UNIPCampus SorocabaArquitetura e UrbanismoPAHCAD / Curso 2011REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS IIAPOSTILA I(Iº SEMESTRE)
1SumárioPARTE I – Projeto de Prefeitura e Execução1.1. Simbologia Adotada 031.2. Medidas de Mobiliário 041.3. Projeto Bási...
2Parte II – Escada2. Escada 192.1. Introdução 192.1.1. Escada residencial unifamiliar 192.1.2. Escada residencial multifam...
31.1. Simbologia Adotada
41.2. Medidas de Mobiliário
51.3. Projeto Básico – Prefeitura1.3.1. Planta – Pavimento Térreo
61.3.2. Planta – Pavimento Superior
71.3.3. Resumo do código de obras do município de SOROCABA LEI Nº 14371.3.3.1. Iluminação e VentilaçãoPara fins de ilumina...
81.3.3.3. Pés Direitos Compartimentos destinados à habitação noturna – 2,70 metros; Compartimentos destinados à habitaçã...
91.3.4. Cortes1.3.4.1. Corte BB
101.3.5. Exemplo de Legenda de Portas e JanelasPROJETO DE PREFEITURA
111.3.6. Fachada - Modelo
121.3.7. Cobertura – Modelo
131.3.8. Quadro de Prefeitura
141.3.9. Exemplo de Projeto de Prefeitura
151.4. Projeto de Execução1.4.1. Modelo – Planta1.4.1.1. Medidas pelas paredes(ESC. 1:50)1.4.1.2. Medidas por eixos
161.4.1.2.1. Paredes1.4.1.2.2. Pilares
171.4.2. Cortes1.4.2.1. Corte BB
181.4.2.2. Corte AA
192. Escada2.1. IntroduçãoH = altura à vencer;ne = número de espelhos;np = número de pisos.ne = np + 1e =neH2.1.1. Escada ...
20120cm  para pequenos edifícios;150cm  para hospitais, clínicas, escolas, locais de reuniões.2.1.3. RECORDAÇÃODivisão d...
212.2. Exercício de Escada 1
222.2.1. Resolução do Exercício de Escada 1
232.3. Exercício de Escada 2 (do projeto básico)
242.3.1. Resolução do Exercício de Escada 2
252.4. Exercício de Escada 3
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apostila repgraf 2011

1.486 visualizações

Publicada em

apostila de representação Grafica

Publicada em: Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.486
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
50
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila repgraf 2011

  1. 1. UNIPCampus SorocabaArquitetura e UrbanismoPAHCAD / Curso 2011REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS IIAPOSTILA I(Iº SEMESTRE)
  2. 2. 1SumárioPARTE I – Projeto de Prefeitura e Execução1.1. Simbologia Adotada 031.2. Medidas de Mobiliário 041.3. Projeto Básico – Prefeitura 051.3.1. Planta – Pavimento Térreo 051.3.2. Planta – Pavimento Superior 061.3.3. Resumo do código de obras do município de Sorocaba Lei Nº 1437 071.3.3.1. Iluminação e Ventilação 071.3.3.2. Áreas Mínimas dos Ambientes 071.3.3.3. Pés Direitos 081.3.3.4. Recuos 081.3.3.5. Projeto de Prefeitura 081.3.3.5.1. Características do Projeto 081.3.3.5.2. Documentação Necessária 081.3.4. Cortes 091.3.4.1. Corte BB 091.3.4.2. Corte AA 091.3.5. Exemplo de Legenda de Portas e Janelas 101.3.6. Fachada – Modelo 111.3.7. Cobertura – Modelo 121.3.8. Quadro de Prefeitura 131.3.9. Exemplo de Projeto de Prefeitura 141.4. Projeto de Execução 151.4.1. Modelo – Planta 151.4.1.1. Medidas pelas paredes 151.4.1.2. Medidas por eixos 161.4.1.2.1. Paredes 161.4.1.2.2. Pilares 161.4.2. Cortes 171.4.2.1. Corte BB 171.4.2.2. Corte AA 18
  3. 3. 2Parte II – Escada2. Escada 192.1. Introdução 192.1.1. Escada residencial unifamiliar 192.1.2. Escada residencial multifamiliar em prédios comerciais (uso coletivo) 192.1.3. Recordação 202.2. Exercício de Escada 1 212.2.1. Resolução do Exercício de Escada 1 222.3. Exercício de Escada 2 232.3.1. Resolução do Exercício de Escada 2 242.4. Exercício de Escada 3 25Obs.:Este material é baseado na apostila elaborada peloPROF. PAULO SERGIO DE SOUZA NOGUEIRA
  4. 4. 31.1. Simbologia Adotada
  5. 5. 41.2. Medidas de Mobiliário
  6. 6. 51.3. Projeto Básico – Prefeitura1.3.1. Planta – Pavimento Térreo
  7. 7. 61.3.2. Planta – Pavimento Superior
  8. 8. 71.3.3. Resumo do código de obras do município de SOROCABA LEI Nº 14371.3.3.1. Iluminação e VentilaçãoPara fins de iluminação e ventilação, todo o compartimento deverá dispor deabertura comunicando diretamente com logradouro ou espaço livre dentro do lote.Para efeito de iluminação e ventilação serão considerados: Recuos laterais – 1,50m (divisa do lote) Espaços livres fechados:- Permanência diurna  10,00 metros quadrados;- Cozinha, lavanderia, copas  6,00 metros quadrados;- Banhos, escadas, corredores  4,00 metros quadrados.As aberturas deverão apresentar as seguintes áreas mínimas: 1/8 da área útil do compartimento – quando voltada para logradouro, área de frenteou área de fundo; 1/7 da área útil do compartimento – quando voltada para espaço aberto em duasfaces opostas (corredor); 1/6 da área útil do compartimento – quando voltada para espaço livre fechado.1.3.3.2. Áreas Mínimas dos Ambientes Salas – 8,00 metros quadrados; Dormitórios – 12,00 metros quadrados, quando no projeto existir apenas um dormitório;10,00 e 8,00 metros quadrados quando existirem dois dormitórios e 10,00 – 8,00 e 6,00metros quadrados quando existirem três dormitórios ou mais; Cozinhas – 6,00 metros quadrados e 4,00 metros quadrados quando interligada poruma copa. Observação: As cozinhas não poderão ter comunicação direta comcompartimentos sanitários e dormitórios, sendo suas paredes revestidas com barraimpermeabilizante com uma altura mínima de 1,50 metros; Sanitários – 3,20 metros quadrados (com banheira), 2,50 metros quadrados (comespaço determinado para chuveiro) e 1,50 metros quadrados; Depósitos – 4,00 metros quadrados; Corredores – largura mínima = 0,90 metros; Escadas – largura mínima = 0,80 metros.
  9. 9. 81.3.3.3. Pés Direitos Compartimentos destinados à habitação noturna – 2,70 metros; Compartimentos destinados à habitação diurna – 2,50 metros; Garagens – 2,30 metros.1.3.3.4. Recuos (Sujeito a alterações em função do novo PlanoDiretor) Recuos laterais: quando existir e for classificado como área aberta, deixar 1,50 metros; Recuo de frente: de 4,00 metros a 5,00 metros, dependendo da região; Recuo de fundo: deixa de ser obrigatório.1.3.3.5. Projeto de PrefeituraDenominado como sendo um projeto documento, o mesmo é elaborado deacordo com o órgão público do município que irá aprova-lo.1.3.3.5.1. Características do Projeto Planta baixa; Cortes (longitudinal e transversal); Planta de cobertura; Fachada; Legenda padronizada pela prefeitura1.3.3.5.2. Documentação Necessária Cópia da escritura ou contrato de compra e venda do terreno; Cópia do último IPTU; ART = formulário distribuído gratuitamente pelo CREA ao profissional; Memorial descritivo; Requerimento para aprovação do projeto..
  10. 10. 91.3.4. Cortes1.3.4.1. Corte BB
  11. 11. 101.3.5. Exemplo de Legenda de Portas e JanelasPROJETO DE PREFEITURA
  12. 12. 111.3.6. Fachada - Modelo
  13. 13. 121.3.7. Cobertura – Modelo
  14. 14. 131.3.8. Quadro de Prefeitura
  15. 15. 141.3.9. Exemplo de Projeto de Prefeitura
  16. 16. 151.4. Projeto de Execução1.4.1. Modelo – Planta1.4.1.1. Medidas pelas paredes(ESC. 1:50)1.4.1.2. Medidas por eixos
  17. 17. 161.4.1.2.1. Paredes1.4.1.2.2. Pilares
  18. 18. 171.4.2. Cortes1.4.2.1. Corte BB
  19. 19. 181.4.2.2. Corte AA
  20. 20. 192. Escada2.1. IntroduçãoH = altura à vencer;ne = número de espelhos;np = número de pisos.ne = np + 1e =neH2.1.1. Escada residencial unifamiliar- Condição necessária15cm  e  19cm25cm  p  32cm- Condição ideal2e + p = 63cm à 64cm (Blondell)Largura mínima = 80cm.Obs. Não é aconselhável, mas pode degrau em leque.2.1.2. Escada residencial multifamiliar em prédios comerciais (usocoletivo)- Condição necessária16cm  e  18cm25cm  p  32cm2e + p = 63cm à 64cm (Blondell)Largura mínima = Depende do fluxo de pessoas, porém pode ser considerado:
  21. 21. 20120cm  para pequenos edifícios;150cm  para hospitais, clínicas, escolas, locais de reuniões.2.1.3. RECORDAÇÃODivisão de segmentos de reta A B em “n” partes iguais.divide-se em “n” partes iguais Une-se 4 ao B e após traçam-se retas paralelasPosicionar a régua de tal maneira que o último espelho coincida com a linha do pisosuperior e os demais serão traçados de forma paralela.
  22. 22. 212.2. Exercício de Escada 1
  23. 23. 222.2.1. Resolução do Exercício de Escada 1
  24. 24. 232.3. Exercício de Escada 2 (do projeto básico)
  25. 25. 242.3.1. Resolução do Exercício de Escada 2
  26. 26. 252.4. Exercício de Escada 3

×