Escola Estadual de Ensino Fundamental José Pinheiro
Curso: Base Artística e Reflexiva - B.A.R.
Coordenadora da área de Let...
 Desenvolver a oralidade, a partir do gênero textual entrevista, como também das
discussões, das atividades em sala e da ...
consumir. Nesse momento, discutiremos a diferença entre consumo e consumismo e
exibiremos o vídeo “A diferença entre consu...
Jorge”, além de depoimentos reais. Apresentaremos, ainda, uma matéria exibida no
programa “Mais Você9”, da apresentadora A...
que os alunos reconheçam melhor seus elementos principais e sintam-se aptos para a
sua produção, posteriormente.
5º Encont...
 Posteriormente, exibiremos o vídeo “Pirataria16”, do programa Porta dos Fundos, com
o intuito de promover uma reflexão, ...
 Em um segundo momento, solicitaremos que os discentes recolham papéis nas lixeiras
da escola. Em seguida, com a exibição...
Será feito um sorteio para definir o tipo de lixo que será jogado na lixeira, exemplo:
papel, plástico, orgânico, vidro e ...
 A princípio, discutiremos sobre as inadequações presentes nas charges e, em um
segundo momento, os alunos farão a reescr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sequência Consumismo

850 visualizações

Publicada em

PIBID

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
850
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
130
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sequência Consumismo

  1. 1. Escola Estadual de Ensino Fundamental José Pinheiro Curso: Base Artística e Reflexiva - B.A.R. Coordenadora da área de Letras: Magliana Rodrigues da Silva Supervisora: Jacklaine de Almeida Silva Licenciandas em Letras: Bruna de Sousa/ Gorette Andrade/ Haiany Leôncio/ Milena Daffani/ Stefanie Nascimento SEQUÊNCIA DIDÁTICA Temática principal:  O consumismo;  Reciclagem. Conteúdo:  Gêneros textuais: entrevista e charge: estrutura e características. Objetivo geral:  Promover uma reflexão acerca do consumismo na sociedade contemporânea, no intento de conscientizar os discentes sobre a relevância e benefícios da reciclagem e da preservação do ambiente em que vivem, bem como do próprio espaço escolar. Objetivos específicos:  Promover a conscientização dos discentes acerca do consumo desnecessário;  Diferenciar os conceitos de consumo e consumismo;  Ressaltar a pertinência da reciclagem na sociedade contemporânea;  Apresentar textos diversificados, em seus diferentes suportes, que contemplem a temática e os gêneros abordados;  Trabalhar o gênero textual charge numa perspectiva funcional da linguagem, empregando, a partir do humor e da sátira, a abordagem crítica de comportamentos consumistas;
  2. 2.  Desenvolver a oralidade, a partir do gênero textual entrevista, como também das discussões, das atividades em sala e da exposição;  Fornecer informações necessárias para a melhor compreensão dos gêneros em estudo;  Despertar a criatividade dos alunos, a partir da elaboração dos gêneros supracitados;  Proporcionar o contato direto com a arte da reciclagem;  Promover visita a uma cooperativa, localizada na cidade de Campina Grande-PB;  Desenvolver uma Revista;  Promover uma exposição na escola, contemplando os gêneros e atividades desenvolvidos ao longo das aulas, bem como o trabalho com a reciclagem. Procedimentos metodológicos: 1º Encontro: O Consumismo  Iniciaremos este encontro com uma dinâmica intitulada “Leia se puder”, com o objetivo de fazer com que os alunos reflitam acerca da importância da leitura em nossas vidas. Logo após, daremos início ao trabalho com a temática da aula: apresentaremos uma tirinha do Euricéfalo, em que, após comprar um boné do Homem Aranha, um garoto espera adquirir os mesmos poderes que seu ídolo.  Na sequência, exibiremos o documentário “Criança, a alma do negócio1”, de Estela Renner, com duração de 50 minutos. Após a exibição, serão distribuídas cópias do poema “Eu etiqueta2”, de Carlos Drummond de Andrade, mostrando o quanto somos influenciados pela cultura de consumo. E, para finalizar, levaremos o texto “Consumismo3”. Discutiremos sobre o tema, chamando atenção para os aspectos percebidos na tira, nos textos e no documentário, através de um roteiro de discussão previamente elaborado. 2º Encontro: Estímulo ao consumismo  Neste encontro, iniciaremos a aula com a dinâmica “Consumista!”4. Pretendemos discutir sobre o consumismo exagerado, bem como refletir sobre a necessidade de 1 Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=KQQrHH4RrNc>. 2 Disponível em: <http://educador.brasilescola.com/estrategias-ensino/o-consumismo-na-voz-carlos- drummond-andrade.htm>. 3 Disponível em: <http://www.brasilescola.com/psicologia/consumismo.htm>. 4http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/2012/01/dinamica-consumismo.html
  3. 3. consumir. Nesse momento, discutiremos a diferença entre consumo e consumismo e exibiremos o vídeo “A diferença entre consumo e consumismo”5.  Após, apresentaremos propagandas diversas da empresa Polishop, que incitam o consumismo desnecessário. Em um segundo momento, levaremos cópias da música “Na pista eu arraso6”, de Mc Guimê, com a finalidade de refletir acerca da “ostentação” presente na letra. Em seguida, exibiremos parte de uma entrevista feita por Marília Gabriela, no programa “De frente com Gabi”, com os cantores Mc Guimê e Mc Gui, grandes nomes do dito Funk Ostentação. Nesse ponto, além de discutir a temática da aula, chamaremos atenção para o gênero entrevista, apontando alguns de seus elementos.  Fazendo um contraponto, levaremos o texto “Ostentação7”, de André Singer, publicado na Folha de São Paulo e, ainda sob essa perspectiva, faremos a leitura e discussão da charge “Ostentação”, de Malusco, atentando para alguns aspectos desse gênero. 3º Encontro: Os tipos de consumismo  Iniciaremos a aula com a dinâmica “Consumista, eu?”, na qual os discentes receberão balões contendo pequenos cartões que descrevem situações de consumo exagerado. Depois de estourados os balões, o aluno deverá ler e apresentar sua opinião sobre a situação descrita em seu cartão, por exemplo: “Neymar esbanja dinheiro com cobertor da Louis Vuitton de quase 3 mil reais”8. Nesse momento, pretendemos reiterar a diferença entre o “querer” e o “precisar”.  Após o momento de reflexão e descontração, apresentaremos uma charge de Bruno Galvão, que trata do consumismo excessivo em datas comemorativas. Além da discussão do tema, chamaremos atenção para outros elementos do gênero charge, que não tenham sido contemplados na aula anterior.  Em um segundo momento, distinguiremos os tipos de consumismo presentes na sociedade atual, a saber: consumismo racional, impulsivo e compulsivo. Nesse contexto, chamaremos a atenção para a “Oniomania”, uma doença advinda do consumismo compulsivo, que pode ser comparada ao vício em drogas. Para tanto, tomaremos como exemplo o caso da personagem Helô, da novela global “Salve 5https://www.youtube.com/watch?v=xXRURt31Cw4 6 Disponível em: < http://www.vagalume.com.br/mc-guime/na-pista-eu-arraso.html>. 7 Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/93957-ostentacao.shtml>. 8http://extra.globo.com/famosos/retratos-da-bola/neymar-seus-luxos-craque-do-santos-esbanja-dinheiro- com-cobertor-da-louis-vuitton-de-quase-3-mil-outros-brinquedinhos-5806592.html
  4. 4. Jorge”, além de depoimentos reais. Apresentaremos, ainda, uma matéria exibida no programa “Mais Você9”, da apresentadora Ana Maria Braga, em que a psiquiatra Ana Beatriz discorre acerca dos perigos da compulsão por compras.  Em seguida, exibiremos o vídeo da entrevista “Consumismo pode virar doença”10, da Record News, com o intuito de proporcionar um primeiro contato com o gênero textual em estudo. Pretendemos abordar a compulsão por compras como um problema de ordem psicológica, bem como mais aspectos do gênero entrevista. 4º Encontro: Modismo gera consumismo.  Iniciaremos o encontro com a dinâmica “Eu quero”11, para que os discentes percebam a influência midiática nos nossos hábitos de consumo, bem como a importância de poupar e investir corretamente o dinheiro que recebem, seja através das mesada dos pais e familiares, seja das bolsas do governo ou de pequenos trabalhos informais que desenvolvem.  Em seguida, levaremos o texto “Consumismo, modismo e mídia: O que uma coisa tem a ver com a outra?12”. Após a leitura, discutiremos o tema questionando os alunos sobre as ideias defendidas no texto. Em seguida, exibiremos alguns exemplos de propagandas de produtos que viraram “febre”, mediante a sua exibição em telenovelas e programas televisivos.  Em um segundo momento, promoveremos um debate sobre o que são as chamadas modinhas e a influência que a mídia exerce na manipulação do gosto e do poder de compra das pessoas. Dentro do debate, solicitaremos que cada aluno analise, em seu facebook, aqueles amigos que acompanham as modas e vivem desse consumismo exagerado.  Em seguida, faremos a leitura da entrevista “Giovanna Antonelli fatura com as tendências de moda de suas personagens”13, para evidenciar a influência dos famosos no modismo e, consequentemente, no consumismo. Assim como nas aulas anteriores, chamaremos atenção para mais aspectos do gênero entrevista, fornecendo meios para 9 Disponível em: <http://gshow.globo.com/programas/mais-voce/O-programa/noticia/2014/09/a-psquiatra- ana-beatriz-barbosa-explica-os-perigos-da-compulsao-por-compras.html>. 10https://www.youtube.com/watch?v=1QBAOpCVhlo 11http://euvoupraebd.blogspot.com.br/2013/11/dinamica-da-licao-06-midia-e-o-consumo.html#ixzz3ELNAfJq4 12 Disponível em: <http://culturacorporalprofjorgeluiz.blogspot.com.br/2012/05/vbehaviorurldefaultvmlo.html>. 13http://www.ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/giovanna-antonelli-fatura-com-as-tendencias-de-moda- de-suas-personagens/2013/04/08-168161.html
  5. 5. que os alunos reconheçam melhor seus elementos principais e sintam-se aptos para a sua produção, posteriormente. 5º Encontro: Consumismo e pirataria  Iniciaremos a aula com a dinâmica “Ouch, nã!” na qual solicitaremos que os discentes caminhem pela sala com bolas de assopro amarradas nos tornozelos, com o intuito de manter sua bola cheia e estourar a dos outros. Nossa intenção é distraí-los, pois ao final todos ganharão bombons, no entanto, os bombons serão falsos, apenas com pedaços de papéis dentro. Dessa forma, introduziremos o subtema, refletindo sobre a enganação e o sentimento causado pela compra de materiais piratas; ao final, todos os discentes ganharão bombons de verdade.  Iniciaremos a aula com a exibição do vídeo “Prosumidor: o novo consumidor”14. Após, discutiremos sobre a importância dada aos produtos de marcas famosas que movem intensamente o mercado, impondo preços abusivos e instituindo uma nova forma de vida. Nesse momento da aula, exibiremos algumas propagandas de marcas famosas, entre elas a Lacoste, marca de vestuário masculino, conhecida mundialmente. Em seguida, apresentaremos aos alunos uma crítica em forma de paródia sobre a diferença de uma camiseta comum e uma da marca Lacoste. A partir da paródia, pretendemos refletir sobre como o consumismo desenfreado estimula o mercado da pirataria, já que muitos cidadãos não possuem condições de comprar produtos tão caros e, no entanto, ainda reproduzem a ideia de que usar artigos de marca agrega valor à sua imagem, recorrendo ao mercado da pirataria que torna mais acessível o prazer de usufruí-los a um baixo custo.  Em um segundo momento, promoveremos uma discussão sobre a pirataria a partir da exibição do vídeo “Consequências do consumo de produtos piratas no Brasil”15, matéria realizada pelo jornal Bom dia Brasil. Após, pretendemos relacionar o vídeo com a tirinha “Profissão pirata” e a charge “Nurse apreende 5 mil CDs e DVDs piratas”, de Machado. Aqui, novamente, chamaremos atenção para as características do gênero charge. 14 http://www.youtube.com/watch?v=_FrWopBfcss 15https://www.youtube.com/watch?v=90DjbLMK6uA
  6. 6.  Posteriormente, exibiremos o vídeo “Pirataria16”, do programa Porta dos Fundos, com o intuito de promover uma reflexão, a partir do humor, sobre o funcionamento do mercado pirata.  Para finalizar a aula, relembraremos as características do gênero entrevista, solicitando aos alunos a produção de uma entrevista com parentes ou amigos sobre o consumo de materiais piratas. 6º Encontro: O consumo consciente  Iniciaremos a aula com a dinâmica “Antes de tudo você”17, no intuito de promover a valorização pessoal e a integração do grupo, como também a reflexão sobre a relevância dos produtos que consumimos no dia-a-dia.  Após a dinâmica, promoveremos a socialização das entrevistas feitas pelos alunos, recebendo-as por escrito para que possamos verificar até que ponto eles conseguiram atender aos aspectos essenciais do gênero.  Em um segundo momento, exibiremos o documentário “A verdade de cada um – consumo”18, elaborado pela National Geographic, com 40 minutos de duração, no qual refletiremos, a partir de diferentes histórias, sobre o consumo desenfreado, como também discutiremos a relevância do consumo consciente e suas consequências para a qualidade de vida dos seres humanos e do planeta.  Para finalizar, em associação com o vídeo, pretendemos promover uma discussão sobre o legado que estamos deixando para as próximas gerações a partir da charge de Emídio e da animação intitulada “Homem Capitalista”. 7º Encontro: Consumo consciente e reciclagem  Iniciaremos nosso encontro com a dinâmica “LIXO contra MEIO AMBIENTE”19, com o intuito de promover uma conscientização para a preservação do meio ambiente.  Após, apresentaremos uma charge do ilustrador Waldomiro Neto e, em seguida, escutaremos a música “É preciso reciclar”20, da Turma da Mônica, como forma de chamar a atenção dos discentes para a importância da reciclagem. 16 http://www.youtube.com/watch?v=E5cDOyw0BQo 17 http://cirandas.net/consumoresponsavel/blog/dinamica-o-trem 18http://www.youtube.com/watch?v=1aFFaMdgTN4 19http://www.cvdee.org.br/evangelize/pdf/2_0416.pdf 20http://www.vagalume.com.br/turma-da-monica/e-preciso-reciclar.html
  7. 7.  Em um segundo momento, solicitaremos que os discentes recolham papéis nas lixeiras da escola. Em seguida, com a exibição do vídeo “Origami flower”21 promoveremos, com os papéis recolhidos, a produção de uma flor em forma de origami. Após, promoveremos uma reflexão acerca da transformação do lixo em arte.  Após esse momento, apresentaremos em slides os materiais recicláveis e não recicláveis, bem como as atitudes que podemos adotar no cotidiano para consumir conscientemente. Nesse momento, evidenciaremos o tempo de decomposição dos materiais na natureza22, destacando a lentidão desse processo como um incentivo à reciclagem.  Para encerrar, assistiremos à entrevista “Consumo Consciente”, com o Prof. Asher Kiperstok e, ao final da aula, distribuiremos as entrevistas feitas pelos alunos, com algumas observações, e solicitaremos sua reescrita para ser entregue na aula seguinte. 8º Encontro: O trabalho das ONGs com a reciclagem  Nesta aula, apresentaremos os benefícios da reciclagem e as ONGs que desenvolvem esse trabalho na cidade. Em especial, destacaremos a ONG que visitaremos na aula seguinte, a Contramaré, criada em novembro de 2001 por cerca de 50 catadores do "Lixão" de Campina Grande. Seu principal objetivo é promover a organização sócio- econômica e a melhoria das condições de trabalho e renda desses trabalhadores.  Em um segundo momento, orientaremos os alunos que ainda apresentarem algum tipo de dificuldade na atividade de reescrita da entrevista anterior e, em seguida, juntamente com os alunos, daremos início à elaboração das perguntas que serão feitas na entrevista a membros da ONG Contramaré. 9º Encontro: Passeio  Neste encontro, realizaremos uma visita à sede da Contramaré, onde os alunos farão uma entrevista com membros da ONG. 10º Encontro: Lixo: uma questão de consciência ou de sobrevivência?  Inicialmente, faremos a dinâmica “Mão na massa”. Para isso, dividiremos a turma em 5 grupos, para que cada um se responsabilize em decorar e confeccionar uma lixeira. 21https://www.youtube.com/watch?v=wj9Oy41fVOc 22http://educador.brasilescola.com/estrategias-ensino/degradacao-materiais-no-ambiente.htm
  8. 8. Será feito um sorteio para definir o tipo de lixo que será jogado na lixeira, exemplo: papel, plástico, orgânico, vidro e etc. Nesse contexto, ganhará o grupo que melhor fizer a atividade. O objetivo dessa dinâmica é promover a conscientização, bem como manter a sala sempre limpa, já que existem salas sem balde de lixo.  Em um segundo momento, faremos a leitura da crônica “Lixo”, de Luís Fernando Veríssimo. Depois, apresentaremos uma charge que retrata “a lei do lixo”. Para relacionar, levaremos os cordéis “cordel sobre o lixo”, de Janete Cléia de Medeiros e o cordel “Onde botar”, de Abdias Campos para que sejam discutidos os problemas causados pelo lixo quando são descartados de modo irregular.  Em seguida, exibiremos um vídeo que retrata o depoimento de pessoas acerca da desativação do lixão de Campina Grande, tendo em vista que o seu fechamento se constitui num problema para esses indivíduos.  Após, promoveremos a transcrição das entrevistas. 11º Encontro: Reciclagem e arte  Iniciaremos a aula com a dinâmica “O que você faria com isso?”, que consiste em distribuir alguns objetos aleatórios, sem utilidade aparente, e solicitar que cada aluno pense em algo que poderia fazer para reutilizá-lo.  Na sequência, apresentaremos alguns artistas que desenvolvem seus trabalhos utilizando como matéria-prima o lixo. Mostraremos em sala como produzir arte com materiais reaproveitados.  Em um terceiro momento, atentaremos para os aspectos relevantes do gênero charge, fazendo uso de slides. Desse modo, a partir de exemplos de charges diversas, enfatizaremos a sátira, o humor, bem como a crítica político-social utilizada na construção do gênero. Ainda, destacaremos a linguagem verbal e visual como responsáveis pela apreensão de sentidos e percepção crítica do leitor. 12º Encontro: Produzindo a charge  Nesta aula, faremos uma revisão acerca dos aspectos mais pertinentes do gênero charge e, em seguida, os alunos desenvolverão as suas próprias charges, tendo como temática o consumismo e a reciclagem. 13º Encontro: Revisão ortográfica e reescrita da charge
  9. 9.  A princípio, discutiremos sobre as inadequações presentes nas charges e, em um segundo momento, os alunos farão a reescrita, atentando para a escrita e coerência do texto, de forma a aprimorar suas ideias. 14º Encontro: Cinema no B.A.R.  Nesta aula, exibiremos o curta-metragem “Lixo Extraordinário”, do artista plástico Vik Muniz, com duração de 1h34min.  Após, promoveremos, se necessário, uma segunda reescrita da charge. 15º Encontro: Oficina de reciclagem e arte  Nesta aula, promoveremos uma oficina de reciclagem e arte.  Ainda nesse encontro, faremos, juntamente com os alunos, palavras cruzadas e o jogo dos 7 erros, contemplando as temáticas abordadas. Tais atividades também irão compor a revista. 16º Encontro: Cinema no B.A.R.: Parte 2  Neste encontro, exibiremos o filme “Wall-E”, dirigido por Andrew Stanton, com duração de 1h37min. Trata-se de uma animação da Pixar que reflete sobre as práticas consumistas, causadoras de uma série de problemas como a má qualidade de vida e o acúmulo do lixo. 17º Encontro: Exposição de artes e circulação da revista  Este encontro será destinado à exposição das obras dos alunos para a escola. Além disso, será um momento de divulgação da revista, contendo os gêneros produzidos, o passo a passo do trabalho com a reciclagem, fotos das ações realizadas, além de atividades de entretenimento, como palavras cruzadas, jogo dos 7 erros, também elaborados previamente pelos alunos.  Ao final da exposição, realizaremos a confraternização final.

×