1/28
A GÊNESEA GÊNESE
2/28
Cap. X – Gênese orgânica
Cap. XI – Gênese espiritual
Cap. XII – Gênese mosaica
OS MILAGRES
Cap. XIII – Caracteres dos...
3/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
Os milagres no sentido teológico
Milagre (de mirari, admirar) significa:
admirável...
4/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
“Um dos caracteres do milagre propriamente
dito é o ser inexplicável, por isso mes...
5/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
“Se um homem, que se ache realmente
morto, for chamado à vida por intervenção
divi...
6/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
O espiritismo não faz milagres
O Espiritismo vem fazer o que cada ciência
fez no s...
7/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
“Entretanto, dir-se-á, admitis que um Espírito
pode levantar uma mesa e mantê-la n...
8/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
“Os médiuns, portanto, nada absolutamente
produzem de sobrenatural; por conseguint...
9/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
Faz Deus milagres?
“Visto que para Deus nada lhe é impossível,
pode fazê-los. Derr...
10/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
Por que, então, faria milagres? Para atestar o
seu poder, dizem.
“Que se diria de...
11/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
O sobrenatural e as religiões
“Pretender-se que o sobrenatural é o
fundamento de ...
12/28
Cap. XII – Caracteres dos milagres
“O de que necessitam as religiões não é do
sobrenatural, mas do princípio espirit...
13/28
Cap. XIII – Os fluidos
Natureza e propriedade dos fluidos -
Elementos fluidicos
O fluido cósmico universal é, como j...
14/28
Cap. XIII – Os fluidos
Os fluidos têm para os Espíritos, que
também são fluídicos, uma aparência tão
material, quant...
15/28
Cap. XIII – Os fluidos
“Lá, porém, como neste mundo, somente
aos Espíritos mais esclarecidos é dado
compreender o pa...
16/28
Cap. XIII – Os fluidos
Formação e propriedades do perispírito
“O perispírito, ou corpo fluídico dos Espíritos,
é um ...
17/28
Cap. XIII – Os fluidos
Ação dos espíritos sobre os fluidos
“Os fluidos espirituais, que constituem um
dos estados do...
18/28
Cap. XIII – Os fluidos
“Os Espíritos atuam sobre os fluidos
espirituais, empregando o pensamento e a
vontade.”
“Algu...
19/28
Cap. XIII – Os fluidos
Qualidade dos fluidos
“Sendo esses fluidos o veículo do
pensamento e podendo este modificar-l...
20/28
Cap. XIII – Os fluidos
Explicação de alguns fenômenos
considerados sobrenaturais
Vista Espiritual ou Dupla Vista - É...
21/28
Cap. XIII – Os fluidos
Catalepsia. Ressureições – A
exteriorização momentânea do fluido
perispirítico produz um esta...
22/28
Cap. XIII – Os fluidos
Curas - A ação fluídica de cura pode
produzir-se de muitas maneiras:
1º pelo próprio fluido d...
23/28
Cap. XIII – Os fluidos
Curas - São extremamente variados os
efeitos da ação fluídica sobre os doentes, de
acordo com...
24/28
Cap. XIII – Os fluidos
Aparições – Transfigurações - Para nós,
o perispírito, no seu estado normal, é invisível;
mas...
25/28
Cap. XIII – Os fluidos
Manifestações físicas - Mediunidade -
Todos os fenômenos têm por base as
propriedades do flui...
26/28
Cap. XIII – Os fluidos
Obsessões e Possessões- Pululam em
torno da Terra os maus Espíritos, em
conseqüência da infer...
27/28
Cap. XIX – Os fluidos
Cap. XV – Os milagres do evangelho
– Superioridade da natureza de Jesus
– Sonhos
– Estrela dos...
28/28
“Eu não acredito no Deus
que os homens criaram,
mas acredito no Deus
que criou o homem.”
Voltaire
A GÊNESEA GÊNESE
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ag 110309-caracteres dos milagres-os fluidos

206 visualizações

Publicada em

Estudo do livro da codificação espirita em ppt " A GÊNESE"

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ag 110309-caracteres dos milagres-os fluidos

  1. 1. 1/28 A GÊNESEA GÊNESE
  2. 2. 2/28 Cap. X – Gênese orgânica Cap. XI – Gênese espiritual Cap. XII – Gênese mosaica OS MILAGRES Cap. XIII – Caracteres dos milagres Cap. XIX – Os fluidos Cap. XV – Os milagres do evangelho A GÊNESEA GÊNESE
  3. 3. 3/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres Os milagres no sentido teológico Milagre (de mirari, admirar) significa: admirável, coisa extraordinária, surpreendente. A Academia definiu-a deste modo: Um ato do poder divino contrário às leis da Natureza, conhecidas. Para muitos, um milagre implica a idéia de um fato extranatural; no sentido teológico, é uma derrogação das leis da Natureza, por meio da qual Deus manifesta o seu poder. A GÊNESEA GÊNESE
  4. 4. 4/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres “Um dos caracteres do milagre propriamente dito é o ser inexplicável, por isso mesmo que se realiza com exclusão das leis naturais. É tanto essa a idéia que se lhe associa, que, se um fato milagroso vem a encontrar explicação, se diz que já não constitui milagre, por muito espantoso que seja. “Outro caráter do milagre é o ser insólito, isolado, excepcional.” A GÊNESEA GÊNESE
  5. 5. 5/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres “Se um homem, que se ache realmente morto, for chamado à vida por intervenção divina, haverá verdadeiro milagre, por ser esse um fato contrário às leis da Natureza. Mas, se em tal homem houver apenas aparências de morte, se lhe restar uma vitalidade latente e a Ciência, ou uma ação magnética, conseguir reanimá-lo, para as pessoas esclarecidas ter- se-á dado um fenômeno natural, mas, para o vulgo ignorante, o fato passará por miraculoso.” A GÊNESEA GÊNESE
  6. 6. 6/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres O espiritismo não faz milagres O Espiritismo vem fazer o que cada ciência fez no seu advento: revelar novas leis e explicar, conseguintemente, os fenômenos compreendidos na alçada dessas leis. Esses fenômenos, é certo, se prendem à existência dos Espíritos e à intervenção deles no mundo material e isso é, dizem, o em que consiste o sobrenatural. A GÊNESEA GÊNESE
  7. 7. 7/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres “Entretanto, dir-se-á, admitis que um Espírito pode levantar uma mesa e mantê-la no espaço sem ponto de apoio; não está aí uma derrogação da lei da gravidade? — Sim, da lei conhecida.Conhecem-se, porém, todas as leis? Bartolomeu Bueno - 1682 Apelidado pelo índios de Anhanguera (Diabo Velho) A GÊNESEA GÊNESE
  8. 8. 8/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres “Os médiuns, portanto, nada absolutamente produzem de sobrenatural; por conseguinte, nenhum milagre fazem. As próprias curas instantâneas não são mais milagrosas, do que os outros efeitos, dado que resultam da ação de um agente fluídico, que desempenha o papel de agente terapêutico, cujas propriedades não deixam de ser naturais por terem sido ignoradas até agora.” A GÊNESEA GÊNESE
  9. 9. 9/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres Faz Deus milagres? “Visto que para Deus nada lhe é impossível, pode fazê-los. Derroga as leis que dele próprio emanaram? Não cabe ao homem prejulgar os atos da Divindade. Contudo, em face das coisas divinas, conhecemos os atributos mesmos de Deus. Ao poder soberano reúne ele a soberana sabedoria, donde se deve concluir que não faz coisa alguma inútil. A GÊNESEA GÊNESE
  10. 10. 10/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres Por que, então, faria milagres? Para atestar o seu poder, dizem. “Que se diria de um sábio mecânico que, para provar a sua habilidade, desmantelasse um relógio construído pelas suas mãos, obra-prima de ciência, a fim de mostrar que pode desmanchar o que fizera? Seu saber, ao contrário, não ressalta muito mais da precisão do movimento da sua obra? A GÊNESEA GÊNESE
  11. 11. 11/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres O sobrenatural e as religiões “Pretender-se que o sobrenatural é o fundamento de toda religião, que ele é o fecho de abóbada do edifício cristão, é sustentar perigosa tese. Assentar exclusivamente as verdades do Cristianismo sobre a base do maravilhoso é dar-lhe fraco alicerce, cujas pedras facilmente se soltam. A base da mensagem Cristã é a vida futura A GÊNESEA GÊNESE
  12. 12. 12/28 Cap. XII – Caracteres dos milagres “O de que necessitam as religiões não é do sobrenatural, mas do princípio espiritual, que erradamente costumam confundir com o maravilhoso e sem o qual não há religião possível.” Item 19 – Fecho admirável do capítulo XII - “Querem dar ao povo, aos ignorantes, aos pobres de espírito uma idéia do poder de Deus?” A GÊNESEA GÊNESE
  13. 13. 13/28 Cap. XIII – Os fluidos Natureza e propriedade dos fluidos - Elementos fluidicos O fluido cósmico universal é, como já foi demonstrado, a matéria elementar primitiva, cujas modificações e transformações constituem a inumerável variedade dos corpos da Natureza. O fluido cósmico sofre modificações tão variadas em gênero e mais numerosas talvez do que no estado de matéria tangível. A GÊNESEA GÊNESE
  14. 14. 14/28 Cap. XIII – Os fluidos Os fluidos têm para os Espíritos, que também são fluídicos, uma aparência tão material, quanto a dos objetos tangíveis para os encarnados e são, para eles, o que são para nós as substâncias do mundo terrestre. Eles os elaboram e combinam para produzirem determinados efeitos, como fazem os homens com os seus materiais, ainda que por processos diferentes. A GÊNESEA GÊNESE
  15. 15. 15/28 Cap. XIII – Os fluidos “Lá, porém, como neste mundo, somente aos Espíritos mais esclarecidos é dado compreender o papel que desempenham os elementos constitutivos do mundo onde eles se acham. Os ignorantes do mundo invisível são tão incapazes de explicar a si mesmos os fenômenos a que assistem e para os quais muitas vezes concorrem maquinalmente” Ver exemplos na obra de André Luiz A GÊNESEA GÊNESE
  16. 16. 16/28 Cap. XIII – Os fluidos Formação e propriedades do perispírito “O perispírito, ou corpo fluídico dos Espíritos, é um dos mais importantes produtos do fluido cósmico A natureza do envoltório fluídico está sempre em relação com o grau de adiantamento moral do Espírito. A GÊNESEA GÊNESE
  17. 17. 17/28 Cap. XIII – Os fluidos Ação dos espíritos sobre os fluidos “Os fluidos espirituais, que constituem um dos estados do fluido cósmico universal, são, a bem dizer, a atmosfera dos seres espirituais; o elemento donde eles tiram os materiais sobre que operam; o meio onde ocorrem os fenômenos especiais, e constituem o veículo do pensamento, como o ar o é do som.” A GÊNESEA GÊNESE
  18. 18. 18/28 Cap. XIII – Os fluidos “Os Espíritos atuam sobre os fluidos espirituais, empregando o pensamento e a vontade.” “Algumas vezes, essas transformações resultam de uma intenção; doutras, são produto de um pensamento inconsciente. Basta que o Espírito pense uma coisa, para que esta se produza” A GÊNESEA GÊNESE
  19. 19. 19/28 Cap. XIII – Os fluidos Qualidade dos fluidos “Sendo esses fluidos o veículo do pensamento e podendo este modificar-lhes as propriedades, é evidente que eles devem achar-se impregnados das qualidades boas ou más dos pensamentos que os fazem vibrar, modificando-se pela pureza ou impureza dos sentimentos.” A GÊNESEA GÊNESE
  20. 20. 20/28 Cap. XIII – Os fluidos Explicação de alguns fenômenos considerados sobrenaturais Vista Espiritual ou Dupla Vista - É nas propriedades e nas irradiações do fluido perispirítico que se encontra a causa deste fenômeno O Espírito vê, ouve e sente, por todo o seu ser, tudo o que se encontra na esfera de irradiação do seu fluido perispirítico. A GÊNESEA GÊNESE
  21. 21. 21/28 Cap. XIII – Os fluidos Catalepsia. Ressureições – A exteriorização momentânea do fluido perispirítico produz um estado de insensibilidade. Em certos estados patológicos, quando o Espírito há deixado o corpo e o perispírito só por alguns pontos se lhe acha aderido, apresenta ele, o corpo, todas as aparências da morte e enuncia-se uma verdade absoluta, dizendo que a vida aí está por um fio. A GÊNESEA GÊNESE
  22. 22. 22/28 Cap. XIII – Os fluidos Curas - A ação fluídica de cura pode produzir-se de muitas maneiras: 1º pelo próprio fluido do magnetizador; 2º pelo fluido dos Espíritos, atuando diretamente e sem intermediário sobre um encarnado 3º pelos fluidos que os Espíritos derramam sobre o magnetizador, que serve de veículo para esse derramamento. A GÊNESEA GÊNESE
  23. 23. 23/28 Cap. XIII – Os fluidos Curas - São extremamente variados os efeitos da ação fluídica sobre os doentes, de acordo com as circunstâncias. Algumas vezes é lenta e reclama tratamento prolongado, como no magnetismo ordinário; doutras vezes é rápida e até instantânea; O poder da cura depende da vontade, bem como das intenções de quem emite os fluidos A GÊNESEA GÊNESE
  24. 24. 24/28 Cap. XIII – Os fluidos Aparições – Transfigurações - Para nós, o perispírito, no seu estado normal, é invisível; mas, como é formado de substância etérea, o Espírito, em certos casos, pode, por ato da sua vontade, fazê-lo passar por uma modificação molecular que o torna momentaneamente visível. A GÊNESEA GÊNESE
  25. 25. 25/28 Cap. XIII – Os fluidos Manifestações físicas - Mediunidade - Todos os fenômenos têm por base as propriedades do fluido perispirítico, quer dos encarnados, quer dos Espíritos livres. A vontade, como em todos os processos de manipulação dos fluidos, exerce extrema importância nos fenômenos mediúnicos A GÊNESEA GÊNESE
  26. 26. 26/28 Cap. XIII – Os fluidos Obsessões e Possessões- Pululam em torno da Terra os maus Espíritos, em conseqüência da inferioridade moral de seus habitantes. A ação malfazeja desses Espíritos é parte integrante dos flagelos com que a Humanidade se vê a braços neste mundo. Ao longo do tempo, a ação dos fluidos de qualidade inferior, podem gerar enfermidades de ordem física ou psíquica; A GÊNESEA GÊNESE
  27. 27. 27/28 Cap. XIX – Os fluidos Cap. XV – Os milagres do evangelho – Superioridade da natureza de Jesus – Sonhos – Estrela dos magos – Dupla vista • Entrada de Jesus em Jerusalém-Beijo de Judas-Pesca Milagrosa-Vocação de Pedro, André, Tiago, João e Mateus – Curas • Perda de sangue - Cego de Betsaida - Paralítico - Os dez leprosos - Mão seca - A mulher curvada - O paralítico da piscina - Cego de nascença - Numerosas curas operadas por Jesus – Possessos A GÊNESEA GÊNESE
  28. 28. 28/28 “Eu não acredito no Deus que os homens criaram, mas acredito no Deus que criou o homem.” Voltaire A GÊNESEA GÊNESE

×