Dispositivos de rede

2.098 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.098
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
403
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
77
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dispositivos de rede

  1. 1. Bruna Lehmann Oliveira<br />Dispositivos de RedeProf. Gonçalo Henriques<br />
  2. 2. HUB<br /> HUB ou Radiodifusão é o processo pelo qual se transmite ou difunde determinada informação, tendo como principal característica que a mesma informação está sendo enviada para muitos receptores ao mesmo tempo. Este termo é utilizado em rádio, telecomunicações e em informática. A Televisão aberta e o rádio possuem suas difusões através de broadcast, onde uma ou mais antenas de transmissão enviam o sinal televisivo através de ondas electromagnéticas e qualquer aparelho de TV que conseguir captar poderá sintonizar o sinal. Em informática, o broadcast é utilizado em hubsligados em redes LAN, MAN, WAN e TAN.<br /> Uma de suas aplicações é no controle de tráfego de dados de várias redes, quando uma máquina ligada à rede envia informações para o hub, e se o mesmo estiver ocupado transmitindo outras informações, o pacote de dados é retornado a máquina requisitante com um pedido de espera, até que ele termine a operação. Esta mesma informação é enviada a todas as máquinas interligadas a este hub e aceita somente por um computador pré-endereçado, os demais ecos retornam ao hub, e à máquina geradora do pedido (caracterizando redundância).<br />
  3. 3. Imagem<br />
  4. 4. Switch<br /> Um comutador ou switch é um dispositivo utilizado em redes de computadores para reencaminhar módulos (frames) entre os diversos nós. Possuem portas, assim como os concentradores (hubs) e a principal diferença entre um comutador e um concentrador, é que o comutador segmenta a rede internamente, sendo que a cada porta corresponde um domínio de colisão diferente, o que significa que não haverá colisões entre os pacotes de segmentos diferentes. <br /> Outra importante diferença está relacionada à gestão da rede, com um Switchgerenciável, podemos criar VLANS, deste modo a rede gerida será divida em menores segmentos. <br />
  5. 5. Imagem<br />
  6. 6. Rooter<br />Roteador é um equipamento usado para fazer a comutação de protocolos, a comunicação entre diferentes redes de computadores provendo a comunicação entre computadores distantes entre si.<br />Roteadoressão dispositivos que operam na camada 3 do modelo OSI de referência. A principal característica desses equipamentos é seleccionar a rota mais apropriada para encaminhar os pacotes recebidos. Ou seja, escolher o melhor caminho disponível na rede para um determinado destino.<br />
  7. 7. Imagem<br />
  8. 8. Placa de Rede<br /> A placa de rede é o hardware que permite aos computadores conversarem entre si através da rede. Sua função é controlar todo o envio e recebimento de dados através da rede. Cada arquitectura de rede exige um tipo específico de placa de rede. Sendo as arquitecturas mais comuns a rede em anel TokenRing e a tipo Ethernet.<br />Além da arquitectura usada, as placas de rede à venda no mercado diferenciam-se também pela taxa de transmissão, cabos de rede suportados e barramento utilizado (On-Board, PCI, ISA ou Externa via USB). As placas de rede para Notebooks podem ser on-board ou PCMCIA. Quanto à taxa de transmissão, temos placas Ethernet de 10 Mbps / 100 Mbps / 1000 Mbps e placas TokenRing de 4 Mbps e 16 Mbps.<br />
  9. 9. Imagem<br />
  10. 10. Access Point<br /> Ponto de Acesso é um dispositivo em uma rede sem fio que realiza a interconexão entre todos os dispositivos móveis. Em geral se conecta a uma rede cabeada servindo de ponto de acesso para uma outra rede, como por exemplo a Internet. Também é prático pois a implantação de uma rede sem fio interligada por um ponto de acesso economiza o trabalho de instalar a infra-estrutura cabeada.<br />Vários pontos de acesso podem trabalhar em conjunto para prover um acesso em uma área maior. Também pode ser formada uma rede ad hoc onde os dispositivos móveis passam a agir intermediando o acesso dos dispositivos mais distantes ao ponto de acesso caso ele não possa alcançá-lo directamente. No caso do Wi-Fi, isso foi inicialmente tentado com o WEP que actualmente é comprometido facilmente. Surgiram então o WPA e o WPA2 que são considerados seguros caso seja utilizada uma senha.<br />
  11. 11. Imagem<br />
  12. 12. PC Card Wireless<br /> PC Card é um barramento destinado aos computadores portáteis desenvolvido pela PCMCIA, com um conjunto de mais de 300 fabricantes, onde se estabeleceu os padrões para os cartões adaptadores e de expansão para notebooks e laptops.<br />Um cartão PCMCIA usa de 68 conectores, sendo ainda mais caro que o ISA. Apesar dos padrões, a indústria flexibilizou demais a arquitectura, de forma que alguns cartões podem não ser compatíveis com algum equipamento ou outro. Os cartões também possuem o recurso de "Ligar e Usar". Dele derivou o formato CompactFlash, que recebeu este nome justamente por ser uma versão reduzida do PC Card.<br />Tipos<br />Tipo I - 3,3mm de espessura. Usado com memórias;<br />Tipo II - 5,5mm de espessura. Usado geralmente com placas de fax-modem ou como adaptador para outros dispositivos de interfaces variadas;<br />Tipo III - 10,5mm de espessura. Bastante usado com discos de armazenamento;<br />
  13. 13. Imagem<br />
  14. 14. USB Wireless<br /> Wireless USB, também conhecido popularmente como USB sem fio, é uma tecnologia que promete sucesseder a tecnologia USB actual, simplesmente com a eliminação dos cabos e fios.<br /> O USB wireless é um barramento que permite a troca de dados entre um dispositivo host (tipicamente um PC) e uma escala larga de periféricos simultaneamente. Os periféricos compartilham a banda através de um protocolo baseado em TDMA. O barramento permite que periféricos sejam conectados, configurados, usados, e desconectados enquanto o host e outros periféricos estiverem em operação. As definições da segurança são fornecidas para assegurar associações seguras entre host e dispositivos, e para assegurar uma comunicação confidencial.<br />O Wireless USB conecta dispositivos de USB com o host usando um modelo ‘hubandspoke’. O host wireless do USB é o “hub” no centro, e cada dispositivo é a extremidade de um”spoke”. Cada “spoke” é uma conexão ponto-a ponto entre o host e o dispositivo. Desse modo os hosts wireless USB podem suportar até 127 dispositivos<br />
  15. 15. Imagem<br />
  16. 16. Interface PCI Wireless<br /> Existem várias formas de se conectar computadores, muitas delas, como a Ethernet usam para isso cabos de vários tipos: desde os de par trançado até aqueles de fibra óptica. Outra forma de conexão, que crescentemente ganha forças, é o uso de redes sem fio, usando tecnologias de infravermelho ou de rádio, com diversas velocidades, da banda larga até pouco mais do que o mínimo para actividades normais.<br />Assim, Internet sem fio é o uso de tecnologias sem fio para navegar pela Internet. Entre as tecnologias disponíveis, temos:<br />Wi-Fi, um tipo de redes locais sem fio, ou WLAN (de Wireless Local Area Networks), que usualmente inclui os padrões IEEE 802.11.Em geral é baseado em ondas de rádio;<br />1xRTT: protocolo para dados em telefonia celular, relacionado ao padrão CDMA;<br />Bluetooth: protocolo por ondas de rádio, para redes pessoais sem fio, ou WPAN (de Wireless PersonalArea Networks). As redes pessoais também são chamadas de "Piconet".<br />
  17. 17. Imagem<br />

×