1/25
O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS
“Amai-vos e instruí-vos”
Espírito de verdade
2/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
PARTE SEGUNDA
Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos
Espíritos errantes
...
3/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Comemoração dos mortos - Funerais
320. Sensibiliza os Espíritos o
lembrare...
4/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Comemoração dos mortos - Funerais
321. O dia da comemoração dos
mortos é, ...
5/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Comemoração dos mortos - Funerais
a) Mas o de finados é, para eles, um
dia...
6/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Comemoração dos mortos - Funerais
b) Sob que forma aí comparecem e
como os...
7/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Comemoração dos mortos - Funerais
323. A visita de uma pessoa a um túmulo
...
8/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Comemoração dos mortos - Funerais
326. Comovem a alma que volta à vida
esp...
9/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Comemoração dos mortos - Funerais
327. O Espírito assiste ao seu enterro?
...
10/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
PARTE SEGUNDA
Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos
• Prelúdio da volt...
11/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Idiotismo - Loucura
371. Tem algum fundamento o
pretender-se que a alma d...
12/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Idiotismo - Loucura
372. Que objetivo visa a Providência
criando seres de...
13/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Idiotismo - Loucura
a) Não há, pois, fundamento para
dizer-se que os órgã...
14/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Idiotismo - Loucura
373. Qual será o mérito da existência de
seres que, c...
15/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Idiotismo - Loucura
375-a) Então, o desorganizado é sempre o
corpo e não ...
16/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
A infância
379. É tão desenvolvido, quanto o de
um adulto, o Espírito que...
17/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
A infância
380. Abstraindo do obstáculo que a
imperfeição dos órgãos opõe...
18/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
A infância
381. Por morte da criança, readquire o
Espírito, imediatamente...
19/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
A infância
382. Durante a infância sofre o Espírito
encarnado, em consequ...
20/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
A infância
383. Qual, para este, a utilidade de
passar pelo estado de inf...
21/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
A infância
385. Que é o que motiva a mudança
que se opera no caráter do i...
22/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Simpatia e antipatia terrenas
386. Podem dois seres, que se
conheceram e ...
23/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Simpatia e antipatia terrenas
a) Não lhes seria mais agradável
reconhecer...
24/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Simpatia e antipatia terrenas
387. A simpatia tem sempre por
princípio um...
25/25
O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS
Não reclames da terra
Os seres que partiram
Olha a planta que volta
Na se...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii

204 visualizações

Publicada em

Estudo espirita de "O LIVRO DOS ESPIRITOS" em ppt

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

091007 funerais-cap6-a infância-simpatias e antipatias terrenas-cap7-livro ii

  1. 1. 1/25 O LIVRO DOS ESPÍRITOSO LIVRO DOS ESPÍRITOS “Amai-vos e instruí-vos” Espírito de verdade
  2. 2. 2/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS PARTE SEGUNDA Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos Espíritos errantes Mundos transitórios Percepções, sensações e sofrimentos dos Espíritos Ensaio teórico da sensação nos Espíritos Escolha das provas As relações no além-túmulo Relações de simpatia e de antipatia entre os Espíritos Metades eternas Recordação da existência corpórea Comemoração dos mortos. Funerais CAPÍTULO VI – Da vida espírita
  3. 3. 3/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Comemoração dos mortos - Funerais 320. Sensibiliza os Espíritos o lembrarem-se deles os que lhes foram caros na Terra? “Muito mais do que podeis supor. Se são felizes, esse fato lhes aumenta a felicidade. Se são desgraçados, serve-lhes de lenitivo.”
  4. 4. 4/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Comemoração dos mortos - Funerais 321. O dia da comemoração dos mortos é, para os Espíritos, mais solene do que os outros dias? Apraz- lhes ir ao encontro dos que vão orar nos cemitérios sobre seus túmulos? “Os Espíritos acodem nesse dia ao chamado dos que da Terra lhes dirigem seus pensamentos, como o fazem noutro dia qualquer.”
  5. 5. 5/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Comemoração dos mortos - Funerais a) Mas o de finados é, para eles, um dia especial de reunião junto de suas sepulturas? “Nesse dia, em maior número se reúnem nas necrópoles, porque então também é maior, em tais lugares, o das pessoas que os chamam pelo pensamento. Porém, cada Espírito vai lá somente pelos seus amigos e não pela multidão dos indiferentes.”
  6. 6. 6/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Comemoração dos mortos - Funerais b) Sob que forma aí comparecem e como os veríamos, se pudessem tornar-se visíveis? “Sob a que tinham quando encarnados.”
  7. 7. 7/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Comemoração dos mortos - Funerais 323. A visita de uma pessoa a um túmulo causa maior contentamento ao Espírito, cujos despojos corporais aí se encontrem, do que a prece que por ele faça essa pessoa em sua casa? “Aquele que visita um túmulo apenas manifesta, por essa forma, que pensa no Espírito ausente. A visita é a representação exterior de um fato íntimo. Já dissemos que a prece é que santifica o ato da rememoração. Nada importa o lugar, desde que é feita com o coração.”
  8. 8. 8/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Comemoração dos mortos - Funerais 326. Comovem a alma que volta à vida espiritual as honras que lhe prestem aos despojos mortais? “Quando já ascendeu a certo grau de perfeição, o Espírito se acha escoimado de vaidades terrenas e compreende a futilidade de todas essas coisas. Porém, ficai sabendo, há Espíritos que, nos primeiros momentos que se seguem à sua morte material, experimentam grande prazer com as honras que lhes tributam, ou se aborrecem com o pouco caso que façam de seus envoltórios corporais. É que ainda conservam alguns dos preconceitos desse mundo.”
  9. 9. 9/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Comemoração dos mortos - Funerais 327. O Espírito assiste ao seu enterro? “Freqüentemente assiste, mas, algumas vezes, se ainda está perturbado, não percebe o que se passa.” a) Lisonjeia-o a concorrência de muitas pessoas ao seu enterramento? “Mais ou menos, conforme o sentimento que as anima.”
  10. 10. 10/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS PARTE SEGUNDA Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos • Prelúdio da volta • União da alma e do corpo • Faculdades morais e intelectuais do homem • Influência do organismo • Idiotismo, loucura • A infância • Simpatia e antipatia terrenas • Esquecimento do passado CAPÍTULO VII–Da volta do Espírito à vida corporal
  11. 11. 11/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Idiotismo - Loucura 371. Tem algum fundamento o pretender-se que a alma dos cretinos e dos idiotas é de natureza inferior? “Nenhum. Eles trazem almas humanas, não raro mais inteligentes do que supondes, mas que sofrem da insuficiência dos meios de que dispõem para se comunicar, da mesma forma que o mudo sofre da impossibilidade de falar.”
  12. 12. 12/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Idiotismo - Loucura 372. Que objetivo visa a Providência criando seres desgraçados, como os cretinos e os idiotas? “Os que habitam corpos de idiotas são Espíritos sujeitos a uma punição. Sofrem por efeito do constrangimento que experimentam e da impossibilidade em que estão de se manifestarem mediante órgãos não desenvolvidos ou desmantelados.”
  13. 13. 13/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Idiotismo - Loucura a) Não há, pois, fundamento para dizer-se que os órgãos nada influem sobre as faculdades? “Nunca dissemos que os órgãos não têm influência. Têm-na muito grande sobre a manifestação das faculdades, mas não são eles a origem destas. Aqui está a diferença. Um músico excelente, com um instrumento defeituoso, não dará a ouvir boa música, o que não fará que deixe de ser bom músico.”
  14. 14. 14/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Idiotismo - Loucura 373. Qual será o mérito da existência de seres que, como os cretinos e os idiotas, não podendo fazer o bem nem o mal, se acham incapacitados de progredir? “É uma expiação decorrente do abuso que fizeram de certas faculdades. É um estacionamento temporário.” a) Pode assim o corpo de um idiota conter um Espírito que tenha animado um homem de gênio em precedente existência? “Certo. O gênio se torna por vezes um flagelo, quando dele abusa o homem.”
  15. 15. 15/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Idiotismo - Loucura 375-a) Então, o desorganizado é sempre o corpo e não o Espírito? “Exatamente; mas, convém não perder de vista que, assim como o Espírito atua sobre a matéria, também esta reage sobre ele, dentro de certos limites, e que pode acontecer impressionar-se o Espírito temporariamente com a alteração dos órgãos pelos quais se manifesta e recebe as impressões. Pode mesmo suceder que, com a continuação, durando longo tempo a loucura, a repetição dos mesmos atos acabe por exercer sobre o Espírito uma influência, de que ele não se libertará senão depois de se haver libertado de toda impressão material.”
  16. 16. 16/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS A infância 379. É tão desenvolvido, quanto o de um adulto, o Espírito que anima o corpo de uma criança? “Pode até ser mais, se mais progrediu. Apenas a imperfeição dos órgãos infantis o impede de se manifestar. Obra de conformidade com o instrumento de que dispõe.”
  17. 17. 17/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS A infância 380. Abstraindo do obstáculo que a imperfeição dos órgãos opõe à sua livre manifestação, o Espírito, numa criancinha, pensa como criança ou como adulto? “ Desde que se trate de uma criança, é claro que, não estando ainda nela desenvolvidos, não podem os órgãos da inteligência dar toda a intuição própria de um adulto ao Espírito que a anima. Este, pois, tem, efetivamente, limitada a inteligência, enquanto a idade lhe não amadurece a razão. A perturbação que o ato da encarnação produz no Espírito não cessa de súbito, por ocasião do nascimento. Só gradualmente se dissipa, com o desenvolvimento dos órgãos.”
  18. 18. 18/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS A infância 381. Por morte da criança, readquire o Espírito, imediatamente, o seu precedente vigor? “Assim tem que ser, pois que se vê desembaraçado de seu invólucro corporal. Entretanto, não readquire a anterior lucidez, senão quando se tenha completamente separado daquele envoltório, isto é, quando mais nenhum laço exista entre ele e o corpo.”
  19. 19. 19/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS A infância 382. Durante a infância sofre o Espírito encarnado, em consequência do constrangimento que a imperfeição dos órgãos lhe impõe? “Não. Esse estado corresponde a uma necessidade, está na ordem da natureza e de acordo com as vistas da Providência. É um período de repouso do Espírito.”
  20. 20. 20/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS A infância 383. Qual, para este, a utilidade de passar pelo estado de infância? “Encarnando, com o objetivo de se aperfeiçoar, o Espírito, durante esse período, é mais acessível às impressões que recebe, capazes de lhe auxiliarem o adiantamento, para o que devem contribuir os incumbidos de educá-lo.”
  21. 21. 21/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS A infância 385. Que é o que motiva a mudança que se opera no caráter do indivíduo em certa idade, especialmente ao sair da adolescência? É que o Espírito se modifica? “É que o Espírito retoma a natureza que lhe é própria e se mostra qual era. Não conheceis o que a inocência das crianças oculta. Não sabeis o que elas são, nem o que o foram, nem o que serão. ”
  22. 22. 22/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Simpatia e antipatia terrenas 386. Podem dois seres, que se conheceram e estimaram, encontrar-se noutra existência corporal e reconhecer- se? “Reconhecer-se, não. Podem, porém, sentir-se atraídos um para o outro. E, frequentemente, diversa não é a causa de íntimas ligações fundadas em sincera afeição. Um do outro dois seres se aproximam devido a circunstâncias aparentemente fortuitas, mas que na realidade resultam da atração de dois Espíritos, que se
  23. 23. 23/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Simpatia e antipatia terrenas a) Não lhes seria mais agradável reconhecerem-se? “Nem sempre. A recordação das passadas existências teria inconvenientes maiores do que imaginais. Depois de mortos, reconhecer- se-ão e saberão que tempo passaram juntos.”
  24. 24. 24/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Simpatia e antipatia terrenas 387. A simpatia tem sempre por princípio um anterior conhecimento? “Não. Dois Espíritos, que se ligam bem, naturalmente se procuram um ao outro, sem que se tenham conhecido como homens.”
  25. 25. 25/25 O LIVRO DOS ESPIRITOSO LIVRO DOS ESPIRITOS Não reclames da terra Os seres que partiram Olha a planta que volta Na semente a morrer Lágrima sem revolta É orvalho de esperança A morte é a própria vida Em outra Edição Emmanuel

×