Topografia - Nivelamento e Sistematização de Terrenos

27.725 visualizações

Publicada em

Anderson Bruno Anacleto de Andrade
Contatos para criação de Design de Slides: b-deandrade@hotmail.com

Publicada em: Educação
1 comentário
12 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
27.725
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
720
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
830
Comentários
1
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Topografia - Nivelamento e Sistematização de Terrenos

  1. 1. TOPOGRAFIA É a ciência que estuda todos os acidentes geográficos definindo a situação e a localização deles que podem ficar em qualquer área.
  2. 2. Importância da Topografia Determinar analiticamente as medidas de área e perímetro, localização, orientação, variações no relevo, e ainda representá-las graficamente em cartas ou plantas topográficas.
  3. 3. O Que é Nivelamento? São operações que se executam em uma determinada região, nas quais colhem-se dados com o objetivo de se determinar à diferença de nível de pontos da superfície em relação a outros.
  4. 4. Três tipos de nivelamento: • Geométrico; • Trigonométrico; • Barométrico.
  5. 5. Neste tipo de nivelamento os dados são colhidos através de viradas horizontais. Consiste, portanto, em criar um plano horizontal e determinar as interseções deste plano com uma série de verticais levantadas nos pontos a nivelar e em seguida obter a distância vertical destes pontos ao plano de referência.
  6. 6. Aplicações: • Em estradas ao longo do eixo longitudinal; • Em terraplanagem; • Em lavouras de arroz em terraceamento; • Em barragens.
  7. 7. Instrumentos Utilizados: • Níveis São equipamentos que permitem definir com precisão um plano horizontal ortogonal à vertical definida pelo eixo vertical do equipamento.
  8. 8. • Miras São réguas graduadas que são colocadas verticalmente nos pontos a nivelar e nas quais se mede a intersecção do plano horizontal traçado pelo nível.
  9. 9. Nivelamento Geométrico Simples Através de uma única estação do instrumento se determina as DN dos pontos a nivelar. Se o instrumento ficar equidistante dos extremos então evitará os erros de curvatura terrestre e refração atmosférica pelo fato da anulação. A distância ideal na prática é de no máximo 50m para cada lado.
  10. 10. Nivelamento Geométrico Composto Devido aos desníveis acentuados e extensão dos pontos a nivelar, se torna necessário estacionar o aparelho em mais de uma posição, para se nivelar o local em estudo. Então decompõe-se o trecho a nivelar em trechos menores e realiza- se uma sucessão de nivelamento geométrico simples.
  11. 11. É aquele nivelamento que opera com visadas inclinadas, sendo as DNs (diferenças de nível) determinadas pela resolução de triângulos retângulos, conhecendo-se a base e o ângulo (inclinação/zenital).
  12. 12. Aplicações: Determinação de alturas de morros, torres e prédios;
  13. 13. Aparelho utilizado
  14. 14. Baseia-se na relação existente entre a pressão atmosférica e a altitude. Tem pouca precisão. Há necessidade de se efetuar correções devido à Maré Barométrica.
  15. 15. Aparelhos utilizados: Barômetro de mercúrio, Hipsômetros.
  16. 16. O Que é Sistematização? É um conjunto de operações necessárias para regularizar a superfície irregular de um terreno em pendentes uniformes em uma ou duas direções ou mesmo numa superfície nivelada, nos sentidos longitudinal e transversal.
  17. 17. Aplicações: • Obras Civis: Estradas, núcleos habitacionais, pátios de secagem de grãos, distritos industriais, campos de futebol; • Na Agricultura: Irrigação superficial, conservação de solos, construção de viveiros para cultivo de peixes e camarões, plantio de arroz irrigado por inundação.
  18. 18. Etapas Para Sistematização de Terrenos: 1.Desmatamento; 2. Encoivaramento; 3. Extração de raízes; 4. Sub solagem; 5. Aração profunda: arado de aiveca ou disco; 6. Gradagem nos dois sentidos: grade de dente, molas ou disco; 7. Pré- nivelamento : com plaina niveladora; 8. Levantamento topográfico plani-altimétrico (nivelamento geométrico);
  19. 19. Etapas Para Sistematização de Terrenos: 9. Cálculo da caderneta de campo; 10. Desenho das curvas de nível ( Equidistância de 20, 25 ou 50 centímetros); 11. Preparação do mapa da sistematização; 12. Cálculos; 13. Marcação no campo dos cortes e aterros; 14. Trabalho das máquinas; 15. Conferência dos cortes e aterros no campo; 16. Traçado da irrigação e dos drenos; 17. Refertilização do solo sistematizado.
  20. 20. Vantagens da Sistematização Permite um controle mais eficiente da água e uma distribuição mais uniforme, Evita a erosão do solo e a perda da fertilidade, tendo em vista o melhor controle da mesma, Melhora a eficiência de irrigação, onde se pode irrigar uma maior área com menor disponibilidade de água, Aumento do rendimento das máquinas, Proporciona uma melhor drenagem superficial, principalmente para regiões mais úmidas.
  21. 21. Desvantagens da Sistematização Alto custo é uma das operações mais onerosas, incluindo o preparo do terreno, levantamento topográfico (microtopografia através do nivelamento geométrico), cálculo e movimento de terras; Queda e heterogenicidade da superfície. longo período de tempo gasto no projeto e implantação da sistematização.

×