A lisboa pombalina

12.046 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.046
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
350
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
234
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A lisboa pombalina

  1. 1. A Lisboa pombalina PORTUGAL NO SÉCULO XVIII
  2. 2. <ul><li>A acção do marquês de Pombal no reforço do poder absoluto do rei D. José I </li></ul><ul><li>Medidas reformadoras do marquês de Pombal </li></ul><ul><ul><li>Cultura/Ensino </li></ul></ul><ul><ul><li>Sociedade </li></ul></ul><ul><ul><li>Economia </li></ul></ul>A Lisboa pombalina
  3. 3. A Lisboa pombalina D. José I (reinado:1750-1777) Se o reinado de D. João V foi de prosperidade e riqueza, já o de D. José I foi de grave crise económica. D. José I herdou um país em crise, pelo que para tomar medidas eficazes, nomeou para seu ministro SEBASTIÃO JOSÉ DE CARVALHO E MELO, mais conhecido por MARQUÊS DE POMBAL
  4. 4. A Lisboa pombalina Sebastião José de Carvalho e Melo , Marquês de Pombal (1699-1782) Foi Secretário de Estado do Reino durante o reinado de D. José I. A sua governação deixou marcas profundas (muitas positivas e algumas negativas), que ainda actualmente são visíveis.
  5. 5. A Lisboa pombalina TERRAMOTO DE LISBOA 1 de Novembro de 1755
  6. 6. A Lisboa pombalina Terramoto de 1755 Grande parte da cidade de Lisboa ficou destruída, principalmente a zona ribeirinha do Tejo. <ul><li>O marquês de Pombal, de imediato, toma medidas: </li></ul><ul><li>Socorrer os vivos e enterrar os mortos </li></ul><ul><li>Policiar as ruas para evitar pilhagens </li></ul><ul><li>Elaborar um plano de reconstrução da cidade,recorrendo aos melhores arquitectos portugueses (Manuel da Maia, Eugénio dos Santos e Carlos Mardel) </li></ul>
  7. 7. A Lisboa pombalina <ul><li>Lisboa foi reconstruída de acordo com o urbanismo moderno: </li></ul><ul><li>Ruas largas e direitas </li></ul><ul><li>Passeios calcetados para a circulação dos peões </li></ul><ul><li>Esgotos </li></ul><ul><li>Chafarizes públicos </li></ul><ul><li>Amplas praças públicas (Terreiro do Paço) </li></ul><ul><li>Edifícios da mesma altura e fachada semelhante (5 pisos) </li></ul><ul><li>Edifícios com estruturas anti-sísmicas e sistema de corta-fogos </li></ul>A baixa pombalina de Lisboa
  8. 8. A Lisboa pombalina O Marquês de Pombal desenvolveu várias reformas para modernizar e desenvolver economicamente o nosso país e reforçar o poder absoluto do rei Reformas Económicas Reformas Sociais Reformas no Ensino <ul><li>Criação de indústrias para </li></ul><ul><li>aumentar as exportações </li></ul><ul><li>e diminuir as importações </li></ul><ul><li>Criação das Companhias </li></ul><ul><li>Comerciais com o objec- </li></ul><ul><li>tivo de apoiar a grande </li></ul><ul><li>burguesia portuguesa e </li></ul><ul><li>desenvolver a agricultura </li></ul><ul><li>e a pesca </li></ul><ul><li>- Retirou privilégios aos no- </li></ul><ul><li>bres </li></ul><ul><li>Expulsou os Jesuítas </li></ul><ul><li>Protegeu a burguesia </li></ul><ul><li>Proibiu a escravatura no </li></ul><ul><li>reino </li></ul><ul><li>- Aboliu a distinção entre cristãos-novos e cristãos-velhos </li></ul><ul><li>- Criou escolas de instrução </li></ul><ul><li>primária </li></ul><ul><li>Criou escolas de ensino técnico em Lisboa e no Porto </li></ul><ul><li>Fundou o Colégio dos No- </li></ul><ul><li>bres </li></ul><ul><li>Reformou a Universidade de Coimbra </li></ul>
  9. 9. A Lisboa pombalina Ao subir ao trono, em 1777, a primeira medida de D. Maria I foi demitir o marquês de Pombal. Estátua do marquês de Pombal, em Lisboa D. Maria I

×