Olm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritas

280 visualizações

Publicada em

Estudo do livro da codificação espirita em ppt " O LIVRO DOS MÉDIUNS

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
280
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
77
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Olm 101103-reuniões e sociedade-regulamento-disertações espíritas

  1. 1. 1/22 O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS PARIS 1861
  2. 2. 2/22 Capítulo XXI: Influência do meio Capítulo XXII: Da mediunidade nos animais Capítulo XXIII: Da obsessão Capítulo XXIV: Identidade dos espíritos Capítulo XXV: Das evocações Capítulo XXVI: Perguntas que se podem fazer Capítulo XXVII: Contradições e mistificações Capítulo XXVIII: Charlatanismo e prestidigitação Capítulo XXIX: Reuniões e sociedade Capítulo XXX: Regulamento da Sociedade parisiense de Estudos espíritas Capítulo XXXI: Dissertações espíritas Sumário de “O livro dos médiuns”Sumário de “O livro dos médiuns” O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  3. 3. 3/22 Cap. XXIX – Reuniões e sociedadeCap. XXIX – Reuniões e sociedade  Segundo o gênero a que pertençam, as reuniões podem ser frívolas, experimentais, ou instrutivas.  As reuniões frívolas se compõem de pessoas que só vêem o lado divertido das manifestações, que se divertem com as facécias dos Espíritos levianos, aos quais muito agrada essa espécie de assembléia, a que não faltam por gozarem nelas de toda a liberdade para se exibirem O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  4. 4. 4/22 Cap. XXIX – Reuniões e sociedadeCap. XXIX – Reuniões e sociedade  As reuniões experimentais têm particularmente por objeto a produção das manifestações físicas.  Para muitas pessoas, são um espetáculo mais curioso que instrutivo. Os incrédulos saem delas mais admirados do que convencidos;  Kardec já deixava a recomendação para não se realizarem reuniões aberta ao público O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  5. 5. 5/22 Cap. XXIX – Reuniões e sociedadeCap. XXIX – Reuniões e sociedade  Uma reunião só e verdadeiramente séria, quando cogita de coisas úteis, com exclusão de todas as demais.  As reuniões de estudo são, além disso, de imensa utilidade para os médiuns de manifestações inteligentes, para aqueles, sobretudo, que seriamente desejam aperfeiçoar-se e que a elas não comparecerem dominados por tola presunção de infalibilidade. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  6. 6. 6/22 Cap. XXIX – Reuniões e sociedadeCap. XXIX – Reuniões e sociedade  Uma reunião é um ser coletivo, cujas qualidades e propriedades são a resultante das de seus membros e formam como que um feixe. Ora, este feixe tanto mais força terá, quanto mais homogêneo for.  Sendo o recolhimento e a comunhão dos pensamentos as condições essenciais a toda reunião séria, fácil é de compreender-se que o número excessivo dos assistentes constitui uma das causas mais contrarias à homogeneidade. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  7. 7. 7/22 Cap. XXIX – Reuniões e sociedadeCap. XXIX – Reuniões e sociedade  Sugestão de organização de uma reunião  1ª Leitura das comunicações espíritas recebidas na sessão anterior  2ª Relatórios diversos. — Leitura das comunicações obtidas fora das sessões  3ª Matéria de estudo. — Ditados espontâneos. — Evocações.  4ª Conferência. — Exame crítico e analítico das diversas comunicações. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  8. 8. 8/22 Cap. XXX – Regulamento da sociedadeCap. XXX – Regulamento da sociedade parisiense de estudos espíritasparisiense de estudos espíritas  Primeiro centro espírita do mundo;  Fundado a 1º de abril de 1858;  O Estatuto (regulamento) dessa entidade, o primeiro Centro Espírita regularmente constituído no mundo, estava normatizado por 29 artigos que tratavam dos objetivos e fins, da constituição, dos sócios, da administração, das sessões e de outras disposições O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  9. 9. 9/22 Cap. XXX – Regulamento da sociedadeCap. XXX – Regulamento da sociedade parisiense de estudos espíritasparisiense de estudos espíritas  1º Centro Espírita no Brasil, em Salvador (BA) por Luiz Olímpio Teles de Menezes, em 17/09/1865  Selo comemorativo do centenário da 1º Centro no Brasil O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  10. 10. 10/22 Cap. XXX – Regulamento da sociedadeCap. XXX – Regulamento da sociedade parisiense de estudos espíritasparisiense de estudos espíritas  O Codificador era rigoroso no cumprimento das regras e na disciplina na condução das atividades aí realizadas. Exigia de todos os participantes extrema seriedade e isso contribuiu para dar muita credibilidade à instituição e aos seus pronunciamentos acerca dos assuntos tratados. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  11. 11. 11/22 Cap. XXX – Regulamento da sociedadeCap. XXX – Regulamento da sociedade parisiense de estudos espíritasparisiense de estudos espíritas  O Boletim da SPEE (ata das reuniões) está na revista espírita no período de Ago/1859 a Fev/1861, sendo uma extraordinária fonte de pesquisa sobrem os detalhes das reuniões, os estudos, as discursões, os participantes, etc. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  12. 12. 12/22 Cap. XXXI – Dissertações espíritasCap. XXXI – Dissertações espíritas  São diversas comunicações instrutivas que Kardec coloca neste capítulo, bem como exemplos de comunicações falsas com assinaturas famosas, que coloca com objetivo do estudo;  Instruções tais como: “Deixai de lado as questões científicas. A missão dos espíritos não é a de resolvê-las, poupando-vos o trabalho das pesquisas” - São Luis O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  13. 13. 13/22 Cap. XXXI – Dissertações espíritasCap. XXXI – Dissertações espíritas  Kardec ao final do capítulo e do livro, mais uma vez, coloca a importância do estudo, como forma de prevenção contra o erro.  Herculano Pires observa: “Um pouco mais de estudo de OLM, como vemos, teria evitado que tantas mistificações evidentes, destinadas a ridicularizar o Espiritismo os olhos das pessoas sensatas, tivessem sido e continuem a ser aceitas com a maior leviandade entre nós. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  14. 14. 14/22  Matéria do Jornal OEstado de SP - 28/10/10 “Logo após o primeiro turno, o dirigente espiritual Bezerra de Menezes – já falecido – teria pedido ao Centro Espírita Perseverança, por meio de um médium, a convocação dos 5.500 colaboradores. Motivo? Organizar reunião de preces à Ismael, protetor dos caminhos do Brasil. A reunião aconteceu e foi pró- Serra. Outra vigília, de mesmo conteúdo, foi marcada para amanhã, véspera da eleição. Segundo três frequentadores do centro, palestrantes estão disseminando a ideia de que uma eventual vitória de Dilma trará ao Brasil guerra civil e a volta da ditadura. E a diretoria, por sua vez, tem enviado e-mails com conteúdo contra a candidata petista. O engajamento político do maior centro espírita da America Latina, que fica na zona leste, foge às tradições kardecistas. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  15. 15. 15/22 Cap. XXXI – Dissertações espíritasCap. XXXI – Dissertações espíritas  O Zelo, a prudência, a sabedoria de Kardec não devem ser esquecidos. O Estudo de O Livro dos Médiuns nos livra desses erros absurdos  Neste capítulo, uma das mensagens, de elevado teor moral, ele publica com o cuidado de que merece a assinatura do autor – Jesus de Nazaré. O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  16. 16. 16/22 Cap. XXXI – Dissertações espíritasCap. XXXI – Dissertações espíritas  “Espíritas! Amai-vos, eis o primeiro ensinamento; instruí-vos, eis o segundo. Todas as verdades se encontram no Cristianismo. Os erros que nele se enraizaram são de origem humana. E eis que do além- túmulo, que julgais vazio, as vozes clamam: Irmãos! Nada perece, Jesus Cristo é o vencedor do mal, sede os vencedores da impiedade.” O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  17. 17. 17/22 Cap. XXXI – Dissertações espíritasCap. XXXI – Dissertações espíritas  Este comunicação, obtida por um dos melhores médiuns da SEP, foi assinada por um nome que o respeito só nos permitiria reproduzir com absoluta reserva, tão grande seria a insigne graça de sua autenticidade, e porque já muito se abusou desse nome em comunicações evidentemente apócrifas. Esse nome é o de Jesus de Nazaré. Não duvidamos absolutamente que ele possa manifestar-se. Mas se os Espíritos verdadeiramente superiores só o fazem em circunstâncias excepcionais, a razão nos impede aceitar que o Espírito puro por excelência responda a qualquer apelo. - Nota de Allan Kardec O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  18. 18. 18/22 Cap. XXXI – Dissertações espíritasCap. XXXI – Dissertações espíritas  Esta comunicação aparece, um pouco modificada, no cap. VI de OESE com a assinatura de Espírito da Verdade. Sabendo-se que Kardec não tomava decisões dessa importância por seu próprio arbítrio, e que poderia ter deixado de incluir ali essa comunicação, é evidente que a assinatura primitiva deve ter sido corrigida pelo próprio Espírito comunicante, como sempre acontece quando a imaginação do médium interfere nos ditados. No caso, o conteúdo da mensagem é realmente de valor. Note-se o cuidado seguido por Kardec e por ele recomendado, mas até hoje pouco seguido, no tocante as comunicações assinadas por nomes venerados. É conveniente ler e reler as suas considerações acima. - Nota de Herculano Pires O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  19. 19. 19/22 FIMFIM O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  20. 20. 20/22 Próximo estudoPróximo estudo Livro “Missionários da Luz”Livro “Missionários da Luz” André LuizAndré Luiz O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  21. 21. 21/22 Principais temas:Principais temas:  Descrição dos processos mediúnicos e as providências no plano espiritual, antes, durante e após as reuniões  Detalhamento dos atendimentos a encarnados e desencarnados  descrição da sublimidade da reencarnação de um espírito, a partir da obra-prima que é a fecundação  Ensinamentos sobre a programação de uma reencarnação O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS
  22. 22. 22/22 O LIVRO DOS MÉDIUNSO LIVRO DOS MÉDIUNS “Espíritas! Amai-vos, eis o primeiro ensinamento; instruí-vos, eis o segundo.” Espírito da verdade

×