Qual a posição da Bíblia a respeito do suicidio

202 visualizações

Publicada em

O suicídio é um ato desesperado e traumático para a família e amigos. O que a Bíblia diz sobre o suicídio eu destino daqueles que cometem suicídio?

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Qual a posição da Bíblia a respeito do suicidio

  1. 1.  Home > Estudo Bíblico > O que a Bíblia diz sobre o suicídio? Pesquisa O que a Bíblia diz sobre o suicídio? AUTO-AJUDA CULTURA & VARIEDADES ESTUDO BÍBLICO MILAGRES DE JESUS REFLEXÕES CRISTÃS SALMOS VIDA CRISTÃ     HOME SOBRE ARQUIVO TERMOS DE USO PRIVACIDADE COMENTÁRIOS CONTATO
  2. 2. O suicídio é um ato desesperado e um evento traumático para a família e amigos. O que a Bíblia diz sobre o suicídio eu destino daqueles que cometem suicídio? Algumas religiões ensinam que o suicídio é um pecado imperdoável. Mas o que a Bíblia diz sobre o suicídio? Não pode haver dúvida de que o ato de matar a si mesmo é um pecado, à luz do Sexto Mandamento. Deus diz: “Não matarás” (Êxodo 20:13), e o suicídio é matar a si mesmo. No entanto, não devemos ser rápidos em condenar uma pessoa que morre dessa maneira, pois normalmente, ela tem lidado com problemas extremamente complicados. Esses problemas podem incluir alguma forma de dependência de drogas, incluindo o alcoolismo. Eles podem incluir uma ou mais de uma série de doenças mentais, que pode ser difícil de compreender, mesmo para aqueles que lidam com elas profissionalmente. Além disso, a pessoa que comete suicídio, muitas vezes tem lidado com estas questões em segredo, a profundidade de sua luta é conhecida apenas por si mesmo. Será que Deus condena alguém por toda a eternidade, cujo ato último é um pecado? Não devemos presumir a fazer um julgamento sobre um destino eterno. Fazer julgamento final é prerrogativa de Deus, que Ele delegou a Jesus Cristo (João 5:22), e não a nós. Certamente, podemos fazer um julgamento de que o suicídio é a maneira errada de lidar com os problemas de alguém, mas devemos deixar o juízo eterno com Deus. Filhos de Ezequiel
  3. 3. Deus poderia estender misericórdia, até mesmo para um crente que tira a sua vida? Afinal de contas, um crente certamente sabe que o suicídio é errado. Considere o que os Salmos mostram sobre o caráter de Deus: “Porque, assim como o céu está elevado acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com aqueles que o temem” (Salmo 103:11). A Bíblia ainda pesa a misericórdia sobre o juízo, concluindo que “a misericórdia triunfa sobre o juízo” (Tiago 2:13). Felizmente, Deus julga cada um de nós em toda a nossa vida cristã, ao invés de em cima de um único erro. EXISTE ESPERANÇA DE SALVAÇÃO PARA QUEM COMETE SUICÍDIO? Tendo considerado o potencial futuro para os crentes que morrem por suicídio, o que acontece com os não crentes que morrem desta maneira? Existe alguma esperança para eles para ser trazido de volta à vida? Sim, existe. O suicídio é chocante e tem um efeito terrivelmente traumático sobre aqueles que sobrevivem. Porque esse é o caso, alguns visualizam o suicídio como “um pecado imperdoável.” Mas não é “um pecado pior” do que outros. Inúmeras pessoas morrem sem se arrepender dos muitos pecados que cometeram em sua vida. O que é o destino de qualquer um que morre, incluindo alguém que leva a sua vida, sem ter se arrependido de seus pecados? Jesus cura os dez leprosos Três passos para amar os inimigos O homem da mão mirrada encontra-se com Jesus As sete fases da vida de Abraão O que é o Amor Ágape? 90 minutos no céu É certo o cristão orar no monte? O que a Bíblia diz sobre sexo anal Jesus cura o paralítico de Cafarnaum Os 10 homens mais inteligentes da Bíblia AS 10 PÁGINAS MAIS ACESSADAS
  4. 4. O pressuposto típico das pessoas que crêem na Bíblia fazem sobre a vida após a morte é que existem apenas duas opções possíveis: que vai imediatamente para o céu ou o inferno após a morte. Na verdade, a Bíblia em nenhum lugar ensina que o céu é a recompensa dos salvos ou que um inferno sempre ardente é o destino do condenado. A verdade é que Deus não terminou de trabalhar com a maioria das pessoas que viveram e morreram. Sendo o epítome da justiça, Ele de modo algum condena alguém que morreu sem nunca ter entendido o plano de salvação de Deus. Deus não condena ninguém sem primeiro ensinar essa pessoa como ela é esperada para viver, sem dar aquela pessoa a capacidade espiritual para entender, assim como a capacidade de viver de acordo com suas expectativas. Mesmo depois de converter alguém, Deus continua a trabalhar com ele ou ela, praticamente treina e incentiva quem cometeu erros (e todo mundo faz) para ligar a partir deles e retornar para o caminho certo. Deus ainda não teve a oportunidade de fazer isso com a maioria das pessoas que já viveram. Então, Ele vai trazê-los de volta à vida, para que eles possam ter a sua primeira e única chance de salvação. Permita-nos repetir esse ponto, de modo que não haverá nenhum mal- entendido. Esta não é uma segunda chance de salvação, mas sim a única chance para essas pessoas. Mas não tome nossa palavra para esta ressurreição para a vida física. Considere este ensinamento notável de Cristo. Ele falou de pessoas que viveram em séculos diferentes que estão sendo trazidos de volta à vida e ficando cara a cara no “dia do juízo” (Mateus 11:20-24; 12:41-42; Lucas 10:12-15). Cristo falou dos pecadores de Sodoma e as pessoas “más” de Tiro, Sidon e Nínive sendo trazidas de volta à vida com a rainha de Sabá. Ele também
  5. 5. e Nínive sendo trazidas de volta à vida com a rainha de Sabá. Ele também disse que ouviu suas palavras na época (no século I) seriam trazidos de volta à vida, juntamente com todos esses outros. Há apenas uma maneira como isso poderia acontecer, Deus deve recuperá-los juntos. Esta não é a mesma ressurreição que ocorrerá no toque de trombeta que anuncia o retorno de Jesus Cristo à terra (1 Coríntios 15:52; 1 Tessalonicenses 4:16). Pelo contrário, esta é uma segunda ressurreição, que a Bíblia diz que ocorrerá mil anos depois de Cristo voltar. A profecia do Apocalipse diz que “o resto dos mortos” (aqueles que morreram sem ter tido uma chance de salvação) “não reviveram, até que os mil anos se acabaram” (Apocalipse 20:5). GRANDE MOTIVO DE ESPERANÇA Em resumo, o que diz a Bíblia sobre o suicídio? Ela dá muita razão para ter esperança em relação ao futuro de quem morre por morte auto provocada. Esperamos que a verdade seja reconfortante para os nossos leitores que lutam com a terrível dor que só as pessoas próximas a quem morre por suicídio pode saber. Artigo traduzido do original em inglês What does the Bible say about suicide? PESQUISAR
  6. 6. JURACI ROCHA Juraci Rocha, um paulistano já cinquentão. Escrevo neste blog onde procuro captar os anseios e expectativas dos leitores que por aqui passam. Assim, procuro oferecer artigos de auto-ajuda, reflexões, mensagens, estudos bíblicos, cultura e variedades, tudo centrado numa perspectiva cristã. Participe da discussão, deixe o seu comentário Escreva o seu comentário aqui...Escreva o seu comentário aqui...
  7. 7. Filhos de Ezequiel Copyright © 2015.

×