COMO VERIFICAR CURSO DE BOMBEIRO CIVIL

4.333 visualizações

Publicada em

Republicada a “Cartilha de orientação quanto a Cursos de Formação de Bombeiro Civil”, o texto atual atende a Norma Nacional que está em vigor desde 2007, ela será atualizada em janeiro com a nova Norma Nacional, mas todos os certificados oferecidos até então devem atender.

Serve tanto para quem pesquisa por um curso, verificar se a instituição está e oferece curso em situação regular, quanto serve para alunos verificarem se o curso que estão fazendo é válido e ainda serve para profissionais novatos e veteranos conferirem se o curso que fizeram e se o certificado que receberam é válido estando completo ou se a escola está devendo algo em sua formação.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.333
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

COMO VERIFICAR CURSO DE BOMBEIRO CIVIL

  1. 1. CARTILHA INFORMATIVA COMO VERIFICAR SE UM CURSO DE FORMAÇÃO DE BOMBEIROS CIVIS ATENDE AS NORMAS E SE O CERTIFICADO EMITIDO AO FINAL DO CURSO É VALIDO PARA O MERCADO DE TRABALHO E PARA INSCRIÇÃO NOS REGISTROS DO CONSELHO NACIONAL DE BOMBEIROS CIVIS - CNBC BRASIL A presente cartinha tem por objetivo servir de utilidade pública para estudantes de curso de Formação de Bombeiros Civis, oferecendo informações para que possam bem escolher a escola ou se já estiverem em curso poderem conferir se a instituição está em situação regular. Esta cartilha é útil ainda para profissionais já formados, novatos ou veteranos, que podem conferir se a formação que cursaram ou o certificado que receberam estão em situação regular e válida. AVISO: ESTA CARTILHA SERÁ ATUALIZADA EM JANEIRO DE 2014, devido a revisão da nova Norma Nacional de formação de Bombeiros Civis 2ª Edição Novembro 2013 Brasil Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 1 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330
  2. 2. Como verificar se um curso de formação de Bombeiro Civil é regular e seu certificado é válido para o mercado de trabalho e para inscrição nos registro no CNBC Parâmetros para verificar a idoneidade de uma entidade e a validade de curso de formação de Bombeiros Civis. Esta cartilha de orientação surgiu por diversas consultas sobre entidades de formação e várias denúncias sobre cursos fora de norma, abusos, venda de certificados e outras irregularidades. Esta cartilha serve como referência tanto para o aluno verificar se a entidade atende as normas e leis nacionais antes de entrar em um curso, como também para avaliar durante todo curso se está regular. AVISO 1 : Curso a distância Cursos de formação de Bombeiro Civil “a distância” constitui infração penal em crime contra relação de consumo e ainda passível de mais dispositivos no Código Penal e Leis especiais. Denuncie ao CNBC pelo site cnbc.org.br AVISO 2: Indústria da formação Cuidado com a “indústria da formação” existem regiões onde há escolas formando muito mais profissionais do que as ofertas de trabalho na região, então verifique há quanto tempo a entidade está no mercado e qual a quantidade média de alunos formados que conseguiram emprego após o curso. Se possível confirme a informação. AVISO 3: Exploração de “estágios” Estágio é um ato educativo escolar supervisionado, conforme a Lei Federal 11.788 de 25 de setembro de 2008 e se aplica também aos cursos profissionalizantes como é o caso do curso de formação de Bombeiros Civis, mas entidades inescrupulosas exploram seus alunos como “mão de obra gratuita”, vendendo ao contratante serviços de Bombeiros Civis profissionais, mas colocando para trabalhar “alunos” ainda em curso dizendo a estes alunos que estão em “estágio” e ao contratante que são profissionais, quando estão em exercício ilegal da profissão. Importante frisar que o estágio se aplica “somente após o FINAL DO CURSO” quando o aluno já está aprovado em todas as disciplinas teóricas e praticas e não acontece sem supervisão direta. A única situação aceitável para aluno em estágio, é que ele esteja no local “identificado como aluno” e sob orientação e supervisão constate do professor e “não” deve de forma alguma exercer nenhuma atividade profissional, pois ainda não está formado para exercer a profissão A Lei do estágio 11.788, tem diversos itens como contrato de estágio celebrado entre estudante, entidade de ensino e empresa onde for cursado e estágio, texto disponível em cnbc.org.br no menu leis e normas. Pessoas sem formação com uniforme exercendo a profissão é prática CRIMINOSA, mesmo se em situação de estágio em desconformidade com a Lei 11788. denuncie ao CNBC. AVISO 4: Venda de “uniforme de trabalho na escola” Obrigar ou induzir o aluno a comprar “uniforme” de profissional é prática abusiva contra o consumidor proibida pelo Código de Proteção e Defesa do Consumidor. Vale ressaltar que por força da Lei Federal 11901 o uniforme é fornecido as custas do empregador e não do profissional, o aluno antes de formado 'não é um profissional” então usar uniforme é falsidade ideológica e trabalhar como tal é exercício ilegal da profissão, o aluno até pode comprar seu uniforme mas a lei é clara o empregador que fornece uniforme ao trabalhador. Não seja enganado, cursos e certificados que não atendam os requisitos a seguir NÂO tem validade, uma pessoa que tenha feito curso “invalido” e venha a exercer a profissão pode responder criminalmente por “falsidade ideológica” e por “exercício ilegal da profissão”. Denuncie irregularidades no site cnbc.org.br A seguir 10 perguntas para entidades que ofereçam cursos de formação de Bombeiro Civil. As entidades com inscrição no CNBC se comprometem a atender as Normas e os demais itens, caso uma instituição de ensino, independente de possuir inscrição no Conselho ou não, esteja em desacordo com os itens da lista de perguntas, da grade e das competências, denuncie. DICA: Na última página há um resumo em formato de lista de checagem. Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 2 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330
  3. 3. Faça estas perguntas no local onde pretende realizar o curso de Bombeiro Civil: 1 – A entidade tem inscrição no CNBC Conselho Nacional de Bombeiros Civis? Verificar se a entidade possui registro em situação regular no CNBC, Justificativa: Entidades com registros no CNBC, se comprometem com o Código de Ética e demais Normas Nacionais do CNBC, protegendo o aluno de maus tratos ou quaisquer abusos que possa sofrer em curso, outras situações também podem ser denunciadas ao CNBC. As entidades com registro no CNBC são fiscalizadas quanto ao cumprimento das leis, normas e resoluções sobre a profissão, garantindo maior segurança ao aluno e a toda sociedade, combatendo a formação irregular e o posterior exercício ilegal da profissão. As Instituições de ensino registrados no CNBC receberão o Manual Brasileiro e o Guia Nacional de Referencia do Bombeiro Civil (ainda em desenvolvimento), sobre formação e atuação deste profissional, garantido a mesma qualidade e excelência em nível técnico em todo País, valorizando o profissional e a profissão. A inscrição no CNBC, exceto por força de lei, não é obrigatória logo uma instituição pode oferecer o curso mesmo sem inscrição no Conselho, mas mesmo assim são obrigadas a atender as Normas Nacionais pertinentes, a vantagem da instituição inscrita no CNBC é o fato de estar compromissada. CONFIRA A INSCRIÇÂO, caso a entidade apresente um número de inscrição no Conselho, verifique a situação do registro em cnbc.org.br no menu “Inscrição e Registros” no item “Consultar Registros”, na opção “Consultar Entidades”, link direto entidades.cnbc.org.br 2 - Qual o CNPJ da escola? Peça, anote e confira 1 - Peça o número do CNPJ e confira se a entidade que oferece o curso é uma empresa legalmente constituída, com CNPJ em situação ativa junto a Receita Federal, com descrição de atividade que esteja explícito formação de Bombeiro Civil ou inclua formação profissional, verifique ainda se o código da Classificação Nacional de Atividade Econômica CNAE que consta no CNPJ é relacionada a treinamento e desenvolvimento profissional ou similar, consulte o CNPJ no site www.receita.fazenda.gov.br clique no menu “empresa” depois em “cadastro CNPJ” e em “Consultas” clique em “Emissão de Comprovante de Inscrição e de Situação Cadastral “. 2 - Consulte se esta entidade tem reclamações junto ao PROCON (órgão do governo para proteção e defesa do consumidor), há unidades estaduais do PROCON em todo País e a consulta a reclamações é gratuito, bastando informar o CNPJ da entidade, em São Paulo www.procon.sp.gov.br 3 – A entidade possui estes 4 itens para consulta? Veja se possuem: a) Código de Defesa do Consumidor, www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8078.htm b) Norma Nacional ABNT NBR 14.608 - Bombeiro Profissional Civil – Requisitos, ou Norma Nacional CNBC 02-2012 Formação e aperfeiçoamento de Bombeiros Civis. c) Código de Ética do Bombeiro Civil, publicado em 12/01/12, DOU nº 13 de 18/01/12 , e demais Normas Nacionais do CNBC. www.cnbc.org.br d) Manual para Atendimento a Emergências com produtos perigosos, da ABIQUIM Pró-Química em sua versão atual. www.abiquim.org.br 4 – Existe um contrato? Peça uma cópia do contrato para estudar. Verificar se a entidade oferece “contrato de prestação de serviços” que atenda os dispositivos legais e as recomendações do PROCON e serviços de proteção e defesa do consumidor incluindo: -Discrição dos serviços ou cursos prestados; Data de início e termino do curso; Informação do conteúdo programático a ser desenvolvido; Quantidade de módulos ou séries; Número de aulas e quais dias da semana; Duração de cada aula e do curso; Local onde serão realizadas as aulas teóricas e práticas; Valor e forma de pagamento; Material a ser utilizado; Emissão de certificado de conclusão; Apresentação de forma clara das condições para rescisão de contrato e ressarcimento, tudo que for ofertado verbalmente deve também constar deste contrato ou de adendo documentado. 5 – O curso atende a ABNT NBR 14608? Peça a grade ou o currículo do curso e confira Verificar se o curso atende em conteúdo, teoria e prática os requisitos da ABNT NBR 14608. Conferir se a grade e currículo do curso realmente atendem a “ Tabela B (normativa) Currículo mínimo do curso de formação de Bombeiros Profissionais Civis -ABNT NBR 14.608-2007”, em conteúdo e carga horária teórica e prática. Justificativa: -O código de proteção e Defesa do Consumidor (Lei Federal 8.078 09/90). na Seção IV, Das Práticas Abusivas, no Art.39, é explícito no item VIII: Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 3 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330
  4. 4. “Colocar no mercado de consumo, qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes ou se normas específicas não existirem, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ou entidade credenciada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - CONMETRO.” “Oferecer cursos em desacordo com as Normas Nacionais, constitui infração penal em “crime contra relação de consumo” e mais disposições do Código Penal e Leis especiais.” 6 – Há estrutura física compatível? Confira as instalações e se informe sobre o local de prática Verificar se a entidade que oferece o curso dispõe de estrutura física, materiais e equipamentos, equipe técnica, e demais condições para adequada realização do curso, estes itens podem ser próprios ou de outras entidades conveniadas desde que documentado, anexas listas de verificação desses itens. 7 – Qual a capacitação e formação dos instrutores, há responsável técnico? a) Verificar se os instrutores de cada um dos 8 módulos do curso de formação atendem os requisitos dos itens 3.14 a 3.21 da ABNT NBR 14.608:2007, conforme itens da lista anexa. b) -Verificar quem é o responsável técnico pelo curso, sua formação e qualificação; Justificativa: Independentemente dos requisitos para instrutor de cada um dos 08 módulos do curso de formação, o CNBC exige que o certificado emitido tenha informação do RT - Responsável Técnico pelo curso com sua identificação, qualificação e registro devido Conselho de Classe. 8 – Qual é a proporção de alunos por instrutor? Confira se a proporção ou dimensionamento de instrutores e auxiliares por módulo de treinamento: - Para parte teórica: 1 instrutor para até 30 alunos, - Para parte prática de incêndio: 2 instrutor e 2 auxiliares para até 30 alunos, - Para prática de 1ºs Socorros: 1 instrutor e 1 auxiliar para cada grupo de até 10 alunos. - Pelo CNBC, para Salvamentos e outras práticas 1 instrutor e 1 auxiliar para até 10 alunos. 9 – O certificado é válido? Verificar se o certificado de formação expedido pela entidade contém as seguintes informações: a) - Os termos “Certificado” e “formação de Bombeiro Profissional Civil” ou “Formação Profissional de Bombeiro Civil” ou Formação de Bombeiro Civil. b) - Nome e RG do aluno, que deve ter maior idade(18 anos) completos antes da emissão do certificado. c) - Carga horária total, data de início e término do curso; d) - Informação de que o curso atende a ABNT NBR 14.608:2007 e) - Histórico do curso, dividido em grade dos 8 módulos, discriminadas as cargas horárias teórica e prática de cada módulo, com frequência de presença e nota a cada módulo e nota final. f) - Nº do registro do certificado, nº da página e do livro onde foi feito o registro. Este registro é feito em livro da própria entidade, que deve manter registro de todo certificado entregue para consulta. g) - Identificação com nome, nº de registro no CNBC ou número de outro documento com fé pública, assinatura do responsável pela entidade formadora, e do RT Responsável Técnico pelo curso ou senão de todos os instrutores de cada um dos 8 módulos com RG e CPF. h) -Identificação da entidade emissora do certificado com: Razão social, número de CNPJ, endereço completo, telefone e se houver outros meios de contato. i) - Caso a entidade tenha registro no CNBC, este registro também deve constar no certificado. 10 – Tem militares aqui na escola? Cuidado com instituições onde o professor se intitula “comandante” ou usa patentes militares, a situação de comandante é exclusiva para pessoa em comando de serviço de bombeiros em atendimento público, já o uso de patentes é exclusivo de militares DURANTE O SERVIÇO MILITAR, ou seja, mesmo que uma pessoa seja Coronel tal, isso é só e exclusivo na corporação militar, na instituição civil de ensino ele está como PROFESSOR ou INSTRUTOR ele não pode usar sua patente militar no meio civil. Uso de uniformes que imitam as fardas de militares, com elementos como boinas, divisas e outros itens que podem levar a confundir a pessoa com um membro de forças armadas é CRIME e podem lhe induzir o aluno ao erro e graves complicações futuras. Bombeiros e Militares podem ser professores, desde que o façam como civis sem suas patentes e devem ser chamados e tratados pelo NOME e o tratamento civil como Sr ou Prof. Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 4 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330
  5. 5. Confira os itens “mínimos” em grade e carga horária que o curso deve atender Consulta sobre currículo e requisitos mínimos para curso de formação de Bombeiro Civil, ABNT NBR 14608:2007 Bombeiro Profissional Civil- Requisitos, 94h de teoria e 116h de PRÁTICA, total 210h. Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 5 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330 Módulo Carga horária: Teoria Prática 1 Introdução 1 não 2 Aspectos Legais 1 não 3 Teoria do fogo 3 não 4 Proteção contra incêndio 4 4 5 4 8 6 Avaliação 1 2 Total do módulo 14 14 Tabela B.1 — Prevenção e combate a incêndio - Conteúdo programático Técnica e tática de combate a incêndio Módulo Carga horária: Teoria Prática 1 Equipamento de operação manual 4 8 2 2 4 3 Equipamentos auxiliares 2 4 4 Avaliação 1 2 Total do módulo 9 18 Tabela B.2 — Equipamentos de combate a incêndio e auxiliares – Conteúdo programático Equipamentos de sistema fixo e operação automática Módulo Carga horária: Teoria Prática 1 2 4 2 Avaliação 1 2 Total do módulo 3 6 Tabela B.3 — Atividades operacionais de bombeiro profissional civil – Conteúdo programático Atividades administrativas e operacionais Tabela B.4 — EPI e EPR – Conteúdo programático Módulo Carga horária: Teoria Prática 1 EPI 2 2 2 EPR 2 4 3 Avaliação 1 4 Total do módulo 5 10 Módulo Carga horária: Teoria Prática 1 Emergências em elevador 1 não 2 2 4 3 Plano e emergência 1 não 4 8 8 5 Resgate de vítima em altura 8 8 6 Avaliação 2 4 Total do módulo 22 24 Tabela B.5 — Salvamento terrestre – Conteúdo programático Prevenção em área de pouso de helicóptero Resgate de vítima em espaços confinados Módulo Carga horária: Teoria Prática 1 Legislação 1 não 2 Conceitos 1 não 3 1 não 4 EPI e EPR 2 4 5 Ações operacionais 2 4 6 Avaliação 1 2 Total do módulo 8 10 Tabela B.6 — Produtos perigosos – Conteúdo programático Guia de procedimentos de emergências ABIQUIM Módulo Carga horária: Teoria Prática 1 Legislação especifica 1 0 2 Procedimentos iniciais 1 0 3 Avaliação inicial 1 1 4 Vias aéreas 1 1 5 RCP 1 3 6 AED/DEA 4 4 7 Estado de choque 2 2 8 Hemorragias 2 2 9 Fraturas 2 4 10 Ferimentos 1 1 11 Queimaduras 2 1 12 Emergências clinicas 2 1 13 2 4 14 Pessoas com mobilidade reduzida 1 0 15 Múltiplas vítimas 2 2 16 Psicologia em emergências 2 0 17 Avaliação 2 4 Total do módulo 29 30 Tabela B.7 — Primeiros-socorros – Conteúdo programático Movimentação, remoção e transporte de vítima Módulo Carga horária: Teoria Prática 1 Fundamentos da análise de riscos 2 não 2 Riscos específicos de plantas 1 4 3 Avaliação 1 0 Total do módulo 4 4 Tabela B.8 — Fundamentos da análise de riscos – Conteúdo programático
  6. 6. Tão importante quanto a grade e a carga horária, são as competências que o aluno deve conseguir desempenhar ao final de cada módulo; Ao final de cada bloco o estudante deve ter contato com os materiais e equipamentos relacionados e ter competência para desempenhar as atividades. Caso ao final do módulo o estudante não tenha conhecimento dos assuntos ou não seja capaz de desempenhar qualquer das competências relacionadas o curso e a validade do certificado podem ser questionado. AVISO: Se em seu curso, você NÂO RECEBEU as aulas ou não desenvolveu as práticas nos temas a seguir, pode estar correndo risco de morte no exercício da profissão ou oferecendo insegurança a sociedade, podendo agravar a situação de vítima ou causar danos durante o de atendimento. Caso perceba algum tema na relação a seguir que desconheça ou não se sinta seguro ou preparado para atuar, leve esta cartilha ao local onde se formou e solicite agendamento para as aulas teóricas e práticas necessárias para regularizar sua formação. Em caso de dúvida busque orientação e auxílio junto ao Conselho Nacional de Bombeiros Civis CNBC Brasil, cnbc.org.br A relação a seguir está focada nas “competências práticas” do formando: B.1- Prevenção e Combate a Incêndio: Demonstrar os principais procedimentos para o funcionamento do sistema de meios de fuga: saídas de emergência, escadas de segurança, corredores e rotas de fuga; dos sistemas de iluminação de emergência; do elevador de segurança; dos meios de aviso, detecção e alarme de incêndio; da sinalização de emergência Demonstrar as principais técnicas de busca e exploração da área em sinistro, ventilação natural ou forçada (pressão negativa, venturi e positiva), entradas forçadas, resgate de vítimas, confinamento, isolamento, salvatagem, combate com emprego correto dos tipos de jatos de água (neblina, cone de força e sólido), emprego, dimensionamento e técnicas de aplicação de espuma mecânica e rescaldo de incêndio. Demonstrar a montagem de uma linha direta de combate a incêndio, a partir de um hidrante e/ou viatura, linha adutora e linha siamesa. Demonstrar o uso de linha de água para ataque direto, ataque indireto e ataque combinado B.2 — Equipamentos de combate a incêndio e auxiliares Demonstrar na prática a operação de: extintores (portáteis e extintores sobre rodas, com carga de água, pó BC, pó ABC, CO2, halotrom etc.), hidrantes (predial, de coluna e subterrâneo), mangotinho, mangueiras de incêndio (tipos I, II, III, IV e V), chaves de mangueira (simples e mista), redutores, tampões e adaptadores para mangueiras e hidrantes, derivantes, válvula de recalque, passagem de nível, barrilete, esguichos (de jato sólido, regulável, formador e auto-edutor de espuma) e proporcionadores de espuma (de linha e de sistema) Demonstrar na prática o conhecimento dos equipamentos e os principais procedimentos de emergência para o correto funcionamento de bombas (elétricas e a combustão), chuveiros automáticos (sprinklers) e sistemas fixos de combate a incêndio (com espuma mecânica, gases etc.) Demonstrar na prática como transportar e armar uma escada prolongável; como operar ferramentas de corte, arrombamento e remoção (machado, machado-picareta, corta-a-frio, croque, alavanca simples, alavanca pé-de-cabra e ferramentas hidráulicas de corte e tração); como operar lanternas e refletores portáteis para iluminação; como usar uma lona para salvatagem B.3 — Atividades operacionais de bombeiro profissional civil Demonstrar na prática como operar os sistemas de comunicação por voz (fixa e móvel) e dados, usando o código alfabeto fonético e o código de pronúncia de números. Exercitar o preenchimento de relatórios padronizados de acompanhamento de trabalhos de risco, de inspeções e de acidentes. Demonstrar na prática como são realizados os testes de abertura e vedação de um hidrante predial. Exercitar o preenchimento de um relatório de incêndio em conformidade com a ABNT NBR 14023. Demonstrar na prática os procedimentos para efetuar a troca de um bico de chuveiro automático (sprinklers) B.4 — EPI e EPR Conhecer e saber a origem e os riscos de exposição a no mínimo os seguintes tipos de gases: 1 - gases asfixiantes – gás liquefeito de petróleo (GLP), gás metano (CH4), dióxido de carbono (CO2) e acetileno Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 6 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330
  7. 7. 2 - gases tóxicos - monóxido de carbono (CO), sulfidrico (H2S) e cianídrico(HCN) e 3 - gases irritantes ou corrosivos - amônia (NH2) e cloro. Conhecer as características de atmosfera insalubre por concentração de O2. Conhecer a utilização e a higienização e limpeza dos seguintes equipamentos de proteção respiratória: máscaras filtrantes e conjunto de mascara autônoma de ar respirável e máscara dedicada para vítima (carona). Saber calcular a autonomia do conjunto máscara autônoma. Conhecer e saber identificar a finalidade dos dados impressos nos cilindros de ar respirável. Demonstrar a utilização (montar o equipamento, equipar-se e deslocar-se com e sem vítima, demonstrar o equipamento), higienização e limpeza dos equipamentos de proteção respiratória Exercitar o cálculo da autonomia do conjunto máscara autônoma B.5 — Salvamento terrestre 01 Emergências em elevador. Conhecer os princípios de funcionamento de um elevador e as emergências específicas, conforme recomendações de cada fabricante de elevador 02 Prevenção em área de pouso de helicópteros, Demonstrar os principais procedimentos de segurança para balizamento, embarque e desembarque de passageiros e procedimentos de controle em caso de emergência, envolvendo incêndio e resgate de vítimas 03 Plano de emergência, Conhecer as principais recomendações de um plano de emergência, relativas a uma emergência contra incêndio, hostilidades em casos de ameaças de bombas e terrorismo, uma emergência de abandono de área em uma planta, conforme Norma ABNT NBR 15219 04 Resgate de vítimas em espaços confinados. Aplicar as técnicas e os equipamentos para resgate de vítimas em espaços confinados 05 Resgate de vítimas em altura. Aplicar as técnicas e utilizar os equipamentos para resgate de vítimas em altura B.6 — Produtos perigosos Demonstrar na prática o conhecimento dos equipamentos de proteção individual e respiratória nível A, B e C, específicos para atendimento a produtos perigosos Demonstrar na prática a aplicação e utilização de barreiras de contenção, absorção, mantas absorventes, matérias adsorventes e absorventes orgânicos. Demonstrar na prática as técnicas de resgate de vítimas contaminadas e descontaminação de vítimas e ambientes B.7 — Primeiros-socorros Avaliar e reconhecer os riscos iminentes, os mecanismos de lesão, número de vítimas e o exame físico destas Conhecer os sinais e sintomas de obstruções em adultos, crianças e bebês conscientes e inconscientes, e promover a desobstrução Praticar as técnicas de RCP, DEA - Utilizar equipamentos semi-automáticos para desfribilação externa. Aplicar as técnicas de prevenção e socorro ao estado de choque, contenção de hemorragias, imobilizações (de lesões no sistema músculo esquelético), cuidados específicos em ferimentos, Aplicar as técnicas e procedimentos de socorro de queimaduras, AVC (Acidente Vascular Cerebral) (Nota: AVC atualmente é AVE Acidente Vascular Encefálico), dispneias, crises hiper e hipotensiva, IAM (infarto agudo do miocárdio), diabetes e hipoglicemia, movimentação, remoção e transporte de vítima, atendimentos que envolvam múltiplas vítimas B.8 — Fundamentos da análise de riscos Riscos específicos de plantas, Participar de visita supervisionada pelo instrutor em no mínimo um dos seguintes tipos de planta: serviço de hospedagem, comercial, shopping center, indústria química, indústria metalúrgica, depósito e local de reunião pública ATENÇÃO A PARTE PRÁTICA, MAIS DE 60% DO CURSO É PRÁTICO: Estão previsos em Norma, diversos exercícios e atividades práticas, que não podem ser realizadas em um único dia ao final do curso, basta confrontar a carga horária mínima, são 94h de teoria e 116 práticas. Cuidado, empregados desinformados ou mesmo agindo de forma inescrupulosa, acabam por inflar a parte de teoria e deixar de atender aos requisitos de prática, a consequência é que a carga hora´ria no final da conta é a mesma, mas o aluno deixa de desenvolver as competências necessárias que a prática proporciona. O curso profissionalizante de Bombeiro Civil, muito mais que informar o aluno deve capacitá-lo ao seguro e eficaz exercício da profissão, seja nos meios público ou privado em MUNICÍPIOS, EMPRESAS E COMUNIDADES, acredite em você e na profissão, somos muito importantes para esse País. Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 7 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330
  8. 8. Consulta sobre “requisitos para Instrutores” conforme Norma ABNT NBR 14608:2007 Pré requisito básico para “todo e qualquer” instrutor de qualquer um dos módulos a seguir: nível escolar igual ou superior ao ensino médio , formação em técnicas de ensino com carga horária mínima de 40h em instituição de ensino nacional ou estrangeira, e mais: 3.14 instrutor em atividades administrativas e operacionais de bombeiro profissional civil , profissional com: - formação em atividades operacionais de bombeiro profissional civil com carga horária mínima de 40h realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída, ou profissional que tenha ministrado cursos de atividades operacionais de bombeiro profissional civil para bombeiros profissionais civis nos últimos cinco anos, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil, ou bombeiro profissional civil com cinco anos de experiência no assunto, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil 3.15 instrutor em EPI e EPR , profissional com: ⎯ formação em EPI e EPR com carga horária mínima de 40 h, realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída, ou profissional que tenha ministrado cursos de EPI e EPR para bombeiros profissionais civis nos últimos cinco anos, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil 3.16 instrutor em equipamentos de combate a incêndio , profissional com: ⎯ formação em equipamentos de combate a incêndio com carga horária mínima de 40 h, realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída, ou profissional que tenha ministrado cursos de equipamentos de combate a incêndio para bombeiros profissionais civis nos últimos cinco anos, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil 3.17 instrutor em fundamentos de análise de risco , profissional com: ⎯ formação em fundamentos de análise de risco com carga horária mínima de 140 h, realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída, ou profissional que tenha ministrado fundamentos de análise de risco para bombeiros profissionais civis nos últimos cinco anos, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil 3.18 instrutor em prevenção e combate a incêndio , profissional com: ⎯ formação em prevenção e combate a incêndio com carga horária mínima de 200 h, realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída, ou profissional que tenha ministrado cursos de prevenção e combate a incêndio para bombeiros profissionais civis nos últimos cinco anos, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil 3.19 instrutor em primeiros-socorros , profissional com: ⎯ formação em primeiros-socorros com carga horária mínima de 240 h, realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída, ou profissional que tenha ministrado primeiros-socorros para bombeiros profissionais civis nos últimos cinco anos, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil 3.20 instrutor em produtos perigosos , profissional com: ⎯ formação em produtos perigosos com carga horária mínima de 80 h, realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída, ou profissional que tenha ministrado produtos perigosos para bombeiros profissionais civis nos últimos cinco anos, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil 3.21 instrutor em salvamento terrestre e altura, profissional com: ⎯ formação em salvamento terrestre com carga horária mínima de 80 h, realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída, ou profissional que tenha ministrado salvamento terrestre para bombeiros profissionais civis nos últimos cinco anos, confirmados por atestado de capacitação técnica emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 8 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330
  9. 9. Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil Entidade nacional de união, representação, defesa e desenvolvimento da profissão, pela normatização e políticas de Ensino, Emprego e Segurança em proteção humana, prevenção e resposta a emergências nos Municípios, Empresas e Comunidades, Mantenedor do Registro Nacional e consulta pública a inscritos. Associação Civil, Não governamental, Voluntária e sem fins lucrativos Fundação outubro de 2009, Constituição maio 2011, Ratificação janeiro 2012, CNPJ 13.559.047/0001-31 Inscritos e Associados em 18 Estados do Brasil e no Distrito Federal, legitimado por centenas de pessoas: Professores e Estudantes, Bombeiros, Guarda Vidas, Tripulantes de Veículos de Emergência, Responsáveis Técnicos por Ensino e por Serviços; entidades: Escolas, Prestadoras, Associações e Sindicatos. Equipe de Trabalho novembro 2013 Diretoria : Presidente: Ivan Campos de Carvalho – CNBC 010001- São Paulo - SP Vice-presidente: Leila Brandão de Azevedo – CNBC 200007 – Gama – DF Diretor Administrativo: Diretor Financeiro: Aroldo Quinto de Sousa – CNBC 010008 – São Paulo – SP Secretários: Pernambuco: Luciano Gonçalves de Souza - CNBC 300396 – Arco Verde - PE Goiás: Eduardo Moreira de Almeida – CNBC 300397 – Valparaíso – GO Ceará: Sérgio Luiz da Silva Lepine – CNBC 110120 – Fortaleza – CE Espirito Santo: Antônio Cláudio Esquincalha – CNBC 140048 – Vitória – ES Rondônia: Márcio dos Santos Silva – CNBC 300366 – Porto Velho – RO Santa Catariana: Marlon Ney da Silva – CNBC 300360 – Camboriú – SC Tocantins: Francisco das Chagas Alencar Moreira Mourão – CNBC 300445 – Palmas – TO Paraíba: André Alves Ferreira – CNBC 130111 – João Pessoa – PB São Paulo: José Luis Bastias Valdívia - CNBC 060136 – São Bernardo do Campo-SP Amazonas: James Moraes Ramos – CNBC 190190 – Manaus – AM Pará: Marcos Patrick Rodrigues Moraes – CNBC 300520 – Belém - PA Minas Gerais: Mauro Celso Malaquias da Silva – CNBC 300519 - Belo Horizonte -MG Rio Grande do Sul - Haslley Vinícios de Alvarenga – CNBC 060260 – Porto Alegre - RS Secretário do Trabalho: José da Silva Mendes – CNBC 190153 – Manaus – AM Secretário de Educação: Luciano Rodrigues - CNBC 010040 -Taboão da Serra -SP Secretário de Comunicação: Luiz Carlos Gabriel – CNBC 300518 - São Paulo-SP Assessores: Celma Barbosa Lima – CNBC 300398 – Valparaíso - GO Carlos Augusto Pereira Costa – CNBC 010061 – Espirito Santo do Pinhal -SP Edson Cossi Rodrigues do Vale – CNBC 010109 – Marília – SP Ricardo Viana dos Santos – CNBC 220018 – Aracaju – SE Givanildo Gomes da Silva – CNBC 190137 – Cuiabá – MT Marcondes Barbosa – Brasília-DF Valdir Fernandes – São Paulo-SP Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 9 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330
  10. 10. LISTA DE ITENS A CONFERIR PARA PESQUISA DE CURSOS DE FORMAÇÂO DE BOMBEIROS CIVIS: 1 – NOME DA ESCOLA_____________________________________________TEM INSCRIÇÂO NO CNBC? SIM (__) QUAL O NÚMERO (_________), verificado no site sim(___) Não(___) NÂO (___) Porque não?_________________________________________________________________ 2 – QUAL O CNPJ DA ESCOLA? (___) Sim forneceu, CNPJ Anotar: ________________________________ (___) Não forneceu, Por quê? _______________________________________________________________ Conferido no site da Receita Federal, www.receita.fazenda.gov.br Em situação ativa e regular SIM (__) ou NÃO (__), o CNAE é relacionado ao curso SIM (__) ou NÃO (__), Consultar PROCON, a escola possui reclamações SIM (__) ou NÃO (__), 3 – A escola possui estes itens para consulta? SIM (__) ou NÃO (__), Código de Defesa do Consumidor SIM (__) ou NÃO (__), Norma Nacional de Formação e aperfeiçoamento de Bombeiros Civis. SIM (__) ou NÃO (__), Código de Ética do Bombeiro Civil, e Normas Nacionais do CNBC SIM (__) ou NÃO (__), Manual para Atendimento a Emergências com produtos perigosos, da ABIQUIM 4 – A ESCOLA FORNECE CÓPIA DO CONTRATO DO CURSO? SIM (__) estou levando uma cópia para estudar. NÃO, MAS PUDE LER NO LOCAL(__) NÃO ofereceram e não pude ler no local(__) Por que?___________________________________________ 5 – A ESCOLA FORNECE A GRADE E DO PROGRAMA DO CURSO SIM (__) estou levando uma cópia para estudar. NÃO, MAS PUDE LER NO LOCAL(__) NÃO ofereceram e não pude ler no local(__) Por que?___________________________________________ A GRADE ATENDE A TABELA DA PÁGINA 4 DA CARTILHA INFORMATIVA DO CNBC? (__)SIM OU (__)NÃO 6 – PODERIA ME MOSTRAR A ESTRUTURA DA ESCOLA? SIM (__), pude verificar as instalações, (___)NÃO, Por que________________________________________ Recepção (_)Ótima, (_)Boa, (_)Regular, (_)Ruim Sala de aula: (_)Ótima, (_)Boa, (_)Regular, (_)Ruim Equipamentos (_)Ótima, (_)Boa, (_)Regular, (_)Ruim Área prática: (_)Ótima, (_)Boa, (_)Regular, (_)Ruim 7 – QUAL A FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DOS PROFESSORES? Responsável Técnico do curso ______________________________________________________________ Prof. de Primeiros Socorros _________________________________________________________________ Prof. de Combate a Incêndio ________________________________________________________________ Prof. de Produtos Perigosos ________________________________________________________________ Prof. de Salvamento ______________________________________________________________________ 8 – QUAL É A PROPORÇÃO DE ALUNOS POR INSTURORES EM SALA? Na teoria______aluno por ____instrutores, prática de: Primeiros Socorros a_____aluno por ____instrutores, Combate a Incêndio a____aluno por ____instrutores, e Salvamento ______aluno por ____instrutores 9 – EU PODERIA VER UM CERTIFICADO QUE A ESCOLA FORNECE AO ALUNO? Conferir se contém as seguintes informações: (__) - Os termos “Formação de Bombeiro Civil., (__) Nome e RG do aluno, (__) Carga horária total, (_)data de início e término do curso; (__) Qual Norma Nacional atende, (__) Histórico do curso, dividido em grade dos 8 módulos, discriminadas as cargas horárias teórica e prática de cada módulo, com frequência de presença e nota a cada módulo e nota final. (__) Nº do registro do certificado, nº da página e do livro da escola, (__) Nome, nº CNBC ou documento e assinatura do responsável pela escola e do RT Responsável Técnico pelo curso “ou” de todos os instrutores de cada um dos 8 módulos com RG e CPF. h) -Identificação da entidade emissora do certificado com: Razão social, número de CNPJ, endereço completo, telefone e se houver outros meios de contato, (__) Número CNBC da Escola. 10 – HÁ MILTARES NA ESCOLA COMO INSTRUTORES? (__) NÃO, (__) SIM, mas dentro da escola se comportam como professores civis e não usam a patentes (__) SIM E SE COMPORTAM COMO MILIATRES 11 – OUTRAS QUESTÔES IMPORTANTES: - É OBRIGADO A COMPRAR UNIFORME NA ESCOLA (__) SIM (__)NÃO - ESTÁGIO OBRIGATÓRIO (__)SIM (__)NÃO, Se houver atende a LEI FEDERAL 11.788 (__)SIM (__)NÃO - USAM UNIFORMES PARECIDOS COM FARDA DE MILITARES? SIM (__) ou NÃO (__), - ALGUEM NA ESCOLA SE IDENTIFICA COMO COMANDANTE OU USA PATENTES? SIM (__) ou NÃO (__), - HÁ EDUCAÇÃO FÍSICA COM PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA? SIM (__) ou NÃO (__), Cartilha informativa sobre cursos de Formação de Bombeiro Civil, regularidade e validade para registro no CNBC Pág 10 de 10 Conselho Nacional de Bombeiros Civis – CNBC Brasil, site cnbc.org.br / e-mail atendimento@cnbc.org.br, tel (11) 2826-0330

×