Oportunidades de Inovação para os Jogos Esportivos Mundiais

1.322 visualizações

Publicada em

Slides apresentados por Alexandre Pauperio, durande a segunda edição do Rodadas de Inovação, ciclo promovido pela Incubadora de Negócios UNIFACS.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oportunidades de Inovação para os Jogos Esportivos Mundiais

  1. 1. Rodadas de Inovação 30 de setembro de 2010
  2. 2. <ul><li>30 de setembro de 2010 - citações </li></ul><ul><li>Inovação : 4,85 milhões </li></ul><ul><li>Gestão : 23,2 milhões </li></ul><ul><li>Innovation : 122 milhões </li></ul><ul><li>Management : 814 milhões </li></ul><ul><li>Beatles : 39,7 milhões </li></ul><ul><li>Jesus : 194 milhões </li></ul>Relevância
  3. 3. Ela está em todo lugar...
  4. 4. “ Inovação virou um mantra” (Plonsky, 2007)
  5. 5. Convergências das políticas públicas dos países desenvolvidos e dinâmicos voltadas para a incorporação do conhecimento como principal elemento de geração de competitividade e sustentabilidade Inovação como meio para a competitividade e a sustentabilidade Sociedade do conhecimento
  6. 6. Dinâmica da Inovação <ul><ul><ul><ul><li>Etkowitz – Capitalização do Conhecimento </li></ul></ul></ul></ul>
  7. 7. Inovação Fórmula de lucro Processos Propósito de valor Recursos Alavanca da competitividade Modelo de Negócio
  8. 8. Inovação <ul><li>Inovação “é o impulso fundamental que coloca e mantém em movimento a engrenagem da economia” (Joseph Schumpeter) </li></ul><ul><ul><li>Essencial à evolução do mercado </li></ul></ul><ul><ul><li>Condição para o aumento da competitividade das empresas, regiões e países </li></ul></ul><ul><ul><li>Ponto fundamental da “Economia do Conhecimento” </li></ul></ul>http://www.pensamentoeconomico.ecn.br/economistas/joseph_schumpeter.html
  9. 9. <ul><li>“ Inovação é a transformação de uma idéia em um produto novo ou melhorado que se introduz no mercado, ou em novos sistemas de produção, e em sua difusão, comercialização e utilização. Entende-se também por inovação tecnológica, a melhoria substancial de produtos ou processos já existentes.” </li></ul><ul><li>Manual Frascati (2003) </li></ul>Inovação “ Inovação = Ideia + Implementação + Sucesso” Fórum de Inovação da FGV “ Inovação é a implementação de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente melhorado, ou um processo, ou um novo método de marketing, ou um novo método organizacional nas práticas de negócios, na organização do local de trabalho ou nas relações externas .” Manual de Oslo/OCDE
  10. 10. <ul><li>Onde acontece? </li></ul><ul><li>– Produto (bem ou serviço) </li></ul><ul><li>– Processo produtivo </li></ul><ul><li>– Organizacional </li></ul><ul><li>– Marketing </li></ul><ul><li>Qual a abrangência da inovação? </li></ul><ul><li>– Novo para a empresa </li></ul><ul><li>– Novo para o mercado local </li></ul><ul><li>– Novo para o mundo </li></ul><ul><li>Tipo? </li></ul><ul><li>– Tecnológica </li></ul><ul><li>– Não tecnológica </li></ul>Inovação
  11. 11. Radical – resulta em um produto ou processo cujas características, atributos ou usos difiram radicalmente dos existentes Incremental – entendida como a melhoria de produto ou processo existente cujo desempenho tenha sido significativamente melhorado ou a reconfiguração de uma tecnologia já existente para outros propósitos Disruptiva – provocam uma ruptura em modelos de negócios que estão estabelecidos. Normalmente favorecem o aparecimento de novos produtos com desempenho equivalente ao padrão do mercado, mas inferior ao dos líderes, adotando uma nova abordagem que o torne mais barato, mais conveniente ou mais fácil de usar. Qual o grau da inovação?
  12. 12. Inovação - tipos <ul><li>Tempo </li></ul><ul><li>Desempenho/ custo e melhorias </li></ul><ul><li>Incremental </li></ul><ul><li>Radical </li></ul><ul><li>Disruptiva/ Ruptura </li></ul>
  13. 13. Inovação de Ruptura <ul><li>Clayton M. Christensen – Três tipos de inovação </li></ul><ul><li>Inovação de Sustentação: crescimento natural; </li></ul><ul><li>Inovação de Ruptura: transforma em algo mais simples e acessível; </li></ul><ul><li>Inovação em Modelos de Negócios: novos clientes, custos baixos e maior eficácia. </li></ul>Fonte: Flickr de Linden.g.
  14. 14. Os elementos da inovação de ruptura 1. Tecnologia sofisticada simplificadora 2. Modelos de gestão inovadores e de baixo custo Regras e Padrões que facilitam a mudança 3. Cadeia de valor economicamente coerente Clayton M. Christensen (Inovação na Gestão da Saúde, 2009)
  15. 15. Janela de Oportunidade
  16. 16. Fontes de Inspiração
  17. 17. Design Thinking <ul><li>“ Design thinking is an approach that uses the designer’s sensibility and methods for problem solving to meet people’s needs in a technologically feasible and commercially viable way. In other words, design thinking is human-centered innovation.” —Tim Brown </li></ul>
  18. 18. Evolução dos Modelos: lógica <ul><li>Rothwell, 1992 </li></ul>
  19. 19. Modelo Aberto de Inovação <ul><li>Pesquisa </li></ul><ul><li>Desenvolvimento </li></ul><ul><li>tempo </li></ul><ul><li>Comercialização </li></ul><ul><li>Internalização de idéias e tecnologias </li></ul><ul><li>Licenciamento de patentes </li></ul><ul><li>Internalização de patentes e know how </li></ul><ul><li>Spin offs </li></ul><ul><li>Internalização de protótipos para scale up </li></ul><ul><li>Boas e viáveis idéias próprias </li></ul><ul><li>Boas idéias, sem viabilidade </li></ul>
  20. 20. Casos Emblemáticos
  21. 21. Caminhos a evitar
  22. 22. E o nosso caminho? <ul><li>Acarajé, Capoeira, Pão Delícia, Água de Côco, Moqueca, Caipirinha.... </li></ul><ul><li>Tecnologias da informação e comunicação </li></ul><ul><li>“ Legado”  = Sociedade Melhor </li></ul>
  23. 23. Buscar Oceanos Azuis
  24. 24. Instrumentos <ul><li>Estado da Bahia: </li></ul><ul><li>FAPESB – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia </li></ul><ul><li>INOVATEC </li></ul><ul><li>Governo Federal: </li></ul><ul><li>Fundos Setoriais – 16 instrumentos de financiamento de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação </li></ul><ul><li>PDP – Política de Desenvolvimento Produtivo (PITCE II) </li></ul><ul><li>Lei de Informática - concede incentivo fiscal à pesquisa e desenvolvimento, mediante o desconto no recolhimento do IPI referente ao produto a ser fabricado no Brasil </li></ul><ul><li>Sibratec – Sistema Brasileiro de Tecnologia: “apoiar o desenvolvimento tecnológico do setor empresarial nacional, por meio da promoção de atividades de pesquisa e desenvolvimento de processos ou produtos voltados para a inovação e de prestação de serviços de metrologia, extensionismo, assistência e transferência de tecnologia.” </li></ul><ul><li> Tendência à convergência entre os instrumentos e organismos. </li></ul>
  25. 25. Caminhos a seguir...

×