Expressão genética

389 visualizações

Publicada em

um estudo sobre a herança genética, alimentação na gravidez ,comportanmento, emoçoes, tudo é deixado para os filhos, muito interessante.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
389
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Expressão genética

  1. 1. Epigenética e evidência de vitória sobre o pecado
  2. 2. Deus nos oferece conhecimento Oséias 4:6 Porquanto rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.
  3. 3. A obra mais importante A formação do caráter é a obra mais importante que já foi confiada a seres humanos; e nunca antes foi seu diligente estudo tão importante como hoje. Jamais qualquer geração prévia teve de enfrentar situações tão difíceis; nunca antes jovens foram defrontados por perigos tão grandes como hoje. Educação 225
  4. 4. Por que a formação de caráter é a obra mais importante confiada a seres humanos?
  5. 5. {CCh 345.6, 5T 745-6} Justo diante de nós está a batalha final da grande controvérsia quando, com “todo poder e sinais e mentiras maravilhosas, e com todo o engano de injustiça," Satanás está a trabalhar para representar mal o caráter de Deus, que ele poderia "seduzir, se fosse possível, até os eleitos.”
  6. 6. Se já houve um povo em necessidade de constatemente obter luz do céu, é o povo que, neste tempo de perigo, Deus tem chamado para ser os depositários de Sua santa lei e vindicar Seu caráter perante o mundo. Aqueles a quem tem sido dada uma confiança tão sagrada devem ser espiritualizados, elevados, vitalizados pelas verdades que eles professam acreditar.
  7. 7. A hereditariedade Muitos têm de lutar contra fortes tendências hereditárias para o mal. Fortes desejos não naturais, impulsos sensuais, eis a herança que por nascimento receberam. Contra os mesmos devem ser cuidadosamente guardados. Interior e exteriormente, estão o bem e o mal em luta pelo domínio. CBV 173
  8. 8. Saúde na pré-concepção • Juízes 13:3 Mas o anjo do Senhor apareceu à mulher e lhe disse: Eis que és estéril, e nunca deste à luz; porém conceberás, e terás um filho. • Juízes 13:4 Agora, pois, toma cuidado, e não bebas vinho nem bebida forte, e não comas coisa alguma impura;
  9. 9. Juízes 13:8 Então Manoá suplicou ao Senhor, dizendo: Ah! Senhor meu, rogo-te que o homem de Deus, que enviaste, venha ter conosco outra vez e nos ensine o que devemos fazer ao menino que há de nascer.
  10. 10. • 13:12 Então disse Manoá: Quando se cumprirem as tuas palavras, como se há de criar o menino e que fará ele? • 13:13 Respondeu o anjo do Senhor a Manoá: De tudo quanto eu disse à mulher se guardará ela; • 13:14 de nenhum produto da vinha comerá; não beberá vinho nem bebida forte, nem comerá coisa impura; tudo quanto lhe ordenei cumprirá.
  11. 11. Por que Deus deu tanta ênfase ao que a mãe de Sansão deveria comer mesmo desde a pré-concepção?
  12. 12. A Ciência do Bom Viver, 372-3 • “O efeito das influências pré-natais é olhado por muitos pais como coisa de somenos importância; o Céu, porém, não o considera assim. A mensagem enviada por um anjo de Deus, e duas vezes dada da maneira mais solene, mostra que isto merece nossa mais atenta consideração.
  13. 13. A felicidade da criança será afetada pelos hábitos da mãe. Seus apetites e paixões devem ser regidos por princípios. Existem coisas que lhe convém evitar, coisas a combater, se quer cumprir o desígnio de Deus a seu respeito ao dar-lhe um filho. Se antes do nascimento de seu filho, ela é condescendente consigo mesma, egoísta, impaciente e exigente , esses traços se refletirão na disposição da criança.
  14. 14. Assim têm muitas crianças recebido como herança, quase invencíveis tendências para o mal.” A Ciência do Bom Viver, 372-3
  15. 15. Temperança 173/ PP 561 Pai e mãe transmitem aos filhos suas características mentais e físicas, e suas disposições e apetites. Como resultado da intemperança paterna, as crianças muitas vezes têm falta de força física, e de capacidade mental e moral. Alcoólicos e fumantes podem transmitir a seus filhos seu insaciável desejo, o sangue inflamado e os nervos irritáveis; e efetivamente o fazem.
  16. 16. O libertino lega muitas vezes à prole, como herança, os seus desejos impuros, e mesmo moléstias repugnantes. E, como os filhos têm menos força para resistir à tentação do que o tiveram seus pais, a tendência é para que cada geração decaia mais e mais.
  17. 17. O resultado … como os filhos têm menos força para resistir à tentação do que o tiveram seus pais, a tendência é para que cada geração decaia mais e mais.
  18. 18. Decair em quê? força física, capacidade mental e moral
  19. 19. Review and Herald, 29 de julho de 1884 Nossos ancestrais nos legaram costumes e apetites que estão enchendo o mundo de enfermidades. Os pecados dos pais, mediante o apetite pervertido, são com terrível poder visitados nos filhos até a terceira e quarta gerações.
  20. 20. Terceira e quarta gerações Exo 20:5-6 ... visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.
  21. 21. A errônea alimentação de muitas gerações, os hábitos glutões e a condescendência própria que há no povo estão enchendo nossos albergues, prisões e hospícios.
  22. 22. Manuscrito 3, 1897 Onde quer que os hábitos dos pais sejam contrários à lei física, o dano causado a si mesmos repetir-se-á nas gerações futuras.
  23. 23. Como os hábitos dos pais e suas condescendências são refletidos na disposição da próxima geração? Como quase invencíveis tendências para o mal são passadas de geração à geração?
  24. 24. Podemos exercer algum controle sobre nosso legado genético? Podemos fazer escolhas que irão “silenciar” essas más tendências?
  25. 25. D N A
  26. 26. NEJM Manel Esteller, M.D., Ph.D. Genética clássica sozinha não pode explicar a diversidade de fenótipos dentre uma população. Nem a genética clássica explica como, apesar de terem idêntica sequência de DNA, gêmeos monozigotos ou animais clonados podem ter diferentes fenótipos e diferentes susceptibilidades a doenças.
  27. 27. NEJM Manel Esteller, M.D., Ph.D. O conceito de epigenética oferece uma explicação parcial destes fenômenos. Pela primeira vez introduzido por C.H. Waddington em 1939 para nomear “as casuais interações entre genes e seus produtos, os quais causam o fenótipo a ser expresso”, epigenética foi mais tarde definida como mudanças hereditárias na expressão genética que não são devidas a qualquer alteração na seqüência de DNA.
  28. 28. Epigenética Mudanças hereditárias na expressão genética que Não São devidas a qualquer alteração na seqüência de DNA.
  29. 29. D N A
  30. 30. Genes são segmentos de DNA que carregam informação genética.
  31. 31. O gene tem uma sequência codificada e uma sequência não-codificada. A sequên-cia codificada (A-T, C-G) determina o que o gene produz, enquanto a sequência não codificada regula as condições de expressão genética.
  32. 32. Expressão Genética (Gene expression) O processo pelo qual uma célula converte o código genético em RNA e proteína. Understanding Nutrition p.189
  33. 33. DNA  RNA + proteínas
  34. 34. E o que Epigenética e Expressão Genética têm a ver com vitória sobre o pecado?
  35. 35. A EPIGENÉTICA VEM MOSTRAR QUE NÓS PODEMOS “ALTERAR” O LEGADO GENÉTICO QUE HERDAMOS DE NOSSOS PAIS. COMO?
  36. 36. LEGADO GENÉTICO NÃO É DESTINO
  37. 37. Embora o crescimento de um feto seja influenciado pelos seus genes, estudos em humanos e animais sugerem que o crescimento é usualmente limitado pelo ambiente, em particular os nutrientes e oxigênio que o feto recebe da mãe. Dietitian’s guide for vegetarian diets
  38. 38. • Experimentos mostram que mesmo pequenas modificações na dieta de animais fêmeas grávidas podem ser seguidas por mudanças de longa duração nos filhotes de maneira que podem ser relacionadas a doenças, como por exemplo, pressão alta e metabolismo alterado da glicose. • Um grande número de órgãos e sistemas pode ser permanentemente mudados ou “programados” por manipulação do ambiente intrauterino.
  39. 39. Estudos experimentais em animais têm mostrado que subnutrição por muitas gerações pode ter efeitos cumulativos na performance reprodutiva. Ratos alimentados com uma dieta deficiente em proteína por 12 gerações resultou em progressivamente maior retardamento no crescimento fetal por gerações; em seguida, sendo as posteriores gerações alimentadas com uma dieta normal, levou somente três gerações para normalizar o crescimento e o desenvolvimento.
  40. 40. •12 gerações pra degenerar •3 gerações pra regenerar
  41. 41. Um gene particular —o gene agouti—que, além de fazê-los furiosamente vorazes e amarelos, faz também com que eles sejam susceptíveis a desenvolver câncer e diabetes. Com não mais que uma mudança na dieta, as ratas agouti de laboratório (esquerda) estiveram aptos a dar luz a ratinhos (direita) que diferem grandemente em aparência e susceptibilidade a doenças.
  42. 42. O que mudou? • Não trocaram uma só letra do DNA das ratas. • Eles mudaram a dieta das mães. • A mudança da dieta foi justo antes da concepção, quando Jirtle e Waterland alimentaram um grupo de ratas com uma dieta rica em doadores de metil, pequenos clusters químicos (CH3) que podem conectar-se ao gene e desligá-lo (turn it off). • “PROMOTOR”, que controla a atividade do gene.
  43. 43. O grupo metil – CH3 • Depois de consumidos pela mãe, os doadores de metil fizeram seu caminho no desenvolvimento dos cromossomos dos embriões até o crítico gene agouti. • As mães passaram o gene agouti intacto para seus filhotes, mas graças à dieta rica em metil, elas adicionaram ao gene um “interruptor químico” que obscureceu os efeitos deletérios/destruidores do gene.
  44. 44. Metilação do DNA • Uma forma de sinalização epigenética que envolve a adição de um grupo metil — CH3 — a bases particularesCpGna sequência de DNA. Isto interfere com os sinais químicos que colocariam o gene em ação, e daí, efetivamente silencia o gene.
  45. 45. Uma mudança • “Foi assustador ver como algo tão sutil quanto uma mudança nutricional na mãe rata grávida pôde ter tal impacto dramático na expressão genética do bebê," Jirtle diz. “Os resultados mostraram quão importantes as mudanças epigenéticas podem ser."
  46. 46. Epigenoma afetado O experimento de Jirtle and Waterland foi um marco na demonstração de que o epigenoma é sensível a influências do ambiente.
  47. 47. Epigenoma afetado Mais e mais, pesquisadores estão descobrindo que uma porçãozinha extra de uma vitamina, uma breve exposição à toxina, mesmo uma dose adicional de carinho materno pode torcer/influenciar o epigenoma—e, dessa forma, alterar o software de nossos genes—de formas que afetam o corpo e o cérebro de indivíduos por toda a vida.
  48. 48. Para surpresa dos cientistas, muitas mudanças ambientais induzidas passaram a ser hereditárias. Quando expostas a predadores, Daphnia cresce pontas defensivas (right). O efeito pode durar por várias gerações.
  49. 49. A grande surpresa A surpresa ainda maior é a recente descoberta de que sinais epigenéticos do ambiente podem ser passados de uma geração à outra, às vezes por várias gerações, sem trocar uma única sequência genética.
  50. 50. Em 1999, a bióloga Emma Whitelaw, que trabalha no Queensland Institute of Medical Research na Austrália, demonstrou que marcas epigenéticas podem ser passadas de uma geração à outra em mamíferos.
  51. 51. “Isto muda a forma que nós pensamos sobre transferência de informações através de gerações," diz Whitelaw. “A mentalidade no momento é que a informação que nós herdamos de nossos pais é na forma de DNA. Nosso experimento demonstra que é mais que justamente DNA que você herda. Num sentido, isto é óbvio, porque o que nós herdamos de nossos pais são cromossomos, e cromossomos são somente 50% DNA. Os outros 50% são feitos de moléculas de proteína, e estas proteínas carregam as marcas e informações epigenéticas."
  52. 52. • “O que é um abrir de olhos é um crescente corpo de evidências sugerindo que as mudanças epigenéticas operadas pela dieta de uma pessoa, seu comportamento, ou o meio ambiente que lhe cerca podem fazer seu caminho dentro da linha germinal e ecoar longe no futuro. Pondo simples, e bizarro como pode soar, o que você come ou fuma hoje pode afetar a saúde e o comportamento de seus netos.” (3a geração!)
  53. 53. Terceira e quarta geração Êxodo 20:5 ... visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.
  54. 54. Controle? “Gene como destino" tem se tornado sabedoria convencional. Através do estudo da epigenética, essa noção tem sido provada ultrapassada. Subitamente, para melhor ou para pior, nós parecemos ter uma medida de controle sobre nosso legado genético.
  55. 55. Livre arbítrio? "Epigenética está provando que nós temos alguma responsabilidade pela integridade de nosso genoma," Jirtle disse. “Antes, genes predeterminavam os seus produtos. Agora, tudo que nós fazemos—tudo que nós comemos ou fumamos—pode afetar nossa expressão genética e a de gerações futuras. Epigenética introduz o conceito de livre arbítrio dentro da nossa idéia de genética."
  56. 56. Os estudos de Pembrey e outros pesquisadores epigenéticos sugerem que nossa dieta, comportamento, e ambiente que nos cerca hoje pode ter um impacto maior que o imaginado na saúde de nossos descendentes distantes. “Nosso estudo tem mostrado uma nova área de pesquisa que podia potencialmente dar uma maior contribuição para a saúde pública e ter um grande impacto na forma como nós vemos nossas responsabilidades em relação a futuras gerações," diz Pembrey.
  57. 57. E o adulto? Ainda tem “jeito”?
  58. 58. • Até recentemente, o padrão do epigenoma de um indivíduo era pensado a ser firmemente estabelecido durante o princípio do desenvolvimento fetal. Embora, isto seja ainda visto como um período crítico, cientistas têm ultimamente descoberto que o epigenoma pode mudar em resposta ao meio ambiente através de toda a vida de uma pessoa.
  59. 59. Pequenas coisas, grandes efeitos • “Pessoas costumavam pensar que uma vez que o código epigenético era determinado no princípio do desenvolvimento, que aquilo seria para a vida toda," diz a farmacologista Moshe Szvf, do lab na McGill University in Montreal. “Mas a vida está em mudança todo o tempo, e o código epigenético que controla nosso DNA veio a ser o mecanismo através do qual nós mudamos ao longo do tempo. Epigenética nos diz que pequenas coisas na vida podem ter um efeito de grande magnitude."
  60. 60. Pesquisadores na Universidade John Hopkins descobriram que as marcas chamadas epigenéticas na sequência do DNA de uma pessoa modifica-se no curso de sua vida e a extensão de tais mudanças é similar entre membros da família. Discovery channel 25/06/2008
  61. 61. “Nós estamos começando a ver que epigenética está no centro da medicina moderna porque mudanças epigenéticas, ao contrário da sequência de DNA que é a mesma em cada célula, podem ocorrer como um resultado de exposição dietética e outras exposições do meio ambiente," disse Andrew Feinberg, professor de biologia molecular e genética da Universidade John Hopkins
  62. 62. Será tarefa fácil mudar nosso legado genético, nossa EPIGENÉTICA?
  63. 63. 1 MCP 145 • Em nossa própria força, nos é impossível negar os reclamos de nossa natureza caída. Através deste canal, Satanás trará tentações sobre nós. Cristo sabia que o inimigo viria a todo ser humano para tirar vantagens das fraquezas hereditárias e por suas falsas insinuações tragar todos aqueles cuja confiança não está em Deus. E passando pelos mesmos caminhos sobre os quais o homem deve andar , nosso Senhor tem preparado o caminho para nós obtermos vitória. Não é Seu desejo que nós sejamos colocados em desvantagem no conflito com Satanás. . . .
  64. 64. 1 MCP 146 Apenas pouco tempo habitou Ló em Zoar. A iniquidade prevalecia ali como em Sodoma, e ele temeu ficar, pelo receio de ser destruída a cidade. Não muito tempo depois, Zoar foi consumida conforme fora o intuito de Deus. Ló encaminhou-se para as montanhas e habitou em uma caverna, despojado de tudo aquilo por amor de que ousara sujeitar sua família às influências de uma cidade ímpia.
  65. 65. Mas a maldição de Sodoma seguiu-o mesmo ali. A conduta pecaminosa de suas filhas foi o resultado das más associações naquele vil lugar. A corrupção moral se entretecera de tal maneira com o caráter delas que não podiam discernir entre o bem e o mal. A última posteridade de Ló, os Moabitas e Amonitas, foram tribos vis, idólatras, rebeldes a Deus e inimigos figadais de Seu povo.
  66. 66. 1 Coríntios 10:7 "Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar.”
  67. 67. 2 Timóteo 3:1-4 • SABE, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. • Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, • Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, • Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,
  68. 68. Os dias da nova aliança virão • Jer 31:31 Eis que os dias vêm, diz o Senhor, em que farei um pacto novo com a casa de Israel e com a casa de Judá, • Jer 31:33 Mas este é o pacto que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração ; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.
  69. 69. O exercício da decisão • Através do correto exercício do poder de decisão, uma mudança inteira deve ser feita na vida. Rendendo o desejo a Cristo, nos aliamos ao poder divino. Recebemos força do alto para nos ajudar a permanecer firmes. Uma vida pura e nobre, uma vida de vitória sobre o apetite e as paixões, é possível a todos os que unirem o seu fraco e oscilante poder de decisão ao firme e onipotente poder de Deus. {Conselhos sobre Saúde 440.2}
  70. 70. Perfeição de caráter Deus aceitará somente aqueles que estão determinados a alcançar o alto. Ele coloca todo agente humano sob obrigação para fazer o seu melhor. Perfeição moral é requerida de todos. Nunca devíamos nós rebaixar os padrões de justiça a fim de acomodar tendências hereditárias ou cultivadas para fazer o mal. Nós precisamos entender que imperfeição de caráter é pecado. {PJ-COL 330.2}
  71. 71. Os 144.000 Rev 14:1 E OLHEI, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai. Rev 14:4 Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes são os que dentre os homens foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro. 5 E na sua boca não se achou engano; porque são irrepreensíveis diante do trono de Deus.
  72. 72. Fim

×