Head space na Embalagem

1.939 visualizações

Publicada em

Apresentação desenvolvida para a Embaquim no XXVI SEMANENG da UNESP sobre "head space" e suas implicações ambientais e legislativas no processo de desenvolvimento, uso e aplicação de embalagens rígidas e flexíveis em geral.

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Apenas corrigindo: a Portaria 169 foi revogada completamente pela Portaria 361; portanto, não há uma exigência legal para que o headspace tenha 10%. Não há amparo legal para essa exigência.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.939
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Head space na Embalagem

  1. 1. HEADSPACEna embalagem
  2. 2. ] HEADSPACE na embalagem RENATA CANTEIRO Diretora Técnica e Desenvolvimento
  3. 3. EMBALAGEM
  4. 4. PESO X CAPACIDADE PESO CAPACIDADE SACOLA PLÁSTICA 4g 6Kg EMBLAGENS TETRA PARK 28g 1L LATA ALUMÍNIO 13,5g 350ml GARRAFA PET 54g 2L
  5. 5. 50 % ORGÂNICO50 % INORGÂNICO
  6. 6. 1 ,5 Kg POR DIASP 16POR DIA 500.000 Ton
  7. 7. 39POR DIA .000 Ton Alimentos no lixo
  8. 8. EMISSÃO CO2 1980 À 2007
  9. 9. PEGADAECOLÓGICA atual 1,5 PLANETAS TERRA
  10. 10. PORQUE TUDO ISSO?
  11. 11. CO M OD ID AD ENO VA S NE CE SS ID ADHÁ ES GLOBALIZAÇÃO BI TO S DE CO N SU MUR BA O NI ZA ÇÃ OM AI OR M OB ILI DA D E
  12. 12. MEGATENDÊNCIAS DA VI DE A IV AT CT PEEX MÉDIA MUNDIAL 80 Anos
  13. 13. PO DE R EC ECONOMIA ON ÔM IC OCL AS SE SE M ER G EN T ESPO LÍT I CA S PÚ BL IC AS
  14. 14. EuCOMO VOCÊ SE SENTE COM TUDO ISSO?
  15. 15. MAS, QUAL É A SOLUÇÃO?
  16. 16. RE FL ET IRRE EMBALAGEM CU SA RRE UT ILI ZA R SUSTENTÁVELRE DU ZI R 5RsRE CI CL AR
  17. 17. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE FL ET IR REFLETIR Antes de comprar ou pedir alguma coisa, deveríamos refletir se realmente precisamos dele. O consumo excessivo e o consumismo lideram as causas da degradação ambiental e social.
  18. 18. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE CU SA R RECUSAR Recusar materiais desnecessários que não sejam biodegradáveis, como sacolas e copos descartáveis.
  19. 19. EMBALAGEMSUSTENTÁVEL REUTILIZAR R ZA ILI UTRE Pensar sobre as coisas que você pode reutilizar: envelopes velhos, jornais, sacolas plásticas, etc. Doar ou vender objetos pessoais como vestuário, móveis e brinquedos. A reutilização de itens reduz o número de coisas novas que você precisa comprar e, portanto, reduz a quantidade de resíduos que se produz.
  20. 20. EMBALAGEMSUSTENTÁVELRE R ZI DU REDUZIR Reduzir o lixo e o consumo de energia.
  21. 21. EMBALAGEMSUSTENTÁVELCIRE CL AR RECICLAR Reciclagem envolve a transformação de mateiais usados, indesejados em novos produtos para evitar o desperdício de materiais potencialmente úteis. Apesar das estratégias utilizadas para reciclagem não serem o caminho ideal para a sustentabilidade e a redução das emissões de CO2, elas fazem sentido no que diz respeito à conservação dos recursos naturais escassos.
  22. 22. NO DIA-A-DIA OK,MAS E QUANDO ESTAMOSFALANDO DE EMPRESAS?
  23. 23. RE CI C E O LÁV XI EIS DB / IO BIO DE DM GR EG AT AD RA ÉR ÁV DÁ IA EI VEI S S -P RI M A RE NO EMBALAGEMEN VA ER VÉ GI L A PA RA CO NVM ER AT SÃ ER IA O IS M AI SL QU EV ES AN TID AD ES EX ATSE AS GU RA NÇ A
  24. 24. ECOEFICIÊNCIA PLA COMPOSTÁVEL / BIODEGRADÁVEL S S EI VEI ÁV DÁ AD RA GR EG DE D IO BIO DB / XI EISE O LÁV C CIRE PET PEBD RECICLÁVEL OXIBIODEGRADÁVEL
  25. 25. POLIETILENO VERDE 10.000 CADEIAS LÉ AV OV P-O-L-I-M-É-R-I-C-A-S N RE A IM PR A- ÉRIAT 4 ou+M H L-I-G-A-Ç-Õ-E-S H Molécula de Etileno C POLIETILENO VERDE
  26. 26. ENERGIAS RENOVÁVEIS EÓLICA O FONTES INEXPLORADAS SÃ ER NV CO MARÉS RA PA A GIER HIDRELÉTRICASEN São fonte de e nergia s ustentável? SOLAR LÂMPADAS ECONÔMICAS
  27. 27. AUS INAO MONTEDE BELÉ SUSTE NTÁVEL? S IMPACTO adas desabrig Fámilias ortos A nimais M sada da ág ua repre Qu alidade
  28. 28. ENERGIAS RENOVÁVEIS L RA TE SA ON U R AT AS EA MUSINA HIDROELÉTRICA DE BELO MONTE A R SN . OM LIC ID CL LA LO UN NU GÁ SO EÓ BE BI ICB R$ /MWh 77,97 135 148 153,48 500 143 150 Capacidade MW 11.233 (277 a (10.160 turbinas 9.522 28.000 6.530 5.078 544 usinas 1,5 MW) (140 Mi de de painéis solares de 200 W) Fator de % 40,69 55 30 48 16,5 70 90 Capacidade (Médio) Custo de R$ / KW 1.700 5.000 a 3.660 a 12.600 a 1.281 a 6.400 Instalação 6.000 2.745 18.300 1.647 Custo Total Bi / R$ 20 41.55 a 47,80 a 21,00 a 355,00 a 9,00 a 32,5 de Instalação 49,86 83,60 26,00 507,00 11,00
  29. 29. MATERIAIS + LEVES ES EV SL ISOPOR AI SM AI É um material RI s ustentável? EATM = 98 O2 % PP = 2 %
  30. 30. QU AN TID AD ES EX ATSE AS GU RA NÇ A MEDIDAS E CONFIABILIDADE
  31. 31. ] HEADSPACE ] na embalagem AÇUCAR Refinado Especial
  32. 32. HEADSPACETPO PRESSÃO VOLUME DO PRODUTO O2 O2 O2 O2Oxigênio O2 O2 O2Total na O2 DISSOLVIDOEmbalagem T E M P E R AT U R A VOLUME DO HEADSPACE
  33. 33. O GRANDE VILÃO DETERIORAÇÃO DE ALIMENTOS O2 - Oxidação O2 O2 - Alteração de Cor - Alteração de Sabor - Perda de Nutrientes O2 - Efeito da Luz O2 - Catalizador de processos de oxidação
  34. 34. OUTRO VILÃO INVISÍVEL PRESSÃO ATMOSFÉRICA - Diferença de Pressão - Envase - Transporte - Consumidor Final
  35. 35. E MAIS UM VILÃO INVISÍVEL EXPANSÃO / COLAPSAMENTO - Embalagens Flexíveis - Selos Flexíveis
  36. 36. PRODUTOS LÍQUIDOST E M P E R AT U R A PRECISÃO DE ENVASE DO EQUIP. DE EN-
  37. 37. PRODUTOS EM PÓ DENSIDADE C O M PA C TA Ç Ã O APARENTE (PÓ NA CAMADA SELANTE)
  38. 38. EMBALAGENS FLEXÍVEIS ] HEADSPACE HEADSPACE ] HEADSPACE ]
  39. 39. EMBALAGENS RÍGIDASTRANSPARENTES (PET) ] HEADSPACEOPACAS (VIDRO) ] HEADSPACE
  40. 40. LEGISLAÇÃO | EMBALAGENS RÍGIDAS Portaria Inmetro 162/95. Normalização e Qualidade Industrial. Revogada pela Portaria 361/09, a qual altera apenas nomenclaturas, “[...] estabelece o máximo de 10% de espaço vazio para os produtos “pré-medidos contidos em embalagens rígidas e opacas”.
  41. 41. ALTERNATIVAS NO PRODUTO - Antioxidantes NA EMBALAGEM - Absorver UV - O2 Scavengers - Anti estático
  42. 42. ALTERNATIVAS NO HEADSPACE - Inertização - Atmosfera Modificada - Vácuo
  43. 43. OBRIGADA! RENATA CANTEIRODiretora Técnica e Desenvolvimento renata.canteiro@embaquim.com.br Tel.: + 55 11 2066 - 2333 www.embaquim.com.br

×