Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita   Programa Fundamental – Tomo I Módulo  II A Codif...
Roteiro  1 – Fenômenos mediúnicos que antecederam a Codificação: Hydesville e mesas girantes.  Programa Fundamental – Tomo...
Justificar a  importância  dos fenômenos de Hydesville e das mesas girantes para o surgimento do Espiritismo. Programa Fun...
Em 1848, a aldeia de Hydesville, localizada no condado de Wayne, Estado de New York, distante 30 km da cidade de Rochester...
Nesta aldeia, morava a família Fox, uma família de fazendeiros composta pelo Pai (John Fox), a Mãe (Magaret Fox), e de sua...
Na tosca cabana onde morava a família Fox, havia ocorrido o assassinato de um mascate e o espírito do vendedor produzia so...
No princípio, a família Fox não se incomodava com os sons, pois pareciam naturais. O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox...
Em  31 março de 1848 , a menina Kate desafiou a "força invisível" a repetir, com os golpes, as palmas que ela ba...
O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox http://www.cvdee.org.br/sitedagente/navigation.asp?idcat=020&id=009 Logo, perceber...
E, assim, estabeleceram um canal de comunicação com o espírito.  O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox http://www.cvdee....
Inicialmente, encontraram apenas  vestígios e somente após 50 anos  foi descoberto a ossada do homem assassinado.  O EPISÓ...
Renomadas pessoas, tanto na América como na Europa, estudaram com rigor e profundidade esses fenômenos, sendo sempre compr...
As mesas girantes e o Espiritismo. Zéus Wantuil Sob a ação de experimentadores, as mesas podia se elevar sobre um pé para ...
Wantuil, Zeus. As mesas girantes. 4. ed. – Rio de Janeiro: FEB, p.33 Essa é uma gravura apresentada nos noticiários da épo...
AS MESAS GIRANTES Wantuil, Zeus. As mesas girantes. 4. ed. – Rio de Janeiro: FEB, p.33 Anedotas e “charges” na imprensa da...
AS MESAS GIRANTES Wantuil, Zeus. As mesas girantes. 4. ed. – Rio de Janeiro: FEB, p.33 - Senhor, já que não sei ler, diga-...
AS MESAS GIRANTES Wantuil, Zeus. As mesas girantes. 4. ed. – Rio de Janeiro: FEB, p.33 Jovem mesa, de exterior simpática, ...
Atividades dos participantes
Pontos relevantes
<ul><li>No episódio de Hydesville, paira certa dúvida sobre a identidade do morto. É possível que seu nome fosse outro e o...
<ul><li>As mesas eram movidas por uma força inteligente.  </li></ul><ul><li>A moda das « Mesas Dançantes » teve por efeito...
Conclusão Como planejaram  os Espíritos, os fenômenos de  Hydsville  repercutiria na Europa, despertando as consciências e...
E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre (João 14:16);  Mas aquele Consol...
Fim
Em 1916, Benjamin F. Bartlett adquiriu os restos do velho barracão, reconstruindo-o na cidade de Lily Dale, NY, onde é con...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Módulo II - Aula I - Mansão Espírita

2.474 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual, Tecnologia, Turismo
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
79
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso, político, filosófico, científico, entre outros.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso , político , filosófico , científico , entre outros. A doutrina espírita, de modo geral, fundamenta-se nos seguintes pontos: a) na existência e unicidade de Deus, desconstruindo o dogma da Santíssima Trindade; b) na existência e imortalidade do Espírito, compreendido como individualidade inteligente da Criação Divina; c) na defesa da Reencarnação, como o mecanismo natural de aperfeiçoamento dos Espíritos; d) no conceito de criação igualitária para de todos os Espíritos, &amp;quot;simples e ignorantes&amp;quot; em sua origem, e destinados invariavelmente à perfeição ; e) na possibilidade de comunicação entre os espíritos encarnados (&amp;quot;vivos&amp;quot;) e os espíritos desencarnados (&amp;quot;mortos&amp;quot;), através da mediunidade; f) na lei de causa e efeito, compreendida como mecanismo de retribuição ética universal a todos os espíritos.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso , político , filosófico , científico , entre outros. A doutrina espírita, de modo geral, fundamenta-se nos seguintes pontos: a) na existência e unicidade de Deus, desconstruindo o dogma da Santíssima Trindade; b) na existência e imortalidade do Espírito, compreendido como individualidade inteligente da Criação Divina; c) na defesa da Reencarnação, como o mecanismo natural de aperfeiçoamento dos Espíritos; d) no conceito de criação igualitária para de todos os Espíritos, &amp;quot;simples e ignorantes&amp;quot; em sua origem, e destinados invariavelmente à perfeição ; e) na possibilidade de comunicação entre os espíritos encarnados (&amp;quot;vivos&amp;quot;) e os espíritos desencarnados (&amp;quot;mortos&amp;quot;), através da mediunidade; f) na lei de causa e efeito, compreendida como mecanismo de retribuição ética universal a todos os espíritos.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso , político , filosófico , científico , entre outros. A doutrina espírita, de modo geral, fundamenta-se nos seguintes pontos: a) na existência e unicidade de Deus, desconstruindo o dogma da Santíssima Trindade; b) na existência e imortalidade do Espírito, compreendido como individualidade inteligente da Criação Divina; c) na defesa da Reencarnação, como o mecanismo natural de aperfeiçoamento dos Espíritos; d) no conceito de criação igualitária para de todos os Espíritos, &amp;quot;simples e ignorantes&amp;quot; em sua origem, e destinados invariavelmente à perfeição ; e) na possibilidade de comunicação entre os espíritos encarnados (&amp;quot;vivos&amp;quot;) e os espíritos desencarnados (&amp;quot;mortos&amp;quot;), através da mediunidade; f) na lei de causa e efeito, compreendida como mecanismo de retribuição ética universal a todos os espíritos.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso , político , filosófico , científico , entre outros. A doutrina espírita, de modo geral, fundamenta-se nos seguintes pontos: a) na existência e unicidade de Deus, desconstruindo o dogma da Santíssima Trindade; b) na existência e imortalidade do Espírito, compreendido como individualidade inteligente da Criação Divina; c) na defesa da Reencarnação, como o mecanismo natural de aperfeiçoamento dos Espíritos; d) no conceito de criação igualitária para de todos os Espíritos, &amp;quot;simples e ignorantes&amp;quot; em sua origem, e destinados invariavelmente à perfeição ; e) na possibilidade de comunicação entre os espíritos encarnados (&amp;quot;vivos&amp;quot;) e os espíritos desencarnados (&amp;quot;mortos&amp;quot;), através da mediunidade; f) na lei de causa e efeito, compreendida como mecanismo de retribuição ética universal a todos os espíritos.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso , político , filosófico , científico , entre outros. A doutrina espírita, de modo geral, fundamenta-se nos seguintes pontos: a) na existência e unicidade de Deus, desconstruindo o dogma da Santíssima Trindade; b) na existência e imortalidade do Espírito, compreendido como individualidade inteligente da Criação Divina; c) na defesa da Reencarnação, como o mecanismo natural de aperfeiçoamento dos Espíritos; d) no conceito de criação igualitária para de todos os Espíritos, &amp;quot;simples e ignorantes&amp;quot; em sua origem, e destinados invariavelmente à perfeição ; e) na possibilidade de comunicação entre os espíritos encarnados (&amp;quot;vivos&amp;quot;) e os espíritos desencarnados (&amp;quot;mortos&amp;quot;), através da mediunidade; f) na lei de causa e efeito, compreendida como mecanismo de retribuição ética universal a todos os espíritos.
  • O termo doutrina pode ser definido como o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso , político , filosófico , científico , entre outros. A doutrina espírita, de modo geral, fundamenta-se nos seguintes pontos: a) na existência e unicidade de Deus, desconstruindo o dogma da Santíssima Trindade; b) na existência e imortalidade do Espírito, compreendido como individualidade inteligente da Criação Divina; c) na defesa da Reencarnação, como o mecanismo natural de aperfeiçoamento dos Espíritos; d) no conceito de criação igualitária para de todos os Espíritos, &amp;quot;simples e ignorantes&amp;quot; em sua origem, e destinados invariavelmente à perfeição ; e) na possibilidade de comunicação entre os espíritos encarnados (&amp;quot;vivos&amp;quot;) e os espíritos desencarnados (&amp;quot;mortos&amp;quot;), através da mediunidade; f) na lei de causa e efeito, compreendida como mecanismo de retribuição ética universal a todos os espíritos.
  • Módulo II - Aula I - Mansão Espírita

    1. 1. Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental – Tomo I Módulo II A Codificação Espírita. Favorecer a compreensão do surgimento da Doutrina Espírita e da missão de Allan Kardec. Objetivo Geral
    2. 2. Roteiro 1 – Fenômenos mediúnicos que antecederam a Codificação: Hydesville e mesas girantes. Programa Fundamental – Tomo I Módulo II – Quatro Roteiros Roteiro 2 – Allan Kardec: o professor e o codificador. Roteiro 3 – Metodologia e critérios utilizados na Codificação Espírita. Roteiro 4 – Obras básicas.
    3. 3. Justificar a importância dos fenômenos de Hydesville e das mesas girantes para o surgimento do Espiritismo. Programa Fundamental – Tomo I Módulo II - Roteiro 1 Objetivo Específico Fenômenos mediúnicos que antecederam a Codificação: Hydesville e mesas girantes.
    4. 4. Em 1848, a aldeia de Hydesville, localizada no condado de Wayne, Estado de New York, distante 30 km da cidade de Rochester, era um pequeno aglomerado de casas de madeiras com uma típica população de agricultores. O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox http://www.cvdee.org.br/sitedagente/navigation.asp?idcat=020&id=009
    5. 5. Nesta aldeia, morava a família Fox, uma família de fazendeiros composta pelo Pai (John Fox), a Mãe (Magaret Fox), e de suas filhas: Margaret Fox, de 14 anos e Kate Fox, de 11 anos. Eles tinham outros filhos que não moravam com eles e eram da religião metodista. O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox História do Espiritismo. Arthur Conan Doyle Kate Margaret John Margaret
    6. 6. Na tosca cabana onde morava a família Fox, havia ocorrido o assassinato de um mascate e o espírito do vendedor produzia sons, barulhos, ruídos, tentando se comunicar com seus moradores. O VELHO BARRACÃO DA FAMÍLIA FOX Fontes: www.pime.org.br/imagens/religespit2.jpg e História do Espiritismo de Arthur Conan Doyle
    7. 7. No princípio, a família Fox não se incomodava com os sons, pois pareciam naturais. O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox http://www.cvdee.org.br/sitedagente/navigation.asp?idcat=020&id=009 Depois de certo tempo, os tais barulhos, ruídos, batidas e até arrastamento de móveis começaram a incomodar tanto que as meninas se negavam a dormir sozinhas.
    8. 8. Em 31 março de 1848 , a menina Kate desafiou a &quot;força invisível&quot; a repetir, com os golpes, as palmas que ela batia com as mãos. O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox http://www.cvdee.org.br/sitedagente/navigation.asp?idcat=020&id=009 Foi o início da “telegrafia espiritual ” A resposta foi imediata, e a cada estalo, um golpe era ouvido logo a seguir!
    9. 9. O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox http://www.cvdee.org.br/sitedagente/navigation.asp?idcat=020&id=009 Logo, perceberam que aquela força invisível podia ver e ouvir, pois até quando se dobrava o dedo, a força respondia. Os vizinhos foram chamados e logo apareceram outras pessoas que também perguntavam e eram sempre respondidas de forma inteligente.
    10. 10. E, assim, estabeleceram um canal de comunicação com o espírito. O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox http://www.cvdee.org.br/sitedagente/navigation.asp?idcat=020&id=009 Ficaram sabendo, dentre outras informações, que ele havia sido assassinado pelo antigo inquilino e que fora enterrado na adega a 10 pés de profundidade. Os espírito se identificou como Charles B. Rosma. Logo, criaram um código: uma batida seria a letra A, duas batidas seria a letra B e assim por diante...
    11. 11. Inicialmente, encontraram apenas vestígios e somente após 50 anos foi descoberto a ossada do homem assassinado. O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox http://www.cvdee.org.br/sitedagente/navigation.asp?idcat=020&id=009 Resolveram escavar a adega para encontrar o esqueleto do suposto assassinado.
    12. 12. Renomadas pessoas, tanto na América como na Europa, estudaram com rigor e profundidade esses fenômenos, sendo sempre comprovada a veracidade dos fatos. O EPISÓDIO DE HYDESVILLE - As irmãs Fox Vários fenômenos deste tipo passaram a ocorrer em outras cidades, em outros países, em outras famílias. http://www.cvdee.org.br/sitedagente/navigation.asp?idcat=020&id=009
    13. 13. As mesas girantes e o Espiritismo. Zéus Wantuil Sob a ação de experimentadores, as mesas podia se elevar sobre um pé para responder às questões; agitava-se em todos os sentidos e algumas vezes se elevava no ar, sem que se pudesse ver a força que a mantinha assim suspensa. Em 1852, a Europa inteira viu-se envolvida com os fenômenos das mesas girantes. AS MESAS GIRANTES
    14. 14. Wantuil, Zeus. As mesas girantes. 4. ed. – Rio de Janeiro: FEB, p.33 Essa é uma gravura apresentada nos noticiários da época na Alemanha para mostrar como as pessoas se reunião em torno de uma mesa para fazê-la mover. AS MESAS GIRANTES Os fenômenos das mesas girantes passaram a fazer parte dos noticiários e em muitos casos de forma irônica. Experiências com as “mesas girantes” na Alemanha, em 1853.
    15. 15. AS MESAS GIRANTES Wantuil, Zeus. As mesas girantes. 4. ed. – Rio de Janeiro: FEB, p.33 Anedotas e “charges” na imprensa da época. - Dissestes que a vossa cozinheira vos furtou, mas, e as provas? - Senhor, comissário, eis a mesa da cozinha, que está pronta para depor por escrito.
    16. 16. AS MESAS GIRANTES Wantuil, Zeus. As mesas girantes. 4. ed. – Rio de Janeiro: FEB, p.33 - Senhor, já que não sei ler, diga-me então, o que a mesa acaba de escrever. - Ele escreveu que Batista é um maroto, e que vinho meu vinho. Anedotas e “charges” na imprensa da época.
    17. 17. AS MESAS GIRANTES Wantuil, Zeus. As mesas girantes. 4. ed. – Rio de Janeiro: FEB, p.33 Jovem mesa, de exterior simpática, que fala várias línguas e conhece um pouco de aritmética e muitas histórias, pede lugar de intendente de finanças. Anedotas e “charges” na imprensa da época. Anúncio:
    18. 18. Atividades dos participantes
    19. 19. Pontos relevantes
    20. 20. <ul><li>No episódio de Hydesville, paira certa dúvida sobre a identidade do morto. É possível que seu nome fosse outro e os Espíritos que dirigiam esses fenômenos não teriam permitido que fosse revelada sua verdadeira identidade. Isso significa que nem tudo os Espíritos podem revelar; </li></ul>Fenômenos de Hydesville <ul><li>As comunicações não limitaram às irmãs Fox, se espalharam rapidamente para chamar a atenção dos homens sobre a existência do mundo dos espíritos. </li></ul>
    21. 21. <ul><li>As mesas eram movidas por uma força inteligente. </li></ul><ul><li>A moda das « Mesas Dançantes » teve por efeito fazer numerosas pessoas refletirem e desenvolver consideravelmente a nova idéia; </li></ul>As Mesas Girantes <ul><li>O próprio Allan Kardec era, no início, muito cético face aos fenômenos Espíritas, mas foi convencido da veracidade dos fatos. </li></ul>
    22. 22. Conclusão Como planejaram os Espíritos, os fenômenos de Hydsville repercutiria na Europa, despertando as consciências e, ao lado dos fenômenos das “ Mesas Girantes ”, prepararia o advento do ESPIRITISMO .
    23. 23. E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre (João 14:16); Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito (João 14:26). Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de Verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim (João 15:26). Mensagem Final...
    24. 24. Fim
    25. 25. Em 1916, Benjamin F. Bartlett adquiriu os restos do velho barracão, reconstruindo-o na cidade de Lily Dale, NY, onde é conservado até os dias atuais. Allan Kardec – O educador e o codificador. Z. Wantuil e F. Thiesen Barracão de Hydesville GOOGLE

    ×