Massacre da buciqueira 20.11.2014 a

1.177 visualizações

Publicada em

Massacre da Arrifana

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.177
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
700
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Massacre da buciqueira 20.11.2014 a

  1. 1. Rafael Pais, nº 22, 6ºA Vasco Cayolla, nº 28, 6ºA Orientação do prof. Carlos Baptista Disciplina de História e Geografia de Portugal Sta. Maria da Feira, 2014/2015 Escola Básica Fernando Pessoa
  2. 2. Índice  Introdução .……………………………….….………..…………………………1  História do Massacre da Buciqueira ……………………………………….... 2  A Origem do Massacre …………….……..……..………………………2  O Massacre ….………………………………………………………...… 3  Curiosidades ....………………………….….………………………………..... 4  Conclusão ……………………………….….……….…………………………..6  Webgrafia …………………………….….…………………………………….. .7
  3. 3. Introdução  O motivo desta pesquisa deve-se ao nosso interesse pelos acontecimentos do passado no nosso concelho. Este foi invadido pelos franceses no ano de 1809, mais especificamente na vila de Arrifana.  Dos temas propostos escolhemos este porque foi uma surpresa, pois não sabíamos que na nossa terra tinha havido um momento tão ilustre e sanguinário relacionado com as invasões francesas.  Iniciamos assim o nosso trabalho fazendo investigação na internet sobre o assunto. Concluímos que existe muita informação repetitiva pois menciona os mesmos acontecimentos de diversas formas, não acrescentando contudo pormenores ou novas informações. Para nós, selecionarmos corretamente o que era essencial sem cair na repetição, foi uma das nossas maiores dificuldades, assim como alguma linguagem de difícil compreensão.  Com este trabalho pretendemos partilhar estes factos históricos e emocionantes com os nossos colegas. Decidimos dividir o nosso trabalho em três partes:  A origem do massacre;  O massacre em si;  Curiosidades (onde apresentamos algumas imagens). 1
  4. 4. História do Massacre da Buciqueira A Origem do Massacre  O Porto tinha sido ocupado na segunda invasão francesa, a 29 de março de 1809. Foram então criados postos avançados para sul, até ao Vouga. Um grupo de cavalaria, comandado por um oficial das tropas do general Soult, que se dirigia a um desses postos, foi intercetado numa emboscada na Costa de S. Tiago de Riba Ul, no antigo percurso da estrada principal.  Essa emboscada foi organizada por um natural de Arrifana, chamado Bernardo António Soares Barbosa da Cunha que, juntamente com outros guerrilheiros da terra, pretendiam aprisionar os franceses e apreender as informações que eles traziam.  Mas os militares resistiram e durante a luta, acabaram por perder a vida, vários soldados franceses, entre os quais, o oficial Lameth que os comandava e que era sobrinho do general Soult. Lameth foi morto pelo próprio comandante dos Arrifanenses.  Quando a notícia chegou ao seu tio, o general Soult, este jurou vingar-se. Nas suas memórias disse: “Assim que soube do infeliz acontecimento, dei ordens ao general Thomières para investir sobre Arrifana, a exigir que os assassinos fossem entregues para serem fuzilados e os respetivos cadáveres expostos, mandar queimar as suas casas e fazer reféns”. 2
  5. 5. O Massacre  Assim na madrugada de 17 de abril de 1809, o exército francês cercou e atacou a povoação de Arrifana. Quem ofereceu resistência foi morto a tiro, pelos soldados de Napoleão. Grande parte da população procurou refúgio no interior da igreja que, no entanto, acabou por se revelar uma verdadeira ratoeira. Os franceses obrigaram todos os homens válidos a saírem desta, selecionando em seguida um em cada cinco que ficou conhecido pelos “quintados”.  Estes foram levados para o local do massacre, o campo da Buciqueira, onde foram fuzilados e de seguida suspensos em postes.  O número de mortos registados é cerca de setenta. Contudo terão sido assassinadas mais de trezentas pessoas. As pessoas que ainda estavam na igreja foram brutalmente assassinadas e outras terão morrido em resultado do incêndio da povoação que atingiu a maior parte das casas. O sobressalto e a desorganização geral, seguramente, não permitiram um registo exato do número de mortos. 3
  6. 6. Curiosidades Ainda hoje existem vários sinais deste massacre na vila de Arrifana: 4 Monumento aos Mártires de Arrifana Inscrição do Monumento aos Mártires de Arrifana
  7. 7. Curiosidades 5 Retábulo das Invasões Francesas nas Alminhas de Arrifana Igreja de Arrifana Na fachada da igreja de Arrifana existe uma antiga inscrição onde está escrito: “(...) refugiando-se o povo n’esta egreja aqui foi morto em grande numero.”
  8. 8. Conclusão  Com este trabalho ficamos a saber mais pormenores sobre a invasão francesa, que foi um momento muito importante na História do nosso país e também do nosso concelho.  Nós achamos que foi um momento muito aterrorizador passado aqui tão próximo da nossa cidade. Ficamos chocados, pois morreram mais de trezentas pessoas de uma forma cruel e desumana. 6
  9. 9. Webgrafia  https://www.cm-feira.pt/portal/site/cm-feira  http://www.verportugal.net/Aveiro/Santa-Maria-Da-Feira/Arrifana/Historia  http://joelcleto.no.sapo.pt/textos/Comercio/MassacreemArrifana.htm  Google Imagens Fim! 7
  10. 10. Webgrafia  https://www.cm-feira.pt/portal/site/cm-feira  http://www.verportugal.net/Aveiro/Santa-Maria-Da-Feira/Arrifana/Historia  http://joelcleto.no.sapo.pt/textos/Comercio/MassacreemArrifana.htm  Google Imagens Fim! 7

×