Educar para Crescer - George Bueno

256 visualizações

Publicada em

Este e-book foi feito exclusivamente para cirurgiões-dentistas e estudantes de odontologia que querem sair da zona de conforto, conquistar e fidelizar seus clientes.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
256
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educar para Crescer - George Bueno

  1. 1. EDUCAR PARA CRESCER George Bueno Dicas para o dentista manter-se atualizado
  2. 2. EDUCAR PARA CRESCERDicas para o dentista manter-se atualizado Todo o conteúdo contido neste e-book pode ser compartilhado e publicado em outras mídias sociais, desde que seja divulgado o nome do autor da obra e do site www.buenoodontologia.com.br. Autor George Bueno - CRO-ES 5550 www.buenoodontologia.com.br george@buenoodontologia.com.br facebook.com/buenoodontologia Revisão Nathalia de Carvalho Figueiredo Projeto Gráfico Dental Cremer facebook.com/DentalCremer
  3. 3. DENTAL CREMER PREFÁCIO AGRADECIMENTOS CAPÍTULO 1: O COMEÇO DE TUDO CAPÍTULO 2: O MERCADO ODONTOLÓGICO CAPÍTULO 3: OS TEDIOSOS CONGRESSOS CAPÍTULO 4: FINALMENTE, A INTERNET CHEGOU! CAPÍTULO 5: O SEGREDO CAPÍTULO 6: CONSIDERAÇÕES FINAIS SOBRE O AUTOR SUMARIO 04 05 06 07 09 11 13 15 17 18
  4. 4. DENTAL CREMER A Dental Cremer preocupa-se em compartilhar conteúdos relevantes para os dentistas, contribuindo para o crescimento profissional e pessoal de cada um de vocês. Por isso, em parceria com o George Bueno, viabilizamos a distribui- ção gratuita deste e-book com algumas dicas que farão toda a diferença no seu dia a dia. Fique à vontade para compartilhar este arquivo com todos os seus amigos e colegas de profissão. Se você tiver alguma sugestão de conteúdo, bem como algum assunto que gostaria de se aprofundar mais, ou se você possui ideias e materiais como esse, entre em contato conosco. Ficaremos felizes em publicar. EDUCAR PARA CRESCER | 04
  5. 5. PREFACIO Alienação. Esta é uma palavra que ouvia bastante enquanto tinha minhas aulas de História no ensino médio. "O insistente do meu professor repetia tanto aquilo!", poderia eu pensar hoje, depois de já ter garantido minha vaga numa universidade pública e estar quase concluindo o curso de Odontologia. Entretanto, parece que ele previu o futuro. Após um ou dois anos de faculdade, eu não sabia mais nada do que se passa- va no mundo. Mal separava um tempo para descobrir as últimas notícias mais populares. Não que isso fosse mudar algo em minha vida, mas este é um exemplo clássico para ilustrar como acabamos de olhos vendados para quais- quer outras coisas que fujam à nossa rotina convencional. E preciso lhe dizer... Isso pode ser preocupante! Resolver problemas relacionados ao sistema estomatognático dos pacientes é algo que todos podemos aprender fazendo um curso de Odontologia. Já des- cobrir qual lugar você deseja ocupar no mundo, ou mercado, e quais são os caminhos que deve percorrer para alcançar o sucesso de acordo com seus próprios critérios, tornando-se um profissional diferente dos demais, é outra história. Essa, meu professor nunca contou, mas de uma coisa tenho certeza: é funda- mental ter a mente aberta! E se você der um pouco de atenção para o que meu amigo George Bueno vai dizer nas próximas páginas, garanto que já contará com algo mais em seu potencial de ir mais longe. Parabenizo George aqui pelo ótimo conteúdo e desejo a você, caro leitor ou cara leitora, um ótimo aperfeiçoamento profissional e pessoal através deste material. Matheus Felter EDUCAR PARA CRESCER | 05
  6. 6. AGRADECIMENTOS Obrigado à Dental Cremer por ter me dado esta oportunidade de dividir o conhecimento, pois ele existe para isso; para ser compartilhado e distribuído. Este livro foi feito com muito esmero e totalmente pensado para o desenvolvimento pessoal e profissional do cirurgião-dentista (do estudante, do profissional e também poderá ser muito útil a outros profissionais). Agradeço a todos os responsáveis e envolvidos em minha formação, como pessoa e como profissional. Aos mestres e amigos que contribuíram com ideias, com motivação e otimismo para que eu não me perdesse diante das dúvidas que a vida nos traz. Obrigado à minha esposa, Nathalia, e à minha família, pelo apoio sempre presente e sem o qual nenhum passo teria motivo para ser dado. "Enquanto suspiramos por uma vida sem dificuldades, devemos nos lembrar que o carvalho cresce forte através de ventos contrários e que os diamantes são formados sob pressão." Peter Marshal EDUCAR PARA CRESCER | 06
  7. 7. O COMECO DE TUDO O começo de toda discussão ou estudo deveria ser sempre uma pergunta. A minha, que inicia a nossa conversa é a seguinte: Você lembra o que motivou a sua escolha pelo curso de Odontologia? Faço esta pergunta a você, pois recentemente conversei com alguns colegas dentistas e poucos disseram-me com certeza e clareza o que os motivaram a fazer esta escolha: ser um cirurgião-dentista. Reconheço que as pessoas são mesmo muito diferentes; enquanto algumas parecem já ter um sonho muito bem estabelecido sobre o futuro profissional, outras parecem não saber exatamente o que as deixa ou deixará satisfeitas, completas, e isso pode perdurar por muitos anos. O curso de Odontologia costuma dividir seus estudantes e futuros profissionais em dois grupos bem distintos: os que gostam e entendem que o aprendizado acadêmico será de grande valia para o seu futuro e o segundo grupo, que não costuma levar tão a sério a maioria das disciplinas ensinadas na graduação. Para o primeiro grupo darei meus parabéns, este livro poderá lhe trazer alguns novos conhecimentos, mas provavelmente você já os terá conhecido de alguma forma durante a jornada. O segundo grupo, sim, merecerá minha total atenção e dedicação, pois o caminho que este segundo grupo escolheu seguir pode ser o responsável por toda a possível tristeza e insatisfação que a Odontologia possa trazer. Deixo claro que este sentimento de insatisfação aconteceria com qualquer escolha que fosse conduzida desta forma: sem conhecimento de causa, sem comprometimento com o aprendizado, com o ensino acadêmico, sem o mínimo autoconhecimento. As escolhas do segundo grupo podem ser catastróficas para todas as profissões. Cirurgiões-dentistas que não aproveitaram corretamente e não tiveram interesse em absorver tudo o que a graduação pôde fornecer, na minha opinião, não deveriam exercer a profissão. Mas, não é assim que as coisas acontecem, não é verdade? "Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda." Paulo Freire CAPÍTULO 1 EDUCAR PARA CRESCER | 07
  8. 8. Estimo que cerca de 20 a 30% de toda turma que se forma no curso de Odontologia tem um preparo técnico que deixa a desejar e talvez este número seja maior ainda quando a questão está relacionada ao preparo informacional, ou seja, à toda a teoria apreendida e aplicada deste aluno durante o curso. Culpa de quem? Professores? Alunos? Do governo? Não estou aqui para julgar, mas tentarei fornecer meios de remediar esta situação e mostrar que ainda há esperança para todos os interessados em melhorar suas potencialidades e em corrigir os erros cometidos no passado. Gostaria de aprender mais sobre o tema deste capítulo? Sugestões de vídeos: • Paulo Freire Contemporâneo – Documentário https://www.youtube.com/watch?v=EzjY0x37E88 • Paulo Freire – Entrevista https://www.youtube.com/watch?v=Zx-3WVDLzyQ Sugestões de sites: • www.catracalivre.com.br • www.scielo.br • www.blog.dentalcremer.com.br EDUCAR PARA CRESCER | 08
  9. 9. O MERCADO ODONTOLOGICO Os números não mentem, somos o país com a maior quantidade de cirurgiões-dentistas do mundo, 19% do total, são mais de 270 mil profissionais! Este dado pertence ao livro “Perfil Atual e Tendência do Cirurgião-Dentista Brasileiro”. Mas, como será que está o mercado odontológico para todos estes profissionais? E para o cirurgião-dentista recém-formado? Será preciso adequar-se a uma nova realidade? Verdades são mesmo passageiras! O profissional que formava-se há pouco mais de 20 anos conseguia ter com maior rapidez e facilidade o reconhecimento profissional e o retorno financeiro investido durante o curso, bastava que montasse (investisse) seu consultório próximo de sua residência ou num bairro um pouco mais movimentado. Neste caso, a escassez (falta de profissionais) promove a valorização do produto (o serviço odontológico). Entretanto, esta não é mais a verdade, não é bem assim que as coisas acontecem hoje. O mercado odontológico passou, portanto, por uma grandiosa formação acadêmica (aumento do número de formação de novos profissionais), assim como outras profissões. Através de mudanças políticas, o cirurgião-dentista foi inserido nas políticas públicas de saúde, mas 65% destes ainda trabalham como autônomos, em atendimentos particulares. Isso representa um custo que algumas parcelas da população não podem pagar, reduzindo a clientela (por profissional) que não encontra mais escassez da oferta de serviços. Mas, será que todos precisam de serviços odontológicos? A resposta é sim! Será que todos os brasileiros vão ao dentista? A resposta é não! Segundo o IBGE, cerca de 22,5 milhões de brasileiros nunca foram ao dentista, ou seja, mais de 12% da população total. Se existem tantos dentistas, por que isso acontece? Quais motivos justificam a existência de profissionais que não conseguem exercer dignamente a profissão? Apesar da grande quantidade de dentistas, é preciso entender que há má distribuição de profissionais pelo país. 59% dos dentistas estão na região Sudeste e três Estados concentram 57% deles – cerca de 33% estão em São Paulo, enquanto Minas Gerais e Rio de Janeiro têm, cada um, aproximadamente 12% dos cirurgiões-dentistas. “Conhecimento e afeto são coisas que não podem ser guardadas, senão elas são perdidas.” Mário Sérgio Cortella CAPÍTULO 2 EDUCAR PARA CRESCER | 09
  10. 10. Para mim existem algumas possíveis soluções que podem levar o mercado odontológico para um futuro mais promissor, por exemplo, a conscientização do recém-formado de que ele pode atuar de forma mais social e menos mercantilista, o incentivo por maior oferta de vagas nos serviços públicos, a regulamentação da formação profissional e o incentivo à interiorização dos profissionais recém-formados. Aliar a tecnologia à fórmula antiga de montar seu consultório ou clínica próximo de sua residência, funciona? Sim, mas não mais como antigamente. Poucos conseguirão o retorno esperado e muitos simplesmente não conseguirão. Por fim, especializar-se e estudar é o caminho, mas a preguiça paralisa. É preciso conhecer novos mercados, enxergar novos horizontes. A Odontologia não é a profissão do passado e também não será a do futuro! Mas ainda vale à pena. Gostaria de aprender mais sobre o tema deste capítulo? Sugestões de livros: • Qual é o seu negócio em Odontologia? – Ricardo Lenzi. • Geração de modelos de negócios em Odontologia – Tony Carreon. • Qual é a tua obra? Inquietações propositivas sobre ética, lideranças e gestão – Mário Sérgio Cortella. Sugestões de vídeos: • Você sabe com quem está falando? https://www.youtube.com/watch?v=P3NpHryB-fQ Sugestões de sites: • www.markentista.com.br • www.enovaodonto.com • www.ident.com.br EDUCAR PARA CRESCER | 10
  11. 11. OS TEDIOSOS CONGRESSOS Quando ocorreu o último congresso odontológico em que você esteve presente? Não lembra? E o que o motivou a ir? Rever amigos? Atualizar-se? Certificados? Houve, no meio odontológico, certa vez, um polêmico texto sobre este tema, contradizendo os dois principais tópicos que abordarei neste capítulo, que fala sobre a importância do estudante e do profissional cirurgião-dentista frequentarem congressos da área odontológica com certa frequência. Como realmente o que me interessa é que você, leitor, seja totalmente esclarecido sobre este assunto, focarei nos principais pontos e, entre eles, posso citar: atualidades sobre os conhecimentos odontológicos e conhecer as novidades do mercado. Gostaria que alguns fatos não fossem reais, mas não é o que acontece. O fato é que as pessoas acreditam que gastar dinheiro com conhecimento é semelhante a jogar dinheiro fora. E isso é uma inverdade. A Odontologia é uma das áreas científicas que mais evoluiu nos últimos anos. Um exemplo simples para entender a complexidade e seriedade deste assunto: se um profissional formado nos anos 70 não tivesse atualizado seus conhecimentos, é possível que ainda estivesse avesso às resinas compostas e ainda estivesse realizando tratamentos ortodônticos com anéis metálicos em todos os dentes. Os maiores congressos odontológicos costumam ocorrer anualmente, mas muitos deles acontecem de dois em dois anos; minha sugestão é que o estudante ou profissional cirurgião-dentista faça um esforço mínimo, físico e econômico, para estar presente em pelo menos um congresso a cada dois anos. O congresso é, sem dúvidas, um dos melhores locais para o Cirurgião-dentista buscar conhecimento odontológico. Alguns cursos são incluídos no próprio valor do evento ou cobrados a parte. Outros, também de qualidade, são oferecidos por grandes empresas odontológicas e disponíveis de forma gratuita para o congressista! “Se você acha que educação é cara, experimente a ignorância.” Derek Bok CAPÍTULO 3 EDUCAR PARA CRESCER | 11
  12. 12. A educação e o estudo continuado da Odontologia é que farão de você um melhor e diferenciado profissional. Sempre é possível aprender algo novo, além de ser extremamente confortável perceber que a sua atuação clínica tem sido fundamentada pelo progresso científico atual. Percebam que no início deste capítulo eu falei sobre a importância de frequentar congressos da área odontológica. Acredito tanto neste ponto que vou além: sugiro que você também tente frequentar congressos de outras áreas que podem somar algo à sua profissão e ao seu conhecimento geral. Por exemplo, frequentemente vou a eventos de comunicação, pois sei o quanto ela é importante para o meu sucesso profissional e o relacionamento com meus pacientes. Gostaria de aprender mais sobre o tema deste capítulo? Sugestões de livros: • O poder do Hábito, Por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios – Charles Duhigg. Sugestões de vídeos: • Canal do estudante Matheus Felter https://www.youtube.com/channel/UC8HD7UbVsqpL_k7FGlUUx8A Sugestões de sites: • www.odontomagazine.com.br/agenda • www.dicasodonto.com.br • www.ident.com.br EDUCAR PARA CRESCER | 12
  13. 13. FINALMENTE, A INTERNET CHEGOU! Estão ainda lembrando do tema deste livro? Ele fala sobre a importância da educação em todos os campos de nossas vidas. Ele diz sobre o quanto a educação transforma e, com o surgimento e a facilidade de compartilhar informações pela internet, as possibilidades de aprendizado multiplicaram-se. A internet torna simplesmente injustificável qualquer desculpa que um estudante de Odontologia ou um cirurgião-dentista possa tentar utilizar para explicar os motivos de não ter aprendido mais sobre determinada lesão, de não ter ido atrás de protocolos mais recentes de tratamento para certas maloclusões, de não saber quais as diferenças entre as duas resinas compostas mais utilizadas no mercado, dentre outras dúvidas que possam surgir. A experiência de aprender algo novo sem sair de casa, é algo que antigamente só era possível por meio de cartas. Há alguns anos, o computador já permite este aprendizado à distância, de forma paga e cada vez mais de forma gratuita. São muitas as possibilidades, através de pesquisas em buscadores chega-se a fóruns, vídeos, livros e artigos, onde a informação pode e deve ser avaliada quanto à sua relevância e confiabilidade para que possíveis decisões possam ser embasadas através de evidências científicas. Através da rede é possível entrar em contato até com os próprios autores do artigo que leu ou do livro que comprou. É possível tirar dúvidas e mandar um e-mail para obter mais informações, conversar ou mesmo elogiar determinado site ou Blog. Mais do que o aprofundamento do conhecimento acadêmico odontológico, gosto de sugerir o uso da internet para o preenchimento de informações que o curso de Odontologia muitas vezes não fornece a seus alunos; como a administração e o marketing. Conhecimentos básicos e importantíssimos estão ao alcance de seu mínimo esforço e tantas vezes disponíveis de forma muito mais dinâmica e didática do que muitas aulas dadas de forma tradicional. “É no problema da educação que assenta o grande segredo do aperfeiçoamento da humanidade.” Immanuel Kant CAPÍTULO 4 EDUCAR PARA CRESCER | 13
  14. 14. Gostaria de aprender mais sobre o tema deste capítulo? Sugestões de livros: • A revolução das mídias sociais – André Telles. • Marketing na era digital – Martha Gabriel. Sugestões de vídeos: • Números das mídias sociais. https://www.youtube.com/watch?v=Eoo4UzMVGo0 Sugestões de sites: • www.kion.com.br • www.changecomunica.com.br EDUCAR PARA CRESCER | 14
  15. 15. O SEGREDO Será que existe mesmo um segredo para o sucesso em Odontologia? Tenho visto tantas palestras com temas apelativos como este. Se fosse dar mais uma sugestão, ela seria, cuidado! A literatura especializada fala sobre o que nos faz bem, sobre o que nos dá satisfação, e entende que isso pode ser chamado de bem-estar subjetivo. A felicidade então, ou bem-estar subjetivo, tratam-se das experiências subjetivas da vida. A conclusão dos autores é de que a chamada felicidade trata-se de um fenômeno predominantemente subjetivo e que está subordinada a traços socioculturais e psicológicos.¹ Acredito que o autoconhecimento é a chave, o grande segredo, de toda esta história. Através dele poderemos chegar mais longe, consertar antigos e frequentes erros, conhecer novas possibilidades e errar mais um pouco, pois faz parte do aprendizado. Santo Agostinho possui um texto intimidador sobre este assunto (autoconhecimento) e que nos faz pensar no seguinte: que a alegria e a realização do indivíduo não consistem realmente num estado bem definido e passível de generalizações simplistas; a felicidade é um processo de busca da verdade em si mesmo. Mas, como realizar este processo? A resposta para esta pergunta também não pode ser tão simples, não é verdade? O que venho ensinando e fazendo é, após a percepção de vontade e o exercício do autoconhecimento, devemos aplicar a “estratégia do teste”. Ela consiste em dois passos simples: 1. Tente, faça um teste, faça algo que você gosta por um dia inteiro. 2. Se não der certo, faça de novo. Referência sobre a felicidade: ¹ Scorsolini-Comin F, Santos MA. O estudo científico da felicidade e a promoção da saúde: revisão integrativa da literatura. Rev. Latino-Am. Enfermagem; 18(3), mai-jun 2010. “Um sábio da Antiguidade vos disse: Conhece-te a ti mesmo.” Santo Agostinho CAPÍTULO 5 EDUCAR PARA CRESCER | 15
  16. 16. Gostaria de aprender mais sobre o tema deste capítulo? Sugestões de livros: • O andar do bêbado, como o acaso determina nossas vidas – Leonard Mlodinow. Sugestões de vídeos: • Felicidade para crianças. https://www.youtube.com/watch?v=5nvZ-KuEefs • Forças interiores da mudança - Anete Guimarães. https://www.youtube.com/watch?v=z0Ns_ooO-Tc Sugestões de sites: • www.changecomunica.com.br • www.atitudeinicial.com.br/ EDUCAR PARA CRESCER | 16
  17. 17. CONSIDERACOES FINAIS Este livro é, antes de tudo, um propositor. Ele é um convite ao estudante de odontologia e ao cirurgião-dentista que está aberto a novas possibilidades, que pretende começar em breve uma mudança estratégica, moderada e duradoura. Desejo a você um novo começo. E que você possa recomeçar quantas vezes sejam necessárias. Estou à sua disposição para quaisquer dúvidas que possam surgir. Abraços, George Bueno “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.” Chico Xavier CAPÍTULO 6 EDUCAR PARA CRESCER | 17
  18. 18. George Bueno é Cirurgião-Dentista pela UFES, especialista e mestre em Ortodontia pela UERJ, professor do curso de Especialização em Ortodontia na ABO/ES e Diretor de Marketing da ABO-ES-VV. Também é Especialista em Comunica- ção em Mídias Digitais pela Estácio de Sá e Membro da ABOR-ES (Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial – Seção ES). SOBRE O AUTOR EDUCAR PARA CRESCER | 18

×