Madalena Costa 1º Ano, Turma D 34
  35. 35. Curiosidades e passatempos Descobre as seis diferenças que existem nos dois desenhos. Trabalho de: Iara 1º Ano, Turma D Encontra, nesta sopa de letras, 7 palavras sobre a Revolução dos cravos de 25 de abril. Podesencontrar as palavras na horizontal, diagonal ou vertical. Censura Cravos Ditadura Liberdade Revolução Salazar Salgueiro Maia C O F D E A X B B N K U R Q W L Ç Z G I R E V O L U Ç Ã O D V D U Y P S L I A S A R G D K F D W T Y I O P S A Z X C V B V U Q W E R T Y U I S A A S S C V N T D O S A L G I D J O G D A F I D A K U K U S M A L U R T R Y A S G L D H S I T H O S A L G U E I R O M A I A A C L R O S A S P L M L S D A S T R F U H Z D A S D F A S D F G H R J K L Ç P O I U A Y T R E W Q W A S U D F G H J I U Y K L R R E W Q W S G D H U Y K L O P Q A S D F T G H D F E A R T G Y H U J I K L O P N M C V Z X T C F G H Y T R B N M J K L O P I U L I B E R D A D E G F N M K I U O P C D D S D E W Q R T N M K J H A R U S N E C 35
  36. 36. Curiosidades e passatempos Encontra, nesta sopa de letras, 16 adjetivos, utilizados para caraterizar as personagens do livroO burro Eleutério e o lobo selvagem, de Pedro Bessa. V E L H O A F G H I J L E A M E N P R T U Z Y X S O L T S O L E N E T G H J L U M A T S R O T I D L A M P C N R O N M P Z T B D R E X A W E L Y O J O M V L S V T P R F O B A V Z X V O U O T P S A N U C E O J D N F J E H G D G B A N P E O G I L M K J A A N R Y D I F E D N F E T K S O A G I T A D O Z U A B F S K W X M O N O K P N T Y E P Z L Z E S C U R A D L I G A T O R D O A D A X O S T L Posições das palavras: Agitado Fundo Longas Novo Atarefada Inútil Louca Solene Atordoada Jeitoso Longe Velho Escura Jovem Maldito Veloz Trabalho realizado por: nº 3, nº 17, nº 24, nº 25 Turma: 6º F 36
  37. 37. Ficha TécnicaEscola sede: EB 2/3 Prof. Egas MonizAv. Azedo Gneco 2745-727 MassamáTelefone: 214 389 915Fax: 214 389 915E-mail: eb23.n2.massama@escolas.min-edu.ptEB1 nº2 de MassamáAv. Aquilino Ribeiro2745-721 MassamáJornal nº 14Equipa responsável:Profª. Adelaide IgrejaProfª Conceição GomesProfº José SantosProfª Luísa RosárioProfª Virgínia Farelo 37

×