Angiospermas

754 visualizações

Publicada em

características..

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
754
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
70
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Angiospermas

  1. 1. Introdução • As Angiospermas (do grego: angeos -"bolsa" e sperma - "semente") são plantas espermatófitas cujas sementes são protegidas por uma estrutura denominada fruto.
  2. 2. Características • As flores verdadeiras presentes nas angiospermas utilizam seu colorido e perfume para atrair polinizadores e otimizar a polinização e posterior fecundação. • São o maior e mais moderno grupo de plantas, englobando cerca de 250 mil espécies. • Têm vaso condutor de seiva – traqueófitas - (conduz glicose, água) - permite que a planta alcance metros.
  3. 3. • Representantes de pequeníssimo tamanho (alguns mm) até exemplares que formam frondosas árvores. • É o grupo mais utilizado para a alimentação do homem e para a confecção de móveis, casas e obtenção de energia através da madeira, além de serem usadas na indústria farmacêutica e cosmética. • Não dependem da água para a reprodução, pois produzem grão de pólen e tubo polínico.
  4. 4. • A flor tem um papel evolutivo fundamental para este grupo: polinização.
  5. 5. • A maioria dos frutos servem como alimento para animais, que digerem estes frutos e liberam as sementes em suas fezes. Estas, por sua vez, germinam e originam novas plantas. • São as únicas plantas que produzem semente protegida por fruto. • Ocupam praticamente todos os ecossistemas do planeta, devido a sua grande capacidade de adaptação e mecanismos eficientes de dispersão. • Encontradas desde florestas temperadas até savanas e mangues. • Aparecimento no período Cretáceo.
  6. 6. Classificação • As angiospermas são todas as plantas da divisão ANTHOPHYTA ou MAGNOLIOPHYTA. • São divididas em duas classes, de acordo com o número de cotilédones, sistema de raízes, estrutura floral, tecidos meristemáticos e tipos de crescimento e nervuras das folhas: • Classe Dicotyledonae (MAGNOLIOPSIDA): as dicotiledôneas. • Classe Monocotyledonae (LILLIOPSIDA): as monocotiledôneas.
  7. 7.  Divisão Magnoliophyta (Monocotiledôneas): Apresentam apenas folhas embrionárias que compõem o corpo do embrião e podem armazenar nutrientes que serão fornecidos a ele durante os estágios iniciais do seu desenvolvimento. • Raízes finas. • Sementes com 1 cotilédone. • Flores trímeras (múltiplas de 3). • Ciclo de vida curto (por causa da raiz pequena). • Crescimento primário.
  8. 8. Podem ser: • Anuais (que completam o ciclo de vida em 12 meses, ou seja, germinam, florescem, formam frutos, sementes e morrem em um ano); • Bianuais ou bienais (que tem ciclo de vida de 24 meses. Crescem vegetativamente no primeiro ano e florescem e dão frutos no segundo ano.) • Perenes (com ciclo de vida longo, que pode durar muitos anos. São também chamadas de permanentes).
  9. 9.  Classe Dicotyledonae (Magnoliopsida): as dicotiledôneas • Apresentam dois cotilédones. • Raiz axial ou pivotante permitindo assim atingir maiores profundidades. • Flores tetrâmeras ou pentâmeras (múltiplas de 4 ou 5). • Semente com dois cotilédones.
  10. 10. Imagem de uma dicotiledônea, a flor azaléia, da espécie Rhododendron simsii, família Ericaceae.
  11. 11. • Ciclo de vida longo. • Possuem folhas com presença de nervuras. • Crescimento secundário (presença de tronco). • Obs.: Mais de 70% das espécies de angiospermas pertencem ao grupo das dicotiledôneas. Esse grupo inclui a maioria das árvores e dos arbustos e muitas ervas. A maioria das monocotiledôneas é formada por plantas herbáceas. Há poucas árvores nesse grupo.
  12. 12. Reprodução
  13. 13. Pode ser dividido em três etapas: • Polinização: consiste no transporte do grão de pólen até o estigma. Pode ocorrer através do vento, de insetos, pássaros e água. • Germinação do pólen: o grão de pólen depositado sobre o estigma cresce em direção ao óvulo. • Fertilização: o tubo polínico penetra no óvulo e atinge o saco embrionário.
  14. 14. O que acontece com a flor após a reprodução? • A flor é um sistema relacionado à reprodução sexuada da planta. Depois que isso acontece, a quase totalidade dos elementos florais degenera e desaparece. • Os óvulos transformam-se nas sementes, e o ovário converte-se no fruto.

×