O pelourinho da feira ana raquel

858 visualizações

Publicada em

Pesquisa sobre o pelourinho da Feira

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
858
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
469
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O pelourinho da feira ana raquel

  1. 1. Escola Básica Fernando Pessoa Santa Maria da Feira O PELOURINHO DA FEIRA História e Geografia de Portugal Prof. Carlos Baptista Trabalho realizado por: Ana Amaral, nº3, 5ºA Santa Maria da Feira 28 Fevereiro de 2015
  2. 2. O Pelourinho da Feira 1 Índice  Introdução 2  História do pelourinho 3  Descrição do pelourinho 4  Conclusão 5  Bibliografia 6
  3. 3. O Pelourinho da Feira 2 Introdução Este trabalho é realizado no âmbito da disciplina de História e Geografia de Portugal. Para a elaboração do meu trabalho desloquei-me ao Museu Convento dos Loios, à Biblioteca Municipal e pesquisei em alguns sites da internet. Senti alguma dificuldade em encontrar informações sobre o pelourinho em Santa Maria da Feira, pois existem algumas incertezas sobre o mesmo e pouca informação disponível.
  4. 4. O Pelourinho da Feira 3 1 -História do pelourinho Em terras da Feira viviam muitas famílias nobres. Uma delas eram os condes da Feira, que eram titulares do foral concedido pelo Rei D. Manuel I, e como tal tinham o seu pelourinho (símbolo de jurisdição e dos direitos atribuídos pelo Rei). O pelourinho da Feira é do séc. XVI e é um pelourinho Manuelino. Segundo os estudos, ele foi construído em 1514 (quando D. Manuel I atribui foral novo à povoação) e situava-se em frente à porta do edifício dos Paços do Concelho. Não se sabe ao certo quando foi demolido, nem quais as razões que levaram a essa demolição. Em 1852 o capitel do pelourinho encontrava-se colocado na parede frontal do atual edifício a que chamamos “matadouro velho”. Antes de descobrir-se que era o capitel do pelourinho, apenas se dizia que era uma pedra de armas que tinha lavradas as cinco quinas. Só em 1943 o Presidente da Câmara, Dr. Roberto Vaz de Oliveira, mandou tirar a pedra da parede e analisá-la, e descobriu-se que se tratava do capitel do antigo pelourinho da Feira.
  5. 5. O Pelourinho da Feira 4 2 – Descrição do pelourinho O capitel do pelourinho da Feira tem feitios arredondados nas laterais os quais são designados por esferas armilares. Numa das faces é apresentado o escudo das cinco quinas, que é designado por armas reais (fig.1) e do outro lado (fig.2), o símbolo do brasão dos condes da Feira (Pereiras). Quando foi encontrado, o fundo do escudo dos Pereiras tinha ainda vestígios de ter sido pintado de vermelho, assim como a cruz floreada tinha vestígios de dourado. O capitel é feito de granito e mede 36 cm de altura e 28 cm de largura. Fig. 1 Fig. 2
  6. 6. O Pelourinho da Feira 5 Conclusão Apesar de não se ter muitas informações sobre o Pelourinho, podemos dizer que é um marco histórico que enriquece a cultura da nossa cidade. O capitel do pelourinho pode ser visto por todos no Convento dos Loios em Santa Maria da Feira.
  7. 7. O Pelourinho da Feira 6 BIBLIOGRAFIA  Barreira, Aníbal; Moreira Gorete; Moreira, Mendes; Rodrigues, Teresa; Histgeo5 – História e Geografia de Portugal; Editora Asa;  Ferreira, Henrique Vaz; A vila, o concelho e o castelo da feira, onde nasceu Portugal: a vila e as suas entradas, Camara municipal de Santa Maria da Feira 1989; pag.28- 32;  Oliveira, Ana José; Roteiro do Museu do Convento dos Loios, Camara Municipal de Santa Maria da Feira, 2008;  Sites da internet. Tais como: - www.Monumentos.pt (sistema de informação para o património arquitetónico) - Aveiro e o seu distrito – nº6 - Dezembro de 1968

×