Introdução
• São um grupo de plantas pioneiro, por terem sido
as primeiras a possuir tecidos especializados na
condução de...
• As primeiras plantas vasculares não
possuíam raízes nem folhas, foi somente
com a especialização que estas estruturas
fo...
Exemplos de
plantas
vasculares
sem
sementes:
uma avenca
e uma
samambaia.
Características Gerais
• O corpo delas já apresentam organização em
tecidos, mostrando raízes, caules e folhas
verdadeiros...
• Apresentam o corpo na forma de cormo, isto é,
com raiz, caule e folhas verdadeiros.
I. Raiz: em geral subterrâneas com a...
Habitat
• Encontradas normalmente em locais sombrios,
úmidos e em ambientes de florestas vivendo
como plantas epífitas (so...
Pteridófitas mais conhecidas
Cavalinha Selaginela
Licopódio
Samambaia
Reprodução
• Se reproduzem num ciclo que apresenta uma
fase sexuada e outra assexuada.
• Como exemplo, uma samambaias comu...
• Em certas épocas, na superfície inferior das
folhas das samambaias formam-se pontinhos
escuros chamados soros. Em cada s...
Divisões das plantas vasculares
 Psilotophyta: possuem estrutura corpórea muito
simples. Inclui dois gêneros: Psilotum e ...
• Gênero Psilotum: distribuição tropical e
subtropical; é o único entre as vasculares
atuais que não apresentam raízes nem...
 Lycopodiaceae
• A maioria das 400 espécies é tropical.
• Maior parte é epífita (vive sobre outra).
Pteridófitas
Pteridófitas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pteridófitas

187 visualizações

Publicada em

Característica, reprodução...

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
187
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pteridófitas

  1. 1. Introdução • São um grupo de plantas pioneiro, por terem sido as primeiras a possuir tecidos especializados na condução de água. • Formam as primeiras a apresentar um sistema de vasos condutores de nutrientes (traqueófitas). • Conhecidas também como samambaia, avencas, xaxins e cavalinhas. • Seu sistema reprodutivo ainda é simples, e parcialmente dependente da água, pois não possuem nem sementes, nem flores e nem frutos.
  2. 2. • As primeiras plantas vasculares não possuíam raízes nem folhas, foi somente com a especialização que estas estruturas foram lentamente aparecendo. • Apresentam estruturas mais complexas, e dominaram a vegetação da Terra a partir do Período Devoniano Superior até o fim do Período Carbonífero, de cerca de 380 até 290 milhões de anos atrás.
  3. 3. Exemplos de plantas vasculares sem sementes: uma avenca e uma samambaia.
  4. 4. Características Gerais • O corpo delas já apresentam organização em tecidos, mostrando raízes, caules e folhas verdadeiros. • Possuem um tecido condutor eficiente constituído por xilema e floema.
  5. 5. • Apresentam o corpo na forma de cormo, isto é, com raiz, caule e folhas verdadeiros. I. Raiz: em geral subterrâneas com a função de fixação e absorção II. Caule: cresce em sentido oposto à raiz, função de sustentação das folhas; rizoma. III. Folhas: geralmente laminares e com células ricas em cloroplastos (fotossíntese). • Podem ainda ser classificadas como plantas criptógamas, por não produzirem flores.
  6. 6. Habitat • Encontradas normalmente em locais sombrios, úmidos e em ambientes de florestas vivendo como plantas epífitas (sob outras plantas). • Utilizadas também como plantas ornamentais em jardins, garagens e sacadas de casas e apartamentos.
  7. 7. Pteridófitas mais conhecidas Cavalinha Selaginela
  8. 8. Licopódio Samambaia
  9. 9. Reprodução • Se reproduzem num ciclo que apresenta uma fase sexuada e outra assexuada. • Como exemplo, uma samambaias comumente cultivada (Polypodium vulgare). • A samambaia é uma planta assexuada produtora de esporos. Por isso, ela representa a fase chamada esporófito. • Dependem da água.
  10. 10. • Em certas épocas, na superfície inferior das folhas das samambaias formam-se pontinhos escuros chamados soros. Em cada soro são produzidos inúmeros esporos. • Quando os esporos amadurecem, os soros se abrem. Então os esporos caem no solo úmido; cada esporo pode germinar e originar um protalo, aquela plantinha em formato de coração. • O protalo é uma planta sexuada, produtora de gametas; por isso, ele representa a fase chamada de gametófito • O protalo das samambaias contém estruturas onde se formam anterozoides e oosferas.
  11. 11. Divisões das plantas vasculares  Psilotophyta: possuem estrutura corpórea muito simples. Inclui dois gêneros: Psilotum e Tmesipteris. Exemplar do gênero Psilotum Exemplar da espécie Tmesipteris lanceolata, crescendo sobre o tronco de uma árvore.
  12. 12. • Gênero Psilotum: distribuição tropical e subtropical; é o único entre as vasculares atuais que não apresentam raízes nem folhas. • Gênero Tmesipteris: epífitas.
  13. 13.  Lycopodiaceae • A maioria das 400 espécies é tropical. • Maior parte é epífita (vive sobre outra).

×