Portugal no século XIII

8.154 visualizações

Publicada em

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
216
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Portugal no século XIII

  1. 1. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Características Naturais <ul><li>RELEVO </li></ul><ul><li>A NORTE DO TEJO: </li></ul><ul><li>- Montanhas e planaltos; </li></ul><ul><li>Mais montanhoso no interior que no litoral </li></ul><ul><li>A SUL DO TEJO: </li></ul><ul><li>Grandes planícies </li></ul><ul><li>RIOS </li></ul><ul><li>A NORTE DO TEJO: </li></ul><ul><li>Rios mais apertados, com maior caudal </li></ul><ul><li>A SUL DO TEJO: </li></ul><ul><li>Rios com menor caudal, pouco profundos </li></ul><ul><li>e de águas calmas </li></ul>
  2. 2. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Clima e vegetação natural <ul><li>LITORAL NORTE </li></ul><ul><li>Clima temperado marí- </li></ul><ul><li>timo: </li></ul><ul><li>Temperaturas amenas </li></ul><ul><li>Chuvas abundantes </li></ul><ul><li>Pinheiro bravo, casta- </li></ul><ul><li>nheiro e carvalho </li></ul><ul><li>SUL </li></ul><ul><li>Clima temperado medi- </li></ul><ul><li>terrânico: </li></ul><ul><li>Temperaturas amenas </li></ul><ul><li>e Verões quentes </li></ul><ul><li>Chuva fraca </li></ul><ul><li>Sobreiro, pinheiro man </li></ul><ul><li>so e azinheira </li></ul><ul><li>INTERIOR NORTE </li></ul><ul><li>Clima temperado conti- </li></ul><ul><li>nental: </li></ul><ul><li>Invernos frios e Verões </li></ul><ul><li>quentes </li></ul><ul><li>Chuva fraca </li></ul><ul><li>Carvalho negral, casta- </li></ul><ul><li>nheiro e pinheiro </li></ul>
  3. 3. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Portugal tem três regiões naturais NORTE LITORAL NORTE INTERIOR SUL
  4. 4. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Recursos Naturais SÉCULO XIII A maior parte do território português estava coberta por florestas e mata- gais, habitadas por muitos animais. Aí se recolhiam recursos naturais: Pasto Caça Lenha ...mas, também madeira, cortiça, mel, bolotas, castanhas
  5. 5. PORTUGAL NO SÉCULO XIII As actividades económicas AGRICULTURA PASTORÍCIA A maior parte da população de- dicava-se a uma AGRICULTU- RA DE SUBSISTÊNCIA, com instrumentos muito simples. Cultivavam: Legumes, árvores de fruto, ce- riais, linho, videiras, oliveiras Também se dedicavam à PAS- TORÍCIA de gado bovino e ca- prino de onde obtinham carne, leite, lã e peles. PESCA E SALICULTURA Pescava-se nos rios e no mar e o sal, que se extraia, servia para salgar peixe e carne
  6. 6. PORTUGAL NO SÉCULO XIII As actividades económicas ARTESANATO Algumas pessoas dedicavam- -se ao artesanato trabalhando materiais como madeira, barro, vime, pedra ou outros que obti- nham da agricultura, da pecuá- ria ou da pesca. Com eles fabricavam vestuário, calçado, utensílios domésticos e agrícolas para consumo pró- prio. COMÉRCIO A partir de meados do século XIII, com o fim da Reconquista, houve um grande desenvolvi- mento económico que fez cres- cer o comércio em Portugal.
  7. 7. PORTUGAL NO SÉCULO XIII As actividades económicas COMÉRCIO COMÉRCIO INTERNO COMÉRCIO EXTERNO Feiras e Mercados (Cartas de Feira) O comércio externo foi desen- volvido por via marítima. <ul><li>IMPORTAVA-SE: </li></ul><ul><li>Lãs, cereais, armas, munições, </li></ul><ul><li>tecidos, cobre, couros, sedas, </li></ul><ul><li>armaduras e especiarias; </li></ul><ul><li>EXPORTAVA-SE: </li></ul><ul><li>Fruta, linho, azeite, sal, peles, </li></ul><ul><li>peixe, têxteis, mel, sebo e cou- </li></ul><ul><li>ros. </li></ul>
  8. 8. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Os Grupos Sociais A população portuguesa estava dividida em 3 grupos sociais: o CLERO, a NOBREZA e o POVO. O CLERO e a NOBREZA eram grupos privilegiados (tinham muitos direitos). O POVO era um grupo NÃO PRIVILEGIADO CLERO NOBREZA POVO
  9. 9. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Os Grupos Sociais CLERO E NOBREZA POVO Direitos Deveres Direitos Deveres Domínios Impostos Aplicar justiça Defender (nobreza) Orientar o culto religioso (clero) Exercer atividades económicas Pagar impostos Trabalhar nas terras dos senhores
  10. 10. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Os Grupos Sociais Como é que o Clero e a Nobreza obtiveram tantas terras e direitos? Todas as terras conquistadas aos Mouros na guerra da Reconquista pertenciam ao Rei que… … reservava uma parte para si … … fazia doações… ...ao clero ...à nobreza ... entregava algu- mas ao povo, para povoamento
  11. 11. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Os Grupos Sociais - NOBREZA A principal função da NOBREZA na socieda- de era defender o terri- tório <ul><li>Para se treinarem na u- </li></ul><ul><li>tilização de armas e na </li></ul><ul><li>arte de cavalgar, em </li></ul><ul><li>tempo de paz, os no- </li></ul><ul><li>bres praticavam des- </li></ul><ul><li>portos: </li></ul><ul><li>caçavam </li></ul><ul><li>faziam torneios </li></ul><ul><li>praticavam esgrima </li></ul><ul><li>jogavam xadrez </li></ul><ul><li>assistiam a espetá- </li></ul><ul><li>culos de saltimbancos </li></ul>Casa senhorial Casas dos camponeses Área de pastagem Moinho de água Área de cultivo Bosques
  12. 12. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Os Grupos Sociais - CLERO Igreja Claustro Albergaria Dormitório Refeitório <ul><li>O CLERO dividia-se em CLERO REGULAR e CLERO SECULAR. </li></ul><ul><li>Dedicavam-se a várias actividades: </li></ul><ul><li>serviço religioso ; assistência às populações; estudo e ensino; </li></ul><ul><li>cópia de livros; desbravamento e aproveitamento da terra </li></ul>
  13. 13. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Os Grupos Sociais - POVO Para atrair a popula- ção para as zonas mais interiores, al- guns membros do cle- ro, da nobreza e o rei entregavam terras ao povo através das Car- tas de Foral –eram os chamados CONCE- LHOS <ul><li>Os habitantes dos con </li></ul><ul><li>celhos tinham direitos </li></ul><ul><li>e deveres. </li></ul><ul><li>DIREITOS: </li></ul><ul><li>autonomia adminis- </li></ul><ul><li>trativa e judicial </li></ul><ul><li>DEVERES: </li></ul><ul><li>pagamento de vários </li></ul><ul><li>impostos </li></ul>
  14. 14. PORTUGAL NO SÉCULO XIII A vida na Corte O Rei era a autoridade máxima do Reino: fazia as leis, aplicava a justiça em crimes graves, protegia a igreja, decidia a paz ou a guerra Era auxiliado por: Conselho do Rei – conjunto de funcionários que acompanhavam a corte nas suas deslocações pelo país Cortes – eram convocadas pelo rei e participadas pelo clero, nobreza e povo
  15. 15. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Aspectos culturais LITERATURA A Poesia Tovadoresca – Cantigas de Amigo, Cantigas de Amor, Cantigas de Es- cárnio e Maldizer – faz parte da mais antiga literatura escrita em língua portugue- sa Os Romances de Cavalaria também eram muito apreciados
  16. 16. PORTUGAL NO SÉCULO XIII Aspectos culturais ARTE ESTILO ROMÂNICO – Edifícios com paredes grossas, arcos redondos, poucas e estreitas aberturas. A partir do seculo XIII aparece o ESTILO GÓTICO – Edifícios com paredes mais finas, mais altos, mais e maiores aberturas, com vitrais e arcos quebrados (em ogiva) SÉ VELHA DE COIMBRA LEÇA DO BAILIO MOSTEIRO DA BATALHA

×